Hospital Regional de Patos

Várias atividades marcarão o Novembro Azul do Hospital do Bem em Patos

Posted on

Rodas de Conversas, Bates Papos, Dia de Beleza e Fotografias, Musicoterapia, Dia de Atividades Lúdicas e Happy Day. Essas atividades vão movimentar o Novembro Azul do Hospital do Bem entre os dias 04 e 27 deste mês. Na abertura das ações, na manhã desta segunda-feira, colaboradores, pacientes e acompanhantes foram recebidos com músicas na recepção da unidade, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos.

“A exemplo do que fizemos no Outubro Rosa, quando conscientizamos as mulheres a se cuidarem, também realizaremos muitas ações ao longo do Novembro Azul, desta vez, com direcionamento de atividades para a conscientização da importância dos homens cuidarem da sua saúde como um todo, com ênfase para eles realizarem o exame de próstata”, destaca a diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

Programação

A programação do Novembro Azul segue no dia 07, com uma Roda de Conversa às 8h, com profissionais da UNIFIP, sobre o tema ‘Cuidado do Cuidador’, e às 15h, com um Bate Papo, sobre ‘Oncologia voltada para a saúde do homem’, com o enfermeiro Fernando Régis. Na sexta (08) outra Roda de Conversa, desta vez, com a oncologista Nayarah Castro e a psicóloga, Pryscilla Guedes, vai abordar o tema ‘Valorização da vida após o diagnóstico’.

Na segunda (11), às 9h, os Doutores Sorrisos preparam surpresas para pacientes e colaboradores do Hospital do Bem no Happy Day. No dia seguinte, haverá outro Bate Papo, às 15h, sobre ‘Acolhimento multiprofissional ao paciente oncológico’, com a Dra. Nayarah Castro e a enfermeira Aretusa Delfino. A programação segue no dia 14, com duas Rodas de Conversa, sendo às 8h, sobre ‘Direitos dos pacientes oncológicos’ e, às 14h, com o tema ‘Ética no serviço de saúde com ênfase no sigilo das informações’. As duas atividades serão conduzidas por profissionais da UNIFP.

Na segunda-feira (18), haverá um dia de beleza e fotografias, às 9h. Na terça, a programação continua, às 9h, com uma Roda de Conversa sobre ‘Relação alimentação x câncer’, com a nutricionista Riama Sobral. Na quinta, haverá um Bate Papo sobre ‘Oncologia para não oncologistas’, com a Dra. Nayarah Castro.

No domingo (24), o Hospital do Bem fará um Dia de Atividade Social, com consultas, massoterapia, musicoterapia, entre outras atividades e na última semana de ações, a programação começa no dia 25, às 9h, com um dia de Atividades Lúdicas. Na terça-feira (26), acontecerá um Bate Papo sobre ‘Fitoterapia na prevenção e tratamento do câncer’, com a Dra. Nayarah Castro e o coordenador de quimioterapia do Hospital do Bem, Thiago Viana.

E no encerramento das ações, no dia 27, está programado uma Roda de Conversa, a partir das 9h, sobre ‘A importância da equipe multidisciplinar’, com a diretora do Complexo, Liliane Sena e a oncologista, Nayarah Castro e, em seguida, outro momento, sobre ‘A ética do cotidiano e o sigilo profissional’, com Anarita, coordenadora do curso de Serviço Social da Universidade, que conduzirá o momento junto com alunos da instituição. Essas atividades acontecerão no auditório da Gerência Regional de Saúde.

