Prefeitura de Soledade

Gestora do Cadastro Único participa de curso da CEF para dar mais qualidade ao atendimento dos beneficiados do Bolsa Família

Posted on

A Capacitação de Gestão do Cadastro Único (CadÚnico) e Bolsa Família, promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Humano do governo do estado e Caixa Econômica Federal – CEF teve a participação da gestora municipal do Cadastro Único em Soledade, Izoneide Cordeiro. Realizada nesta quinta e sexta-feira, a capacitação ocorreu na sede da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal da Paraíba – APCEF. O objetivo da ação é atualizar os gestores do Sistema do Cadastro Único uma vez que o programa ganhou uma nova versão em junho. A capacitação é uma recomendação do Ministério da Cidadania que, através do governo do estado, conclama todas as Prefeituras a participarem da atualização. A CEF é quem oferta seus instrutores para a qualificação dos gestores, numa parceria com o Ministério.

Durante os dois dias do treinamento, os 25 técnicos municipais puderam aprender detalhadamente sobre os processos internos do sistema do cadastro único, para utilizarem o sistema da melhor forma possível, a exemplo de como cadastrar uma família, os tipos de famílias que podem ser cadastradas, as alterações realizadas, atualização cadastral do sistema, visando à realização do cadastramento de forma padronizada e 100% correta. Foi visto ainda as modificações ocorridas. A versão 7.20.01 reformulou as telas de Buscar Família e a consulta ao Histórico da Família e Histórico da Pessoa. Uma das modificações foi a integração das abas Código Família, pelo NIS e Integrante da Família para otimizar a navegabilidade do sistema.

A gestora do CadÚnico da Prefeitura de Soledade, Izoneide Cordeiro, afirmou que as alterações acontecem numa média de dois em dois anos e que elas vêm sempre para melhorar o dia a dia de quem trabalha com o cadastro e com o Bolsa Família. “O sistema traz melhorias relacionadas aos processos de consulta aos dados de pessoas e famílias cadastradas na base nacional. Uma dessas modificações, por exemplo, foi a busca pelo CPF da pessoa. Antes era apenas pelo NIS”, destacou a gestora, frisando que é importante a Prefeitura enviar seu gestor para a capacitação. “A qualificação dos operadores é de extrema importância para que possamos ofertar um atendimento de qualidade a todos os inscritos no cadastro único e também aos beneficiários do Bolsa Família”, disse Izoneide que esteve na capacitação acompanhada da operadora do CadÚnico em Soledade, Vânia Correia.

Informações detalhadas sobre a operacionalização das novas funcionalidades e demais aprimoramentos do sistema do Cadastro Único poderão ser consultadas na Instrução Operacional nº 1/DECAU/SAGI ou no próprio site do Ministério da Cidadania.

Em Soledade, quase três mil pessoas são beneficiadas com o programa do Bolsa Família, que é um programa de transferência condicionada á renda e beneficia famílias pobres e extremamente pobres, inscritas no Cadastro Único. Para ser contemplado, o beneficiário deve seguir algumas condicionalidades, entre elas estão: as visitas periódicas ao Posto de Saúde, atualização do cartão de vacinação das crianças e acompanhamento pré-natal das gestantes.

Diversos programas e benefícios sociais do Governo Federal utilizam o Cadastro Único como base para seleção das famílias: ​​Programa Bolsa Família, Programa Minha Casa, Minha Vida, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​, de Cisternas, Telefone Popular; Tarifa Social de Energia Elétrica, Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, dentre outros. Os Estados e municípios também utilizam os dados do Cadastro Único como base para seus programas sociais.​

Conselho de Assistência Social de Soledade define nove propostas para a pasta nas três esferas de poder

Posted on

Caracterizadas como espaços de caráter deliberativo que oportunizam o debate e avaliação da Política de Assistência Social no município e a proposição de novas diretrizes, as Conferências de Assistência Social representam uma ferramenta importante na garantia e ampliação dos direitos sócio assistencias de seus usuários. No último dia 28 de agosto, o Conselho Municipal de Assistência Social de Soledade, sinalizando a sua preocupação com a garantia e manutenção dos diversos serviços ofertados através da iniciativa pública, promoveu sua 8ª Conferência de Assistência Social. Na ocasião foram elencadas nove propostas, inseridas em três linhas de debate, que serão apresentadas na Conferência Estadual e, posteriormente, à nacional.

A presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Soledade, Josefa Martins, abriu o evento destacando a importância da participação social para garantir a manutenção e a ampliação dos direitos sócio assistenciais. “Quero reafirmar neste momento de conferência a participação da sociedade civil e do usuário do Sistema Único de Assistência Social, o SUAS, como peças fundamentais para a construção de um país melhor, assegurando aos usuários e aos trabalhadores do SUAS o direito de participação em os espaços de controle social e no dia a dia dos serviços ofertados”, disse Josefa, acrescentando a seriedade do momento para quem utiliza os serviços de assistência social em todas as suas esferas.

“Estamos na luta e não somente para a manutenção do SUAS, mas para a sua ampliação e fortalecimento, na busca de garantir direitos instituídos pela Constituição à população. Hoje, estamos vendo os direitos que foram conquistados com tanta luta e sangue derramado estão sendo violados com essa mudança imposta por esse governo federal que coloca o rico como protagonista da sociedade. A luta é árdua e não vamos parar. Não vamos desistir jamais de garantir os direitos de todos aqueles que estão sofrendo esse desmonte nesse país”, afirmou a presidente do Conselho Municipal em defesa dos usuários do SUAS.

Durante a 8ª Conferência promovida pelo Conselho Municipal de Soledade, foram apresentadas nove propostas dentro de três eixos temáticos. O primeiro deles foi “Assistência Social: direito do povo”; a segunda “Financiamento público”; e a terceira linha foi “Participação social”. Foram deliberadas três propostas para cada um dos eixos, sendo cada proposta direcionada a uma esfera de governo para serem levadas à Conferencia estadual que ainda não tem data marcada para acontecer.

As proposições do eixo “Assistência Social: direito do povo” foram: Garantir uma equipe mínima da assistência social (esfera nacional); Aproximação da secretaria estadual com os usuários do SUAS através de ações itinerantes (esfera estadual); Divulgação dos serviços de assistência social através de lives, instagran sites, programas de rádio, etc, e ampliar os cursos de qualificação profissional e empreendedorismo (esfera municipal).

O segundo eixo, “Financiamento público” trouxe as seguintes propostas: Ampliação e regularidade dos repasses do co-financiamento da União (esfera nacional); Manutenção e regularidade do fundo Estadual de Assistência Social, e manutenção e ampliação dos recursos do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA (esfera estadual); Manutenção dos recursos para garantir os benefícios eventuais e ampliar a disponibilidade para ações na zona rural – CRAS itinerante (esfera municipal).

Por fim, o terceiro eixo “Participação social” elencou as seguintes proposições: Mobilização por intermédio dos conselhos de assistência social com o objetivo de sensibilizar os parlamentares federais em defesa da política da assistência social e fortalecer as ações de resistência ao atual desmonte do SUAS (esfera nacional); Criar estratégias em conjunto com o Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública para sensibilizar os parlamentares do estado em defesa do SUAS (esfera estadual); Intensificar as ações de fortalecimento do controle social promovendo capacitações e seminários, bem como outros instrumentos da participação social e implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração – PCCR da assistência social no município.

Ao final do evento, a presidente do Conselho Municipal Josefa Martins afirmou que este ano teve um caráter bem especial porque o evento teve uma grande participação do público usuário do SUAS – Sistema Único de Assistência Social (SUAS). “As Conferências são extremamente importante porque ali formatamos espaços de debate coletivo para oportunizar a participação social na configuração da política de assistência social para o município, o estado e o país. Nesses espaços conseguimos trazer os usuários dos serviços que são os maiores interessados, e também organizações da sociedade civil e representante do poder público. Nesta edição alcançamos nosso objetivo porque tivemos uma grande representação de usuários”, destacou Josefa.

Ainda durante a Conferência foram eleitos os novos delegados para a Conferencia estadual. Ao todo são quatro representantes: dois da esfera pública e dois da sociedade civil organizada que representa os usuários do SUAS. Assim, a nova configuração ficou: Delegadas da Sociedade Civil – Jocélia Marques Dionísio e Janileide dos Santos. Do poder público: Josefa Martins (presidente do Conselho Municipal e coordenadora do CRAS) e Amanda Medeiros – psicóloga do CRAS de Soledade.

