Hospital Regional de Patos

A Paraíba está utilizando as melhores práticas para combater a Covid-19 afirma secretário executivo de saúde durante visita a Patos

Posted on

“Desde o primeiro protocolo de cuidados da Covid, em março, já havia uma forte indicação pelo uso de corticoides no tratamento de pacientes com coronavírus. Agora em maio, a nossa nova versão de tratamento já incorpora a dexametazona e outros corticoides para o tratamento de pacientes com uso do oxigênio e daqueles que estão intubados, isso evidencia que nosso Estado sempre utilizou a melhor evidência e as melhores práticas para Covid como se pode observar neste último estudo da Universidade de Oxford”, disse hoje (17), o secretário executivo de gestão de redes de saúde, Daniel Beltrammi. O gestor esteve em Patos, onde visitou o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, que é uma das referências no tratamento do Covid-19, e conversou com profissionais da Imprensa sobre a situação do combate a pandemia no sertão.

Ao visitar o Complexo que, recentemente, abriu dez novos leitos de UTI direcionados exclusivamente para os doentes com coronavírus, o secretário conversou com os integrantes da equipe gestora da unidade, ouviu os pleitos dos profissionais no sentido de melhorar, ainda mais, a assistência aos pacientes, visitou os espaços de atendimento do Covid, incluindo, a nova UTI, conversou com médicos e enfermeiros, esteve no Hospital do Bem e, em seguida, se reuniu com a Imprensa para detalhar ações, deliberações e providências do Governo do Estado no enfrentamento desta pandemia. “A visita foi muito produtiva, o secretário pôde avaliar os avanços que aconteceram no Janduhy, avanços estes que já estão acontecendo e à disposição da população, visitamos também o Hospital do Bem, que já está com sua plataforma de elevação e encontra-se em obras no primeiro piso para ampliação de 30 leitos para pacientes atendidos com outras enfermidades, além dos cuidados oncológicos”, destacou a diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

Na agenda com a Imprensa, o secretário falou das medidas que ainda precisam ser preservadas a fim de reduzir a contaminação de mais pessoas, das prioridades da saúde, da prática de atendimento aos pacientes com Covid-19 e defendeu a continuidade das medidas de isolamento social. “Não podemos retomar as atividades de maneira normal neste momento. Nós não recomendamos isso agora, pois o momento não permite esse retorno. Quando for o momento a Secretaria de Saúde, a Controladoria do Estado e demais órgãos envolvidos no combate a pandemia vão apresentar os protocolos específicos para retomada gradual das atividades”, disse o secretário.

O secretário lembrou ainda que o cenário da pandemia está sendo conhecido na medida em que ele acontece, é altamente diversificado e complexo e que há movimentos diferentes em cada local que ele se apresenta, mas, que a Paraíba está numa boa posição porque colocou um plano de combate ao Covid-19 mais cedo que outros locais. “Hoje, nós percebemos que ter começado cedo fez toda a diferença, porque a gente pôde, identificar as fraquezas a tempo, trabalhá-las para quando nós começamos a precisar pudéssemos dispor de uma rede mais estruturada”, disse ele, lembrando que o maior desafio que quem faz gestão de saúde, principalmente, num momento como esse é a solidão. “Se tem uma coisa que a gente se orgulha aqui na Paraíba é a união de todos que integram a gestão de saúde, isso falando como um todo da Secretaria de Saúde, da inteligência sanitária paraibana, de todos que integram as redes de apoio, é que estamos todos unidos e isso faz toda a diferença. Nós estamos com as mãos dadas para atravessar essa tempestade”, destacou o secretário, lembrando do apoio da ALPB e dos deputados paraibanos que, independente, de posições políticas estão unidos também nessa luta.

