Maternidade de Patos

Maternidade de Patos terá missa toda terceira sexta-feira de cada mês

Posted on

A partir deste mês, todo terceira sexta-feira do mês, a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos terá uma programação religiosa. Isto porque, nestas datas haverá a celebração de uma missa católica. A primeira delas aconteceu nesta sexta-feira (22), pela manhã, no mini auditório do Banco de Leite. A missa foi celebrada pelo Padre Edvan.

De acordo com o diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, a iniciativa atende um antigo pleito de funcionários, que desejavam ter no local de trabalho uma ação religiosa. “O Estado é laico e essa celebração católica não é excludente de nenhuma outra, apenas atendemos ao apelo de alguns funcionários que gostariam de ter a oportunidade de participar de uma missa. Como havia a disponibilidade do celebrante, marcamos para realizar toda terceira sexta-feira do mês”, explica Dr. Umberto.

Podem participar da celebração funcionários, prestadores de serviço, pacientes e visitantes. Como o espaço é pequeno, o critério de acesso será a quantidade de pessoas que a sala comportar.  O tempo de participação na missa será compensado, no mesmo dia de trabalho, a fim de que a participação na celebração não atrapalhe a rotina da maternidade, nem o atendimento às pacientes.

Maternidade de Patos adota pulseira de identificação para tornar ainda mais seguro o atendimento às pacientes

Posted on

A Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, incluiu,  dentro do protocolo de admissão de pacientes o uso de pulseiras de identificação. A finalidade deste novo item é aperfeiçoar a identificação da paciente, a fim de reduzir a ocorrência de incidentes. As pulseiras, que são impermeáveis e resistentes ao banho, ficam com a paciente durante todo o período de internação até a alta hospitalar. Nela são gravadas todas as informações da paciente, a exemplo do nome completo, data de nascimento, data da admissão na unidade além do número do prontuário.

O diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, lembra que a iniciativa do uso desta pulseira, além de estar contemplada no protocolo de identificação do paciente, através do Núcleo de Segurança da unidade, aperfeiçoa o processo de identificação. “A identificação correta do paciente deve ser realizada para evitar erros e riscos para a segurança do paciente, como erros na administração de medicamentos, transfusão sanguínea, procedimentos realizados em pacientes errados ou até entrega de bebês às famílias erradas”, destaca o médico.

A confecção e posterior adoção das pulseiras foi possível porque a unidade adquiriu, recentemente, uma impressora de etiquetas para confecção das mesmas, capaz de imprimir os dados em material resistente e impermeável. “O processo de identificação do paciente deve assegurar que o cuidado seja prestado à pessoa para a qual se destina. E com o uso desta pulseira, a identificação de nossas pacientes se torna mais eficaz”,finaliza Dr. Umberto.

Maternidade de Patos amplia serviço de ambulatório de alto risco para gestantes

Posted on

A Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, está aumentando a oferta de um serviço muito importante para às gestantes de alto risco, com a ampliação dos atendimentos ambulatoriais para esse público. A iniciativa está inserida na política de saúde pública do estado que busca reduzir os índices de mortalidade materna, tendo como foco a ampliação deste serviço preventivo. Com a iniciativa, a unidade passa de dois para seis ambulatórios de alto risco.

“Essa ampliação do serviço vai possibilitar atender um maior número de gestantes, fazendo com que elas tenham a oportunidade de terem um acompanhamento mais criterioso e com isso diminuir o índice de complicações e morbidade durante essas gestações de alto risco”, explica o diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior.

Antes da mudança, o ambulatório de alto risco da Maternidade funcionava dois dias, às terças e quintas-feiras, pela manhã. Desde a semana passada, houve o acréscimo de mais um dia, com a inclusão da segunda-feira, com atendimentos pela manhã e à tarde. Na terça-feira, o serviço continua pela manhã. Essa semana começa os atendimentos também nas quartas-feiras, à tarde, e os da quinta-feira, ganham mais um horário, funcionando em dois turnos, pela manhã e à tarde.

“Na semana passada, aumentamos um ambulatório, essa semana vamos incluir mais dois e, na primeira semana de setembro, disponibilizaremos mais um totalizando seis ambulatórios”, contabiliza Dr. Umberto. Ele lembra que essa ampliação é fruto de uma parceria com as instituições de ensino superior Faculdades Integradas de Patos (FIP) e a Faculdade Santa Maria (FSM), de Cajazeiras, do curso de Medicina, que estão cedendo os profissionais obstetras para fazer os ambulatórios com o acompanhamento dos alunos destas instituições.

Maternidade de Patos também prepara acompanhantes para o momento do parto

Posted on

Em vigor desde 2005, a Lei 11.108 obriga que hospitais, maternidades e assemelhados permitida um acompanhante, indicado pela gestante, no trabalho de parto, durante o parto e no pós-parto imediato. É a chamada Lei do Acompanhante. Isso vale para todos os hospitais brasileiros, seja particular ou público e para partos normais ou cesarianos. A Lei não exige que o acompanhante tenha parentesco com a gestante, podendo ser pai da criança, a mãe, uma amiga ou quem ela indicar. Na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, os acompanhantes além de serem bem acolhidos ainda recebem, antes do parto, orientações da equipe de Enfermagem da Comissão de Controle e Infecção Hospitalar (CCIH) e da Assistência Social para que esse momento único seja o mais prazeroso e seguro possível.

Segundo o diretor clínico da Maternidade, Dr. Paulo Athayde, o direito da gestante na unidade é plenamente assegurado e até estimulado. “Só orientamos a paciente sobre a importância de quem vá acompanhar o parto, seja ele cesáreo ou normal, de receber orientações prévias de como se comportar num ambiente hospitalar. E essas orientações versam sobre a maneira de como se comportar na sala onde acontecerão os procedimentos, a exemplo de não tocar nos materiais e equipamentos para evitar contaminação, não interferir nos procedimentos, passar tranquilidade à gestante, tudo isso para  preservar a segurança da paciente e do bebê”, afirma Dr. Paulo. O médico lembra ainda que há todo um cuidado, inclusive no vestuário do acompanhante, que se paramenta com as roupas especificas e higienizadas pela unidade para ter acesso à sala de parto.

O diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior reitera a importância do acompanhante para a gestante no momento do parto. “Uma pessoa de confiança, seja o pai da criança, a mãe, etc, dá a mulher muito mais tranquilidade na hora do parto. Essa presença é muito importante. Com a grávida mais tranquila e se sentindo mais segura ao lado de uma pessoa conhecida, o parto pode ser mais curto e menos traumático, por exemplo”, argumenta o médico. Ele, no entanto, faz uma ressalva sobre a importância do preparo prévio de quem vai acompanhar o parto. “O ideal é que esse acompanhante participe do pré-natal para se integrar emocionalmente a importância deste momento”, afirma Dr. Umberto.

Além da Lei do Acompanhante, em vigor desde 2005, existem outras duas resoluções que asseguram a presença de uma pessoa indicada pela mulher para o parto. A Agência Nacional de Saúde (ANS) regulamentou a RN 211, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a RDC 36/08, que também falam do mesmo tema: a permissão para um acompanhante. Na Maternidade de Patos, o acompanhante da paciente também recebe três refeições diárias fornecidas pela unidade, gratuitamente.

Palestras mostram a importância do aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida

Posted on

O Aleitamento Materno traz vantagens tanto para a mãe, quanto para o bebê e ele já deve ser iniciado na primeira hora de vida do recém-nascido e deve se estender até os seis meses, de forma exclusiva. Essa informação foi o mote da palestra do pediatra e diretor geral da maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, Dr. Umberto Marinho Júnior, realizada na última sexta-feira (04). A ação fez parte das atividades desenvolvidas pelo Banco de Leite Humano Drª Vilani Kehrle, alusiva a XXV Semana Mundial de Aleitamento Materno e contou ainda com a participação, como palestrantes, da coordenadora do BLH de Patos, Joana Sabino e a técnica de Enfermagem, Edilma Alves, além de doulas que desenvolvem trabalhos com as gestantes do município.

Dentro da programação da Semana do Aleitamento de Patos, na quinta-feira (03), as atividades foram direcionadas às gestantes de alto de risco da cidade de Patos, que tiveram a oportunidade de aprender e tirar dúvidas sobre aleitamento, durante uma palestra proferida pela enfermeira Tereza Lucena e pela técnica de Enfermagem, Rubenya Rubya, no auditório do Banco de Leite de Patos. À tarde, a programação aconteceu na cidade de Quixaba, na sede da Unidade Básica de Saúde, com uma palestra direcionada para as gestantes da Atenção Básica, proferida pela bioquímica Faldrecya Borges e a técnica de Enfermagem, Edilma Alves. Houve ainda na cidade um mamaço, em praça pública, onde as mães amamentaram seus bebês para chamar atenção da importância do aleitamento.

Ontem (07), as atividades da Semana foram realizadas no Hospital e Maternidade de Pombal, com uma palestra direcionada às gestantes da Rede Cegonha da cidade e de municípios vizinhos. A atividade foi conduzida por Joana Sabino e a Enfermeira do BLH de Patos, Amanda Bento, Edilma Alves. “A palestra foi super proveitosa, bem participativa e também fez alusão ao Agosto Dourado”, afirmou Joana. As atividades serão encerradas, na quarta-feira (09), com a palestra ‘Manejo clínico da lactação’, dirigida para a equipe de saúde do sistema prisional feminino de Patos. A palestra será conduzida pela bioquímica Faldrecya Borges e pela nutricionista Silvania Rodrigues. Em todas as ações foram apresentados os 10 passos para uma boa amamentação e dada orientações às gestantes de como melhor segurar o bebê na hora da mamada.

Gestantes da cidade de Malta visitam a Maternidade de Patos e conhecem o ambiente que as acolherá no parto

Posted on

Um grupo de 18 gestantes da cidade de Malta, que são atendidas pelas três unidades de saúde do município viveram, na semana passada, uma experiência inédita e que servirá para aumentar a tranquilidade delas no momento do parto. Elas foram conhecer as instalações, os profissionais, a estrutura e os cuidados que terão em um dos momentos mais importantes de suas vidas. O grupo conheceu a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, a unidade referência no atendimento às gestantes do sertão paraibano e à gravidez de alto risco na região.

A visita faz parte do projeto ‘Conhecendo o nosso espaço’, idealizado pela Psicóloga, Técnica de Enfermagem e atual vereadora de Malta, Maria Lidiana Gomes, com apoio das enfermeiras Ligia Karla e Nallygi Gyanca e colaboração da enfermeira Rosalba, da agente comunitária de saúde, Socorro e da odontóloga Dimaima Medeiros. que atuam no PSF 2. “É sabido que a questão emocional na hora do parto às vezes atrapalha e na medida em que as gestantes conhecem o espaço onde terão seus bebês e se familiarizam com a rotina da Maternidade, isso traz uma tranquilidade maior”, argumenta Lidiana. Além da visita à Maternidade, o projeto, que começou em maio último, inclui a realização de encontros trimestrais com as gestantes do município.

“Depois da visita, os depoimentos de aprovação, de encantamento com os espaços e com a estrutura da maternidade, na forma como as pacientes são acolhidas, eram unânimes. Pude constatar que elas ficaram aliviadas, pois tiveram a certeza de que serão bem acolhidas e assistidas pela unidade”, argumenta Lidiana, lembrando que a ação teve o apoio da Secretaria de Saúde de Malta.

Durante a visita, o grupo foi conduzido pelo gerente administrativo da Maternidade, Herberty Jales que elogiou a iniciativa dos profissionais de Malta. “Essa ação é muito importante, pois apesar de ser público e notório os nossos diferenciais enquanto unidade de saúde referência na assistência às gestantes e à mulher, no tocante à estrutura, equipamentos, equipes, instalações, etc, nada substitui o ver in loco. Tenho certeza que essas gestantes quando chegarem aqui para terem seus filhos virão mais tranquilas, pois já conheceram toda a nossa estrutura”, afirmou Herbert que mostrou as futuras mamães desde a recepção, até os alojamentos, refeitório, a UCIN, a sala de parto humanizado, o alojamento Mãe-Canguru, o Banco de Leite, o serviço social, entre outras dependências da Maternidade que integra a rede estadual de saúde.

Médico pediatra Umberto Júnior assume direção geral da Maternidade de Patos nesta segunda

Posted on

A direção geral da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que integra a rede estadual de saúde, a partir desta segunda-feira (31), será assumida pelo Dr. Umberto Marinho Júnior. O nome do pediatra, que substitui Dr. Odir Borges Filho, atual prefeito de Catingueira, foi confirmado pelo governador Ricardo Coutinho, no sábado (29), durante passagem dele por Patos. A posse do novo diretor geral da unidade, que é referência no atendimento à gestantes no sertão paraibano, acontece nesta segunda-feira.

Dr. Umberto que é paraibano, natural de São Mamede, e já tem experiência em gestão na área de saúde, tendo feito um excelente trabalho na direção do Hospital Infantil Noaldo Leite, bem como em função de sua especialidade e de diversas atuação em hospitais do Estado, tem grande experiência com crianças, além de atuação na docência, como professor da Universidade Federal da Paraíba (UFCG), campus Cajazeiras, além das faculdades. Santa Maria, em Cajazeiras e Faculdades Integradas de Patos (FIP).

Em seu perfil no facebook, o médico destacou sua alegria e responsabilidade em poder gerir uma unidade referência na região, agradeceu ao governador Ricardo Coutinho pela confiança e políticos da região, que referendaram seu nome para o novo cargo. “Nesta segunda-feira estarei assumindo mais esse desafio na minha vida. Que Deus me ilumine e me abençoe nessa caminhada”, escreveu ele, que é o primeiro pediatra a assumir a direção geral da Maternidade de Patos.

Dr. Umberto Marinho Júnior assume nesta segunda-feira a direção geral da Maternidade de Patos

Semana Mundial de Aleitamento Materno da Maternidade de Patos terá atividades em outros municípios da região

Posted on

A Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, já definiu a sua programação dentro da XXV Semana Mundial de Aleitamento Materno, que acontece entre os dias 01 e 09 de agosto, cujo tema, este ano, é “Amamentar. Ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você”. Além de Patos, as ações acontecerão também em Catingueira, Santa Luzia, Quixaba e Pombal, e incluirá atividades educativas e palestras.

“O objetivo é levar às gestantes da região informações sobre a importância da amamentação e da doação de leite excedente, para estimular à doação”, disse a coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino. A programação começa em Patos, no dia 1º de agosto, às 8h, na sede do Banco de Leite Humano Drª Vilani Kehrle, com uma palestra da Técnica de Enfermagem e Assistente Social, Rubenya Rubia, para um grupo de gestantes de pré-natal de alto risco. À tarde, a partir das 14h, será realizada outra palestra, na sede da Secretaria de Saúde de Catingueira, para gestantes da atenção básica daquele município.

Na quarta-feira (02), as ações acontecem, pela manhã, a partir das 9h, na sede do CRAS de Santa Luzia, para as gestantes atendidas pelas equipes da Atenção Básica daquela cidade. Na ocasião, a bioquímica do Banco de Leite de Patos, Faldrecya Borges, e a enfermeira, Suzy Anne Valentim, falarão sobre os 10 passos para o sucesso do aleitamento materno. À tarde, as gestantes da Atenção Básica de Patos, participarão da mesma palestra, desta vez, com a nutricionista Silvania Rodrigues e a coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino.

Na quinta-feira (03), pela manhã, a partir das 8h, a ação será direcionada às gestantes de pré-natal de risco de Patos, que terão a oportunidade de aprender e tirar dúvidas sobre aleitamento, durante uma palestra proferida pela enfermeira Tereza Lucena e pela técnica de Enfermagem, Rubenya Rubya, no auditório do Banco de Leite de Patos. À tarde, a programação acontece na cidade de Quixaba, na sede da Unidade Básica de Saúde, a partir das 14h. A palestra, direcionada para as gestantes da Atenção Básica, será proferida por Joana Sabino e Faldrecya Borges.

O grupo de gestantes ‘A roda amor d’Doula’ será o público alvo das atividades do dia 04, que acontecem somente à tarde, a partir das 14h, com uma palestra no auditório do Banco de Leite de Patos, feita por Joana Sabino e Faldrecya Borges. Na segunda-feira (07), as atividades serão retomadas, a partir das 9h, no Hospital e Maternidade de Pombal, com uma palestra direcionada às gestantes da Rede Cegonha, feita por Joana Sabino e a técnica de Enfermagem, Edilma Alves.

As atividades serão encerradas, na quarta-feira (09), com a palestra ‘Manejo clínico da lactação’, dirigida para a equipe de saúde do sistema prisional feminino de Patos. A palestra será conduzida pela bioquímica Faldrecya Borges e pela nutricionista Silvania Rodrigues.

Sobre o evento

A Semana Mundial de Aleitamento Materno foi criada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, do nome em inglês) e acontece em 170 países, com a meta de aumentar os índices de aleitamento materno. Na Paraíba, toda a rede, formada por pelos bancos de leite Anita Cabral e Dra Zilda Arns, em João Pessoa; Merijane Claudino da Silva, em Guarabira; Banco de Leite do ISEA, em Campina Grande; Banco de Leite Humano de Cajazeiras e o Banco de Leite Drª Vilani Kehrle, que funciona num prédio anexo a Maternidade Dr. Peregrino Filho, em Patos, realizam ações na Semana. Os contatos de toda rede, com postos e bancos de coleta, estão no site do Governo do Estado, no link http://static.paraiba.pb.gov.br/2013/09/Rede-Paraibana-de-Bancos-

SONY DSC
SONY DSC

Salvar vidas de crianças cardiopatas é o foco do trabalho da equipe da Maternidade de Patos que integra o Círculo do Coração

Posted on

Salvar a vida de crianças de zero a 12 anos que apresentam problemas cardíacos, a exemplo de sopro, cianose, febre reumática, taquicardia, entre outros. Esse é o foco do trabalho do Círculo do Coração (Circor), que é desenvolvido desde 2011, a partir de uma parceria do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e a ONG pernambucana Círculo do Coração. Na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que integra a rede estadual de saúde, há um núcleo do Circor que atua com cinco profissionais, sendo uma médica, três enfermeiras e uma assistente administrativa.

O trabalho dos profissionais que integram a Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP) e que atuam no Circor em Patos inclui a realização de testes do coraçãozinho (Oximetria diferencial), ecocardiograma de triagem, que são realizados nos recém-nascidos da UCIN e UTI Neo, além dos atendimentos em um ambulatório especializado, às terças-feiras. Quando há necessidade de um procedimento,  é feito o encaminhamento do paciente para o complexo Arlinda Marques, em João Pessoa, que é um centro de referência na Paraíba, nesta área cardiológica.

O Circor de Patos é composto por uma equipe multiprofissional, que tem a frente a pediatra Nicoly Silvia Gomes. Eles são responsáveis pelos atendimentos e fazem, diariamente, a oximetria nos recém-nascidos maiores de 34 semanas. Os ecocardiogramas de triagem são realizados durante os atendimentos no ambulatório, todas as terças-feiras à tarde, das 14às 18h ou quando há necessidade na própria maternidade. A sala do Circor em Patos funciona no prédio do banco de leite e a cidade é referência para a rede de cardioloia pediátrica.Na sala do Coração são acompanhados bebês cardiopatas identificados tanto durante a gestação, quanto nos primeiros dias de vida.

“Assim que identificamos alguma cardiopatia, a criança já passa a ser acompanhada pela equipe da Rede de Cardiologia Pediátrica e passa, assim,  a ter a atenção e cuidados necessários para o devido tratamento”, explica a Dra. Nicoly. Segundo ela, atualmente, há 350 crianças cadastradas no ambulatório de Patos, que são regularmente acompanhadas.

O diretor clínico da Maternidade de Patos, Dr. Paulo Athayde, destaca que o Circulo do Coração desenvolve um importante trabalho. “Nós da Maternidade de Patos ficamos muito orgulhosos de fazer parte de uma ação que permite que mais crianças possam ser avaliadas e tratadas e, a partir daí, terem a possibilidade de ter uma vida normal”, destaca o médico, lembrando que sem acompanhamento e tratamento adequado, muitas destas crianças atendidas pelo Circor não sobreviveriam ou teriam uma vida limitada em função de problemas cardíacos.

Na última sexta-feira (30), a Caravana do Coração, que este ano está sendo realizada desde 26 de junho até oito de julho, passou por Patos e todos os profissionais que integram a RCP e o Circor da Maternidade se integraram às atividades que foram realizadas na sede da Faculdades Integradas de Patos (FIP). Dr. Paulo Athayde fez uma palestra focando a gravidez de alto risco e as intercorrências da eclampsia.

Profissionais da Maternidade Dr. Peregrino Filho participam de ações na Caravana do Coração

Posted on

As ações da Caravana serão realizadas em 13 municípios, entre os dias 26 de junho e 08 de julho. Em Patos, os atendimentos serão realizados na próxima sexta-feira (30)

 

A ONG pernambucana Círculo do Coração, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, com apoio da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba (RCP), realiza pela 5ª vez na Paraíba atendimentos gratuitos em crianças de 0 a 12 anos, gestantes com idade gestacional de 22 a 28 semanas que apresentem algum tipo de cardiopatia ou problemas oriundos de cardiopatias e crianças com microcefalia. Os serviços e atendimentos em Patos estão programados para acontecer no próximo dia 30 e terão total apoio da Maternidade Dr. Peregrino Filho, que integra a rede estadual de saúde. Profissionais da unidade darão suporte às atividades e farão capacitações. A Maternidade também fornecerá os lanches que serão distribuídos no dia com os voluntários que atuam na Caravana.

Segundo a diretora assistencial da Maternidade de Patos, Luciana Maia, vários profissionais da unidade estarão envolvidos diretamente nas ações da Caravana, mas, somente no dia das atividades é que serão definidas às atribuições de cada um. “Os profissionais da Maternidade participarão de capacitações, podem ajudar na coleta de sangue, os que integram o ambulatório de microcefalia, ou seja, os fisioterapeutas, fonoaudiólogo e psicólogo também estarão à disposição da Caravana, além disso teremos
também as enfermeiras Laryssa Medeiros, Euzarene Tiburtino e Janielly Guilherme, além do auxiliar administrativo, Silvia Gomes, que já fazem parte do Circor, à disposição para ajudar e se integrar às ações”, destaca Luciana, lembrando que a unidade também contribuirá com apoio logístico aos profissionais da Caravana durante sua passagem pela cidade.

A Caravana do Coração tem o objetivo de realizar um mutirão de triagens, consultas e exames cardiológicos com ajuda de uma equipe multidisciplinar de profissionais de diversas áreas. A proposta é realizar atendimentos, em cada uma das 13 cidades contempladas com as ações, em100 mulheres, 100 crianças e capacitar 200 profissionais nos cursos oferecidos pela Caravana. Depois de Cajazeiras e Sousa, a Caravana estará em  Catolé do Rocha (28), Pombal (29), Patos (30), Itaporanga (01/07), Princesa Isabel (02), Monteiro (03), Esperança (04), Picuí (05), Guarabira (06), Itabaiana (07) e Mamanguape (08). A equipe multiprofissional da Caravana é, formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, professores e estudantes universitários.

“Esse é um projeto que merece todo o nosso apoio pelo alcance social, pela iniciativa de melhorar a atenção básica, pelos resultados que tem apresentado até agora e, principalmente, por ser uma ação que melhora a saúde e, consequentemente, a vida das pessoas. Por isso, desde a primeira edição na cidade que a Maternidade de Patos apoia e se integra às ações da Caravana”, destaca o diretor clínico da Maternidade, Dr. Paulo Athayde.