Vale destacar que a Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS estabelece os Conselhos e as Conferências Municipais, Estaduais e Nacional como os espaços paritários de participação democrática, entre o governo e a sociedade civil. O conselho Municipal de Assistência Social de Soledade foi criado pela lei 89, de 15 de dezembro de 1995. As eleições presidenciais acontecem a cada dois anos. A atual presidente acaba de ser reeleita e ficará no cargo até o ano de 2021.

8ª Conferência da Assistência Social é realizada em Soledade e evento conta com boa participação dos usuários de serviços do município

Posted on

Toda construção coletiva tem seus desafios e saber organizar espaços de participação social é uma tarefa difícil que passa por diversos impasses, porém, quando se tem um olhar de planejamento e articulação dos atores sociais, é possível alcançar os objetivos. Foi pensando assim que a Prefeitura de Soledade, através da Secretaria de Assistência Social – SETAS realizou, nesta terça-feira (27), a sua 8º Conferência Municipal da Assistência Social. Na programação esteve a divisão dos eixos temáticos a serem levados para a edição estadual e a escolha dos delegados e suplentes. O evento aconteceu no Clube Recreativo da cidade e contou com a participação do prefeito Geraldo Moura, da Secretária de Assistência Social Janaína Barros e sua equipe, além da presidente do Conselho Estadual da Assistência Social, Gilmara Andrea de Oliveira.

Conferências como a que aconteceu em Soledade cumprem a função de aprimorar a Política de Assistência Social e Garantia de Direitos em todos os níveis de Proteção Social. Assim, a Conferência Municipal de Assistência Social foi um espaço de mobilização para a participação social previsto da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), e a Norma Operacional Básica do SUAS – Sistema Único de Assistência Social (NOB/SUAS 2012). A lei preconiza esses eventos como uma instância para avaliação da política de Assistência Social local, bem como a participação popular para a construção de novas diretrizes.

Durante o evento, a secretária de Assistência Social de Soledade, Janaína Barros, destacando justamente a Assistência Social como um direito de todos, disse ter ficado satisfeita com a participação não só da população, mas, principalmente, dos usuários dos serviços sócio-assistenciais do município. “Fiquei muito feliz com o resultado, com a composição das pessoas, porque de fato nós atingimos nosso público que é usuário do SUS. Isso foi importante porque, dentro da conferência, a proposta é justamente fazer uma participação paritária entre gestão publica e sociedade civil para que eles possam também participar dessas articulações, desses debates e ações. Precisamos fortalecer, buscar as propostas reais para as necessidades deles, dentro do contexto social deles, já que eles são os usuários dos serviços e dos programas sócio assistenciais”, comentou a secretária.

Na ocasião, Janaina lembrou a todos da importância daquele momento. “As pessoas geralmente não reconhecem seu papel social ou não o exercem como deveriam. Enxergam os espaços democráticos de forma pejorativa quando o que valida a tomada de decisão é, justamente, a participação popular. Na Assistência Social, a necessidade vem deles, a realidade é deles. Então, dentro de um cenário complexo da assistência social dentro do país sabemos que o SUAS é o direito de todos mas que a gente precisa ser respaldado pelo estado e pelo Ministério Social. A gente também precisa compreender que dentro desse contexto nos faltam condições necessárias e junto aos usuários do SUAS a gente se fortalece, construímos propostas mais reais dentro desse desejo e anseios deles”, destacou a secretária de Ação Social.

Assistência Social na CF

O prefeito Geraldo Moura também frisou o fortalecimento do conjunto formado entre gestão pública e sociedade civil. “A Constituição Federal traz artigos dedicados à Assistência Social que estabelecem a participação da população, por meio de organizações representativas, na formulação das políticas e no controle social das ações em todos os níveis. Dessa forma, garantimos aqui, com essa Conferência, a participação popular em nível municipal, mas, daqui, formuladas nossas propostas locais para Assistência Social, vamos para o nível estadual e assim por diante” salientou o prefeito.

Ainda durante a Conferência, aconteceu a eleição dos delegados da sociedade civil e representantes da gestão para a Conferência Estadual, que ainda está sem data de realização. “Agora vamos ver no que avançamos em nível estadual e depois nacional”, adiantou Janaína, que vai levar adiante a construção coletiva dos usuários do SUAS de Soledade para que os anseios locais “não se percam” no meio do caminho. O evento terminou com uma apresentação do grupo infantil de flautas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo – SCFV de Soledade e com um almoço coletivo.