Sobre os testes de Covid disponibilizados pelo Estado, o secretário informou que o Governo adquiriu 413 mil testes e a cidade de Patos recebeu 5.100 kits. Destes, 2.827 testes, o equivalente a 55% do total disponibilizado já foi utilizado, restando 45% dos testes disponíveis para a população patoense. Dos 5.100 testes disponibilizados para Patos, foram realizados no Complexo de Patos outros 1.309 testes, dos quais 236 deram positivos para Covid-19 e 1.068 negativos. Sobre a distribuição dos testes para os demais municípios, Daniel Beltrammi afirmou que todas as 223 cidades paraibanas receberam testes para o Covid-19 e que todos os profissionais de saúde que atuam nas unidades de saúde do Estado serão testados. Ele ressaltou que a prioridade neste momento é levar a testagem até a Atenção Primária, nas unidades básicas de saúde. “Isso é fundamental para saber como o vírus está circulando e projetar quantos casos novos teremos todos os dias e quais ações tomar a partir daí”, afirmou ele.

Daniel Beltrammi lembrou ainda que, infelizmente, a taxa de imunidade da população paraibana ainda é baixa, de apenas 21%, mas que não dá para acelerar esse número. “21% significa que 79% dos paraibanos ainda não tiveram contato com o vírus e eles não podem ficar doentes ao mesmo tempo, porque se eles ficarem doentes ao mesmo tempo, 20% necessitarão de hospital e isso iria colapsar o sistema de atendimento de saúde”, afirmou ele, finalizando o apelo de que todos precisam dar sua colaboração nestes tempos de pandemia. “A gente está aqui fora, saído de casa, deixando as nossas famílias para cuidar de sua saúde, então, por favor, valorize esse gesto que a gente está fazendo por vocês, cuidando muito de você e dos seus, tudo isso vai passar, vai ficar tudo bem, mas, isso depende muito de todos nós”, reiterou Daniel Beltrammi.

Complexo Hospitalar de Patos dobra oferta de leitos de UTI Covid-19

Posted on

OComplexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, ganhou, nesta quinta-feira (11), mais um reforço para o enfrentamento da Covid-19, assegurando uma melhor assistência aos pacientes. A unidade de saúde agora conta com mais 10 leitos de UTI, passando a ter 20 leitos, dobrando assim a sua capacidade de atender pacientes que precisem de cuidados respiratórios intensivos. E, numa terceira etapa, mais 10 leitos de UTIs serão disponibilizadas no Complexo, totalizando 30 leitos de terapia intensiva.

Em função da pandemia e da área de isolamento Covid já ter pacientes internos, a entrega das novas UTIs se resumiu a um momento de oração, realizado pelos profissionais que integram a equipe Covid do Complexo, a equipe gestora da unidade, além dos coordenadores da Clínica Médica e de Enfermagem. Em seguida, os primeiros pacientes foram transferidos para as novas UTIs.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, destacou a importância destes novos leitos, lembrando que com essa ampliação o hospital ganha melhores condições de atender os pacientes com coronavírus que necessitam de cuidados intensivos. “Estamos hoje disponibilizando mais 10 leitos de UTI para os pacientes de coronavírus, depois de toda uma obra que foi realizada na parte estrutural do hospital, de implantação de nova rede de gases, nova parte elétrica, instalação de novos equipamentos e recrutamento de mais recursos humanos. Esse é um momento histórico para toda a região de Patos porque esses leitos vieram para ficar”, disse a diretora.

“A entrega destes novos leitos de UTI é bastante importante para nossa região, porque esse espaço está equipado com equipamentos de última geração, que junto com a equipe de profissionais do Complexo chegam para somar esforços nessa batalha contra essa pandemia do coronavírus, assegurando uma melhor assistência e um tratamento ainda mais eficaz para nossos pacientes”, destacou o médico Anatólio Neto, que integra a equipe da linha de frente do Covid no Complexo.

O enfermeiro Diego Lima, que também estava presente na abertura dos novos leitos de UTI, reforçou a importância do novo espaço. “Esse é um dia histórico para o nosso sertão, que recebe mais leitos de UTI, neste momento voltados para a área do Covid, mas, que com certeza, passado todo esse momento, esses leitos estarão à disposição dos pacientes, independente da patologia, ajudando a salvar vidas”, disse Diego.

Além de ganhar dez novos leitos de UTI, o Complexo também ampliou os leitos na Clínica Médica. Inicialmente com 12 leitos de Enfermaria destinados, exclusivamente, para o atendimento e internação dos casos de sintomatologia respiratória, atualmente, o Complexo já dispõe de 30 leitos de Enfermaria para atendimentos a pacientes de Covid-19. O Hospital também foi habilitado junto ao Ministério da Saúde para implantação de outros 10 leitos de UTI, um projeto que deve ser consolidado mais adiante, numa terceira etapa de ampliação.

