Maternidade de Patos

Gestantes de Quixaba conhecem instalações e estrutura da Maternidade de Patos

Posted on

  

Já virou rotina na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, receber grupos de gestantes que vão conhecer a unidade e se familiarizar com a estrutura que as acolherá no momento do parto. A experiência faz parte do Projeto Acolher, iniciado no ano passado. O último dia 13, foi a vez das gestantes atendidas pela UBS Robson Carneiro Pereira, de Quixaba, conhecerem o ambiente e esclarecerem dúvidas sobre o parto.

Durante a visita, as futuras mamães conheceram o Serviço Social, recepção, alojamentos, a sala de parto humanizado, o alojamento Mãe-Canguru, o Banco de Leite, entre outras dependências da Maternidade.

Além da visita, acompanhada pela Gerência de Enfermagem, houve também um momento que elas receberam orientações sobre o parto normal e humanizado, sobre direitos da paciente, incluindo aí a opção por ter um acompanhante, e sobre aleitamento materno, além de orientações do que ela pode levar para a Maternidade.

“Conhecer previamente o ambiente que as acolherá para o parto e ter a oportunidade de tirar dúvidas, traz mais segurança para esse momento, pois isso, de alguma forma, as tranquiliza”, destaca o diretor geral da Maternidade, Umberto Júnior. Ele lembra ainda que apesar de muita gente conhecer e saber dos diferenciais da unidade, que integra a rede estadual de saúde, ao ver a estrutura ficam mais confiantes.

Para agendar as visitas basta a unidade de saúde que atende gestantes, entrar em contato com o Núcleo de Estágio, Capacitações e Eventos (Nece) da Maternidade, via ofício. A coordenadora do Nece, Mabel Longo, explica que o pedido é encaminhado à gerência administrativa que faz o agendamento. “É um procedimento que precisa ser agendado para que possamos mobilizar a gerente de Enfermagem, Milene Nunes, para acompanhar a visita”, reitera Mabel.

O projeto foi idealizado pela psicóloga e técnica de enfermagem da cidade de Malta, Maria Lidiana Gomes, com apoio das enfermeiras Ligia Karla e Nallygi Gyanca e Rosalba Dantas. Do ano passado para cá, gestantes de várias cidades já vivenciaram a experiência.

Maternidade de Patos orienta gestantes e abre espaço para elas conhecerem ambiente de acolhimento antes do parto

Posted on

Várias gestantes estão vivenciando uma experiência diferente graças a uma iniciativa da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que busca tranquilizá-las melhor para o momento do parto. Com o projeto “Acolher’, iniciado no ano passado, as futuras mamães têm a oportunidade de receber orientações e conhecer o ambiente onde elas viverão, talvez, a maior emoção de suas vidas.

A ideia, explica o diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, é tornar familiar para as gestantes o ambiente que as acolherá para o parto, trazendo mais tranquilidade a esse momento. “Isso, de alguma forma, as tranquiliza, pois, apesar de muita gente conhecer e saber dos nossos diferenciais enquanto unidade de saúde, referência na assistência às gestantes, inclusive, em gravidez de alto risco, conhecer nossa estrutura, equipamentos, equipes, instalações, etc, possibilita que essas gestantes fiquem mais seguras quando chegarem aqui para terem seus filhos, pois já conheceram a nossa estrutura”, destaca o diretor.

Durante as visitas, as futuras mamães, que são acompanhadas pela Gerência de Enfermagem da unidade, passam pelo Serviço Social, recepção, alojamentos, refeitório, a Ucin, a sala de parto humanizado, o alojamento Mãe-Canguru, o Banco de Leite, entre outras dependências da Maternidade. Além da visita às instalações, há um momento que elas recebem orientações sobre o parto normal e humanizado, sobre direitos da paciente, incluindo aí a opção por ter um acompanhante, e sobre aleitamento materno, além de orientações do que ela pode levar para a Maternidade, inclusive sobre os documentos necessários para atendimento.

