Unitrans

Programa reconhece empenho de operadores e premia os melhores profissionais de empresas de ônibus do ano

Posted on

Estímulo ao conhecimento para melhorar a capacitação de seus operadores e ofertar um melhor serviço aos usuários do transporte coletivo em João Pessoa. É sempre com esse foco que as empresas de ônibus de João Pessoa, Unitrans e Santa Maria, realizam, desde 2013 o projeto “Operador em Ação”. Nesta terça-feira (18), aconteceu o encerramento do módulo 2018 com diversos motoristas e cobradores sendo premiados, porque atingiram ótimos resultados nos quesitos avaliados no programa, como 100% de participação nos treinamentos, ausência de registro de reclamações de passageiros ou órgão gestor, assiduidade no trabalho, boa condução e atendimento ao usuário, biometria, dentre outros.

A solenidade de encerramento do Projeto e de premiação, que também foi prestigiada por representantes da Semob e do Sintur, foi realizada no auditório do Tribunal de Contas do Estado, às 8h30 e às 15h (em dois momentos para que todos pudessem participar, sem prejudicar suas escalas de trabalho). Na ocasião, a gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Isabela Maria, conduziu a solenidade. Na abertura, ela comparou as empresas de ônibus a um time de futebol. “Aqui, também temos time forte e nos preparamos sempre para os campeonatos. Vamos elencar nesta solenidade, os 11 jogadores que alcançaram pontuações altas nos quesitos avaliados. Eles representam todos os operadores”, disse Isabela, chamando também todos da comissão técnica do programa para o palco.

Diante do gerente da Santa Maria, Rogério Vieira, do gerente de manutenção da Unitrans, Ricardo Galvão, e de diversos colaboradores dos setores de Segurança em Medicina no Trabalho (Sesmt)  Recursos Humanos,  Allisson Ricartte, gerente de Tráfego da Unitrans, falou sobre o programa e a adesão voluntária dos operadores. “A gente fica extremamente feliz quando vê que tanta gente está falando a mesma língua e atuando da mesma forma”, comentou Alysson. “Temos inúmeros desafios em 2019, como o transporte clandestino que temos que vencer, mas juntos conseguiremos”, disse Rogério.

Já o gerente de manutenção da Unitrans, Ricardo Galvão, relembrou o amigo e companheiro de trabalho falecido ano passado, Adeilton Nascimento, e ressaltou o crescimento da empresa e de todos aqueles que fazem parte dela e investem tempo e conhecimento para fortalecê-la, como é o caso de programas como o Operador em Ação. “Adeilton foi serviços gerais e chegou a gerente. Eu comecei como cobrador, e digo, sou grato por ter crescido e ter chegado aqui. Vocês também conseguem”, afirmou Ricardo.

O diretor Adjunto da Semob, Wallace Albuquerque, destacou a seriedade de um projeto como o esse para a mobilidade urbana. “Esse é um trabalho de suma importância porque atua para melhorar o serviço público, que é o de transporte coletivo, através do conhecimento, da qualificação dos operadores”, comentou, parabenizando as empresas Santa Maria e Unitrans, representadas, na ocasião por suas diretoras, Larissa Nascimento e Lorena Dantas.

Logo após os agradecimentos e esclarecimentos sobre as regras do programa, chegou o momento do sorteio de duas TVs 32’’. Quem ganhou foi a cobradora da Santa Maria, Maria de Fátima, e o cobrador da Unitrans, Ivaldo Oliveira.

Premiações do programa Operador em Ação

No total, 515 operadores das empresas Santa Maria e Unitrans, em João Pessoa, alcançaram 100% de aproveitamento nas capacitações do ‘Operador em Ação’, ou seja, não faltaram aos módulos que aconteceram, bimensalmente, com temas que abordaram aspectos técnicos, operacionais, de relacionamento com o público, de segurança, sobre recursos humanos, novas tecnologias, todos contextualizados no universo de trabalho dos operadores de ônibus. Todos aqueles que estiveram presentes receberam certificado e um porta tênis/chuteiras, em alusão ao time de futebol.