As atividades do Novembro Azul começaram hoje no Hospital do Bem, de Patos
As atividades do Novembro Azul começaram hoje no Hospital do Bem, de Patos
Dra. Nayarah Castro participou da abertura do Novembro Azul
Dra. Nayarah Castro participou da abertura do Novembro Azul
Os pacientes e funcionários do Hospital do Bem foram recebidos hoje com musica
Os pacientes e funcionários do Hospital do Bem foram recebidos hoje com musica

Programação do Outubro Rosa do Hospital do Bem incluiu debate sobre a importância da humanização nos serviços de saúde

Posted on

No Brasil, os principais marcos regulatórios da construção da saúde pública são a Constituição Federal de 1988 e o Projeto da Reforma Sanitária, os quais foram os responsáveis pela idealização e implantação do Sistema Único de Saúde – SUS.
A razão da existência de um sistema de saúde é o cuidar dos pacientes nas suas múltiplas necessidades de atendimento e, na atualidade, esse cuidar precisa ser feito de maneira humanizada. E foi justamente para debater sobre a importância da “Humanização na Área de Saúde”, que no último dia 23, a programação do Outubro Rosa, do Hospital do Bem, de Patos, incluiu um Bate Papo com essa temática.

E quem conduziu essa conversa foi a psicóloga Paula Santos e alguns alunos concluintes do Curso de Psicologia da UNIFIP. Durante boa parte da manhã, eles colocaram para os colaboradores da unidade, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, muitas informações sobre os diferenciais que a humanização promove nos serviços de saúde e realizaram dinâmicas que facilitam o entendimento da necessidade de tais iniciativas.

“Por mais especialistas que disponhamos, por melhores estruturas físicas que tenhamos, e com todos os recursos tecnológicos, precisamos também ter uma equipe que esteja pronta a acolher, a partilhar sentimentos e a, sobretudo, tratar com dignidade e afeto nossos pacientes e também fortalecer e estimular relações saudáveis de trabalho. Esse é o sentido da humanização”, argumenta a diretora geral do Complexo, Liliane Sena, lembrando que, conceitualmente, a humanização baseia-se numa visão holística, e requer um esforço individual dos prestadores de serviços. “À medida em que o homem passa a adquirir um maior conhecimento técnico, tende a esquecer de que também precisa valorizar o lado humano, por isso, os valores da humanização devem ser resgatados”, reitera Liliane.

Programação

Até o dia 30, ainda haverá algumas atividades dentro da programação do Outubro Rosa no Hospital do Bem. No próximo dia 28, a partir das 15h, acontecerá outra Roda de Conversa com o tema “Autoestima e enfrentamento do câncer” e no dia 30, último dia de atividades, às 8h, acontecerá momentos de maquiagem, musicoterapia e sessões de fotos. Logo em seguida, às 10h, será realizada outra Roda de Conversa. Ambas as ações acontecem no hall da unidade. E a tarde, haverá uma sessão de cinema especial, no Guedes Shopping, exclusiva, para pacientes, acompanhantes e colaboradores. O filme em exibição será ‘Malévola’.

Direção do Hospital de Patos melhora sistema de segurança e isso tem reflexos positivos desde o estacionamento até a recepção da unidade

Posted on

Uma situação que, por vezes, prejudicava o acesso das ambulâncias à emergência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) mais precisamente, no estacionamento, agora não existe mais. Com a contratação de uma empresa de segurança e a disposição de um vigilante 24h, todos os dias da semana, o controle de acesso das ambulâncias foi aperfeiçoado. Isto porque, ao permanecer em rondas na área externa do prédio, os seguranças evitam que veículos fiquem parados em locais que obstaculem a passagem das ambulâncias e também dá um suporte na recepção da unidade. A empresa de segurança também foi contratada, com as mesmas finalidades e rotina, para a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos. As duas unidades integram a rede estadual de saúde.

Além de controlar o fluxo de veículos no estacionamento do Complexo, a empresa também reforça a segurança da área externa que, comumente, era utilizada por pessoas estranhas a rotina do hospital. Para tanto, dois seguranças se revezam por turno de trabalho, diuturno, de forma que em todos os momentos, de segunda a segunda, há vigilância disponível. Todos os seguranças são fardados, portanto, facilmente identificáveis e têm cursos de atuação na área.

