Hospital Regional de Patos

Complexo Hospitalar de Patos retoma realização de biópsias de mama

Posted on

Os serviços de realização de biópsia de mama, que é um exame de diagnóstico que ajuda o médico a confirmar, ou não, a presença de câncer na mama, voltaram a ser realizados, a partir desta quinta-feira (04), pelo Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, para as pacientes atendidas pelo Hospital do Bem. O médico responsável pelos atendimentos é o mastologista Thiago Pereira Alencar que já atuava na equipe da unidade como clínico e cirurgião e depois de concluir um curso de especialização assume também o serviço de biópsia. No primeiro dia de retomada do serviço já foram atendidas 16 pacientes e realizadas 13 biópsias. Os tipos de biopsias feitos no Hospital do Bem são a Core biopsy (punção por agulha grossa) e a PAAF (punção aspirativa por agulha fina), ambas guiadas por ultrassom.

O médico explica que é muito importante esse serviço, pois em se tratando de câncer, na maioria deles, principalmente, de mama o início da condução do tratamento é sempre por uma biopsia. “Quanto mais cedo essa biopsia é realizada, mais cedo se tem o diagnóstico e conseguimos tratar da paciente com mais eficiência, com maiores taxas de cura, menos tratamento mutiladores, porque se o diagnóstico é feito precocemente, a paciente muitas vezes não precisa fazer mastectomia e às vezes é até dispensado a quimioterapia e radioterapia”, afirma o médico.

Dr. Thiago lembra que com a retomada dos serviços de biopsia, os atendimentos no Hospital do Bem ficam ainda mais integrados. “Neste caso, o setor de biopsia fica integrado ao setor de cirurgia, no caso da mastologia, e a gente já tem integração com outros setores, como a oncologia clínica e outras especialidades, e esse serviço de biopsia só vem a somar e propiciar um melhor acompanhamento dos pacientes com câncer do Hospital do Bem”, afirma o médico, lembrando que para atuar na realização de biopsias, ele fez um curso de especialização em Recife, na escola Cetrus, que incluiu também uma capacitação em imagem de ultrassom, a fim de possibilitá-lo guiar as biopsias realizadas em Patos com o aparelho de imagens.

Para ter acesso ao serviço, a paciente precisa ser regulada via Secretaria Municipal de Saúde de sua cidade de origem que faz o agendamento do procedimento no Complexo de Patos. Serão ofertados, inicialmente, 30 biópsias/mês e os atendimentos acontecerão duas vezes por mês, a cada 15 dias. “Estamos muito felizes de retomar a realização de biópsias, que estava temporariamente suspensa, e com um profissional que já faz parte de nossa equipe, possibilitando além de ofertar mais esse serviço as nossas pacientes, integrar ainda mais as etapas de tratamento em nossa unidade”, destaca o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, lembrando que os serviços tinham sido suspensos em função de não haver profissional especializado disponível para atuar na unidade. “O profissional que atuava antes, era de fora e entregou a escala”, disse Francisco, enaltecendo sua satisfação de Dr. Thiago assumir essa função a partir de agora.

Coordenadores e chefias se reúnem com direção do Complexo de Patos para avaliar avanços dos últimos 150 dias e definir novas metas

Posted on

Reforma e instalação de novas cadeiras hospitalares na Área Verde, trazendo mais conforto para os pacientes em observação, abertura de mais uma UTI COVID com seis leitos, ampliando a assistência aos pacientes com coronavírus, reforma do necrotério e da casa do lixo, modernização e ampliação do sistema de monitoramento com câmeras Full HD, proporcionando mais segurança para pacientes, acompanhantes e funcionários, mudanças estruturais na recepção principal e no setor de classificação de riscos que melhoraram fluxos e implantação de repousos para mais categorias. Esses são alguns dos avanços e mudanças que aconteceram no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, nos últimos 150 dias. E foi para avaliar os avanços e projetar outras ações de melhorias que a direção do CHRDJC reuniu todos os coordenadores de setores, nesta quarta-feira (03).

“Foi uma reunião de avaliação dos 150 primeiros dias de minha gestão à frente da direção geral do Complexo não apenas para elencarmos os avanços, mas, sobretudo avaliarmos esse trabalho que busca tão somente melhorar, cada vez mais, a prestação de serviços aos nossos pacientes, mas, também, dar melhores condições de trabalho a nossa equipe, fortalecendo um serviço essencial para a população de Patos e de mais de 60 municípios da região aos quais somos referência em atendimento”, destaca o diretor geral, Francisco Guedes.