O projeto ‘Acolher’ foi idealizado pela psicóloga e técnica de enfermagem da cidade de Malta, Maria Lidiana Gomes, com apoio das enfermeiras Ligia Karla e Nallygi Gyanca e Rosalba Dantas, que desde o ano passado trazem grupos de gestantes com essa finalidade. Mas qualquer unidade de saúde pode solicitar um agendamento de visita para o grupo de gestantes que atende junto ao Núcleo de Estágio, Capacitações e Eventos (Nece) da Maternidade, via ofício. A coordenadora do Nece, Mabel Longo, explica que o pedido é encaminhado à gerência administrativa da unidade que faz o agendamento da visita. “É um procedimento que precisa ser agendado para que possamos mobilizar as equipes para realização da visita e das orientações a serem repassadas”, reitera Mabel.

Banco de Leite de Patos encerra programação do Agosto Dourado com palestra para gestantes

Posted on

 

O Banco de Leite Humano de Patos promoveu, nesta terça-feira (28), uma palestra sobre a importância do aleitamento materno e da doação do leite excedente para gestantes assistidas pela Unidade Básica de Saúde (UBS) Maria Marques. O evento fez parte do encerramento da programação do Agosto Dourado.

Além de participarem da palestra sobre os ‘Dez passos para o sucesso do aleitamento materno’, as gestantes assistidas pela UBS tiraram dúvidas e receberam informações importantes para assegurar não apenas uma boa amamentação, mas, também a coleta correta do leite excedente.

“Durante o encontro, frisamos que para ser doadora, basta a mulher estar amamentando, ser saudável e ter produção de leite maior que a necessidade do seu bebê. Ela pode entrar em contato através dos telefones 3423-2157 e 3421-5252 para que a equipe do Banco de Leite de Patos passe as orientações sobre os procedimentos básicos de higiene, de manuseio do leite e da ordenha mamária”, reforçou a coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino.

Agosto Dourado – A programação do Agosto Dourado começou no dia 1º e incluiu abordagens com pacientes e acompanhantes, palestras, treinamentos e até uma comemoração que reuniu as mães doadoras de Patos em meio a um café da manhã. “A proposta do Agosto Dourado, inserido nas comemorações da Semana Mundial de Aleitamento Materno, é conscientizar as futuras mamães sobre a importância não apenas do aleitamento, mas, também da doação do excedente de leite, num trabalho de sensibilização para conseguir novas doadoras e assim equilibrar o estoque do produto em nosso banco”, explicou a coordenadora Joana Sabino.

Banco de Leite de Patos realiza palestra sobre a importância da doação do leite materno para gestantes do CRAS de Monte Castelo

Posted on

            Ainda dentro da programação do Agosto Dourado, a equipe do Banco de Leite Humano Dra. Vilani Kehrle, da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, realizou nesta sexta-feira (10), um palestra sobre os ‘Dez passos para o sucesso do aleitamento materno”. O público alvo foi cerca de 30 gestantes assistidas pelo CRAS Mariana Alves, do bairro de Monte Castelo, em Patos.

            “A proposta desta ação é conscientizar as futuras mamães sobre a importância da doação do excedente de leite, num trabalho de sensibilização para conseguir novas doadoras e assim aumentar o estoque do produto em nosso banco”, explica a coordenadora do BLH, Joana Sabino que junto com a bioquímica Fraldecia de Souza abordaram as etapas que as mães devem seguir para assegurar não apenas uma boa amamentação, mas, também a coleta do leite excedente.

A palestra desta tarde foi feita a convite da Assistente Social do CRAS de Monte Castelo, Kalina Kátia, que já desenvolve com as gestantes atendidas pelo Centro um trabalho de conscientização sobre a importância da amamentação para os bebês e também para as mães. “Foi uma palestra bem participativa. As gestantes tiraram dúvidas e muitas já se dispuseram a ajudar o banco a repor os estoques caso tenham excedente de leite”, afirmou Joana.