Além disso, no campo de melhorias, a direção da unidade está concluindo um projeto de reordenamento das vagas do estacionamento e melhoria de fluxo no ingresso da unidade que inclui medidas que mudarão rotinas, tanto externamente, quanto internamente. “Todas essas ações são para aperfeiçoar nosso dia a dia, melhorar fluxos e, consequentemente, assistir melhor ainda nossos pacientes e também facilitar a rotina de nossos colaboradores”, afirma a diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

Hospital de Patos atendeu 32 vítimas de acidentes de moto somente no último final de semana e 59 pessoas no total na última semana

Posted on

Somente entre os dias 11 e 13 últimos, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, atendeu 32 pacientes, com diversas lesões, algumas das quais que necessitaram de encaminhamento para cirurgias, vítimas de acidentes envolvendo a condução de motocicletas. Ao contabilizar o número de acidentados de motos atendidos entre os dias 07 e 13, esse quantitativa é ainda mais expressivo, já que neste período 59 pacientes deram entrada na unidade com esse tipo de ocorrência. Ou seja, do total de 73 atendimentos da unidade oriundos de acidentes de trânsito, na última semana, 59 envolveram motociclistas.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, chama atenção para a gravidade do problema. “Nós estamos registrando crescentes números de atendimentos de pacientes vítimas de acidente de trânsito envolvendo motos e isso se repete em outros hospitais da rede estadual. Penso que é preciso reforçar a campanha de educação no trânsito para que as pessoas se conscientizem da gravidade deste fato, que além de lotar as emergências dos hospitais, ocupar leitos e UTI’s, via de regra, em boa parte dos casos, pode deixar sequelas para o resto da vida”, afirma Liliane.

Dados do relatório de gestão do Complexo, atestam ainda que entre os dias 07 e 13 deste mês, 73 pessoas deram entrada na unidade vítimas de acidentes de trânsito. Além dos 59 casos relacionados às motocicletas, o Hospital atendeu ainda cinco pessoas que foram vítimas de acidentes envolvendo veículos, sete casos com bicicletas e dois pacientes por atropelamento.

Hospital do Bem continua programação do Outubro Rosa com Roda de Conversa com o cirurgião oncológico Wostenildo Crispim

Posted on

A importância e diferenciais no tratamento do câncer no interior da Paraíba desde a inauguração do Hospital do Bem, em setembro do ano passado, como essa disponibilidade de tratamento mais próxima de casa impactou positivamente nos pacientes oncológico e em sua qualidade de vida e ainda formas de prevenção e sobre como o diagnóstico precoce influencia nas chances de cura. Esses foram tópicos abordados na Roda de Conversa, do último dia 10, que teve a participação do cirurgião oncológico, Dr. Wostenildo Crispim. O bate papo aconteceu no hall principal da unidade que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, e faz parte da programação do Outubro Rosa, que ao longo do mês tem diversas atividades e das comemorações de um ano de atividades do Hospital do Bem.

A partir do tema: Câncer – Prevenção e Diagnóstico Precoce – o cirurgião Oncológico, Dr. Wostenildo Crispim trouxe diversas informações importantes sobre esse tema e respondeu a perguntas dos presentes e também de todos os ouvintes do Programa Saúde na Rádio, da Rádio Espinharas, que estava sendo transmitido ao vivo enquanto acontecia a Roda de Conversa, que teve ainda a participação da diretora geral do Complexo, Liliane Sena e da coordenadora de Enfermagem do Hospital do Bem, Aretusa Delfino. “A disponibilidade de tratamento próximo das residências dos pacientes, além de influenciar na qualidade de vida deles, já que não há mais o desgaste de se deslocar quilômetros de distância para ter acesso aos tratamentos, ainda é um fato que reduziu os casos de abandono do tratamento, porque muita gente, até por dificuldades de deslocamento, por não suportar as viagens, abandonavam o tratamento antes de terminar todo o ciclo, o que em se tratando de câncer agravava ainda mais a situação”, destacou Dr. Wostenildo, que respondeu ainda diversas perguntas das pacientes e dos presentes à Roda de Conversa.