Ainda segundo ele, duas vezes ao ano, haverá encontro similar para avaliação de ações e projeção de novas metas. “Teremos dois encontros de avaliação durante o ano, com a finalidade de debatermos o que avançamos e também de definirmos novas ações, além de um momento de fechamento de ciclo, no final do ano”, reforça ele, lembrando que esse primeiro momento, na realidade, se transformou numa conferência de saúde, haja vista tantas trocas de informações e dados que juntos embasam um trabalho que busca a excelência na prestação de um serviço importantíssimo de saúde pública da região. Isabella Cristina, ex-diretora Administrativa da unidade e que hoje responde pela direção geral do Hospital Infantil de Patos e Huislane Almeida, que atuava no RH e agora está na Maternidade Peregrino Filho também participaram do momento uma vez que fizeram parte da equipe da atual gestão, porque atuaram também nestes 150 dias.

Para Francisco Guedes, os resultados obtidos até agora mostram que sempre há possibilidades de aperfeiçoamento e melhorias. “Gestão é um processo dinâmico e numa casa de saúde com tantas demandas como a do Complexo poder contar com uma equipe motivada, comprometida, competente e, sobretudo, focada no processo contínuo de melhorias faz toda a diferença”, disse Francisco ao agradecer aos coordenadores e chefes de setor pelo empenho, pedindo-lhes que estendessem os elogios aos demais funcionários de cada setor. “A direção sozinha pouco ou nada conseguiria fazer se não estivéssemos todos numa sintonia, ou seja, fazer desta casa de saúde uma referência na prestação de serviços de urgência, emergência, clínica médica e ainda oncologia”, finalizou Francisco depois de uma reunião que durou quase sete horas.

Melhorias nos últimos cinco meses

Reforma e instalação de cadeiras hospitalares na Área Verde;

Recuperação e ampliação de toda iluminação externa do hospital;

Reforma e instalação de salas para todo o corpo administrativo (Direção Geral, Direção Administrativa, Rh, Financeiro e Setor de Compras).

Retomada do processo do elevador do Hospital do Bem que encontra-se em instalação;

Abertura de mais uma UTI COVID com seis leitos;

Reforma do Necrotério;

Recuperação de todos os portões nas vias de acesso ao Hospital;

Reforma da recepção principal e do setor de classificação de riscos;

Abertura dos leitos do piso superior do HOSPITAL DO BEM para os pacientes com fraturas de membros superiores da ortopedia;

Capacitação de toda a equipe do setor de compras e financeiro;

Estruturação e abastecimento em massa para toda a FARMÁCIA do Hospital, tendo a unidade o maior abastecimento dos últimos 10 anos;

Fortalecimento de toda a CENTRAL DE REGULAÇÃO. Atualmente, o NIR, Coordenação de Enfermagem e Diretoria Técnica encontram-se instalados em um mesmo espaço, isso fortaleceu todo o processo de comunicação da rede assistencial;

Ampliação das CIRURGIAS ORTOPEDICAS;

Conquista de mais uma VTR Suporte Básico para o Hospital;

Manutenção em toda FROTA da Unidade;

Instalação do Repouso dos MOTORISTAS e para os TECNICOS DE RADIOLOGIA.

REFORMA DOS REPOUSOS DA ENFERMAGEM, cobertura de todos os colchões e adaptações nos banheiros.

Instalação de um sistema de CÂMERAS MODERNO, visando mais segurança e monitoria 24 horas;

Instalação de CERCA DE ARAME FARPADO ao redor de todo o Hospital;

Contratação de uma empresa de SEGURANÇA para proteção de corpo hospitalar;

Implantação do SERVIÇO DE SUPERVISÃO 24 HORAS, assim como também o repouso e sala administrativa dessa equipe;

Recuperação de vários AR-CONDICIONADO que estavam sem funcionar;

Instalação de DUAS CORTINAS de ar nas portas principais do Hospital do Bem;

Fortalecimento e ampliação de consultas ambulatórias, procedimentos e cirurgias de pacientes ONCOLOGICOS DO HOSPITAL DO BEM;

REUNIÕES MOTIVACIONAIS realizadas com todos os setores;

Implantação da uma CENTRAL DE DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS próximo aos postos de enfermagem;

Recuperação de diversas MACAS;

Implantação das COORDENAÇÕES MULTIPROFISSIONAIS de acordo com as categorias, essa mudança otimizou o trabalho em equipe