Além disso, 11 operadores se destacaram nos quesitos Número de Transportados, Km/L, Biometria e Índice de Cumprimento de Horário (ICH). “Eles são medalha de ouro. Um time que representa todos os nossos operadores”, disse a gerente da RH da Unitrans, Isabela Maria, anunciando no telão os nomes: Transportados Santa Maria – Reginaldo Alves (Motorista), Flávio Costa (Motorista); Km/L – Antônio Tavares (Motorista), Melhor Biometria, Gibson Sousa.

Já da Unitrans o melhor em número de transportados foi Petrônio Bezerra – Brasil (motorista), Edmilson Pereira do Nascimento e Nilson Firmino; Melhor Km/L foi João Dias e Joabson Firmino; e Melhor Biometria foi Gerson Nascimento. Já entre os cobradores, foi escolhido um operador entre as duas empresas: Maria de Fátima Matias. Ela se destacou no quesito Biometria.

Gibson de Sousa, Motorista da Unitrans há quatro anos, foi um dos 11 operadores que se destacaram. Ele afirmou que a ação é importante para ele pois é o momento em que ele “tira para aprender um pouco mais”. “É um aprendizado que levamos para o dia a dia nas ruas”, frisou.

Petrônio Bezerra, conhecido como o motorista “Brasil”, foi o de maior pontuação no ano de 2017 e neste ano de 2018 ficou entre os 11 destaques. Ele está há 7 anos e oito meses no Grupo. “Eu só cresci nesse tempo. Adoro o que faço e se faço em uma empresa que acredito, é melhor ainda”, disse.

Maior Pontuação geral do Programa

Quatro, dos 11 operadores destaque, receberam uma distinção maior por ter alcançado as maiores pontuações do programa em seu módulo 2018. Eles ganharam uma viagem ao Rio de Janeiro, com todas as despesas pagas, para conhecer a fábrica da Marcopolo na “Cidade Maravilhosa”. Quem conseguiu o mérito foi o Motorista da Santa Maria Flavio Costa de Melo, e os motoristas da Unitrans, Edmilson Pereira, Nielson Firmino e Joabson Barbosa.

Para Flavio Costa, Motorista da Santa Maria há cinco anos, Esse é um diferencial do grupo A. Cândido. “Eu gosto muito de participar do programa. Eu tinha saído da empresa e essa é uma característica que me fez querer voltar. Ela sempre investe em qualificação”, comentou, acrescentando que “ama” o que faz. “Acredito muito na frase ‘se você faz o que ama, você não trabalha nenhum dia’”, afirmou, feliz com o reconhecimento. Ao final, todos se confraternizaram com um lanche coletivo.

O programa

A edição 2018 do ‘Operador em Ação’ teve início em janeiro e seguiu com cinco etapas bimestrais. Ele é um Programa de capacitação permanente da Unitrans e da Santa Maria, que existe desde 2013, e aborda temas ligados ao cotidiano dos operadores. A iniciativa busca qualificar os operadores com treinamentos diversos, com o objetivo de melhorar a prestação de serviço das empresas e ao mesmo tempo reconhecer o empenho e dedicação dos profissionais na melhoria continua dos processos que envolvem a operação de transporte de passageiros na cidade.

Profissionais da Unitrans e Santa Maria que se destacaram ao longo de 2018 serão homenageados no encerramento do Operador em Ação

Posted on

            Nesta terça-feira (18), os motoristas e cobradores das empresas de ônibus de João Pessoa, Unitrans e Santa Maria, que mais se destacaram no projeto ‘Operador em Ação’ de 2018 vão ser homenageados com a entrega de certificados de reconhecimento, brindes e prêmios. A solenidade que acontece no auditório do Tribunal de Contas do Estado, às 8h30 e às 15h, tem o objetivo de reconhecer a dedicação às atividades do dia a dia e a participação dos profissionais nos treinamentos do Projeto, realizados ao longo deste ano. O projeto está inserido no Programa Transportar Bem, que busca a melhoria contínua dos serviços prestados pelas empresas à população no segmento de transporte público regular.

            Na ocasião, também serão premiados os melhores do ano, com destaque para o primeiro, segundo e terceiro lugar de ambas as funções e empresas. No total, mais de 600 profissionais serão reconhecidos pela participação integral no Projeto, a partir do qual, são realizados treinamentos bimensais, com temas correlatos às atividades dos operadores.

