Hospital do bem

Opera Paraíba em Patos contabiliza a realização de 362 cirurgias de catarata

Posted on

O segundo mutirão do Programa Opera Paraíba em Patos terminou nesta terça-feira, depois de quatro dias seguidos de procedimentos, com a realização de 362 cirurgias de Catarata, em pacientes de 24 municípios da 6ª Região de Saúde do Estado. Estavam agendadas 400 cirurgias, mas 38 pessoas não realizaram o procedimento. Destas, seis faltaram no dia marcado e outros 32 pacientes estavam com seus exames alterados, o que impedia o procedimento, ou não apresentavam Catarata, mas, Retinopatia, Glaucoma ou Pterígio.

No sábado, primeiro dia da ação, foram operados 90 pacientes. No domingo, mais 92 pessoas foram beneficiadas com a cirurgia de Catarata. Na segunda-feira, outros 93 pacientes foram operados e, nesta terça-feira, quando foi encerrado o mutirão, mais 87 procedimentos foram realizados.

Os pacientes beneficiados com a ação foram encaminhados pela Central Estadual de Regulação, sob a supervisão da 6ª Gerência de Saúde. Além do procedimento cirúrgico, os pacientes também fizeram exames de Ceratometria, Biometria e Fundoscopia. Os oftalmologistas Sidney Toscano, Manoel Frazão e Daniel Medeiros foram os médicos responsáveis pelos procedimentos deste mutirão que contou com total apoio da equipe do Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC).

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, comemorou o sucesso da ação. “Realizamos todos os procedimentos sem nenhuma intercorrência e os que não foram feitos não dependeu da equipe, nem da unidade, de forma que só tenho a agradecer a todos os profissionais que se envolveram nesta ação que foi muito importante para essas 362 pessoas que foram beneficiadas e que agora têm mais qualidade de vida com a recuperação da visão”, disse o diretor.

“Foi uma ação excelente que fortaleceu ainda mais a parceria dos municípios e do Complexo Hospitalar de Patos com a Gerência Regional de Saúde. Não houve tumulto, não houve espera, todos os pacientes que vieram foram atendidos, em alguns momentos conseguimos até adiantar procedimentos tamanha foi a organização e eficiência da equipe e tudo aconteceu dentro do que era esperado. Os profissionais que atuaram estão de parabéns por terem realizado um Opera Paraíba que, de fato, cumpriu o seu papel e propósito”, disse a responsável pela 6ª Gerência Regional de Saúde, Liliane Sena.

Nestes quatro dias de mutirão foram beneficiados pacientes das cidades de Areia de Baraúnas, Cacimba de Areia, Cacimbas, Catingueira, Condado, Desterro, Emas, Junco do Seridó, Mãe d’Água, Malta, Maturéia, Passagem, Patos, Quixaba, Salgadinho, Santa Luzia, Santa Teresinha, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São Mamede, Teixeira, Várzea e Vista Serrana. O Programa Opera Paraíba tem a meta de reduzir as filas de espera por cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde do Estado em um ano.

Opera Paraíba realiza 182 cirurgias de Catarata em Patos

Posted on

O segundo mutirão do Programa Opera Paraíba em Patos realizou 182 cirurgias de Catarata neste final de semana, no Hospital do Bem. No sábado, primeiro dia da ação, foram realizados 90 procedimentos e no domingo, mais 92 cirurgias. A estimativa inicial era realizar 400 cirurgias, mas, no primeiro dia houve 10 faltas e no segundo outros oito pacientes que estavam agendados não compareceram para realizar a operação. O mutirão segue nesta segunda-feira (22) e será encerrado amanhã. A expectativa é que mais 200 pessoas sejam beneficiadas, sendo 100 hoje e outras cem amanhã. Nesta etapa foram ofertadas 400 cirurgias em Patos.