Hospital de Patos reforça estoque de itens que são usados na linha de frente do combate ao Covid-19 com doação da ONG Compassion

Posted on

            No combate a pandemia, alguns itens são fundamentais, a exemplo de EPI’s que protegem os profissionais que atuam na linha de frente e os materiais de desinfecção de ambientes que são imprescindíveis na higienização dos espaços e equipamentos utilizados com os pacientes com coronavírus. Nesta terça-feira (09) pela manhã, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, ganhou uma importante ajuda nesta batalha contra o Covid-19. Trata-se da doação de 1005 itens, entre EPI’s e materiais de desinfecção, que reforçarão o estoque da unidade. A entrega dos itens doados pela ONG Compassion do Brasil foi feita pela Facilitadora de Parcerias da instituição, Eliane Pereira, à diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

            O material que chegou via transportadora foi descarregado no pátio da unidade e após conferido e catalogado foi colocado no almoxarifado do Hospital para uso imediato. Após a diretora da unidade assinar o termo de doação, ela destacou a importância da iniciativa na atual conjuntura. “Nós agradecemos imensamente a ONG por ter escolhido o Complexo para receber esses itens, que chegam num momento muito oportuno porque estamos com uma grande demanda de casos em Patos e região, o que torna o Hospital uma referência importante no acolhimento e tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados de Covid. Esses materiais que estamos recebendo são itens que a gente usa muito na linha de frente e cotidianamente, de forma que eles são muito bem-vindos”, destacou a diretora.

            A lista de materiais doados inclui 25 máscaras TNT, mais 300 máscaras PFF-2, 100 gorros descartáveis, 70 luvas de procedimento, 100 aventais hospitalares, 140 óculos de proteção, 70 litros de álcool em gel 70%, 100 litros de água sanitária, mais 50 de Hipoclorito de Sódio e 50 de Antisséptico. O valor total dos 1005 itens, segundo relatório entregue pela ONG, é de R$ 21.305,00.

            O Complexo Hospitalar de Patos foi a única unidade de saúde da Paraíba a ser contemplada com as doações. Segundo a representante da ONG isso se deu em função da instituição já desenvolver atividades no município de Patos e entender que havia a necessidade de aporte destes itens na unidade paraibana e em outras instituições de saúde pública do Nordeste. “A região Nordeste vem enfrentando diversos desafios no enfrentamento ao Covid-19, com uma taxa de letalidade crescendo consideravelmente. Por isso escolhemos fazer essa doação a hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), localizados nessa região onde temos grande número de parceiros e beneficiários e são referência no enfrentamento a pandemia, a exemplo do Hospital de Patos. Após analisar os indicadores de cada região, definimos as unidades, entramos em contato com os diretores desses hospitais para compreendermos as demandas e necessidades e definir os materiais que seriam doados e assim está sendo feito. Sabemos que as necessidades de cada um são complexas, mas louvamos ao Senhor pela oportunidade de servir e apoiar esses hospitais no combate ao Covid-19 e ampliar nosso relacionamento com os órgãos locais de saúde”, explicou a Relações Públicas da ONG, Jailma Rodrigues.

            As demais unidades de saúde do Nordeste que são referência para tratamento de casos de Covid-19 e que também receberão itens doados pela ONG são: o Hospital Macroregional Tomáz Martins – Santa Inês/MA, o Hospital Regional de Urgê – Presidente Dutra/MA, o. Hospital Macroregional – Coroatá/MA,  o Hospital Regional Laura Vasconcelos – Bacabal/MA, o Hospital de Campanha Nossa Senhora de Fátima – Parnaíba/PI e o Hospital Regional Norte – Sobral/CE