Para ser doadora, basta a mulher estar amamentando, ser saudável e ter produção de leite maior que a necessidade do seu bebê e entrar em contato através dos telefones 3423-2157 e 3421-5252, que a equipe do Banco de Leite da todas as orientações sobre os procedimentos básicos de higiene de manuseio do leite e da ordenha mamária, Quem quiser se aprofundar no assunto pode pesquisar no site do Governo do Estado, no link  http://static.paraiba.pb.gov.br/2013/09/Rede-Paraibana-de-Bancos-de-Leite.pdf.

Profissionais da Maternidade de Patos participam de treinamento sobre acolhimento às vítimas de Violência Sexual

Posted on

 

A cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no Brasil. De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada -IPEA, cerca de 527 mil pessoas são estupradas por ano no país, sendo que 89% da vítima destes atos violentos são mulheres. Além disso, é preciso considerar que somente 10% dos casos de estupro são notificados. E para saber acolher e também melhor acolher casos especiais como os de Violência Sexual, quando as pacientes chegam fragilizadas tanto do ponto de vista físico, quanto psicológico, foi realizado, nos últimos dias 02 e 03, um treinamento com profissionais da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos.

A capacitação que, inicialmente, foi direcionada para os profissionais que atuam nos setores de Acolhimento e Centro Obstétrico, foi coordenada pela Comissão de Assistência a Vítima de Violência Sexual da unidade, que é formada por uma equipe multidisciplinar. A ideia é que o treinamento seja realizado com os profissionais dos demais setores da unidade.

O farmacêutico, Rodrigo Jefferson e a psicóloga, Thuanny Dantas, foram os facilitadores do treinamento que reviu e abordou atos e procedimentos de acolhimento que são fundamentais para assegurar um bom atendimento às mulheres vítimas de abusos e violência sexual.

“Assim como temos uma acolhida humanizada com as gestantes que chegam para ter seus filhos na Maternidade, precisamos, como unidade referência no atendimento às mulheres, estarmos melhor preparados para acolher as pacientes vítimas de violência sexual e esse foi o foco do treinamento”, reforça o diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, parabenizando a Comissão de Assistência a Vítima de Violência Sexual da unidade pela iniciativa. A Comissão é composta, por Saniely Coutinho (enfermeira da epidemiologia), Amanda Bento (enfermeira do NSP), Rodrigo Jefferson (farmacêutico), Tuanny (psicóloga), Maria Aparecida (enfermeira assistencialista) e Juliana Salvador (assistente social).

Maternidade de Patos realiza várias atividades na Semana Mundial de Aleitamento Materno

Posted on

Abordagens, palestras, treinamentos e comemoração são as atividades que integram a programação da Semana Mundial de Aleitamento Materno do Banco de Leite Humano Drª Vilani Kehrle, da Maternidade de Patos. As atividades, que começaram nessa quarta-feira (1), se prolongarão até o próximo dia 14. O evento  acontece, simultaneamente, em 120 países e tem o objetivo de incentivar e conscientizar sobre a importância da amamentação e das doações do leite materno. O tema da Semana deste ano é “Amamentação: a base da vida” e ela acontece dentro do mês denominado pela Lei Federal Nº 13.435, de 12/04/2017, ‘Agosto Dourado’.

           “O objetivo das atividades e ações é levar às gestantes, mulheres, funcionárias da Maternidade e convidadas, informações sobre a importância da amamentação e da doação de leite excedente, com o foco de estimular a doação e chamar atenção para a única fonte de leite que a gente dispõe, que são as mulheres que amamentam”, destaca a coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino.

No primeiro dia de atividades da Semana, houve uma abordagem aos funcionários e visitantes da Maternidade com a distribuição de laços dourados. Nesta quinta-feira (2), a nutricionista Silvania Rodrigues ministrou palestras sobre ‘Mitos e verdades sobre o aleitamento materno’. A primeira delas aconteceu pela manhã, na sala de entretenimento da Maternidade, para funcionários, pacientes e visitantes, e à tarde, a mesma palestra foi realizada na UBS Sebastiana Xavier, no bairro de Bivá Olinto, para gestantes daquela localidade atendidas pela Unidade Básica de Saúde.