Os pacientes são de 24 municípios da 6ª Região de Saúde do Estado e são encaminhados pela Central Estadual de Regulação, sob a supervisão da 6ª Gerência de Saúde. Além do procedimento cirúrgico, os pacientes também estão fazendo exames de Ceratometria, Biometria e Fundoscopia. Os oftalmologistas Sidney Toscano, Manoel Frazão e Daniel Medeiros são os responsáveis pelos procedimentos deste mutirão que contam com total apoio da equipe do Hospital do Bem que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC).

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, comemora mais essa ação que incluiu o Hospital de Patos no Programa Opera Paraíba. “É muito gratificante integrar esse grupo de unidades que estão inseridas no Opera Paraíba e poder dar nossa contribuição e ajudar paraibanos que esperavam por uma cirurgia eletiva a terem uma melhor qualidade de vida e visão é uma questão primordial neste aspecto”, disse o diretor, lembrando que a ação não interferiu no dia a dia do Hospital do Bem, que continua sua rotina de atendimento aos pacientes oncológicos.

Nestes quatro dias de mutirão estão sendo beneficiados pacientes das cidades de Areia de Baraúnas, Cacimba de Areia, Cacimbas, Catingueira, Condado, Desterro, Emas, Junco do Seridó, Mãe d’Água, Malta, Maturéia, Passagem, Patos, Quixaba, Salgadinho, Santa Luzia, Santa Teresinha, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São Mamede, Teixeira, Várzea e Vista Serrana. O Programa Opera Paraíba tem a meta de reduzir as filas de espera por cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde do Estado em um ano.

A responsável pela 6ª Gerência Regional de Saúde, Liliane Sena, também comemora o sucesso desta segunda etapa do ‘Opera Paraíba’ em Patos. “Está tudo correndo dentro das expectativas. Tivemos um número muito reduzido de faltosos. Foram 10 no primeiro dia e oito no segundo e os procedimentos estão acontecendo sem nenhuma intercorrência”, disse Liliane.

Hospital do Bem promove Dia D do Novembro Azul com consultas especializadas e biopsias nesta sexta-feira

Posted on

O Hospital do Bem promove, nesta sexta-feira (19), o Dia D do Novembro Azul. A ação, direcionada para o público masculino, marca as comemorações do Novembro Azul no Complexo Hospitalar Deputado Jandhuy Carneiro de Patos. A ação, que acontece durante todo o dia, vai incluir a realização de consultas especializadas com o Urologista, Dr. Marcílio Moreira Pereira. Pela manhã, acontecerão as consultas e, à tarde, serão realizadas as biopsias. Os pacientes que serão atendidos moram em municípios da 6ª Região de Saúde e todos foram encaminhados pela Central de Regulação do Estado. Não haverá atendimento para quem não estiver na lista encaminhada pelos municípios a Central.

O diretor geral do Complexo Francisco Guedes, explica que a ação tem como objetivo contribuir com a conscientização sobre a importância dos cuidados com a saúde masculina e promover a realização de consultas especializadas. “A detecção precoce do câncer de próstata, por meio do exame de sangue por Antígeno Prostático Específico(PSA) ou pelo exame de toque, além de promover a saúde é um cuidado importante para identificar precocemente outras doenças que atingem predominantemente o público masculino e como nós do Hospital do Bem acolhemos pacientes oncológicos com problemas na próstata, nada mais natural do que nos engajarmos na Campanha Novembro Azul com essa ação”, afirmou Francisco.

Sobre Câncer de Próstata

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer- Inca, a única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, os homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico).

O tumor de câncer na próstata, se tratado no início, tem amplas possibilidades de cura. Os sintomas começam pela dificuldade de urinar, podendo chegar até o ponto de não conseguir mais, além do comprometimento dos ossos do corpo e fratura patológica (sem necessidade de traumas). Ainda segundo o Inca, a cada 10 homens com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos de idade. Um em cada cinco homens pode vir a ter o câncer de próstata no Brasil e um em cada oito podem morrer por causa da doença.