Sobre a Compassion do Brasil

            Organização beneficente cristã, a Compassion do Brasil está presente no país há mais de 30 anos com significativo investimento na política de assistência social. Através de seus 204 parceiros espalhados pelo Nordeste contribuindo com o desenvolvimento integral direto de mais de 62 mil crianças e adolescentes, e indiretamente com cerca de 250 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social. ‘Neste tempo de pandemia, mesmo não se configurando como uma organização de Ajuda Humanitária, a Compassion do Brasil se alegra em contabilizar até aqui a doação de mais de 2,7 milhões de reais em cestas básicas, kits de higiene/limpeza e máscaras a cerca de 45 mil famílias, de 104 municípios do Nordeste e agora em dar sua contribuição a alguns hospitais onde tem atuação. Serão mais de R$ 200.000,00 em compras de EPI´S e materiais de desinfectação’, destaca uma nota assinada pela diretora nacional da ONG, Vanessa Viotti.

Hospital de Patos recebe doação de itens que ajudarão no combate a pandemia da ONG Compassion

Posted on

Uma importante contribuição, em forma de doação de itens diversos, vai ajudar o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, na luta contra o Covid-19. Trata-se de uma doação da ONG Compassion do Brasil, que inclui dez itens fundamentais, entre EPI’s e materiais de desinfecção que estão sendo bastante utilizados em tempos de pandemia. A doação dos 1005 itens ocorrerá na manhã desta terça-feira (09) e será recebida pela diretora geral do Complexo, Liliane Sena, na própria unidade hospitalar. Além do hospital de Patos, outras unidades de saúde do Nordeste que são referência para tratamento de casos de Covid-19 serão contempladas com a ação da ONG. Da Paraíba, apenas o Complexo foi escolhido em função de trabalhos da instituição no município.

A lista de materiais doados inclui 25 máscaras TNT, mais 300 máscaras PFF 22, 100 gorros descartáveis, 70 louvas de procedimento, 100 aventais hospitalares, 140 óculos de proteção, 70 litros de álcool em gel 70%, 100 litros de água sanitária, mais 50 de Hipoclorito de Sódio e 50 de Antisséptico. O valor total dos 1005 itens é de R$ 21.305,00. Além do Hospital de Patos, o Hospital Macroregional Tomáz Martins – Santa Inês/Ma, o Hospital Regional de Urgê – Presidente Dutra/Ma, o. Hospital Macroregional – Coroatá/MA, o Hospital Regional Laura Vasconcelos – Bacabal/MA, o Hospital de Campanha Nossa Senhora de Fátima – Parnaíba/PI e o Hospital Regional Norte – Sobral/CE também receberão esses itens.

A diretora geral do Complexo de Patos, Liliane Sena, destacou a importância destas doações para a unidade na atual conjuntura. “Ficamos muito contentes em sermos contemplados com essa iniciativa da ONG e, principalmente, pelo fato de todos esses itens serem de suma importância neste momento, pois eles são imprescindíveis no combate a pandemia e, sobretudo, na proteção de nossos pacientes e profissionais, de forma que estamos muito gratos e lisonjeados por terem nos acolhido e pela ajuda que estão nos dando”, destacou ela.

Sobre a Compassion do Brasil

Organização beneficente cristã, a Compassion do Brasil está presente no país há mais de 30 anos com significativo investimento na política de assistência social. Através de seus 204 parceiros espalhados pelo Nordeste contribuindo com o desenvolvimento integral direto de mais de 62 mil crianças e adolescentes, e indiretamente com cerca de 250 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social. ‘Neste tempo de pandemia, mesmo não se configurando como uma organização de Ajuda Humanitária, a Compassion do Brasil se alegra em contabilizar até aqui a doação de mais de 2,7 milhões de reais em cestas básicas, kits de higiene/limpeza e máscaras a cerca de 45 mil famílias, de 104 municípios do Nordeste e agora em dar sua contribuição a alguns hospitais onde tem atuação. Serão mais de R$ 200.000,00 em compras de EPI´S e materiais de desinfectação’, destaca uma nota assinada pela diretora nacional da ONG, Vanessa Viotti.

Urgência do Hospital de Patos atendeu média de seis pacientes/dia vítimas de acidentes na primeira semana de junho

Posted on

Mesmo com a redução de circulação de pessoas nas ruas devido a pandemia, a urgência e emergência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, registrou o atendimento de 43 pessoas vítimas de acidentes de trânsito, na primeira semana de junho (01 a 07/06), o que dá uma média de seis atendimentos/dia somente com esse tipo de ocorrência. A maior parte dos acidentados, 35 pessoas, deram entrada por causa de acidentes com motos.