Para o médico, que é um dos cirurgiões do Hospital do Bem, um detalhe importante em relação às doenças oncológicas é não se deixar abater pelo diagnóstico. “Hoje em dia, um diagnóstico de câncer não significa uma sentença de morte. Com os tratamentos disponíveis, o paciente pode ser curado. O que muda é que o acompanhamento com a prevenção deve ser mais intenso, mas, uma vez curado, não necessariamente a pessoa vai desenvolver outro câncer”, disse o médico, que lembrou ainda a diferença que faz um diagnóstico precoce no processo de cura. “Quanto mais cedo for descoberta a doença, maiores serão as chances de cura, principalmente no câncer de mama, onde as chances de cura são muito proporcionais ao tempo de descoberta a doença e início do tratamento”, afirmou Dr. Wostenildo.

Programação

Nesta terça-feira (15), às 9h, outra roda de conversa explorará o tema ‘Relação câncer x alimentação’. No dia 17, às 15h, será a vez de abordar a questão da ‘Alimentação, atividade física e saúde’, em outra Roda de Conversa. No dia 21, acontecerá o Dia da Doação de cabelos, onde cabeleireiras voluntárias estarão à disposição de quem quiser doar parte de seu cabelo. O material doado será destinado à confecção de perucas para mulheres que fazem tratamento contra o câncer.No dia 22, a partir das 8h30, o Bate Papo recairá obre a temática da ‘Importância da equipe multidisciplinar e direitos do paciente oncológico’, enquanto que no dia 28, às 15h, o tema a ser debatido será ‘Auto estima e o enfrentamento do câncer’. O dia 30 terá atividades de musicoterapia, sessão de fotos e ainda de maquiagem para pacientes, colaboradores e acompanhantes, às 8h, e ainda outra roda de conversa sobre como enfrentar a doença e não perder a auto estima, às 10h. O encerramento do Outubro Rosa no Hospital do Bem acontecerá no dia 30, com uma sessão de cinema, exclusiva, para colaboradores, pacientes e acompanhantes, no Guedes Shopping Center.

Hospital do Bem realiza Roda de Conversas com pacientes, acompanhantes e colaboradores

Posted on

O hall do Hospital do Bem, em Patos, se transformou num espaço para o debate de questões importantes, através de Rodas de Conversas, para quem tem envolvimento direto ou indireto com essa doença chamada câncer, que ainda carrega muitos estigmas e suscita dúvidas e medos. Num primeiro momento, pacientes, acompanhantes e colaboradores da unidade oncológica, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, debateram sobre o tema ‘Valorização da Vida após o Diagnóstico’ e, em seguida, abordaram a questão da alimentação com o tema ‘Orientações de dieta para pacientes em tratamento quimioterápico’. A ação, realizada nesta terça-feira (08), faz parte de uma programação que começou a ser desenvolvida dia 02 e vai até o dia 30 deste mês, em alusão ao Outubro Rosa e também em comemoração ao primeiro ano de funcionamento da unidade oncológica no sertão.

O primeiro tema foi conduzido pela Oncologista, Dra. Nayarah Castro e parceria com a Psicóloga, Pryscilla Guedes. Elas abordaram a importância das pessoas não se deixarem abater pelo diagnóstico de câncer e encararem o tratamento com positividade. Depois foi a vez das Nutricionista, Tayana Oliveira e Kallyne, falarem e tirarem dúvidas sobre a alimentação mais adequada para quem está fazendo um tratamento contra o câncer, incluindo a quimioterapia.

A fala da psicóloga focou na necessidade de desmistificar a questão de que o diagnóstico de câncer significa uma sentença de morte. “Em muitos casos, os pacientes até começam a enxergar a vida de uma nova forma, passam a valorizar mais pequenas coisas, a família, os amigos. Há momentos de altos e baixos que são normais, mas, o importante é valorizar a vida após o diagnóstico”, disse ela, lembrando que no Hospital do Bem, os pacientes são acolhidos pela equipe como se fosse um membro da família. “Aqui nós valorizamos o olhar, o afeto e tratamos da doença, mas, também nos preocupamos com o bem estar das pessoas e ajudamos elas a resignificarem suas vidas após serem acometidas pela doença encorajando-as a fazer o tratamento e acreditar na cura”, destacou Pryscila.

“Foi uma manhã de intenso aprendizado e muita informação importante em relação à alimentação e sua influência na saúde e bem estar durante o tratamento quimioterápico, bem como, uma conversa sobre como se deve encarar a vida após o recebimento do diagnóstico de câncer e ainda sobre como nós acolhemos nossos pacientes”, resume a diretora do Complexo, Liliane Sena.