Projeto Opera Paraíba realiza mais 400 cirurgias de Catarata em Patos

Posted on

O Projeto Opera Paraíba volta a realizar cirurgias de Catarata em Patos, num segundo mutirão que durará quatro dias e atenderá 400 pacientes, de 24 municípios da 6ª Região de Saúde do Estado. Nos próximos dias 20, 21, 22 e 23 as cirurgias acontecerão no Hospital do Bem, sendo 100 procedimentos a cada dia. Numa primeira etapa do Opera Paraíba em Patos, realizada nos dias 16,17 e 18 de setembro, outras 278 pessoas foram beneficiadas com a iniciativa.

O diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), Francisco Guedes, ao qual o Hospital do Bem está integrado, comemora mais essa ação que vai beneficiar desta vez quase o dobro de pacientes que da primeira etapa. “Estamos muito felizes em poder participar deste Programa, inicialmente, com as cirurgias de Catarata e, posteriormente, quando nosso novo bloco cirúrgico estiver em pleno funcionamento, com outros procedimentos”, disse Francisco, adiantando que é uma satisfação enorme integrar o grupo de unidades de saúde que fazem parte do Opera Paraíba.

Ainda segundo o gestor, a rotina do Hospital do Bem não será alterada nos quatro dias de realização do Opera Paraíba. “No sábado e domingo nós não temos ambulatório e na segunda e terça, com exceção do volume de pessoas na recepção, tudo o mais funcionará sem nenhuma alteração, inclusive, porque as salas onde serão feitos os procedimentos não são usadas para atendimento dos pacientes oncológicos”, reitera Francisco.

Nesta etapa do mutirão serão beneficiados pacientes das cidades de Areia de Baraúnas, Cacimba de Areia, Cacimbas, Catingueira, Condado, Desterro, Emas, Junco do Seridó, Mãe d’Água, Malta, Maturéia, Passagem, Patos, Quixaba, Salgadinho, Santa Luzia, Santa Teresinha, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São Mamede, Teixeira, Várzea e Vista Serrana que foram encaminhados pelos municípios através da Central Estadual de Regulação, sob a supervisão da 6ª Gerência de Saúde.

O Programa Opera Paraíba tem a meta de reduzir as filas de espera por cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde do Estado em um ano. Como contrapartida, os municípios entram com os exames pré-operatórios e com o transporte do paciente até o hospital responsável pela cirurgia e pela sua volta ao município de origem.

A responsável pela 6ª Gerência Regional de Saúde, Liliane Sena, também comemora a realização desta segunda etapa do ‘Opera Paraíba’ em Patos. “Estamos muito felizes de poder realizar esses procedimentos também em Patos e contribuir com essa ação tão importante do Governo que está impactando positivamente a vida de muitos paraibanos”, afirma Liliane.

Hospital do Bem alerta população masculina na faixa para a necessidade de exames preventivos do câncer de próstata

Posted on

Novembro chegou e uma das lembranças mais fortes da população quando chega esse mês é a campanha Novembro Azul, que tem o objetivo de alertar as pessoas para a prevenção do Câncer de Próstata. A ação, que ocorre em toda rede de saúde no Brasil, também acontece no Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), em Patos. O Câncer de Próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. Na unidade hospitalar, referência no tratamento de Câncer no sertão paraibano, o público masculino pode fazer todos os exames preventivos.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata. A campanha Novembro Azul tem como objetivo conscientizar sobre o Câncer de Próstata e também sobre os cuidados em geral com a saúde dos homens. A única forma de garantir a cura desse e de outros tipos de câncer é o diagnóstico precoce. Assim, mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulo lá e realizar o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico).

O Diretor Geral do Complexo Hospitalar, Francisco Guedes, explicou que, assim como toda mulher precisa fazer exames anuais para a detecção precoce do Câncer de Mama, o homem também deve ter o mesmo cuidado para o Câncer de Próstata, afinal, o câncer tem cura. “É preciso ter vigilância ativa para o caso de detecção precoce e tratamento preciso para o estadiamento da doença. Além disso, é preciso que os pacientes façam todos os exames que o médico solicitar. Poucos pacientes com Câncer de Próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal. Outros exames poderão ser solicitados como biópsias, por exemplo. A periodicidade dos exames ainda é o melhor caminho da cura”, alertou o diretor.