Nesta sexta-feira (3), às 14h30, haverá uma capacitação com a equipe do Posto de Coleta e Porcionamento da Maternidade, no auditório do Banco de Leite, que será conduzida pela enfermeira Tereza Lucena e pela nutricionista Silvania Rodrigues. Na segunda-feira (6), a equipe do Banco de Leite fará uma palestra sobre o tema “A importância da amamentação exclusiva até os seis primeiros meses de vida”. Haverá, na ocasião, distribuição de laços dourados e informativos sobre o tema debatido. Na terça-feira (7), a partir dar 9h, será oferecido um coffe break com sorteio de brindes para homenagear as mães doadoras, na sede do BLH. O encerramento das atividades acontecerá no dia 14, com uma palestra da coordenadora do BLH, Joana Sabino, e a bioquímica Faldrecya Borges.

Sobre o evento – A Semana Mundial de Aleitamento Materno foi criada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, do nome em inglês) e acontece em vários países, com a meta de aumentar os índices de aleitamento materno. Na Paraíba, os contatos de toda rede, com postos e bancos de coleta, estão no site do Governo do Estado, no link http://static.paraiba.pb.gov.br/2013/09/Rede-Paraibana-de-Bancos

Enfermeiros da Maternidade de Patos participam de treinamento sobre Hemotransfusão

Posted on

Os enfermeiros da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, participaram essa semana, nos dias 25 e 26, de uma capacitação sobre Hemotransfusão. O treinamento, que teve duração de quatro horas, foi ministrado pela Enfermeira, Aretusa Delfino, Especialista em Oncologia – Hematologia. A capacitação foi realizada em dois dias para que todos os profissionais da Enfermagem pudessem participar, já que a escala da categoria na unidade é de 12/36 horas.

O tema do treinamento, realizado na sede do Banco de Leite da Maternidade, foi ‘Atualização em hemoterapia’. Durante a capacitação, os profissionais revisaram e atualizaram conhecimentos sobre as normas gerais na hemotransfusão e as atribuições dos enfermeiros e dos técnicos de enfermagem nesse procedimento. Vale lembrar que as competências dos enfermeiros quando se trata de hemotransfusão são divididas em três etapas: antes da transfusão, durante e após esse procedimento.

 “O enfermeiro é o profissional que acompanha todas as etapas deste procedimento, daí a importância destes profissionais estarem com os conhecimentos atualizados”, reforça a gerente de Enfermagem da Maternidade, Milene Nunes Barbosa.

Caravana do Coração atende gestantes de alto risco em Patos

Posted on

A 6ª edição da Caravana do Coração realiza atendimentos nesta quarta-feira (11) na cidade de Esperança e quinta-feira (12) estará no município de Guarabira. Nessa segunda-feira (09), 23 gestantes foram contempladas com as ações da Caravana na cidade de Patos. As atividades aconteceram na sede do Banco de Leite da Maternidade Dr. Peregrino Filho. No local, elas fizeram exames e receberam orientações para preservar a saúde e os cuidados com seus bebês. Os atendimentos aconteceram durante todo o dia e envolveram 36 voluntários. No dia 13, serão realizados atendimentos em Itabaiana e o encerramento da Caravana será em Mamanguape, no próximo sábado (14).

No atendimento em Patos, as gestantes receberam orientações de pós-parto e cuidados com o bebê; e foram submetidas a vários exames, a exemplo de testes rápidos de HIV, Hepatite B e C, sífilis, urina, além de terem aferida a pressão arterial e pesagem. A Caravana conta com obstetras, além de odontólogos e nutricionistas que disponibilizaram orientações para melhorar a dieta e a saúde bucal. No total, a Caravana do Coração em Patos atendeu, além das 23 gestantes, 129 crianças de 0 a 12 anos, diagnosticadas com alguma alteração cardíaca, mais cinco delas com microcefalia.