Direção do Complexo de Patos alerta para ocupação de leitos de UTI e Enfermarias Covid e destaca crescimento de casos e internações

Posted on

Com picos de ocupação de leitos de UTI Covid oscilando entre 75% e 85% e de Enfermarias Clínicas Covid entre 65% e 80% e com dados que comprovam um crescimento de demanda para este setor, a direção do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) chama atenção para a população redobrar os cuidados neste momento em que novo pico da pandemia está lotando os hospitais públicos e privados referência para a doença em todo o país. “O momento é de alerta. Se o sistema colapsar, ou seja, se houver uma demanda de pacientes maior que a capacidade de leitos, infelizmente, vamos vivenciar também em Patos o que estamos assistindo país afora e não queremos chegar a isso”, alerta o diretor geral do CHRDJC, Francisco Guedes.

Dos 26 leitos de UTI Covid do Complexo, 21 deles estão ocupados, nesta quinta-feira (04), com pacientes que necessitam de cuidados intensivos para superar as intercorrências da doença. O relatório de gestão do setor Covid do hospital aponta ainda que dos 20 leitos de Enfermarias Clínica Covid, 15 deles estão ocupados nesta data com pacientes com coronavírus.

“A taxa de ocupação da UTI vem se mantendo elevada e estamos constatando, pelo aumento de internações, a expansão do contágio, por isso estamos em estado de alerta permanente”, reforça o diretor geral do Completo, Francisco Guedes, lembrando que as autoridades sanitárias não apenas da Paraíba, mas do Brasil apontam um março negro’ de aumento de casos, repercussão das aglomerações do período carnavalesco e do descuido e relaxamento de medidas por parte da população. “As medidas restritivas impostas por prefeitos e governadores não são à toa. Precisamos frear essa onda de contaminação e só conseguiremos baixar essa curva de contágio com a população se expondo o menos possível”, reforça a diretora clínica do CHRDJC, Dra. Jaqueline de Andrade, lembrando que a cobertura vacinal ainda é muito baixa e não há outra forma de conter o avanço da contaminação que não tendo os devidos cuidados.

“As unidades de saúde tanto públicas, quanto privadas, têm seu limite de atendimento. Nós não podemos colapsar o sistema de atendimento, porque se isso ocorrer as pessoas podem necessitar de um leito e não ter disponível como já ocorre em alguns estados do país. Então, a única forma de evitar isso é conter o avanço da doença e, neste aspecto, a população tem um papel fundamental para contribuir evitando aglomerações, usando a máscara e mantendo as medidas de higiene. São ações simples, mas extremamente eficazes que só requer boa vontade e bom senso”, finaliza o diretor do Complexo.

Dados COVID no Brasil e na Paraíba

O boletim oficial de evolução da Covid no país, disponibilizado no link https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&q=dados+covid+atualizados+no+B+rasil com dados até 03.03.21, demonstra que o Brasil já atingiu a marca de 10.718.630 de pessoas infectadas pelo Covid-19, das quais 9.548.315 se recuperaram da doença, no entanto, quase 260 mil brasileiros (259.271) não tiveram a mesma sorte e morreram devido a complicações do coronavírus. Na Paraíba 224.287 pessoas foram infectadas, das quais 164.712 conseguiram se recuperar. Contudo, 4.588 paraibanos foram a óbito por complicações do Covid-19.

Emergência e Urgência do Hospital de Patos registra maior volume de atendimento no domingo

Posted on

O plantão da Emergência e Urgência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) neste final de semana foi marcado por 173 atendimentos, 15 cirurgias e 24 pessoas acidentadas. O maior volume de atendimentos foi no plantão do dia 28, quando 83 pessoas foram atendidas. No sábado, outras 70 pessoas deram entrada na unidade e das 18h até a meia noite da sexta-feira, outros 20 atendimentos foram registrados.
O relatório de gestão do hospital, que integra a rede estadual de saúde, apontou ainda que 24 pessoas deram entrada na unidade por causa de acidentes de trânsito, sendo 17 deles decorrentes de acidentes com motos, quatro com bicicletas, um com acidente de automóvel, outro por atropelamento e ainda uma pessoa vítima de acidente com veículo de tração animal. Dos 24 acidentados, cinco precisaram ficar internados para cuidados posteriores. A maior parte dos acidentados foi da cidade de Patos, com 12 pessoas no total.
Na emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com sintomas de síndrome gripal, queda da própria altura, dor abdominal, dificuldade de respirar, náusea e vômito, queda de nível, dor renal, contusão diversas, entre outros motivos.
Das 15 cirurgias realizadas, a maior parte foi de cirurgia geral, com oito procedimentos, seguida de ortopedia e oncologia, com três casos em cada um das especialidades e ainda um procedimento vascular.