. O calendário de ações e atividades do Hospital do Bem neste mês de outubro inclui além da realização de várias rodas de conversas, mini palestras (bate papo), Happy Day, Dia de Doação de Cabelos, Dia da Maquiagem, Musicoterapia, e até sessão de cinema. Amanhã (10), às 15h, haverá um bate papo com o tema “Câncer: prevenção e diagnóstico precoce’. No dia 14, a partir das 8h, na recepção do Hospital do Bem, haverá um Happy Day, com ações surpresas.

No dia 15, às 9h, oura roda de conversa explorará o tema ‘Relação câncer x alimentação’. No dia 17, às 15h, será a vez de abordar a questão da ‘Alimentação, atividade física e saúde’, em outra Roda de Conversa. No dia 21, acontecerá o Dia da Doação de cabelos, onde cabeleireiras voluntárias estarão à disposição de quem quiser doar parte de seu cabelo. O material doado será destinado à confecção de perucas para mulheres que fazem tratamento contra o câncer.

No dia 22, a partir das 8h30, o Bate Papo recairá obre a temática da ‘Importância da equipe multidisciplinar e direitos do paciente oncológico’, enquanto que no dia 28, às 15h, o tema a ser debatido será ‘Auto estima e o enfrentamento do câncer’. O dia 30 terá atividades de musicoterapia, sessão de fotos e ainda de maquiagem para pacientes, colaboradores e acompanhantes, às 8h, e ainda outra roda de conversa sobre como enfrentar a doença e não perder a auto estima, às 10h.

O encerramento do Outubro Rosa no Hospital do Bem acontecerá no dia 30, com uma sessão de cinema, exclusiva, para colaboradores, pacientes e acompanhantes, no Guedes Shopping Center. As voluntárias da ONG ‘Amigas Viva a Vida’ também estão integradas às ações.

Hospital do Bem inicia atividades do Outubro Rosa com bate papo sobre mitos e verdades sobre o câncer

Posted on

A própria palavra câncer ainda assusta muita gente e traz alguns mitos que, de boca em boca, parecem verdade. Isso ocorre porque ainda existem muitas ideias erradas sobre a doença e, infelizmente, a maioria das pessoas ainda pensa que ela é sinônimo de morte. Nesta quinta-feira (03), na abertura das atividades alusivas ao Outubro Rosa do Hospital do Bem, de Patos, um bate papo focou o mitos e verdades que cercam a doença. A ação teve a mediação da diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Liliane Sena e contou com a participação da Dra. Nayarah Castro, médica oncologista do Hospital do Bem e da Enfermeira Oncologista e paliativista, Aretusa Delfino.

“Foi uma tarde bastante informativa e um debate bem produtivo, envolvendo as dúvidas mais recorrentes sobre a oncologia. Foi um momento de muito conhecimento com interação entre diversos colaboradores do CHRDJC”, destacou Liliane Sena, lembrando que as ações programadas para este mês, além de estarem inseridas na contextualização do Outubro Rosa, fazem parte das atividades comemorativas de um ano de funcionamento do Hospital do Bem.

De acordo com a Dra. Nayarah, é muito comum uma má interpretação de fatos relacionados ao câncer ou uma generalização de um caso isolado da doença, assim como especulações, acabarem por fazer com que ideias e até mesmo crenças se apresentem como verdades. Entre as questões mais recorrentes sobre a doença e que são, na realidade mitos, destacam-se o fato de se pensar que o câncer é hereditário. “Em geral, o câncer não é apenas uma doença hereditária. Quando falamos na possibilidade hereditária, estamos nos reportando a apenas 15% dos casos. No entanto, existem alguns fatores genéticos que tornam algumas pessoas mais sensíveis à ação dos agentes cancerígenos”, explicou a médica. Outro mito comum é pensar que o câncer é contagioso, que todo tumor é câncer, que adoçante provoca câncer, que pessoas da raça negra não correm risco de ter câncer de pele e que desodorante antitranspirante pode causar câncer de mama.