A Conferência foi importante porque definiu propostas locais para levar para Conferência Estadual em breve
A Conferência foi importante porque definiu propostas locais para levar para Conferência Estadual em breve
A presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, Gilmara Andrea, foi uma das participantes do evento
A presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, Gilmara Andrea, foi uma das participantes do evento
A secretária de Assistência Social de Soledade, Janaina Barros, fixou satisfeita com a participação dos.usuári
A secretária de Assistência Social de Soledade, Janaina Barros, fixou satisfeita com a participação dos.usuári
Houve participação de público de todas as idades
Houve participação de público de todas as idades
O prefeito destacou a importância de se fortalecer as ações através da participação da população
O prefeito destacou a importância de se fortalecer as ações através da participação da população
Prefeitura de Soledade realizou a sua 8 Conferência Municipal da Assistência Social e contou com a presença do
Prefeitura de Soledade realizou a sua 8 Conferência Municipal da Assistência Social e contou com a presença do

Escola Burity realizou sua X Gincana do Estudante tendo como tema geral da competição os 40 anos de atividades da instituição

Posted on

Cerca de 20 turmas de estudantes do Ensino Fundamental II e da Educação de Jovens e Adultos – EJA da Escola Municipal Professor Luiz Gonzaga Burity, de Soledade, participaram da X Gincana do Estudante 2019, no último sábado (24). O tema geral da competição foi “40 anos da escola Burity: Educação, emoção, diversidade e respeito – Pilares para a construção de uma história de sucesso”. O evento, realizado também em comemoração ao Dia do Estudante, foi marcado pela grande participação dos alunos e dos professores que foram divididos em quatro equipes: Azul, Vermelha, Amarela e Verde, sendo a vencedora da competição a equipe Amarela e a segunda colocada a equipe Vermelha.

O evento já é uma tradição na Burity e esse ano ele teve um caráter especial por comemorar também o aniversário de 40 anos da escola. Assim, foi uma manhã de muita diversão, com os alunos enfrentando diversas provas de obstáculos e outros desafios que levaram em consideração a habilidade manual, bem como a própria aptidão para artes em geral. Foi o caso da confecção de maquetes da escola, do concurso de paródias, de dança e da encenação teatral que tinha que ter personagens da escola, como a diretora, um coordenador, professor, inspetor, o que tornou a peça muito divertida.

A diretora da Burity, Kelly de Almeida Cunha frisou que um dia de gincana na escola é garantia de muita brincadeira e diversão, mas destacou que não era apenas isso. “Além da competitividade saudável, os estudantes são estimulados a cooperar e valorizar o trabalho em equipe” comentou a responsável, acrescentando que essa edição da Gincana teve uma participação muito boa. “Foram quase 500 alunos do fundamental II e do EJA que participaram esse ano. Ficamos muito satisfeitos”, disse Kelly.

A secretária da Educação de Soledade, Andrea Berto, também participou das ações e salientou que toda Gincana Cultural é de extrema importância como ferramenta de ensino-aprendizagem no contexto escolar. “A gincana é um recurso que pode, além de motivar o aluno no processo de aprendizagem, também faz uma inter-relação com as outras disciplinas. pois dá para adequar qualquer tema à competição”, afirmou Andrea, concluindo que os alunos, quando motivados, e com aulas mais dinâmicas, demonstram maior interesse pela aula, participam mais também e aprendem com mais facilidade.

Além das competições, que levaram a equipe Amarela ao 1º lugar e a Vermelha ao 2º lugar, a Gincana também foi importante para que alunos do 5º e do 9º anos fizeram suas rifas para no final do ano conseguir realizar suas festas de formatura. Nessa edição um kit escolar formado com doações dos próprios professores foi o prêmio da rifa. Já os vencedores da Gincana, a equipe Amarela, levaram para casa troféu e medalhas.

Vale destacar que as equipes foram formadas de forma mista, ou seja, em cada equipe havia alunos de 6º,7º,8º e 9º anos sob o comando de um professor. “Isso foi importante porque colocou gente de outras turmas em contato em prol de um objetivo único. E deu muito certo. Até grito de guerra todas as equipes tinham”, salientou a diretora da Burity, Kelly Almeida.