Médicos Thiago Alencar, Lucas Neves, Erikson Werter e Nayarah Xavier participam do segundo dia do Simpósio de Oncologia do Sertão

Posted on

Um evento repleto de informações e dados que com certeza enriqueceram, ainda mais, o repertório de conhecimento dos participantes do I Simpósio Multidisciplinar de Oncologia do Sertão, que aconteceu nesta quarta (27) e quinta (28), em Patos. Promovido pelo Hospital do Bem, o evento aprofundou os debates sobre a doença que ainda é um estigma, mas, tem cura e contou, neste segundo dia de palestras, com a participação dos médicos Thiago Alencar, Lucas Neves, Erikson Werter e Nayarah Xavier.

O primeiro palestrante foi o Dr. Lucas Neves, que falou sobre “O Papel Multidisciplinar na Qualidade do Laudo em Anatomia Patológica”. O médico abordou o papel de todos os profissionais que atuam em um Centro Cirúrgico de Oncologia no momento em que são realizados as intervenções cirúrgicas e os cuidados que devem ter com o envio do material coletado para biopsia. Ele explicou o porquê do tempo ser um fator tão importante para um diagnóstico mais preciso, falou sobre os materiais que devem ser utilizados para conservação e fixação das peças a serem analisadas e apresentou imagens com exemplos de materiais em estado adequado e outros já comprometidos por falhas no manuseio e conservação.

Na sequência, o mastologista e cirurgião Thiago Alencar, que integra a equipe médica do Hospital do Bem, trouxe para os presentes e aqueles que acompanhavam o Simpósio através da transmissão em tempo real, uma gama de informações sobre câncer de mama, níveis de prevenção, tratamentos disponíveis, exames de diagnóstico e destacou o quanto o auto cuidado e a observação aos históricos familiares e individuais de cada mulher são importantes para detecção precoce e o tratamento com maiores níveis de eficácia.

Encerrando o ciclo de palestras da manhã, falou o médico Erikson Werter, que tratou sobre o tema “Prevenção ao Câncer de Pescoço e Cabeça e Atualidades”. Com uma abordagem objetiva e com a projeção de imagens, Dr. Erikson apresentou relatos sobre cirurgias realizadas em pacientes com câncer em vários pontos na região da cabeça e pescoço, além de também ressaltar a importância das ações de autocuidado. Ele destacou, por exemplo, que a higiene incorreta da boca, o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro, e das dietas ricas em gorduras são hábitos que podem levar ao surgimento da doença.

A tarde, a programação seguiu com uma roda de conversa e mais duas palestras com profissionais que atuam dentro do quadro multiprofissional do Hospital do Bem. O nutricionista e coordenador do Hospital do Bem, Thiago Viana, mediou a Roda de Conversa que teve a participação do enfermeiro oncológico, Fernando Regis, da nutricionista, Samara Bezerra, da psicóloga Pryscila Guedes e do farmacêutico, Kaltz Vitor. Os profissionais compartilharam suas vivências e atuação no acompanhamento aos pacientes daquela unidade hospitalar e ainda responderam a perguntas dos participantes presenciais e dos internautas. Dentro dos temas tratados destaque para a questão da hidratação dos pacientes, alimentação correta e de acordo com as condições de cada paciente, acolhimento e reações ao tratamento e as respostas e reações a situações como a da alopecia (queda dos cabelos).

O enfermeiro oncológico, Fernando Regis falou sobre “Enfermagem Oncológica e o manuseio de cateter totalmente implantável” (porta chat), onde aprofundou mais os temas ligados a atividade própria da enfermagem, com apresentação de alguns materiais utilizados para realização segura e correta dos procedimentos em pacientes oncológicos.

Coube a oncologista, Nayarah Xavier a responsabilidade de encerrar o evento, que para ela foi um marco inicial de muitos e maiores que serão realizados no Sertão. Ela falou sobre “Oncologia para não oncologistas”, abordando desde a história da Medicina, passando pela evolução da Oncologia, lembrou os primeiros procedimentos cirúrgicos relatados ainda na antiga civilização egípcia e do que vem acontecendo atualmente, em especial, do pioneirismo e das conquistas da Oncologia no Sertão com a implantação dos serviços do Hospital do Bem que, segundo a médica, não apenas trata, mas, também acolhe o paciente em suas várias necessidades de cuidado e apoio.