Boa parte destes 43 registros de acidentados do período se concentraram no final de semana (05 a 07/06), onde 25 pessoas foram atendidas, sendo 21 delas decorrentes de acidentes com motos. Os demais atendimentos recaíram em vítimas de acidentes com bicicletas (05), atropelamentos (02) e um acidente de automóvel. No período não houve registro de acidentes com tração animal.

Na primeira semana de junho, o relatório de casos atendidos no Complexo por causa de violência registrou sete ocorrências, sendo quatro vítimas feridas com arma branca, duas por armas de fogo e uma por agressão física. A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, confirma que houve uma sensível redução no número de acidentados nos últimos tempos e atribui essa queda as medidas de isolamento impostas pela pandemia. “A gente vem percebendo essa redução no número de casos, mas, 25 pessoas atendidas num único final de semana por causa de acidentes ainda é um número bastante significativo”, reitera ela.

Hospital do Bem mantém atendimentos e realiza 520 sessões de quimioterapia em três meses

Posted on

OHospital do Bem – unidade de oncologia do Sertão – não parou suas atividades neste período de pandemia e vem mantendo a assistência aos pacientes, adotando um rígido controle de prevenção para proteger os pacientes oncológicos que fazem parte do grupo de risco em relação ao Covid-19. Nos últimos 90 dias, a unidade contabilizou 1028 atendimentos ambulatoriais e a realização de 520 sessões de quimioterapia.

Em março, o Hospital do Bem realizou 377 atendimentos e 173 sessões de quimioterapia. Já em abril, foram 350 atendimentos ambulatoriais e mais 185 sessões. Em maio, foram contabilizadas 301atendimentos e mais 162 sessões de quimioterapia. Os atendimentos ambulatoriais se dividem nas especialidades Oncologia Clínica e Cirúrgica, Mastologia, Cirurgia Plástica e Urologia.

Por ordem de demanda, a Oncologia Clínica foi a que teve um maior número de atendimentos, com 672 registros. Em segundo lugar foi Mastologia, com 149 atendimentos, seguido de Oncologia Cirúrgica, com 119 casos. A Cirurgia Plástica teve 65 atendimentos, enquanto a Urologia teve outros 23 casos.

A diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, no qual o Hospital do Bem está inserido, Liliane Sena, reitera que o hospital continua em pleno funcionamento, mantendo controles de desinfecção e limpeza ainda mais rígidos. “Adotamos uma série de medidas para garantir a segurança de nossos pacientes na atual conjuntura, a exemplo de distanciar os leitos e cadeiras da recepção e sala de quimioterapia, disponibilizamos máscaras para pacientes e acompanhantes que não possuem o acessório, álcool em gel em todas as dependências, reduzimos a quantidade de pacientes atendidos diariamente para evitar aglomerações e ainda orientamos nossos pacientes sobre medidas preventivas”, destaca Liliane.

O Hospital do Bem atua com atendimento ambulatorial, tratamento quimioterápico e cirúrgico para quatro tipos de câncer: pele, próstata, mama e colo de útero. A sala de quimioterapia tem capacidade para atender dez pacientes simultaneamente, mantendo uma distância segura entre todos eles. O Hospital do Bem só atende pacientes regulados, ou seja, com consultas e procedimentos já agendados previamente, via Secretarias de Saúde dos municípios, apor meio da Central de Regulação do Estado.

Mais um funcionário do Complexo de Patos supera o Covid e volta às suas atividades

Posted on

“É preciso que cada um faça a sua parte. Lave constantemente as mãos, fiquem em casa e só saiam para o que for urgente e bem protegido, com máscara e luvas, porque o vírus está em todo canto e a gente nunca sabe como pode se contaminar”. Essa afirmação é da Auxiliar de Serviços Gerais do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, Edinete Nunes Santana, de 38 anos. Ela é uma das funcionárias da unidade que superou o Covid-19 e regressou a sua rotina nesta quinta-feira (04), quando teve calorosa recepção dos colegas de trabalho, a ponto de se emocionar com as palavras de carinho e os cartazes com corações. Na semana passada, o Complexo contabilizava 43 profissionais afastados, sendo 31 deles com testagem positiva para Covid-19 e outros 12 com suspeita da doença. Alguns destes, a exemplo de Edinete, já voltaram às suas atividades após o período de isolamento.