            Na escolha dos três melhores cobradores e motoristas de cada empresa, levou-se em consideração os seguintes critérios: 100% de participação nos treinamentos, ausência de registro de reclamações de passageiros ou órgão gestor, assim como, ocorrências de trânsito (sem acidentes e multas). A solenidade de encerramento do Projeto e de premiação será realizada em dois momentos para que todos possam participar, sem prejudicar suas escalas de trabalho.

            “O Projeto tanto tem o objetivo de capacitar melhor os nossos operadores, como também é uma forma de reconhecer o empenho e dedicação deles na melhoria contínua da nossa prestação de serviço que tem uma relevância muito grande para a sociedade”, afirma gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Isabela Maria.

Sobre o ‘Operador em Ação’

            O projeto ‘Operador em Ação’ é um programa de capacitação e estímulo ao crescimento profissional que existe desde 2013 e que, no final de cada ano, premia os melhores motoristas e cobradores com base em diversos critérios. Este ano, as capacitações do ‘Operador em Ação’ aconteceram, bimensalmente, em módulos e com temas distintos que abordaram aspectos técnicos, operacionais, de relacionamento com o público, de segurança, sobre recursos humanos, novas tecnologias, todos contextualizados no universo de trabalho dos operadores de ônibus. As capacitações são ministradas pelo RH, pelos técnicos do Serviço Especial de Segurança em Medicina no Trabalho (Sesmt) e pelos profissionais do setor operacional, além de convidados. “O operador não é obrigado a participar do Projeto, que tem adesão voluntária, mas a cada ano crescem o número de participantes”, lembra a gerente de RH da Unitrans.

Colaboradores do Grupo A. Cândido se reúnem durante celebração de Natal

Posted on

Foi com o tema “Natal de Luz. Nasceu o menino Jesus” que as empresas que formam o grupo A. Cândido, formado pelas empresas Unitrans, Santa Maria, Unidas Mercedes-Benz e Transnacional Fretamento (antiga TBS), comemoraram a chegada do período natalino neste último sábado (15). O evento, que acontece há mais de 25 anos e é sempre marcado por uma missa na garagem da Unitrans, em Água Fria,  contou com a presença de diversos convidados ligados ao setor de transportes, a exemplo do ex-Diretor Executivo da AETC-JP, Mário Tourinho, e o ex-Secretário de Mobilidade Urbana de João Pessoa, Carlos Batinga, além de colaboradores das empresas.

Este ano, pela segunda vez, quem celebrou a cerimônia foi o padre Nilson Nunes, do Santuário Mãe Rainha. A missa teve início às 9h com o acolhimento do público e a entrada dos diretores das empresas do Grupo A. Cândido. Logo no início, o padre lembrou de quão difícil foi o ano de 2018 para muita gente e destacou que 2019 será um ano de esperança.

“Mais um ano se finda e com ele, devemos também renovar nossa fé e esperança. Este é um período (Natal) de luz em tempos de trevas”, começou. “É Jesus que virá para trazer esperança e discernimento”, frisou o padre Nilson, dando continuidade à primeira leitura do livro de Isaias, explicando sobre os pastores e os cordeiros, usados para sacrifícios e que quando Jesus nasceu, Ele passou a ser “o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo”, deixando, portanto, os judeus, de matar seus cordeiros e oferecer em sacrifício.

Durante toda a eucaristia, o religioso falou sobre renovação. “Este ano, precisamos de transformação, renovação. Em nome Dele, estejamos aqui e vamos vencer todos os obstáculos. tenha certeza de que tudo vai passar e que tudo é possível àquele que crê”, disse ele, prosseguindo com cânticos de louvor a Jesus.

Após a entrada dos colaboradores trazendo em mãos representações das empresas para colocar no altar, o diretor da Unitrans, Alberto Pereira, falou aos seus convidados. “Agradeço a presença de todos aqui hoje. sei como é difícil deixar seus afazeres, sua folga, para sair de casa, muitas vezes no calor, para estar aqui. Mas, como isso tudo é um momento de confraternização feito para vocês, espero que tenham gostado, comentou o diretor, acrescentando que o ano de 2019, será de desafios. É  um ano de transição de governo, depois de um ano difícil, mas vamos seguir sempre com o nosso objetivo de fazer nossa família forte e bem melhor”, concluiu.