Hospital do Bem firma parceria com empresa que produz perucas e beneficia pacientes

Posted on

Uma parceria firmada nesta quarta-feira (24), entre a direção do Complexo Hospitalar Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, que administra o Hospital do Bem que integra a unidade, com a empresa Perucas Santa Catarina vai possibilitar que pacientes oncológicos recebam perucas de cabelos naturais. Caberá ao Hospital recolher os cabelos e enviar para a empresa que fará a confecção das perucas. O contrato firmado já está em vigor e como forma de consolidar a parceria, a empresa já doou 20 perucas que serão entregues durante uma ação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, no próximo 08 de Março.
“Sabemos que os cabelos é um item importante para manter a auto estima em alta e o tratamento oncológico, via de regra, afeta diretamente os cabelos. Daí, ser tão importante essa parceria que vai ajudar nossos pacientes a recuperarem a auto estima e enfrentarem o tratamento ainda mais motivadas”, explica o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, que junto ao diretor da Perucas Santa Catarina, Tiago Lamego, assinou o contrato, que não trará nenhum ônus para o Hospital, na noite desta quarta-feira.
Ainda segundo Francisco, no próximo dia 08 de Março as primeiras 20 perucas doadas serão distribuídas com as pacientes da unidade. “Vamos realizar uma ação em comemoração ao Dia Internacional da Mulher e nada mais oportuno que distribuir as perucas, nesta data tão emblemática, para as nossas pacientes”, afirma Francisco, lembrando que por causa do período de pandemia, a comemoração será restrita e obedecerá todos os protocolos de proteção, principalmente, em função dos pacientes oncológicos terem sua imunidade baixa por causa do tratamento.

Complexo de Patos atende 185 pessoas e realiza 16 cirurgias no final de semana

Posted on

O plantão da Emergência e Urgência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), neste final de semana, (19 a 21) registrou 185 atendimentos e ainda a realização de 16 cirurgias, sendo nove de emergência e sete eletivas. O plantão de maior movimento foi o do domingo, quando 86 pessoas deram entrada na unidade, seguido do plantão do sábado, quando foram atendidos outros 74 pacientes. Das 18h do dia 19 até a meia noite do domingo foram atendidas mais 25 pessoas.
O boletim de prestação de serviços do hospital aponta ainda que 26 pessoas foram atendidas no final de semana em função de acidentes de trânsito, sendo a maior parte deles (21) com acidentes envolvendo motocicletas. Houve também três pessoas acidentadas com bicicletas, outra com automóvel e outra com veículo de tração animal. A maioria dos acidentados, num total de oito pessoas, foi da cidade de Patos, mas houve registro de acidentados vindos das cidades de Água Branca, Catingueira, Desterro, Diamante, Mãe D’água, Malta, Matureia, Paulista, Quixaba, São Bentinho, São Bento, São José do Bonfim, Teixeira, Vista Serrana e até de uma cidade do interior pernambucano – Brejinho. Dos 26 acidentados, apenas dois precisaram permanecer internados.
Entre os dias 19 e 21, a unidade também realizou um total de 16 cirurgias, sendo seis cirurgias geral, outros seis procedimentos na área de oncologia, duas cirurgias ortopédicas e ainda uma vascular e outra de otorrino. Na emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, os demais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com dor abdominal, sintomas de síndrome gripal, queda da própria altura, dificuldade de respirar, acidentes com animal peçonhento, hipertensão, desmaios, convulsões, queda de nível, dor no peito, agressão física, contusão diversas, entre outros motivos.

Complexo de Patos atinge 85% de sua capacidade de UTI Covid e constata crescimento de internações

Posted on

Dos 26 leitos de UTI Covid do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), 21 deles estão ocupados, nesta segunda-feira (22), com pacientes que necessitam de cuidados intensivos para superar as intercorrências da doença. Com isso, a unidade atinge a marca de 85% da capacidade da UTI para esses casos. O relatório de gestão do setor Covid do Complexo aponta ainda que dos 20 leitos de Enfermarias Clínica Covid, 12 deles estão ocupados nesta data com pacientes com coronavírus.

“A taxa de ocupação da UTI vem se mantendo elevada, entre 60% e 80% nos últimos dias e estamos constatando, pelo aumento de internações, a expansão do contágio, por isso estamos em estado de alerta permanente, já que os quadros que requerem UTI são os das formas mais graves da doença”, afirma o diretor geral do Completo, Francisco Guedes.