Entre o que se conhece como verdade sobre a doença, segundo Aretusa Delfino, é que o câncer tem cura desde que tratado em estágios iniciais e acompanhados corretamente, o que demonstra a importância do diagnóstico precoce, que qualquer pessoa corre o risco de desenvolver câncer, que câncer de pele é mais comum em pessoas acima de 40 anos, que a maior incidência de câncer de pele ocorre na cabeça, no rosto e no pescoço, que pintas e sinais podem virar câncer e que amamentar reduz o risco de ter câncer de mama.

Programação

A programação do Outubro Roda e de um ano de inauguração do Hospital do Bem começou nesta quinta-feira (02) e se estende até o dia 30 deste mês, com rodas de conversas, mini palestras (bate papo), Happy Day, Dia de Doação de Cabelos, Dia da Maquiagem, Musicoterapia, e até sessão de cinema. No dia 07, às 8h, haverá sessões de maquiagem, fotografias e pacientes e acompanhantes ainda vivenciarão uma experiência com musicoterapia. No dia 08, às 9h, haverá nova roda de conversa a partir do tema ‘Valorização da vida após o diagnóstico’, seguida de outra abordagem, com o tema ‘Orientações nutricionais a pacientes em tratamento quimioterápico’. No dia 10, às 15h, haverá um bate papo com o tema “Câncer: prevenção e diagnóstico precoce’. No dia 14, a partir das 8h, na recepção do Hospital do Bem, haverá um Happy Day, com ações surpresas.

No dia 15, às 9h, outra roda de conversa explorará o tema ‘Relação câncer x alimentação’. No dia 17, às 15h, será a vez de abordar a questão da ‘Alimentação, atividade física e saúde’, em outra Roda de Conversa. No dia 21, acontecerá o Dia da Doação de cabelos, onde cabeleireiras voluntárias estarão à disposição de quem quiser doar parte de seu cabelo. O material doado será destinado à confecção de perucas para mulheres que fazem tratamento contra o câncer.

No dia 22, a partir das 8h30, o Bate Papo recairá obre a temática da ‘Importância da equipe multidisciplinar e direitos do paciente oncológico’, enquanto que no dia 28, às 15h, o tema a ser debatido será ‘Auto estima e o enfrentamento do câncer’. O dia 30 terá atividades de musicoterapia, sessão de fotos e ainda de maquiagem para pacientes, colaboradores e acompanhantes, às 8h, e ainda outra roda de conversa sobre como enfrentar a doença e não perder a auto estima, às 10h. O encerramento das atividades acontecerá no dia 30, com uma sessão de cinema, exclusiva, para colaboradores, pacientes e acompanhantes, no Guedes Shopping Center.

Hospital do Bem divulga sua programação dentro da campanha do Outubro Rosa

Posted on

<

No mês de outubro várias instituições se comprometem com a campanha do Outubro Rosa que propõe a realização de ações e atividades que mostrem às mulheres a importância do autoexame e da mamografia no diagnóstico precoce do câncer de mama, ou seja, que promovam o debate e chame atenção para a importância da prevenção. O Hospital do Bem – Unidade de Oncologia do Sertão – que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, também apoiará a campanha e está inserido nesse processo com uma vasta programação, que começa nesta quinta-feira (02) e se estende até o dia 30 deste mês.

Assim, durante todo o mês de Outubro, O Hospital do Bem terá um calendário especial que inclui a realização de rodas de conversas, mini palestras (bate papo), Happy Day, Dia de Doação de Cabelos, Dia da Maquiagem, Musicoterapia, e até sessão de cinema. A programação começa nesta quinta-feira (03), às 15h, com a realização de um bate papo com profissionais da área médica. No dia 07, às 8h, haverá sessões de maquiagem, fotografias e pacientes e acompanhantes ainda vivenciarão uma experiência com musicoterapia.