Em seguida, o irmão de Alberto, Agnelo Nascimento, diretores do Grupo A. Cândido, também deixou sua mensagem. “Quero agradecer a todos pela presença. também ao padre Nilson, por conduzir tão bem esse evento, e dizer que 2019 será um ano realmente importante”, comentou, frisando que a insegurança é um dos maiores problemas a serem pensados pelos novos governantes. “Eu só espero que os governantes resolvam a questão maior da família, que é a de não saber se seu filho, filha, marido, esposa, chegou bem em casa, no seu trabalho. Pecamos a Deus que Ele ilumine esses governantes para combater a  insegurança e a pobreza”, disse Agnelo.

Mario Luna, Diretor de pós-vendas da Unidas Mercedes-Benz, disse que esse é um evento importante para o colaborador do Grupo. “É um momento em que nos encontramos e nos confraternizamos, exaltando a família e seus valores”, comentou. Já para o motorista da Unitras, José Francisco de Assis, que estava na missa com sua esposa, Luzinalva de Assis, e suas vizinhas, essa ação do Grupo A. Cândido é única. “Eles cuidam da gente, de nossa família como ser humano. Isso não se vê em empresa alguma”, destacou o motorista que já tem 22 anos de profissão.

“A grande dificuldade do setor de transportes em relação aos seus colaboradores é justamente unir todos em um só momento. O setor nunca para. E o Grupo consegue fazer isso de forma espontânea”, explicou o diretor executivo da Transnacional  Fretamento (antiga TBS), Joselito Pereira. Ele esteve na confraternização com sua esposa, Nielma, e sua filha, Juliane.

O evento terminou por volta das 11h30, com uma apresentação dos filhos dos colaboradores e um lanche coletivo.

Romaria da Penha terá reforço de 135 ônibus que garantirão retorno dos fiéis do evento religioso

Posted on

A tradicional Romaria da Penha, que acontecerá no próximo final de semana, começando no dia 24 e terminando no domingo 25 contará, a exemplo dos anos anteriores, contará com um esquema especial de reforço nas linhas de ônibus. O objetivo é assegurar o retorno dos romeiros no fim do evento religioso. No total, 135 ônibus extras, sendo 100 do Consórcio Unitrans e 35 do Consórcio Navegantes, estarão à disposição do evento. A partir das 16h do sábado, as empresas já começam a posicionar seus veículos na PB-008, próximo do posto de combustíveis “Federal”.

Os ônibus circularão por toda a região de Mangabeira, Beira Rio e pela Avenida Epitácio Pessoa até o Terminal de Integração do Varadouro (TIV), partindo da Penha. “Todos os anos, sob a coordenação da SEMOB, nós nos mobilizamos para garantir o pleno atendimento dos fiéis da Romaria com esse reforço de frota, de forma que os fiéis podem ficar tranquilos, pois terão à disposição muitos veículos”, reforça o diretor do Consórcio Unitrans, Alberto Pereira.

Projeto Operador em Ação da Unitrans começa última etapa com treinamento sobre turbina e avaliação preliminar de resultados

Posted on

Os motoristas da empresa de ônibus Unitrans começaram nesta segunda-feira (19) a última uma etapa do projeto Operador em Ação 2018. Até o dia 22, os operadores trabalharão uma temática operacional, focada especialmente numa peça da engrenagem do motor – a turbina – que está diretamente ligada ao desempenho do veículo, ao consumo de combustível e a própria vida útil do motor. Os instrutores Cláudio Martins, Enos Cunha e Charles Queiroz vão conduzir a capacitação que também conta com a gerente de RH, Isabela Maria e Alysson Ricartti, do Tráfego da Unitrans.

Dividido em cinco etapas bimestrais, com duas turmas por dia, sendo uma pela manhã e outra à tarde, e divididas por terminais de linhas para que todos os profissionais possam participar, o Projeto começa agora a última etapa antes da cerimônia de premiação dos melhores operadores do ano, que acontece no dia 18 de dezembro. Segundo Isabela, 560 operadores, o equivalente a 60% do quadro, estão com 100% de frequência aos treinamentos do Projeto, um dos pré-requisitos para concorrer às premiações que vão de um brinde ao final do projeto, passando por folgas no Natal ou Reveillon, um sorteio de uma TV para a maior pontuação do terminal até uma viagem, com tudo pago, para conhecer a fábrica da Marcopolo no Rio de Janeiro. A viagem vai contemplar três operadores que obtiverem as maiores pontuações do ano.