Na primeira quinzena deste mês, também em homenagem ao Dia do Estudante, comemorado dia 11 de agosto, aconteceu a Gincana do Ensino Fundamental I de todas as escolas da rede municipal. Neste caso, as escolas competiram entre si.

Beneficiários do Programa de Aquisição de Alimentos de Soledade receberam peixes nesta sexta-feira

Posted on

A Secretaria do Trabalho e Assistência Social – SETAS e equipes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo – SCFV, CREAS e CRAS, tem contribuído diretamente para a melhoria da qualidade de vida das famílias das Associações Rurais e moradores da zona urbana da cidade em situação de insegurança alimentar. E uma das ações neste sentido é a distribuição de peixes, que acontece quinzenalmente, através de uma parceria do CRAS com a colônia de pescadores e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Na manhã desta sexta-feira (23) houve nova distribuição.

A iniciativa atende a cerca de 500 famílias do município cadastradas em programas sociais, tais como, o Bolsa Família e que vivem em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional. A distribuição do pescado nesta sexta, aconteceu na sede no SCFV. Segundo a coordenadora do CRAS, Josefa Martins, cada família recebeu dois quilos de peixe.

“Os moradores da zona rural recebem a doação de peixe através das associações rurais e os moradores da zona urbana na própria sede do SCFV”, explicou Josefa Martins, acrescentando que há três meses, de 15 em 15 dias, o CRAS recebe 1.500 kgs de peixe através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da Conab e realiza a distribuição para essa população.

A secretária de Assistência Social – SETAS, Janaína Barros, afirmou que este programa firmado tem proporcionado a diversas famílias a oportunidade de ter uma alimentação saudável. Uma das exigências para ser beneficiado com a aquisição do peixe, além de comprovar baixa renda, é ter na família crianças, idosos, gestantes ou portadores de deficiência.

Além de alimentar, o PAA também acaba estimulando as colônias de pescadores que vendem seu produto através da compra institucional, garantindo a doação para as famílias carentes. “O PAA é um incentivo à agricultura familiar e o consumo de alimentos saudáveis e de qualidade, como o peixe. Esse é um compromisso também da nossa gestão, que aderiu ao programa e já percebe, nesses três meses, o quanto é benéfico para as pessoas essa iniciativa”, destaca o prefeito Geraldo Moura.

Sobre o PAA

Criado em 2003, o PAA é uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento à fome e pobreza no país, bem como contribuir e fortalecer a agricultura familiar. Segundo a página da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Governo Federal, o PAA funciona da seguinte forma: parte dos alimentos é adquirida pela gestão diretamente do pescador ou agricultor familiar, do assentado da reforma agrária, de comunidades indígenas e demais povos e comunidades tradicionais.

Palestra da campanha Agosto Lilás alerta idosos para os cinco tipos de violência contra a mulher apontadas na Lei Maria da Penha

Posted on

Sensibilizar a sociedade para o fim da violência contra as mulheres é o principal objetivo da Campanha Agosto Lilás e a Prefeitura de Soledade está realizando diversas ações com o objetivo de levar informações a uma maior quantidade possível de pessoas. Assim, nesta quarta-feira (21), idosas que frequentam o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV) receberam as equipes técnicas do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e algumas orientações. O destaque foi a palestra do Assessor Jurídico do CREAS, o advogado José Antônio Cordeiro, que alertou o grupo de idosas para os cinco tipos mais comuns de violência doméstica.

Violência psicológica, moral, física, sexual e patrimonial. Segundo o advogado, esses tipos de violência são as relatadas com mais frequência nos centros de referência de Assistência Social e são objetos de denúncias por parte das mulheres em todo o país. Durante sua participação nas ações do Agosto Lilás, Antônio Cordeiro tem repassado às mulheres informações para que elas reconheçam as situações de violência e saibam como agir procurando ajuda psicológica e denunciando através do Disque 100 ou Disque 180.

Os cinco tipos de violência contra a mulher foram tipificadas na Lei Maria da Penha. Para entendê-las, o advogado explicou cada uma. A violência física é compreendida como qualquer conduta que ofenda a integridade ou saúde corporal da mulher. A violência psicológica é considerada qualquer conduta que cause dano emocional e diminuição da autoestima, ou ainda que perturbe o pleno desenvolvimento da mulher ou vise degradar ou controlar suas ações, crenças ou decisões.