A programação segue no dia 08, às 9h, com uma roda de conversa a partir do tema ‘Valorização da vida após o diagnóstico’, seguida de outra abordagem, com o tema ‘Orientações nutricionais a pacientes em tratamento quimioterápico’. No dia 10, às 15h, haverá um bate papo com o tema “Câncer: prevenção e diagnóstico precoce’. No dia 14, a partir das 8h, na recepção do Hospital do Bem, haverá um Happy Day, com ações surpresas.

No dia 15, às 9h, oura roda de conversa explorará o tema ‘Relação câncer x alimentação’. No dia 17, às 15h, será a vez de abordar a questão da ‘Alimentação, atividade física e saúde’, em outra Roda de Conversa. No dia 21, acontecerá o Dia da Doação de cabelos, onde cabeleireiras voluntárias estarão à disposição de quem quiser doar parte de seu cabelo. O material doado será destinado à confecção de perucas para mulheres que fazem tratamento contra o câncer.

No dia 22, a partir das 8h30, o Bate Papo recairá obre a temática da ‘Importância da equipe multidisciplinar e direitos do paciente oncológico’, enquanto que no dia 28, às 15h, o tema a ser debatido será ‘Auto estima e o enfrentamento do câncer’. O dia 30 terá atividades de musicoterapia, sessão de fotos e ainda de maquiagem para pacientes, colaboradores e acompanhantes, às 8h, e ainda outra roda de conversa sobre como enfrentar a doença e não perder a auto estima, às 10h.

O encerramento do Outubro Rosa no Hospital do Bem acontecerá no dia 30, com uma sessão de cinema, exclusiva, para colaboradores, pacientes e acompanhantes, no Guedes Shopping Center. A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, explica que a programação está inserida na proposta da Campanha de promover debates sobre a importância da prevenção. “Essa ação do Outubro Rosa é de extrema importância porque é quando a rede de saúde consegue conscientizar diversas mulheres para a prevenção do câncer de mama e como a melhor ação é a informação, procuramos centrar a maior parte de nossas atividades em rodas de conversa e bate papo com temas que são fundamentais e oportunos dentro desse contexto”, destaca Liliane.

Hospital Regional de Patos passa a disponibilizar também refeição noturna para acompanhantes de pacientes da unidade

Posted on

O serviço de nutrição do Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) incorporou, desde a última sexta-feira (27), novas atribuições à sua rotina. Isto porque, os acompanhantes de pacientes que já eram contemplados com o café da manhã e o almoço, agora também têm a refeição da janta disponível na unidade. Antes, os acompanhantes tinham que sair do Complexo e jantar na Casa de Apoio. Agora, têm a comodidade de fazerem as refeições noturnas no próprio alojamento onde acompanham seus familiares e conhecidos. Os funcionários também passaram a receber lanches entre os turnos de trabalho.

“Esse era um pleito antigo dos acompanhantes que tinham que deixar os seus parentes ou amigos sozinhos enquanto iam até a Casa de Apoio para jantar. Com a mudança da empresa que fornece a alimentação, conseguimos incluir no novo contrato mais essa rotina e acreditamos que com essa iniciativa todos sairão ganhando”, destaca a diretora geral do Complexo, Liliane Sena, reforçando que nesta nova rotina também foi incluída a entrega dos lanches dos funcionários

A diretora do Complexo destaca ainda o importante trabalho feito pela Casa de Apoio, conduzida pela Paróquia Nossa Senhora de Fátima, que há tantos anos vinha disponibilizando a refeição noturna dos acompanhantes da unidade. “Eu quero agradecer publicamente o importante trabalho da Casa de Apoio, por tantos anos, e que continuará prestando, tendo em vista que como o Complexo é regional e atende pessoas de vários municípios e as vezes o pacientes vêm com mais de um acompanhante e como não têm onde ficar, contam com a acolhida da Casa de Apoio que presta um serviço não só pra o Complexo, mas para todas as unidades de saúde pública local”, destacou Liliane.