Nesta última etapa do Projeto, antes de ser abordada a questão da turbina, o chefe de tráfego Allisson Ricartti, apontou alguns resultados do Operador em Ação, que embora seja voluntário, tem tido um bom engajamento dos profissionais e mostrado uma curva ascendente de resultados positivos. “Nós não obrigamos ninguém a vir, mas, todos sabem que é muito importante essa participação porque ela reflete o compromisso do profissional em querer melhorar cada vez mais. E essa participação tem se transformado em resultados positivos, a exemplo da redução dos acidentes, da melhor operação dos veículos, na melhoria da prestação do serviço, nos índices de cumprimento de horários, etc”, destacou Allisson.

Na parte operacional, os instrutores falaram sobre a importância da turbina na operação do motor e deram dicas importantes que ao serem colocadas em prática influenciam diretamente no desempenho do veículo, a exemplo de evitar altas rotações e aguardar 30 segundos para dar partida ou após parar o carro para desligar o motor. “A turbina é uma peça cara cujo tempo de vida útil pode ser reduzido em 50% caso a operação do veículo não seja correta”, explicou Charles Queiroz.

O ‘Operador em Ação’ é um Programa de capacitação permanente da Unitrans, que existe desde 2012, e aborda temas ligados ao cotidiano dos operadores. A iniciativa busca qualificar os operadores com treinamentos diversos, com o objetivo de melhorar a prestação de serviço da empresa e ao mesmo tempo reconhecer o empenho e dedicação dos profissionais na melhoria continua dos processos que envolvem a operação de transporte de passageiros em João Pessoa.

Motoristas da Unitrans participam de treinamento que busca harmonizar a convivência no trânsito entre ônibus e ciclistas

Posted on

 Imagine um trânsito onde o transporte coletivo conviva harmonicamente com pedestres, veículos pequenos e ciclistas. Esse é o ideal que o sistema de transporte de João Pessoa está buscando atingir também com o Programa de Humanização de Operadores do Sistema de Transporte Coletivo da Capital. A proposta, lançada há três anos pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), chega a terceira etapa com foco em ações direcionadas para melhorar a convivência entre ônibus e ciclistas. Nesta sexta-feira (05), operadores da empresa de ônibus Unitrans iniciaram o treinamento que vai acontecer uma vez por semana, todas as sextas-feiras, com turmas pela manhã e à tarde, até o dia 21 de dezembro. O curso acontece no anexo da Estação Ciências, no Altiplano. Os operadores das outras empresas de ônibus da cidade já participaram do treinamento.

A psicóloga da Semob, Sandra Araújo, explica que a Unitrans, por ter mais operadores, cerca de 700 profissionais, foi a última empresa a participar desta etapa do Programa, que inclui uma parte teórica e outra prática. Na parte teórica, os profissionais revisam regras básicas de convivência no trânsito, as normas gerais de circulação e conduta baseadas no Código de Trânsito Brasileiro, além de receber dicas, conceitos e soluções práticas que ajudam a resolver conflitos que surgem entre motoristas de coletivos e ciclistas no dia a dia.

“O objetivo deste treinamento é conscientizar os motoristas da importância deles não apenas respeitarem o Código de Trânsito, mas, sobretudo terem uma visão mais humanizada da condução dos ônibus e como eles devem se posicionar diante de situações corriqueiras”, destaca Sandra. Ela lembra que o conteúdo da capacitação não traz nenhuma novidade em relação às regras já conhecidas dos profissionais, apenas reforça a necessidade de se ter um olhar mais humanizado e atitudes positivas em situações de conflito no trânsito.

O curso foi elaborado e é ministrado por instrutores do SEST/SENAT que é parceiro da Semob no Programa e é dividido em sete tópicos: O papel do condutor no trânsito; Representatividade dos Ciclistas; Normas gerais de circulação e conduta; A responsabilidade do maior pelo menor; Adote a direção preventiva; Pedestres e condutores de veículos não motorizados e Infrações. Nesta sexta-feira, o treinamento foi conduzido pelo instrutor Samir Pereira e também incluiu dinâmicas.