Encerrando os trabalhos, Thiago Viana, fez um agradecimento especial a Dra. Nayarah, a nutricionista Samara Bezerra, ao Dr. Jorge Lyra, a coordenadora de marketing da Oncoradium, Silvana Vilela, e a direção do Complexo de Patos, pelo apoio e suporte na realização e sucesso do evento. “Foi o primeiro evento que fizemos neste formato e a julgar pela receptividade e alto nível das apresentações acertamos nas escolhas dos palestrantes e dos temas. Esse foi um bom ponto de partida. Haveremos de ampliar essa ação”, finalizou Thiago.

I Simpósio Multidisciplinar de Oncologia do Sertão começa debatendo saúde do homem e novas perspectivas no tratamento do câncer

Posted on

A direção do Hospital do Bem, unidade referência em atendimento oncológico no Sertão Paraibano, coordenou a abertura do I Simpósio Multidisciplinar de Oncologia do Sertão realizada na noite desta quarta-feira, dia 27 de outubro. Promovido de forma híbrida (presencial e online), o evento aconteceu no Auditório da Casa de Apoio Amigas Viva a Vida, na cidade de Patos, onde estiveram presentes diversas autoridades médicas, estudantes e profissionais da área de saúde. O diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), ao qual o Hospital do Bem está integrado, Francisco Guedes, o diretor clínico, Dr. Pedro Augusto e a oncologista Nayarah Xavier prestigiaram a solenidade. O urologista Marcílio Moreira, que falou sobre a saúde o homem, e o cirurgião oncológico da Oncoradium, Jorge Lyra, que abordou as novas perspectivas no tratamento do câncer, foram os palestrantes do primeiro dia do evento, que teve como mediador, o coordenador do Hospital do Bem, Thiago Viana.

Dr. Pedro Augusto, o primeiro a falar, parabenizou aos organizadores pela iniciativa e disse esperar que todos aproveitem e que seja “um momento enriquecedor, de conhecimento e que todos possam chegar ao final levando boas informações sobre a oncologia e sobre o dia a dia dos pacientes”. Na sequência, falou o cirurgião oncológico Dr. Jorge Lyra, um dos palestrantes da noite, que agradeceu a equipe do Hospital do Bem pela receptividade e ressaltou o papel da unidade hospitalar como polo não apenas na assistência aos pacientes, como também, para a formação e o ensino de profissionais médicos e da área de saúde na oncologia.

Dra. Nayarah Xavier, oncologista do Hospital do Bem falou de sua satisfação ao participar deste momento. “Para mim é uma satisfação muito grande poder fazer parte do que eu acredito ser um marco na ciência da oncologia no Sertão, essa terra que tão bem me acolheu e, realmente já acredito que esse é apenas o passo inicial para a realização de vários outros simpósios que com certeza haverão de acontecer. Fico muito feliz, inclusive, pelo interesse dos profissionais e estudantes da área da saúde em participar deste evento, pois sabemos que a oncologia é uma das áreas da Medicina que mais cresce e aqui a gente vai poder discutir um pouco dos temas que são excepcionais para o conhecimento de todos”, destacou.

O diretor do Complexo, Francisco Guedes encerrou as falas de abertura destacando o número de participantes do evento e falando sobre o seu potencial de crescimento. “É com muita satisfação que estamos participando deste evento, que acontece com a presença de vocês que estão aqui conosco, mas também, de um número expressivo de participantes que acompanham de forma remota de várias cidades e regiões do país, o que mostra a força deste evento que se inicia talvez com uma amplitude aos nossos olhos pequena, mas que eu tenho certeza logo estará tomando espaços maiores e alcançará um número ainda maior de participantes presenciais e online”, disse ele, lembrando que o evento registrou inscrições de participantes de 15 estados.

Após a abertura oficial o evento teve sequência com a participação do médico urologista Marcílio Moreira, que falou sobre a Saúde do Homem e os principais pontos em relação ao câncer de próstata, testículos e outros. O médico chamou a atenção dos presentes para a importância do repasse destas informações não apenas no âmbito profissional, como também dentro de ciclo de amizades e na família, pois, de acordo com ele, na maioria das vezes, o homem chega ao seu consultório, ou mesmo aos atendimentos e palestras que realiza através da intervenção da esposa ou de um filho ou filha que despertou sua atenção, ou marcou a consulta preventiva.

E encerrando a noite de abertura aconteceu a palestra do médico Jorge Lyra, cirurgião oncológico da Oncoradium, que falou sobre a importância do cirurgião oncológico para o tratamento dos pacientes, dialogando de forma simples sobre os “Princípios da cirurgia oncológica e perspectivas futuras”. Ele destacou os números relativos a oncologia no país e no mundo, lamentou o fato de que no Brasil ainda ocorre um número elevado de casos de câncer de colo do útero e ainda apresentou aos participantes as inovações e as perspectivas positivas no tratamento e na cirurgia oncológica. O I Simpósio Multidisciplinar de Oncologia do Sertão segue nesta quinta-feira (28), com palestra o dia todo.

Abertura do I Simpósio Multidisciplinar de Oncologia do Sertão acontece na noite desta quarta-feira em Patos

Posted on

O Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), em Patos, dará início hoje à noite (27), às 19h, ao seu I Simpósio Multidisciplinar de Oncologia do Sertão. A programação traz seis palestras que o público acompanhará de forma híbrida (presencial e online). A abertura será feita pelo Diretor Geral do Complexo Hospitalar, Francisco Guedes, às 19h e por outras autoridades convidadas. A primeira palestra será do Dr. Marcílio Moreira, sobre a ‘Saúde do Homem e a Prevenção ao Câncer’. Em seguida, o Dr. Jorge Lyra falará sobre ‘Princípios da cirurgia oncológica e perspectivas futuras’.

Já no dia 28, na parte da manhã, a partir das 8h, a programação inicia com a palestra do médico cirurgião Dr. Thiago Pereira Alencar sobre ‘Prevenção do câncer de mama além do óbvio’, seguida da participação do Dr. Lucas Neves que falará sobre ‘O papel multidisciplinar na qualidade do laudo em anatomia patológica’. A programação da manhã será encerrada com a palestra do Dr. Erikson Werter sobre ‘Sobre as atualidades da prevenção no câncer de cabeça e pescoço’.

A partir das 14h, o público acompanhará as palestras de Fernando Régis sobre “Enfermagem Oncológica e o Manuseio de Cateter totalmente implantável”. Depois, Sabrina Bezerra, Kallz Vitor, Thiago Vianna e Pryscilla Guedes farão uma “Roda de Conversa Multidisciplinar” e, por fim, a oncologista Dra. Nayarah Xavier abordará o tema “Oncologista Clínico na atuação da Saúde da Mulher”.

Para participar, basta fazer a inscrição no endereço eletrônico www.redeonco.com. Presencialmente, o Simpósio acontece no auditório da Casa de Apoio ‘Amigas, Viva a Vida’, no bairro Bela Vista, em Patos. O evento, que é totalmente gratuito e dará certificado de participação de 10h, é uma oportunidade para profissionais e estudantes que desejam aprofundar seus conhecimentos no campo oncológico.

O Simpósio é mais um evento que faz parte da programação de três anos de existência do Hospital do Bem no sertão da Paraíba. “Esse evento tem o objetivo de ampliar conhecimentos sobre os cuidados ao paciente oncológico. É através do diálogo, do debate, que chegamos a uma troca importante de conhecimento no que diz respeito ao cuidado, à assistência integrada e ao acolhimento do paciente com câncer”, comentou o Diretor Geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Francisco Guedes. Outras informações podem ser obtidas pelo número (83) 99935-6915.

Hospital do Bem já realizou mais de 600 cirurgias ginecológicas oncológicas em três anos de funcionamento

Posted on

Há três anos em funcionamento, o Hospital do Bem, única unidade que atende pacientes com câncer no sertão paraibano, já realizou 1.465 cirurgias, das quais, 651 foram cirurgias oncológicas ginecológicas. O cirurgião oncológico e responsável pela parte da cirurgia ginecológica do Hospital do Bem, Dr. Wostenildo Crispim, destaca a importância deste serviço para a população de Patos e região. “O Hospital do Bem possibilitou que serviços nunca antes ofertados na região pudessem ser feitos em Patos, facilitando a vida dos pacientes e também desafogando os serviços na FAP, em Campina Grande, e do Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. Isso deu outra dimensão a Medicina especializada no sertão paraibano e abriu novas perspectivas de tratamento para os pacientes da região”, destaca o médico.

Ainda segundo Dr. Wostenildo, com o Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), os serviços oncológicos puderam ser descentralizados no Estado e a população sertaneja foi beneficiada com uma Medicina especializada e de qualidade mais próximo de onde de suas residências. “Quem tinha que ir para João Pessoa ou Campina Grande, desde 2018, faz o tratamento no Hospital do Bem, inclusive procedimentos que não existiam na cidade, a exemplo de Linfadenectomias pélvicas retroperitoniais, biópsias de congelação para tumores de ovários, cirurgias radicais, etc”, reitera o médico. Ele lembra que isso facilita o acesso ao serviço, aumenta a assiduidade ao tratamento e propicia uma melhor qualidade de vida ao paciente que não tem mais o desgaste de grandes deslocamentos.

Dr. Wostenildo destaca que o Hospital do Bem já contabiliza 96 procedimentos de lesões suspeitas ou confirmadas de ovário, que pode acometer mulheres jovens, inclusive, já há registro de uma cirurgia numa adolescente de 14 anos. O levantamento de atividades de cirurgias ginecológicas oncológicas da unidade, nestes três anos, mostra também que foram realizadas 76 histerectomias, oito vulvectomias, procedimentos que retiram parcial ou totalmente a vulva da mulher, dependendo da lesão que a doença tenha atingido. Foram ainda 16 Laparotomias Exploradora Oncológica para tumor de ovário, que é uma cirurgia extremamente delicada e especializada, onde se faz um inventário da cavidade, uma redução tumoral para que a paciente que tem tumores avançados possa fazer um tratamento posterior.

O Balanço de atividades na área ginecológica destaca ainda a realização de 230 procedimentos de câncer de pele, a implantação de 31 cateter implantáveis port-a-cath para quimioterapia, que ajudam o paciente a suportar o tratamento de quimioterapia, incluindo a manutenção do cateter na própria unidade. Foram feitas ainda 216 biopsias de colo uterino, três biópsias de linfonodos, quatro biópsias de congelação e quatro biópsias de vagina. Foram realizadas ainda 64 CAFs, que é uma cirurgia de alta frequência, um tipo de conização realizado com corrente elétrica que serve para tratar patologias do colo uterino e 96 Anexectomias, que é uma cirurgia feita para a retirada de ovários e tubas uterinas.

Houve ainda a realização de duas amputações oncológicas, procedimento que só era realizado em Campina Grande ou João Pessoa antes do Hospital do Bem, procedimentos de biópsia de peritônio, Colecistectomias, Hemioplastias, Ostomias, retirada de partes moles e de pólipo uterino e ainda Transposição ovariana.

De setembro de 2018 a agosto deste ano, além das sessões de quimioterapia, das consultas ambulatoriais, dos internamentos e das cirurgias, a unidade também realizou 254 punções de mama, 156 biópsias de mama, 202 biópsias prostática, 106 biópsias de pele e 14 biópsias de ovário. O Hospital que é 100% SUS foi inaugurado no dia 03 de setembro de 2018 e durante toda a pandemia, não suspendeu os atendimentos e manteve os serviços sem alteração, obedecendo a todas as orientações sanitárias e ainda redobrando os cuidados por causa da baixa imunidade dos pacientes que se tratam de câncer.

Segundo o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, os números de procedimentos cirúrgicos do hospital já são bons, mas, tendem a ser mais expressivos ainda com a conclusão da reforma e modernização do bloco cirúrgico da unidade, que está prevista para ser concluída na primeira quinzena de novembro. “A expectativa é que com o novo bloco cirúrgico possamos ampliar esse serviço, consolidando esses procedimentos, cada vez mais, no sertão paraibano”, destaca o diretor.

Sobre o Hospital do Bem

O Hospital tem atendimento ambulatorial, tratamento quimioterápico e cirúrgico, para quatro tipos de câncer: pele, próstata, mama e colo de útero. A unidade tem 25 leitos e uma sala de quimioterapia com capacidade para atender dez pacientes simultaneamente. Prioritariamente, os serviços do Hospital do Bem são direcionados para a população dos municípios que compõem a 3ª macrorregião de saúde do Estado e os pacientes ainda dispõem de um Centro de Diagnóstico, que funciona todos os dias e está instalado dentro do Complexo Hospitalar de Patos, com a disponibilidade de exames de ultrassonografia com Doppler, tomografia, colposcopia, colonoscopia, endoscopia, eletrocardiograma e Raio X. Há ainda um laboratório de análises clínicas próprio que funciona 24h.

Dia Rosa: Ação marca o Outubro Rosa no Hospital do Bem

Posted on

O Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), realizou, nesta terça-feira (19), em parceria com a ONG ‘Amigas Viva a Vida’, o ‘Dia Rosa’. A ação teve o objetivo de marcar o Outubro Rosa no Hospital do Bem que é uma instituição que acolhe e trata pacientes com câncer de mama e outros tipos da doença. O evento teve a participação especial de integrantes da Banda da Polícia Militar e foi acompanhado pelo diretor administrativo da unidade, Levi Firmino, pela médica oncologista do Hospital, Dra. Nayarah Xavier, da equipe assistencial e administrativa do Hospital do Bem, além de pacientes e ex-pacientes.

A ação, realizada na recepção do Hospital do Bem, e que acabou com um lanche coletivo, incluiu a distribuição de material informativo e educativo sobre os cuidados preventivos, falas da médica e do coordenador administrativo do Hospital do Bem, Thiago Viana, sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. “O Hospital do Bem é uma casa que acolhe os pacientes com diversos tipos de câncer, inclusive de mama e de colo de útero, desde a consulta ambulatorial, quimioterapia e até cirurgias, mas, queremos aqui divulgar a importância da prevenção, que pode evitar as intervenções necessárias após o descobrimento da doença ou em casos mais avançados da doença medidas ainda mais drásticas”, disse Dra. Nayarah, reforçando que quanto mais cedo o diagnóstico melhores são as chances de tratamento e cura.

Para o diretor administrativo do Complexo, Levi Firmino, as ações do Outubro Rosa e Novembro Azul são importantes porque reforçam os cuidados e chama atenção para a prevenção, mas, ele ressalta que o Hospital do Bem, de forma permanente, realiza ações educativas que despertam nas pessoas a necessidade dos cuidados preventivos. “Toda a literatura sobre oncologia preconiza que quanto mais cedo for descoberto à doença, maiores são as chances de cura e êxito no tratamento e isso nós reforçamos aqui, cotidianamente, e quando a doença já existe, oferecemos acolhimento e tratamento humanizado, eficiente e eficaz”, destacou Levi.

Ainda dentro das ações do Outubro Rosa, a equipe do Hospital do Bem realizou, no início do mês, várias rodadas de conversa com diversas abordagens sobre como o paciente oncológico pode melhorar sua qualidade de vida e a forma de enfrentamento da doença, com temas sobre nutrição, psicologia, enfermagem, sobre a conduta farmacêutica, etc. A equipe multiprofissional do Hospital do Bem também participou, no dia 08 de Outubro, de uma ação educativa promovida pela Prefeitura da cidade de Malta, numa unidade de saúde daquele município. A atividade teve o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a importância dos exames preventivos e do autoexame.