Com sintomatologia leve, apresentando apenas dores de cabeça, entupimento do nariz e falta de paladar, Edinete conta que achou que esses sintomas fossem algo ligado a sinusite, tanto que ficou surpresa após fazer a tomografia e o médico lhe informar que 25% do pulmão apresentava comprometimento. O teste rápido que positivou para Covid, realizado no dia 21 de maio, fechou o diagnóstico e imediatamente após o exame, ela entrou de licença, foi para casa, no Distrito de Santa Gertrudes, onde permaneceu em isolamento domiciliar por 14 dias, sendo oito dos quais, completamente sozinha em seu quarto.

O restante do tempo em casa, também foi em isolamento domiciliar, mas com saídas do quarto, com luvas, máscara e gorro, por causa do filhinho de três anos dela, o José Mathias, que cobrava atenção da mãe que estava em casa, mas, que ele não via. “É difícil uma criança de três anos entender que a mãe está em casa e ele não pode vê-la. Então, sob orientação da minha agente de saúde, eu saia do quarto, com toda a proteção, mas, mantendo a distância segura de meus quatro filhos e de meu esposo”, disse ela, que teve neste período também o apoio da mãe, a Sra. Maria de Fátima.

Edinete, que atua na Urgência e Emergência do Hospital, admite que sentiu medo ao receber o diagnóstico e que ficou receosa de precisar de uma UTI e de ser intubada, mas, que recebeu tantas palavras de conforto e carinho, que decidiu enfrentar a doença sem maiores receios. “Eu só tive sintomas leves, mas, como essa é uma doença nova, pouco estudada, ninguém tem certeza de nada, mas, graças a Deus eu não tive nada sério e estou aqui contando a minha história de superação”, destaca ela, acrescentando que tudo isso também reforçou a sua fé.

Complexo Regional de Patos recebe doação de aerocâmaras e máscaras cirúrgicas

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) vai passar a disponibilizar na terapêutica dos pacientes com Covid-19 um dispositivo de ventilação não invasivo que pode evitar a intubação. Trata-se de aerocâmaras, um equipamento que já vem sendo usado em vários hospitais referência para o tratamento de casos de coronavirus e que agora, com a doação de 20 equipamentos pelo Manaíra Shopping, de João Pessoa, estarão disponíveis também para os pacientes de Patos. A unidade também recebeu a doação de 3.600 máscaras cirúrgicas que foram compradas com verbas da 2ª Vara Mista de Patos. A entrega das máscaras destinadas ao Complexo se deu na sede da OAB, seccional Patos, na manhã desta sexta-feira (05), com a presença da diretora geral da unidade, Liliane Sena.

“Além do atendimento humanizado, de equipamentos que facilitam a terapêutica, o hospital agora terá essas aerocâmaras e mais máscaras”, atesta a diretora geral do Complexo, Liliane Sena. Ela explica que dos 20 equipamentos, 10 ficarão na unidade e os outros dez serão encaminhados para os hospitais de Pombal, Piancó e Cajazeiras que também integram a rede estadual referenciada de atendimentos para casos de Covid-19. Liliane lembra que o hospital já tinha recebido a doação de um equipamento similar, feito pelo empresário Anderson Gaudino.

Ela explica que a cápsula respiradora é usada como primeira opção para pacientes com dificuldades de respirar antes de decidir pela intubação. “O que tem se observado onde esse equipamento já está em uso é que o resultado do uso da aerocâmara é muito bom, com os pacientes evoluindo muito bem sem a necessidade de intubação e UTI”, destaca a diretora do Complexo, lembrando que muitos já apelidaram o equipamento de ‘cápsula da vida’. Liliane destaca ainda que uma outra vantagem da aerocâmara é a diminuição dos riscos de contaminação dos profissionais de saúde, que atuam na linha de frente.