Depois da parte teórica, os profissionais foram para o pátio da Estação e vivenciaram situações cotidianas que acontecem nas ruas entre ônibus e ciclistas, só que no papel de ciclistas. Freadas bruscas e próximos das bicicletas, ultrapassagens, situações de perigo, de iminência de batida foram algumas das situações vivenciadas pelos profissionais. “Essa inversão de papéis faz com que eles percebam o perigo e passem a encarar os ciclistas de uma outra forma”, explica a gerente de capacitação de operadores da Semob, Fátima Araújo.

A gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Isabela Maria, e a psicóloga da empresa, Socorro Aragão também participaram do treinamento. “Avalio que com esse treinamento e outras capacitações que nossos operadores têm internamente através do projeto Operador em Ação e outras ações, o comportamento solidário e humanizado no trânsito melhore ainda mais”, disse Isabela. Durante o treinamento, alguns motoristas sugeriram que a Semob também faça uma capacitação com os ciclistas que, segundo os motoristas, cometem muitas irregularidades. De acordo com as representantes da Semob, essa conscientização irá ocorrer no começo do próximo ano. “Essa é outra etapa do Programa”, reiterou Fátima.

Outubro Rosa do Grupo A. Cândido terá novamente ação de apoio a Rede Feminina de Combate ao Câncer

Posted on

Além da palestra de abertura do Outubro Rosa, onde se abordou a importância da conscientização sobre as medidas de prevenção contra o câncer de mama, na última sexta-feira (28), as empresas de ônibus Unitrans e Santa Maria, que integram o Grupo A. Cândido, mantiveram na programação do Outubro Rosa uma parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Ano passado, essa parceria se deu através de uma campanha de doação de alimentos. Este ano, as empresas adquiriram camisas da Rede que serão usadas nos expedientes dos sábados pelas colaboradoras do Grupo.

A abertura do Outubro Rosa realizada na sede da Unitrans, em Água Fria, contou com a participação da presidente da Rede, Márcia Serpa, e da gerente da Casa de Apoio da Rede, Karla Bezerra. Além de falarem sobre os trabalhos da instituição que representam, elas divulgaram a festa anual que promovem e que este ano acontece nesta quinta-feira (04), no Palazzo Cristal, com a participação das cantoras Renata Arruda, Nathalia Bellar e Diana Miranda. A entrada, que é revertida para a Rede, custa R$ 50,00.

A diretora da Unitrans, Lorena Dantas, falou da importância do Outubro Rosa e explicou o direcionamento dos investimentos das ações da campanha deste ano. “Avaliamos que apoiaríamos de forma mais eficaz as ações do Outubro Rosa ajudando a Rede e o fizemos através da compra de camisas e de ingressos do show do dia 04. Além disso, estaremos ao longo deste mês, divulgado a campanha em nossas empresas, já que as colaboradoras vestirão a camisa do Outubro Rosa aos sábados”, destacou Lorena.

No dia da abertura, além da palestra com as representantes da Rede, houve um momento de oração e a distribuição das camisas e laços cor de rosa, numa alusão à iniciativa que tem o objetivo de chamar atenção das mulheres para a importância dos exames preventivos e da identificação precoce do câncer de mama, quando as chances de cura chegam a 95%.

Operador em Ação da Unitrans orienta profissionais sobre biometria facial e dá dicas de como utilizar corretamente a embreagem

Posted on

            Os profissionais que integram a área operacional da Unitrans terão, essa semana, a oportunidade de se familiarizar com o novo sistema de biometria facial, que passará a ser utilizado, a partir de novembro, por todo o sistema de transporte da capital paraibana. Esse é um dos temas que está sendo abordado no treinamento do 4º bimestre do projeto Operador em Ação. As capacitações começaram hoje (25) e se estendem até a próxima sexta-feira para que todos os motoristas, cobradores e despachantes possam participar. Ela acontece no auditório da Unitrans, em Água Fria, com turmas pela manhã e à tarde.

            Além de abordar a biometria facial, durante esse módulo os operadores também recebem dicas e informações importantes de manutenção preventiva para dirigir usando corretamente o sistema de embreagem dos ônibus preservando, assim, a vida útil das peças que compõem essa engrenagem. O treinamento da Biometria foi dado pelo coordenador operacional da Unitrans, Maximiano Machado, e o da embreagem pelo instrutor de operações da empresa, Charles Queiroz e pelo instrutor de treinamento, Enos Cunha.