A Caravana, uma ação resultante de parceria do Governo do Estado/Secretaria de Estado da Saúde e a ONG pernambucana Círculo do Coração, com apoio da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP), tem o objetivo de realizar um mutirão de triagens, consultas e exames cardiológicos com ajuda de uma equipe multidisciplinar de profissionais de diversas áreas.

Capacitação – A Caravana também realizou capacitações. Ao todo, 202 profissionais da Maternidade Dr. Peregrino Filho, além da Atenção Básica e do SAMU participaram dos treinamentos. As oficinas foram destinadas para gestores municipais, gerentes Regionais de Saúde, gestores dos hospitais e professores das Redes de Ensino estadual e municipal.Um destes treinamentos, “Apresentação RCP, discussão do protocolo de pré-natal”, foi ministrado pela médica obstetra Viviane Meneghetti, nas dependências da Maternidade. Participaram da capacitação 35 profissionais da unidade, entre enfermeiros e técnicos.

Maternidade Dr. Peregrino Filho se integra às ações da 6ª Caravana do Coração que estará no dia 09 de Julho em Patos

Posted on

           A ONG pernambucana Círculo do Coração, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, com apoio da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP), realiza pela 6ª vez na Paraíba atendimentos gratuitos em crianças de 0 a 12 anos, gestantes com idade gestacional de 22 a 28 semanas que apresentem algum tipo de cardiopatia ou problemas oriundos de cardiopatias e crianças com microcefalia. Os serviços e atendimentos em Patos estão programados para acontecer no dia 09 de julho e terão total apoio da Maternidade Dr. Peregrino Filho, que integra a rede estadual de saúde. Profissionais da unidade darão suporte às atividades e participarão de capacitações.

            Segundo a diretora assistencial da Maternidade de Patos, Luciana Maia, vários profissionais da unidade estarão envolvidos diretamente nas ações da Caravana. “Os profissionais da Maternidade participarão de capacitações, os que integram o ambulatório de microcefalia, ou seja, os fisioterapeutas, fonoaudiólogo e psicólogo também estarão à disposição da Caravana, além disso teremos também as enfermeiras Laryssa Medeiros e Maria Euzarene Tiburtino, além da auxiliar administrativo, Silvia Gomes, que já fazem parte do Circor da Maternidade, à disposição para ajudar e se integrar às ações”, afirma Luciana. A unidade também contribuirá com apoio logístico aos profissionais da Caravana durante sua passagem por Patos.

            A Caravana do Coração tem o objetivo de realizar um mutirão de triagens, consultas e exames cardiológicos com ajuda de uma equipe multidisciplinar de profissionais de diversas áreas. A equipe multiprofissional da Caravana é, formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, professores e estudantes universitários.  Este ano, 120 profissionais estarão envolvidos na ação. Uma das novidades da Caravana deste ano é que, em cada cidade, os atendimentos vão ocorrer em locais diferentes, de forma simultânea.

A proposta é realizar consultas cardiológica; de enfermagem e pediátrica obstétrica; atendimentos em fisioterapia; psicologia; nutrição; fonoaudiologia e saúde bucal, além dos exames de US obstétrica; de laboratório; eletrocardiograma e ecocardiograma. E ainda há a parte lúdica da caravana, desenvolvida por uma equipe da arte-educação que recepciona as pessoas que chegam para receber atendimento na Caravana junto aos seus familiares.

            “Esse é um projeto que sempre apoiamos e que merece todo o nosso apoio pelo alcance social, pela iniciativa de melhorar a atenção básica, pelos resultados que tem apresentado e, principalmente, por ser uma ação que contribuiu para melhorar a saúde e, consequentemente, a vida das pessoas. Por isso, desde a primeira edição na cidade que a Maternidade de Patos apoia e se integra às ações da Caravana”, destaca o diretor geral da Maternidade de Patos, Dr. Umberto Marinho Júnior.

As capacitações que acontecerão este ano serão destinadas para as equipes de atenção básica, hospitalares e SAMU, gestores municipais, Gerentes Regionais de Saúde, gestores dos hospitais e professores das Redes de Ensino estadual e municipale vão abordar os temas “Apresentação RCP, discussão do protocolo de pré-natal”; “ Pré-natal de alto risco (hemorragia, prevenção de eclampsia e pré-eclampsia – sulfatação, infecção, etc)”; “Capacitação em Neonatologia (surfactante, estabilização do neonato de risco, CPAP artesanal, etc)”; “transporte da gestante e neonato de risco (SAMU)”; “Primeiros socorros e identificação de cardiopatas no ambiente escolar”.

‘Tenho plena consciência que meu gesto salva vidas’ afirma mãe doadora regular do Banco de Leite de Patos

Posted on

A Assistente Social, Paloma Lucena da Silva Leite, 29 anos, moradora do bairro Nóe Trajano, tem plena consciência que um gesto simples, que não lhe custa nada, nem a prejudica, muito pelo contrário, nem compromete a amamentação de sua bebê, Ana Beatriz Lucena Leite, salva a vida de muitos recém-nascidos que, por diversos motivos, ficaram impedidos de sugar o leite de suas mães. Doadora regular de leite humano, Paloma doa o excedente de sua produção para o Banco de Leite Humano Dra. Vilani Kerle, da Maternidade de Patos,  desde que a pequena Ana Beatriz tinha menos de 15 dias de nascida.

Paloma, que foi orientada e também recebeu cuidados da equipe do Banco ainda quando estava interna na Maternidade, onde teve sua primeira filha, no dia 20 de março último, assimilou bem as informações que recebeu e retribui através desta iniciativa o tratamento humanizado que teve enquanto esteve sob os cuidados da equipe da Maternidade. Seu esposo, o Analista de Sistema, Mateus Leite, participou ativamente deste momento único não apenas acompanhando o parto, mas dividindo com sua esposa o início de uma jornada para a vida inteira.

Paloma fez um cesariana, embora tivesse se preparado para ter um parto normal, porque estava perdendo líquido amniótico três dias antes do parto, não teve dilatação suficiente e Beatriz já estava em sofrimento com uma gestação de 40 semanas. “Queria normal, mas, infelizmente não foi possível e avaliamos que não valia a pena mais esperar, pois Ana Beatriz já estava em sofrimento, tanto que nasceu com as extremidades roxas e com a pele descamando nas mãos e pés”, afirma ela.

Quinze dias após receber alta e já com a amamentação regularizada, Paloma resolveu começar a doar seu excedente. No início, quando Ana Beatriz mamava menos, as coletas eram semanais. Atualmente, se tornaram quinzenais. “Faço a doação toda vez que o vidro enche”, afirma Paloma. Ela mesmo leva o produto armazenado em vidro esterilizado e fornecido pelo Banco de Leite. Antes, quando era mais regular e frequente, a coleta era feita em domicilio pela equipe do Banco.

“Sei que meu gesto salva vidas, não prejudica minha filha e ainda me faz bem porque ajuda a estimular a produção e regular meu organismo e ao mesmo tempo me faz mais feliz porque sei que estou ajudando outros bebês e mães que não podem doar ou não têm leite”, reitera Paloma, que trabalha no CRAS, do bairro São Sebastião e volta da licença maternidade no dia 16 de julho. “Não sei ainda como será, mas pretendo amamentar minha filha, exclusivamente, no peito até ela completar seis meses de vida”, afirma ela.

A coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino, destaca que testemunhos e atitudes como esse de Paloma dão um ânimo especial a equipe do Banco. “O leite humano não pode ser fabricado e a única forma de conseguirmos alimentar e salvar vidas de bebês prematuros e que não mamam no peito da mãe é contando com a boa vontade de mulheres como Paloma, que têm plena consciência da importância deste gesto de amor ao próximo”,  lembra Joana.