Na expectativa do pronunciamento do governador João Azevedo, que nesta segunda anuncia medidas restritivas de circulação e atividades para conter a onda de transmissão da doença em todo o Estado, o diretor do Complexo reforça que o momento ainda é de muita cautela. “A cobertura vacinal ainda é muito baixa e não há outra forma de conter o avanço da contaminação que não tendo os devidos cuidados, tais como, a higienização das mãos, o uso permanente de máscaras e se evitar aglomerações”, reforça Francisco.

O setor de isolamento Covid do Complexo tem 26 -leitos de UTI Covid e 20 Enfermarias Clínicas destinadas, exclusivamente, para casos de coronavírus. A unidade é uma das referências para regulação de pacientes com suspeita ou comprovação da doença no sertão paraibano. “As unidades de saúde tanto públicas, quanto privadas, têm seu limite de atendimento. Nós não podemos colapsar o sistema de atendimento, porque se isso ocorrer as pessoas podem necessitar de um leito e não ter disponível como já ocorre em alguns estados do país. Então, a única forma de evitar isso é conter o avanço da doença e, neste aspecto, a população tem um papel fundamental para contribuir evitando aglomerações, usando a máscara e mantendo as medidas de higiene. São ações simples, mas extremamente eficazes que só requer boa vontade e bom senso”, reforça o diretor do Complexo.

Dados COVID no Brasil e na Paraíba

O boletim oficial de evolução da Covid no país, disponibilizado no link https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&q=dados+covid+Para%C3%ADba com dados até 21/02/21, demonstra que o Brasil já atingiu a marca de 10.168.174 pessoas infectadas pelo Covid-19, das quais 9.095.692 se recuperaram da doença, no entanto, 246.504 brasileiros não tiveram a mesma sorte e morreram devido a complicações do coronavírus. Na Paraíba 212.286 pessoas foram infectadas, das quais 156.373 conseguiram se recuperar. Contudo, 4.356 paraibanos foram a óbito por complicações do Covid. “São dados que não podemos desprezar, porque além das mortes há muito sofrimento por causa da doença, sem falar no esgotamento das equipes de saúde, principalmente, os profissionais que estão na linha de frente desta árdua batalha contra um vírus que, recentemente, já se constatou estar em mutação”, finaliza Francisco Guedes.

Segunda dose da vacina Coronavac já está sendo aplicada nos profissionais do Complexo Hospitalar de Patos

Posted on

Assim que recebeu da Secretaria de Saúde do Estado o lote com a segunda dose da vacina Coronavac, a direção do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) iniciou a segunda etapa de imunização dos profissionais da unidade. Desde a última terça-feira (16), portanto, que começou a imunização dos colaboradores da unidade, que é referência para casos de coronavírus no sertão paraibano. A vacinação deve ser encerrada nesta sexta-feira (19), quando todos os 812 trabalhadores da instituição estiverem imunizados. A primeira dose da vacina foi aplicada em janeiro e a segunda dose está sendo dada agora, após um intervalo de 28 dias a contar da data de imunização do primeiro esquema com a Coronavac.

“A vacina nos dá mais tranqüilidade no dia a dia, principalmente, para os nossos profissionais que atuam na linha de frente do Covid. Completar o esquema vacinal é para nós uma alegria imensa, um alívio muito grande, pois a vacina é a única forma de imunização contra essa doença que tem matado tanta gente e deixado tantas famílias enlutadas em todo o mundo”, afirma o diretor geral do Complexo de Patos, Francisco Guedes. Ele aproveita para reiterar a importância da população manter os cuidados preventivos, principalmente, agora quando se percebe um aumento do número de casos de contaminação. “A cobertura vacinal da população ainda é pequena, portanto, precisamos manter os cuidados e medidas de higienização e proteção para ajudar a não disseminar o vírus”, afirma ele.

Francisco lembra ainda que o esquema de vacinação desta segunda dose no Complexo obedece o mesmo cronograma da primeira etapa, ou seja, por setores para que não haja aglomeração. “Todos os profissionais do Complexo receberão a primeira e segunda dose da vacina Coronavac, portanto, não há motivos para todos irem ao mesmo tempo se imunizar. Começamos o processo pelos profissionais que atuam na linha de frente do Covid e depois ampliamos para os demais setores com um posto de vacinação fixo e outro volante na área de isolamento”, disse Francisco, lembrando que nesta quinta-feira (18), o setor de isolamento Covid tem 70% de ocupação na UTI e 80% nas Enfermarias Clínicas.