            A implantação do sistema de bilhetagem eletrônica, segundo Maximiano começou com a biometria digital e agora passará para facial. Segundo ele, esse novo sistema além de mais eficiente e completo, permite uma interface com todo o processo operacional tornando a biometria ainda mais precisa, segura e livre de fraudes. A expectativa é que até final de novembro todos os 548 ônibus de João Pessoa e os 100 veículos que integram a frota metropolitana estejam operando com 100% do sistema de biometria facial. “Essa é uma evolução muito grande para o Sistema e a partir dele ganham todos, os passageiros, as empresas e os operadores”, disse Maximiano. Segundo ele, os passageiros ganham porque têm o preço das passagens calculadas sem o déficit de evasão de receita por fraudes, as empresas porque passam a ter um maior controle de toda a operação e os operadores porque têm um sistema mais moderno, ágil e eficiente.

            Não segurar o veículo usando a embreagem, não fazer meia embreagem, não sair com a marcha errada e não apoiar o pé na embreagem. Essas são dicas simples, mas, que nem sempre são utilizadas na prática pelos motoristas e isso acarreta danos às peças que têm sua via útil reduzida drasticamente. “O mal uso da embreagem impacta diretamente na vida útil das peças. O mal uso faz com que ela quebre mais rápido isso gera um prejuízo desnecessário para a empresa que impacta nos custos da operação”, argumentou Charles Queiroz. Durante a capacitação, além de dar dicas de como dirigir preventivamente, o instrutor também apresentou peças com defeitos diversos, ilustrando as situações que podem ser evitadas com simples gestos.

            Charles reforçou que a operação no veículo interfere diretamente na vida útil das peças. “Já teve mês aqui que trocamos muitas peças, isso apenas por mau uso do sistema de embreagem”, destacou ele, lembrando que com a conscientização dos operadores essa situação mudou bastante. O gerente de manutenção da Unitrans, Ricardo Galvão, reforçou a importância de todos terem compromisso com a empresa, sobretudo nas questões que impactam financeiramente o negócio. “Uma coisa é substituir uma peça porque ela já atingiu o tempo correto de ser trocada, por causa do desgaste natural da peça. Outra é trocar uma peça simplesmente por mau uso do condutor. A primeira situação é a rotina, a outra é o desperdício”, destacou Ricardo.

A gerente de Recursos Humanos, Isabela Maria, e Allisson Ricartte, gerente de Tráfego também participaram da capacitação reforçando a importância do compromisso de todos para que a Unitrans tenha sempre uma operação segura, eficiente e que atenda seus clientes da melhor forma possível.

Sobre o Projeto

Dividido em cinco etapas este ano (Abril, Maio, Julho, Setembro e Novembro), o Projeto ‘Operador em Ação’ é um Programa de capacitação permanente da Unitrans que existe desde 2012 e aborda temas ligados ao cotidiano dos operadores. Para que todos os operadores participem dos treinamentos, as turmas são divididas por terminais. E para que todos possam participar, sem prejudicar suas escalas, os treinamentos acontecem em dois turnos. Nesta terça-feira participaram os profissionais dos terminais 204, 208, 3200, 5204, 102, 106, 202, 1500, 5100 e 107.

No dia Mundial Sem Carro João Pessoa terá tarifa reduzida para incentivar uso do transporte público

Posted on

 

O excesso de automóveis nas ruas, além de contribuir para agravar os engarrafamentos ainda é prejudicial para o meio ambiente. Um ônibus transporta, de uma única vez, cerca de 40 passageiros, em média, e seis carros ocupam um lugar de um ônibus. Essas são algumas das questões levantadas pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivos Urbanos de João Pessoa (Sintur-JP) para chamar atenção sobre a importância do uso do transporte público em detrimento do carro particular. Neste sábado (22), o Sindicato realizará uma ação especial para lembrar o Dia Mundial Sem Carro. Neste dia, as tarifas que forem pagas com cartão terão valor reduzido.