Já a violência sexual está relacionada a qualquer conduta que constranja a mulher a presenciar, manter ou a participar de relação sexual não desejada mediante intimidação, ameaça ou uso da força. A violência patrimonial é entendida como qualquer ação que configure retenção subtração, destruição parcial ou total dos objetos (instrumentos de trabalho, documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos) da mulher. E, por fim, tem-se a violência moral, considerada qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria contra a mulher.

Após a palestra, Antônio disse ter ficado muito satisfeito com a participação de todas. “Tínhamos ali cerca de 40 mulheres e a participação foi muito boa. Tivemos depoimentos de pessoas que já passaram por alguma situação destacada e eu consegui passar um pouco mais de subsídios, inclusive a respeito da denúncia”, comentou o advogado, frisando que para buscar mais informações ou realizar denúncia, a mulher deve entrar em contato com a central de atendimento à mulher através do 180 ou do Disque 100, que é voltado aos direitos humanos.

7 anexos

NASF de Soledade inicia ciclo de encontros mensais com acompanhamento nutricional e outras atividades de Atenção Primária

Posted on

Os objetivos dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), que foram criados para apoiar a consolidação da Atenção Primária no Brasil, ampliando as ofertas de saúde na rede de serviços, são levados muito a sério pela gestão pública, em Soledade. Tanto que o NASF do município sempre está realizando atividades e ações com esse propósito. A exemplo do que aconteceu neta segunda-feira (19), na UBS do Centro. Sob a coordenação do Grupo Vida leve, os usuários do NASF puderam ter um acompanhamento nutricional e outras orientações sobre temas diversos.

A proposta é realizar encontros mensais, com a participação da nutricionista Mariana Rosa e da psicóloga Albanisa Araújo, além de convidados que falarão sobre os temas propostos. Na ação desta segunda-feira, o fisioterapeuta André Ramos participou das atividades, realizando sessões de alongamentos com os usuários.

Para a secretária de Saúde de Soledade, Larissa Moura Ramos, essa ação é mais uma atividade que demonstra o quanto a atual gestão de Soledade se preocupa com a Atenção Básica de seus munícipes. “As equipes multiprofissionais do NASF, que atuam de forma integrada com as equipes de Saúde da Família, incluindo ai o Programa Academia da Saúde, o Saúde na Feira e tantas outras ações que realizamos, permite uma atuação integrada, possibilitando uma construção conjunta de projetos terapêuticos, com foco prioritário nas ações de prevenção e promoção da saúde de nossa população”, reitera Larissa.

A equipe do NASF e alguns usuários
A equipe do NASF e alguns usuários

Dinâmicas sobre nutrição
Dinâmicas sobre nutrição
Foram realizadas sessões de alongamento
Foram realizadas sessões de alongamento
O usuários do NASF receberam dicas de nutrição
O usuários do NASF receberam dicas de nutrição

Estudantes da Educação Infantil de Soledade recebem novos brinquedos, jogos e bonecos

Posted on

O início de semana para os alunos da Educação Infantil, da escola Irmã Ana, da rede municipal de ensino de Soledade, foi diferente e mais alegre. Isto porque, na manhã desta segunda-feira (19), os estudantes foram surpreendidos com a entrega de novos brinquedos. Os itens, bonecos, bonecas, jogos educativos, carrinhos entre ouros objetos, foram adquiridos graças ao desbloqueio de recursos da Pasta, a partir do empenho da gestão, especialmente, da secretária de Educação, Andrea Berto, que está sempre atenta às melhorias que possam avançar o ensino em Soledade.

Os alunos da creche Marialdo Castelo Branco de Melo também foram contemplados com a distribuição e os estudantes da Educação Infantil, das escolas da zona rural, também receberão novos brinquedos. A expectativa é que, ainda essa semana, a entrega aconteça nas unidades. “Os brinquedos são importantes porque ajudam a trabalhar a ludicidade, ao mesmo tempo em que estimula a criança a brincar e a vivenciar experiências que são fundamentais na formação delas, principalmente, nesta fase da Educação Infantil”, ressalta a secretária Andrea Berto.