Sobre as máscaras doadas, ela lembra que a decisão da destinação de recursos para aquisição de EPI’s foi proferida pelo juiz Diego Garcia Oliveira, em atendimento a uma solicitação da Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção/Patos, e que essa doação fará muita diferença na atual conjuntura. “Vivemos um momento de pandemia, com muitas necessidades de materiais, principalmente de EPI’s, que são imprescindíveis na luta contra o contágio e a disseminação da doença, diante de um mercado saturado devido a muita procura por materiais e uma doação desse porte é uma ajuda oportuna, necessário e fundamental, de forma que agradecemos a OAB por ter solicitado essa ajuda e a Justiça por ter entendido a importância do pleito”, reforçou Liliane. Segundo divulgação da Justiça, os recursos são oriundos de pena de prestação pecuniária, transação penal e suspensão condicional do processo nas ações criminais e serão destinados para o Complexo de Saúde Municipal de Patos, Hospital Regional, Maternidade e Hospital Infantil.

Complexo Regional de Patos tem ambulância de suporte avançado para pacientes com Covid-19

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), e os hospitais de referência da região para casos de pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19. ganhou um reforço importante de apoio ao atendimento destes pacientes. Trata-se de uma ambulância de suporte avançado, que não é ligada ao núcleo de regulação dos hospitais que tratam dos casos de Covid, mas, à Central Estadual de Regulação. A base funcionará 24h, com médico, enfermeiro e condutor e servirá para atender os hospitais da região em casos de necessidade de transferências Inter hospitalar.

Segundo a diretora geral do Complexo, Liliane Sena, o serviço da ambulância terá um suporte logístico da unidade, uma vez que todos os suprimentos, além da alimentação dos profissionais que integram as equipes de trabalho ficarão sob a responsabilidade do Complexo de Patos. “Ela não é uma ambulância nossa é uma base conectada a Central de Regulação que poderá ser acionada por nós e pelas outras unidades quando houver necessidade”, reitera a diretora.

Complexo Regional de Patos registra queda nos atendimentos de vítimas de acidentes em maio

Posted on

O balanço de atividades do Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) relativo ao período do dia 01 a 31 de maio, no que diz respeito aos serviços de Urgência e Emergência de vítimas de acidentes de trânsito registrou queda nos atendimentos de maio em relação a abril. Mesmo com um dia a mais, o mês de maio teve 35 acidentes a menos que abril, registrando 174 ocorrências, enquanto o mês anterior teve 209. Essa diminuição dos casos é reflexo das medidas de isolamento social que diminuiu a circulação de pessoas nas ruas e estradas e, consequentemente, o número de acidentes.

Referência para 86 municípios do sertão do estado, o Complexo continua mesmo com a redução dos casos recebendo um grande número de acidentados por motocicletas, liderando nesta modalidade de acidente os atendimentos na urgência e emergência da unidade. Dos 174 registros de acidentes em maio, 149 foram de vítimas que se envolveram em acidentes com motos. Os acidentes com automóvel e bicicleta registraram 11 ocorrências cada um e ainda houveram dois atendimentos por atropelamento e um com veículo de tração animal.

Os dados referentes a atendimentos com vítimas de violência em maio totalizaram 36 casos, sendo 19 de agressões físicas diversas, 14 por ferimentos causados por arma branca e mais três ocorrências com vítimas de arma de fogo. Neste caso, comparando os dados de abril com maio, também houve redução com menos três ocorrências.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, destaca que a redução nos atendimentos de vítimas de acidentes de trânsito, de fato, coincidem com as medidas de isolamento social adotadas na Paraíba e que a tendência é que em junho os números também se mostrem reduzidos em função das medidas de combate a pandemia que ainda estão em vigor. “A diminuição da circulação de pessoas nas ruas e também nas estradas, de fato, teve destacada interferência nestes dados de maio”, reitera Liliane. A diretora do Complexo, que também é referência para casos de Covid-19, aproveita e faz um lembrete a população. “É preciso manter o isolamento social para diminuirmos os casos de contágio da Covid-19 e com isso, de quebra, ainda reduzimos os casos de acidentes”, finaliza ela.