Com a iniciativa do Sintur-JP, a tarifa de ônibus da Capital, no Cartão Cidadão ou Vale Transporte, vai ser de R$ 3,00 (ao invés de R$ 3,55), e R$ 1,50 no Passe Estudantil (ao invés de R$ 1,77). A passagem paga em dinheiro não terá desconto que é válido apenas para o dia da ação. A iniciativa de baixar os valores, segundo o diretor institucional do Sindicato, Isaac Junior Moreira, é chamar atenção para a importância do uso do ônibus em detrimento do veículo particular. “Andar de ônibus é, antes de tudo, uma atitude sustentável, pois devemos pensar e preferir uma cidade com menos trânsito e mais qualidade de vida”, destaca ele.

O Dia Mundial Sem Carro existe desde 2003 e integra a Semana Nacional do Trânsito no Brasil. Uma campanha publicitária intitulada “Não escolha só por você” está sendo veiculada para fortalecer a adesão à campanha e chamar atenção para o tema que afeta o cotidiano das grandes cidades.

Comportamento e Segurança no Trânsito são temas do segundo dia de atividades da SIPAT das empresas do Grupo A. Cândido

Posted on

Ultrapassagens, manobras perigosas, respeito as faixas, a proibição do uso do celular e infrações mais comuns no trânsito. Esses foram alguns dos temas abordados nesta quinta-feira (13), durante as palestras do segundo dia da Semana Integrada de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT), das empresas de ônibus de João Pessoa – Unitrans e Santa Maria – e a Transporte Rodoviário Nordestino Ltda, que integram o Grupo A. Cândido.

Quem abordou esses assuntos, nas palestras que aconteceram pela manhã e à tarde, no auditório da Unitrans, a partir do tema central ‘Direção defensiva: transportando vidas com segurança’, foi o instrutor do Sest, Samir Pereira. Intercalando apresentação de vídeos com a abordagem dos temas respectivos, o instrutor mostrou a partir de diversos exemplos como os operadores não podem se comportar quando estão ao volante de um ônibus ou mesmo de um carro de passeio.

Segundo Samir, independentemente de estar num veículo de pequeno ou grande porte, o motorista precisa estar atento, seguir as leis de trânsito e, sobretudo, dirigir preventivamente. Ele reiterou, no entanto, que a responsabilidade de um condutor de coletivo é muito maior porque ele não é responsável apenas pela própria vida, mas de todos os passageiros que conduz. “Isso parece óbvio, mas, é preciso que vocês atentem para esse fato. São muitas vidas que dependem exclusivamente da sua condução e podem ter certeza de que o julgamento de quem comete uma infração no trânsito transportando vidas é muito mais contundente”, destacou o instrutor.

Com o slogan ‘Transportando vidas com segurança’, todas as ações da SIPAT estão sendo realizadas na sede da Unitrans, em Água Fria. As palestras aconteceram no auditório, enquanto que a feira de serviços será realizada no pátio da empresa, nesta sexta-feira (14). A feira, que conta com o apoio do SEST/SENAT, trará para a garagem da Unitrans os serviços disponibilizados a partir do projeto ‘Transportando Saúde nas cidades’, que inclui ações na área de odontologia, nutrição, fisioterapia, psicologia, esporte, corte de cabelo, distribuição de brinde, entre outros. Ela acontece das 8h30 ao meio-dia e das 14h às 17h. O encerramento da programação acontecerá as 17h30, com a palestra ‘A fórmula mágica da segurança’, no auditório da Unitrans.

O presidente do Sindicato dos Motoristas da Paraíba, Antônio de Pádua, participou da palestra da manhã e reforçou o compromisso dos operadores em tratar bem o passageiro e dar sua contribuição para que o sistema de transporte consiga superar uma das piores crises que já viveu. “A concorrência desleal do clandestino, mais recentemente do UBER agravam as dificuldades das empresas”, disse Pádua, lembrando que o Sindicato já chegou a ter 62 empresas filiadas e que, atualmente, só tem 18, assim mesmo, algumas com extremas dificuldades. “Aumentamos frota, melhoramos o serviço e mesmo assim o sistema teve uma perda de mais de dois milhões de passageiros e isso é preocupante, pois a partir do momento que as empresas não vão bem, isso reflete no mercado de trabalho diretamente e se traduz em menos oportunidades”, destacou ele, pedindo a colaboração dos operadores para terem foco no atendimento ao passageiro, com uma boa prestação de serviço. Após a fala de Pádua, foram realizados sorteios de brindes com os presentes.