Emergência e Urgência do Hospital de Patos registra aumento de atendimentos no final de semana do carnaval

Posted on

O plantão da Emergência e Urgência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) neste final de semana de carnaval, mesmo sem folia oficial por causa da pandemia, registrou um leve aumento no número de atendimentos em relação aos finais de semana anteriores. Entre os dias 12 e 14, a unidade realizou 215 atendimentos sendo os plantões dos dias 13 e 14 os mais movimentados com, respectivamente, 92 e 91 entradas. No plantão do dia 12, das 18h a meia noite, o Complexo atendeu outros 32 pacientes. Destes, 42 foram ocasionados por acidentes de trânsito, sendo a maior parte deles envolvendo motos, com 36 ocorrências, seguida de quatro de automóvel, um atropelamento e um acidente com veículo de tração animal.

O relatório de gestão do hospital, que integra a rede estadual de saúde, apontou ainda que dos acidentados, a maior parte deles foi da cidade de Patos, com 17 pessoas no total. Mas, houve registro de acidentados vindo das cidades de Aguiar, Condado, Coremas, Curral Velho, Igaracy, Imaculada, Itaporanga, Matureia, Nova Olinda, São Bento, São José de Espinharas, São José do Bonfim e São Mamede. Dos 42 acidentados, nove pacientes precisaram ficar internados em decorrência da gravidade dos traumas. Os demais tiveram alta após receberem os cuidados devidos. Trinta e três deles eram do sexo masculino e outros nove do sexo feminino.

Entre os dias 12 e 14, a unidade também realizou um total de 29 cirurgias, sendo 19 de emergência e outros dez procedimentos eletivos. A maior parte das cirurgias realizadas foi de Ortopedia, com 13 casos, seguido de Oncologia, com oito procedimentos, mais seis cirurgias gerais e ainda duas vascular.

Na emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com sintomas de síndrome gripal, dor abdominal, queda da própria altura, dificuldade de respirar, hipertensão, acidentes com animal peçonhento, queda de nível, contusões diversas, dor no peito, dor na perna entre outros motivos.

Área do entorno do Complexo de Patos já está limpa, com meios fios pintados, árvores podadas e lixo recolhido graças à ação da Prefeitura

Posted on

Quem passou pelas imediações do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) desde o último sábado já pôde notar uma sensível diferença no visual do entorno da unidade. Isto porque os meios fios estão todos pintados, o mato foi removido, a calçada foi limpa e o lixo jogado por populares foi todo recolhido. A ação é resultado de uma solicitação da direção do Complexo feita ao secretário de Serviços Urbanos de Patos, Josimar Barbosa. “Agradecemos a agilidade e compromisso do secretário Josimar Barbosa pela realização dos serviços de poda e capinação, varrição, pintura de meio fio e remoção do lixo”, disse o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, lembrando a presteza e atenção do secretário que acompanhou as ações in loco.

Francisco lembra que todos os serviços foram muito importantes para dar um novo visual ao entorno da unidade, especialmente, a retirada do lixo acumulado nas calçadas, mas, reitera que a população precisa colaborar e manter os espaços limpos. “O poder público fez a sua parte, mas é necessário que as pessoas se conscientizem que a calçada do hospital não pode se transformar em depósito de lixo e destinar os resíduos de forma correta”, enfatiza Francisco, lembrando que até nos galhos das árvores havia sacolas de lixo penduradas.

Durante reunião com a direção do Complexo, o secretário assegurou que faria as ações solicitadas, o que já cumpriu no sábado, mas, sugeriu a direção da unidade que fosse feita uma campanha educativa com a população moradora dos arredores reforçando essa consciência ambiental. “Vamos pensar em como difundir essa idéia que, na realidade, será boa para todos, porque na medida em que as calçadas do hospital se mantiverem limpas toda a sociedade ganhará já que lixo acumulado é vetor de contaminação e atração de insetos e ratos”, finalizou Francisco, agradecendo à Prefeitura, na pessoa do secretário Josimar, a agilidade com que atendeu o pleito e realizou os serviços solicitados.

O secretário Josimar Barbosa foi acompanhar as ações de sua equipe (1) O secretário Josimar Barbosa foi acompanhar as ações de sua equipe (2) A limpeza foi feita em todo o entorno do Complexo As ações incluiram a retorada de mato A limpeza atingiu todo o entorno do hospital