Integrantes do Ipsol de Soledade atualizam informações sobre o setor durante Seminário Estadual e Encontro Nordestino de Previdência

Posted on

Além da atualização sobre a Reforma da Previdência e os direcionamentos dos economistas e investidores para aplicação de recursos, integrantes do Instituto de Previdência de Soledade- Ipsol, também estão buscando se atualizar sobre o sistema de transparência e regulamentação do órgão que rege o regime previdenciário do município. Para tanto, toda equipe do Ipsol, que tem um regime próprio de gestão, está em João Pessoa participando do II Seminário Estadual de Previdência da Associação Paraibana de Regimes Próprios de Previdência (ASPREVPB) e do III Encontro Nordestino de Previdência da Associação Nordestina de Previdência Própria (ANEPP), que aconteceu ontem (15) e hoje (16), no Hotel Caiçara.

Os eventos foram voltados aos gestores de Regime Próprios de Previdência Social (RPPS), servidores municipais, conselheiros de RPPS e demais interessados. O objetivo é sensibilizar e capacitar os participantes para uma gestão de qualidade e sustentabilidade dos RPPS. O presidente do Ipsol, Milton Moreira, foi um dos palestrantes do evento e abordou o tema: ‘Conselhos x Governança’.

Reforma da Previdência, Déficit Atuarial, Impactos da Reforma, Benefícios e outros assuntos jurídicos de enorme relevância, Investimentos, entre outros temas foram abordados nos eventos que tiveram também a participação de instituições financeiras, a exemplo da Caixa Econômica Federal, Santander, Banco do Brasil, Itaú, entre outros agentes.

“Foi uma atualização importante de assuntos que dizem respeito diretamente a atuação do Ipsol e saímos daqui ainda mais preparados para atuar e conduzir as ações do nosso Instituto”, afirma o presidente do Ipsol, Milton Moreira, que participou dos eventos juntamente com o Diretor Financeiro, Felipe Cordeiro, o Diretor Previdenciário, David Pierre, além dos conselheiros: Gilmar Ribeiro, Kelly Almeida, Maria Cecília e Hilário Martins.

SETAS participa de reunião com governo do estado para criação do Conselho da Juventude em Soledade

Posted on

Pensando em estimular a participação da juventude nos diversos canais de participação existentes na cidade e oferecer um olhar diferenciado ao jovem, através da promoção de políticas públicas destinada a esse público, a Secretária de Trabalho e Assistência Social (SETAS), de Soledade, Janaína Barros, esteve reunida, nesta segunda-feira (12), com representantes da Secretaria Executiva da Juventude – Sejel na Vila Olímpica de João Pessoa. Na pauta esteve a constituição de um Conselho da Juventude em Soledade e em diversos municípios paraibanos. O encontro fez parte da agenda de lançamento do Mês da Juventude, feito pelo Governador João Azevedo, também nesta segunda-feira.

Durante o encontro foram tratados temas relativos à criação dos Conselhos, tais como suas atribuições, a exemplo de formular e diretrizes voltadas para as políticas públicas de juventude, desenvolver estudos e pesquisas sobre a realidade socioeconômica dos jovens, e normas, como a sua representação municipal, estadual e nacional. Segundo Janaina Barros, secretária da Secretaria de Assistência Social de Soledade (SETAS), a proposta do governo do estado de implantação do Conselho foi muito bem recebida e deve se tornar realidade dentro em breve.

“A indicação de instituir o Conselho municipal está sendo levada a todos os municípios paraibanos durante este mês de agosto durante a programação do Mês da Juventude. Em setembro, a Sejel voltará a nos visitar para dar início à implantação do Conselho em Soledade”, comentou Janaína, satisfeita com a ideia. Ela acrescentou ainda que a Prefeitura está estudando uma forma de criar também a Coordenação da Juventude.

Participaram da reunião representando a Sejel, a gerente operacional de Articulação Territorial, Denise Miranda, e a gerente executiva de Políticas Públicas da Sejel, Rayza Miranda. De Soledade estiveram a secretária da SETAS, Janaína Barros, a secretária adjunta da SETAS, Surama Garcia, e a coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Josefa Martins.

Segundo o Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), em todo o Brasil existem apenas 105 conselhos municipais e estaduais mapeados em 2010 pela entidade. Eles são ligados ao Conjuve, que foi criado em 2005 pela Lei 11.129, que também instituiu a Secretaria Nacional de Juventude, vinculada à Secretaria-Geral da Presidência da República (SNJ/SG/PR), e o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem).