Hospital Regional de Patos

Hospital Regional de Patos amplia capacidade de atendimento e disponibiliza mais seis UTIs para casos de Covid-19

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), que é uma das referências da rede estadual de saúde para atendimento de pacientes com coronavírus, vai ampliar sua capacidade de atendimento para casos graves da doença com a disponibilidade de mais seis leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no setor de isolamento Covid. Com os novos leitos que estarão disponíveis a partir desta quinta-feira (24), a unidade passa a ter 26 vagas de UTI. Além destes leitos, o Complexo tem mais 23 Enfermarias Clínicas destinadas exclusivamente para pacientes com Covid-19.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, destaca a importância destes novos leitos. “Ampliar a capacidade de atendimento, justamente, num momento em que estamos percebendo um aumento no número de casos de Covid, inclusive, de evoluções mais graves da doença, muito nos tranquiliza. Agradecemos ao governador João Azevedo e ao secretário Dr. Geraldo Medeiros que se anteciparam a essa segunda onda de contágio ampliando os leitos nas unidades de saúde da rede”, destaca o diretor.

A equipe do Complexo, junto com a direção e o pessoal da manutenção terminou os últimos ajustes e detalhes de instalação dos equipamentos da nova UTI na noite desta quarta-feira (22). “Foi um esforço conjunto de todos para que tudo ficasse pronto para podermos disponibilizar esses novos leitos já a partir desta quinta-feira, coincidentemente, o dia em que também se comemora o Natal”, destacou Francisco, agradecendo o empenho de sua equipe para que tudo ficasse pronto. O espaço onde vai ficar os novos leitos de UTI foi totalmente reformado, com novas instalações elétricas, hidráulicas e rede de gases.

Os novos leitos fazem parte de um processo de ampliação de vagas nos hospitais referências da rede pública estadual anunciado pelo governador João Azevedo dias atrás. Além do Complexo Hospitalar de Patos, o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, foi contemplado com mais 10 leitos, o Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, com a oferta de mais cinco vagas e ainda o Hospital de Clínicas de Campina Grande, com a abertura de mais 15 leitos.

Hospital Regional de Patos realizou 35 cirurgias e atendeu 161 pacientes na Urgência e Emergência no último final de semana

Posted on

O plantão do último final de semana no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) foi bastante movimentando, especialmente, no que diz respeito a realização de procedimentos cirúrgicos e atendimentos na Urgência e Emergência da unidade. Entre as 18h do dia 18 e até a meia noite do domingo (20), o hospital realizou 35 cirurgias, sendo 11 de emergência e outras 24 eletivas e atendeu 161 pessoas. O maior número de atendimentos se deu no plantão do dia 19, quando 77 pessoas deram entrada na unidade. No dia 18 foram atendidas 25 pessoas e no domingo outras 59.

Os acidentes de trânsito foram responsáveis pelo atendimento de 23 pessoas, sendo 19 delas envolvidas em acidentes com motocicletas, outras três que sofreram ferimentos por causa de acidentes com bicicletas e ainda uma vítima de atropelamento. Dos 23 acidentados, dez precisaram ficar internados para observação e procedimentos na unidade por complicações diversas. A maior demanda de acidentados foi da cidade de Patos, com oito registros, seguida das cidades de Desterro e Malta, com três vítimas em cada município.

Das 35 cirurgias realizadas, 16 procedimentos foram de Ortopedia, seguida de cirurgias oncológicas, num total de 14, e mais cinco cirurgias geral. Na Urgência Emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade no último final de semana foram de pacientes com queda da própria altura, dor abdominal, dificuldade de respirar,contusões diversas, acidentes com animal peçonhento ou raivoso, entre outros motivos.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, afirma que o plantão do final de semana, mesmo com esse número de cirurgias, esteve abaixo dos padrões médios de atendimento da unidade. “Até tivemos menos atendimento que nos finais de semana anteriores e penso que isso já é reflexo da conscientização das pessoas que estão percebendo o aumento do número de casos de Covid e estão restringindo saídas e até viagens”, diz o diretor, lembrando que o Complexo de Patos é referência para cerca de 60 municípios do sertão paraibano, inclusive, para casos de coronavírus.

Hospital Regional de Patos fechou balanço de novembro com o registro de quase quatro mil atendimentos

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) fechou o balanço de suas atividades em novembro com um saldo de 3.878 atendimentos, sendo 2.841 na Urgência e Emergência e mais 1037 atendimentos ambulatoriais. Os dados consolidados apontam ainda que a unidade, que é referência para mais de 60 municípios do sertão paraibano, inclusive no atendimento a pacientes com Covid-19, realizou 279 cirurgias, a maior parte delas de Ortopedia, e ainda 9.901 exames clínicos.

Das 279 cirurgias realizadas em novembro, 138 foram de Ortopedia, 65 procedimentos foram de cirurgia geral, outras 47 Oncológicas, 18 cirurgia Vascular, nove Bucomaxilo, além de um procedimento de Otorrino e outro de cirurgia plástica reparadora. Em relação ao mês anterior, que registrou 326 cirurgias, houve uma redução de 14% no número de procedimentos. “Essa redução se deu em função da demanda, não de restrição da unidade”, explica o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes.

Em novembro também foram realizados pelo Complexo um total de 1.866 exames de Raio X, 1.811 tomografias computadorizadas, 319 Ultrassonografias e Ecocardiogramas, 437 Eletrocardiogramas, 51 diagnósticos por Anatomia Patológica e Citopatologia, seis Endoscopias, quatro Ressonância Magnética, três Imunohisoquímica e ainda uma Colonoscopia.

Complexo de Patos atinge sua capacidade máxima na UTI Covid e 80% de leitos da enfermaria do isolamento estão ocupados

Posted on

Mesmo com a expansão gradativa de leitos, eram 10 UTIs no começo da pandemia e agora são 20 leitos de Terapia Intensiva, com mais seis leitos em implantação e disponíveis nos próximos dez dias, o aumento do número de casos de Covid conseguiu lotar a UTI Covid do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) de Patos nesta sexta-feira (11), atingindo 100% de ocupação. Das 19 enfermarias clínicas disponíveis, 17 estão com pacientes com coronavírus, o que representa 80% de ocupação do setor da unidade. “Infelizmente, chegamos a 100% de nossa capacidade de UTI Covid e pacientes que precisem de cuidados intensivos terão que ser atendidos em outras unidades referência da rede de saúde, porque só poderemos receber novos pacientes quando houver uma vacância na UTI, seja por alta ou por óbito”, lamentou o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes.

Um dos hospitais de referência da rede pública estadual para casos de coronavírus no sertão paraibano, o CHRDJC nunca tinha atingido sua capacidade máxima, o que aconteceu nesta sexta-feira. A Chefe do Núcleo de Enfermagem do Complexo, Séfora Cândida, reforça a importância da contribuição da população num momento tão crítico da pandemia como esse. “A pandemia não acabou, inclusive, pelo aumento no surgimento de novos casos, e a vacina ainda não está disponível, portanto, população realmente precisa continuar adotando as medidas de proteção, a fim de contribuir com a redução da contaminação pelo vírus”, reitera ela, lembrando que o uso de máscara, a higienização freqüente das mãos e evitar aglomeração são medidas de prevenção importantíssimas na atual conjuntura.

Sobre leitos Covid

O Complexo tem, atualmente, 20 leitos de UTI Covid e está com 19 leitos de Enfermaria Clínica no isolamento. Nos próximos dias, a unidade ampliará sua capacidade de atendimento na Terapia Intensiva para casos de coronavirus para mais seis leitos, totalizando 26 leitos de UTI Covid. As obras para instalação desses novos leitos está em ritmo acelerado. Os novos espaços é fruto da política de expansão da rede de atendimento aos casos de Covid do Governo Estadual, através da secretaria Estadual de Saúde, que se antecipou com a ampliação de leitos Covid para melhor atender a população nessa segunda onda de contágio.

Serviço Social do Complexo de Patos consegue identificar paciente, mas ainda procura familiares e conhecidos dele

Posted on

O paciente que até ontem (10) estava internado no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, sem identificação, já foi identificado, porém nenhum familiar ou conhecido dele foi encontrado. O Sr. Antônio Carlos dos Anjos, de 52 anos, ainda está na Ala vermelha, seu quadro inspira cuidados e ele ainda está inconsciente. Quem conseguiu identificar o paciente foi o Serviço Social da unidade que agora procura por alguém que seja parente ou conhecido dele.

O paciente, explica a Coordenadora do Serviço Social do Complexo, Suenia Mota, segundo informações de pessoas que freqüentam o Mercado Público é morador de rua e perdeu a mãe há algum tempo e é visto com freqüência no entorno do mercado. “Algumas pessoas disseram que ele tem uma filha, mas não souberam informar onde ela mora. Devido à gravidade do estado de saúde dele, é importante que a gente localize alguém da família ou algum conhecido”, reforça Suenia.

A Coordenadora do Serviço Social do Complexo lembra ainda que além de toda a assistência e suporte de saúde que estão sendo disponibilizados para o paciente, a unidade está empenhada em localizar os parentes dele. “Nestas circunstâncias, a gente percebe que o serviço de uma unidade de saúde é muito mais amplo do que o atendimento médico. Neste caso, por exemplo, estamos cuidando tanto da saúde dele, como o acolhendo com humanização na medida em que não estamos resumindo nosso papel à assistência médica e hospitalar. Até como missão humanitária, precisamos encontrar alguém que possa acompanhá-lo. Isso faz parte de nosso trabalho também e que muitas vezes nem é percebido pela sociedade”, destaca Suenia.

Ela lembra ainda que antes de ser trazido pelo SAMU para o Regional, na madrugada da quinta-feira (10), o paciente esteve no PA Maria Marques, onde teve uma parada cardíaca, ficou inconsciente e foi intubado, chegando ao hospital sem consciência e nenhuma documentação. “Como o SAMU não fez a ficha do paciente e ele não tinha documentação, nós nem sabíamos que ele já tinha sido atendido no PA. Tanto que fizemos um Boletim de Ocorrência registrando esse fato e só tivemos essa informação após a publicação de uma matéria de nossa assessoria de comunicação que repercutiu na Imprensa local”, explica Suenia, lembrando que se alguém conhecer o paciente ou familiares dele, pode entrar em contato com o Hospital pelo número 3415-7700 e pedir para falar com o Serviço Social.

Serviço Social do Complexo de Patos procura por familiares e conhecidos de paciente que está internado sem identificação e grave

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, está à procura da família ou conhecidos de um homem, que aparenta ter entre 40 e 50 anos, de cor branca, cabelos loiros e com fios brancos, de estatura entre 1,65m e 1,70m, que foi deixado pelo SAMU, na madrugada desta quinta-feira (10), sem nenhuma identificação. O paciente que se encontra em estado grave chegou ao hospital por volta de uma da madrugada, já chegou intubado e sem consciência e encontra-se na Ala Vermelha da unidade em estado considerado grave. O Serviço Social registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Patos, já que não há nenhuma identificação do paciente, nem mesmo a informação de onde o paciente foi encontrado.

“Precisamos localizar alguém que conheça esse senhor até para que seus familiares tomem conhecimento da gravidade da situação e também para identificá-lo, pois ele chegou aqui na unidade sem nenhuma documentação e o pessoal do SAMU nem fez a ficha dele porque também não dispunha de nenhum dado”, destaca a Assistente Social do Complexo que está de plantão na unidade nesta quinta-feira, Jeanércia Fernandes. A única informação que o hospital tem é que ele foi encontrado na rua desacordado, mas nem mesmo a localização do resgate foi informado para a unidade pelo SAMU.

Complexo Regional de Patos conclui ação do Novembro Azul conscientizando sobre os cuidados preventivos do câncer de próstata

Posted on

Estima-se que, diariamente, 42 homens morram em decorrência do câncer de próstata no Brasil e, aproximadamente, 3 milhões vivam com a doença no país. Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 15 mil mortes/ano acontecem em decorrência da doença no Brasil, que é o tipo de câncer mais frequente entre os homens brasileiros, depois do câncer de pele. E para alertar a comunidade masculina sobre os cuidados preventivos, durante todo o mês de novembro e até o último dia 04, foi realizada uma ação no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), que incluiu consultas e exames, com prioridade para funcionários da unidade, além da Maternidade Dr. Peregrino Filho e do Hospital Infantil. O médico responsável pelos atendimentos foi o urologista, Dr. Antônio Segundo.

“Estamos concluindo o Novembro Azul, já no começo de dezembro, com muita alegria pela receptividade dos pacientes que assimilaram a importância dos cuidados preventivos, que são o exame de próstata, que é o toque retal, associado a exames laboratoriais”, disse o médico. Dr. Segundo orienta que quem não pôde participar da ação do Novembro Azul pode procurar uma unidade básica de saúde para a realização dos exames preventivos. “A partir dos 50 anos é importante que o homem faça esses exames e em casos onde há histórico de câncer de próstata, a avaliação pode começar um pouco mais cedo. O importante é a prevenção e o cuidado com o diagnóstico precoce pois disso depende uma melhor qualidade de vida”, reiterou o médico.

Para o primeiro sargento da Policia Militar reformado, Adelson Pereira do Nascimento, que realizou o exame pela primeira vez este ano, é preciso deixar a vergonha de lado e cuidar mais da saúde. “Ainda há muito ignorância em relação a esse exame. Eu próprio tinha vergonha e nunca tinha feito, mas resolvi fazer este ano para meu próprio bem, para ter mais cuidado com a minha saúde. Sugiro que os homens que ainda não fizeram que não se omitam e percam a vergonha, porque isso não é constrangimento. Constrangimento e tristeza é você estar doente, prestes a morte e deixar seus familiares chorando”, disse Adelson.

O porteiro da Maternidade de Patos, Alcione Airton da Silva, também participou da ação do Novembro Azul esse ano. “É preciso que os homens também se cuidem. Não tem mistério. Muito melhor que tratar é se cuidar antes. Muito melhor que ficar doente é se prevenir. Quem não fez ainda deve procurar o serviço e se prevenir”, disse ele.

Sobre o Novembro Azul

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem foi formulada para promover ações de saúde que contribuam significativamente para a compreensão da realidade singular masculina nos seus diversos contextos socioculturais e político-econômicos. O movimento Novembro Azul teve início em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças que atingem a população masculina, com ênfase na prevenção do câncer de próstata. Pouco tempo depois ganhou o mundo, inclusive, o Brasil.

Complexo de Patos começa semana com 16 pacientes na UTI e mais 11 nas enfermarias clínicas do isolamento Covid

Posted on

O aumento do número de casos de Covid sentido nos últimos dias refletem diretamente na ocupação dos leitos dos hospitais que são referência para doentes com coronavírus. Em Patos, no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), um dos hospitais de referência da rede pública estadual para casos de coronavírus no sertão paraibano, os casos que necessitam de internamento continuam aumentando. Nesta segunda-feira (07), a unidade tem 16 pacientes internados na UTI Covid, o equivalente a 75% de sua capacidade para doentes que precisam de cuidados intensivos, e mais 11 pacientes nas enfermarias clínicas Covid.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, explica que embora o número de pacientes graves tenha diminuído em relação à semana passada, quando a UTI Covid atingiu 90% de sua capacidade, o momento é de extrema atenção e cuidado. “A gente que atua na área de saúde vê a gravidade da situação no dia a dia, até pelo aumento do número de casos, e isso nos dá uma sensação de impotência muito grande ao ver que muita gente ainda vai a festas com muita gente, não usa máscara e negligencia no distanciamento e nos cuidados preventivos. A população precisa entender que não é momento de relaxar. A atual conjuntura pede muito cuidado e atenção com as medidas preventivas”, reiterou o diretor, lembrando que Patos e região estão com a bandeira Vermelha e com os maiores índices de contágio da doença no Estado.

Dos 16 pacientes que estão internados na UTI Covid do Complexo, 11 deles estão intubados com o TOT, que é um tubo inserido dentro da traquéia do paciente através da via oral ou nasal. O mais novo paciente da UTI é uma mulher de 33 anos e o mais idoso também é uma mulher com 85 anos. Dos 11 pacientes internados nas Enfermarias Clínica Covid o mais novo é um homem de 42 anos e o mais idoso é um senhor de 80 anos. Os dados fazem referência a o último boletim do setor de isolamento Covid da unidade, expedido no começo da manhã desta segunda-feira (07).

Área Verde do Complexo de Patos ganha novas cadeiras reclináveis para dar maior conforto aos pacientes

Posted on

A partir desta sexta-feira (04), os pacientes que procurarem os serviços do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) e precisarem ficar na Área Verde da unidade sentirão uma grande diferença. Isto porque dentro do processo de melhoria contínua e de mudanças internas que tornem o atendimento mais humanizado e eficaz, o espaço ganhou 12 novas cadeiras reclináveis, destinadas aos pacientes que precisarem de cuidados pouco urgentes. O local também passou por revisões hidráulica e elétrica, assim como pintura.

“Com essa melhoria e aquisição das cadeiras reclináveis tornamos o ambiente da Área Verde mais humanizado, melhoramos fluxos internos e a própria apresentação do ambiente que ficou mais claro, funcional e agradável, melhorando sensivelmente o atendimento aos pacientes que precisem de cuidados nesta área de nossa unidade”, destaca o diretor geral da unidade, Francisco Guedes. Antes o hospital dispunha de seis cadeiras. Agora tem doze.

Complexo de Patos está com 90% de sua capacidade de UTI Covid ocupada

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), um dos hospitais de referência da rede pública estadual para casos de coronavírus no sertão paraibano, continua registrando aumento na ocupação de seus leitos de isolamento. Nesta sexta-feira (04), a unidade tem 19 pacientes internados na UTI Covid, o equivalente a 90% de sua capacidade para doentes que precisam de cuidados intensivos, e mais 14 pacientes nas enfermarias clínicas Covid. A unidade tem 20 leitos de UTI Covid e 23 Enfermarias Clínicas destinadas, exclusivamente, para casos de coronavírus e nos próximos dias ganhará mais seis leitos de UTI Covid, conforme anunciou essa semana o governador João Azevêdo.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, alerta que o território onde está inserido o Complexo voltou a bandeira vermelha e a população precisa colaborar para evitar um aumento ainda maior no número de casos da doença. “O aumento no número de casos de Covid é uma realidade e a gente percebe isso com a demanda crescente de internações e o grande perigo, além do agravamento do quadro em muitos casos, é uma procura grande e num mesmo momento por leitos provocando o colapso do sistema de atendimento e para evitar isso, a população precisa fazer a sua parte, ou seja, manter os cuidados preventivos de segurança e higienização”, reitera o diretor, enaltecendo que não é hora de relaxar nestes aspectos.