Rotina da nutrição

A distribuição das refeições no Complexo começa às 7 da manhã, com a entrega do café da manhã (desjejum) para paciente e acompanhantes. Das 8h às 9h, acontece o café da manhã para os funcionários e as 9h é servido uma colação aos pacientes (lanche da manhã). O almoço dos pacientes é servido as 11h30, dos funcionários, no refeitório das 11h30 às 13h e dos acompanhantes ao meio dia. Às 15h, começa a ser servido o lanche dos pacientes e funcionários. O jantar dos pacientes e acompanhantes começa a ser distribuído às 18h, enquanto o dos funcionários acontece das 19h30 até às 20h30. A ceia dos pacientes é servida às 20h, enquanto a dos funcionários acontece entre 21h e 21h30, quando o serviço de nutrição do dia é finalizado com a entrega desta última refeição. De acordo com serviço de nutrição, todo o cardápio é mudado a cada 30 dias, sempre com o objetivo de ofertar produtos de qualidade e refeições balanceadas, nutritivas e saborosas. A empresa responsável pelo serviço de nutrição do Complexo é a Supera.

Em um ano de funcionamento Hospital do Bem já realizou mais de 3 mil atendimentos e realizou 759 sessões de quimioterapia

Posted on

Após um ano de sua inauguração, o Hospital do Bem – unidade de oncologia do Sertão, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, comprova que está cumprindo sua missão de acolher e tratar os pacientes de câncer no interior do Estado. Absorvendo boa parte do contingente de pessoas que antes da unidade só tinham a opção de tratamento do câncer em Campina Grande ou em João Pessoa, o Hospital contabilizou, nesse período, a realização de 759 sessões de quimioterapia, 3331 consultas ambulatoriais, 726 internamentos e ainda 422 cirurgias, em pacientes de 80 municípios do interior. A unidade foi inaugurada no dia 03 de setembro de 2018.

O Hospital tem atendimento ambulatorial, tratamento quimioterápico e cirúrgico, para quatro tipos de câncer: pele, próstata, mama e colo de útero. A sala de quimioterapia da unidade tem capacidade para atender dez pacientes simultaneamente. Dos 726 internamentos realizados pela unidade, entre o dia 03 de setembro do ano passado e 03 de setembro deste ano, 270 casos foram de clínica médica, 422 ocasionados por procedimentos cirúrgicos e 34 para a realização de cuidados paliativos.

Dos 80 municípios que encaminharam pacientes para o Hospital, a cidade de Patos lidera o ranking com um quantitativo de 1013 atendimentos, seguido de Santa Luzia, com 116, Princesa Isabel, com 115, São Mamede, com 110, Água Branca, com 87, Teixeira, com 86, Coremas, com 82 e Itaporanga, com 81. O paciente mais jovem atendido pela unidade foi uma criança de Itaporanga, de apenas quatro anos, e o mais idoso, foi um paciente de 104 anos, da cidade de Mãe D’água.

Das consultas por especialidade, a Oncologia Clínica lidera a demanda da unidade com um total de 1286 atendimentos, seguido de doenças da pele, com 566 consultas, Colo Uterino e Cirurgia totalizam 543 atendimentos, enquanto Mastologia, totalizou 523 consultas e urologia, outras 312. Nesse período foram feitas um total de 848 biopsias.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, reitera a importância do Hospital do Bem no atendimento de pacientes próximos de suas cidades. “Antes da disponibilidade de nossos serviços, os pacientes oncológicos do interior viviam uma dura rotina de ter que se deslocar cerca de 350 km até a Capital ou Campina Grande, para realizarem seus tratamentos. Com a disponibilidade dos serviços oncológicos de média e alta complexidade em Patos, esse tratamento pôde ser feito mais próximo de suas residências, o que impactou positivamente na melhoria da qualidade de vida dessas pessoas, que não mais precisam enfrentar o desgaste do deslocamento destas viagens muito longas, tendo toda a assistência necessária no Hospital do Bem”, destaca Liliane.

A diretora lembra que o Hospital do Bem só atende pacientes regulados, ou seja, com consultas e procedimentos já agendados previamente, via Secretarias de Saúde dos municípios, através da Central de Regulação do Estado. No primeiro ano de funcionamento, os dois tipos de maior incidência de câncer atendidos na unidade são os de colo uterino e de pele.

Sobre o Hospital do Bem

A unidade tem 25 leitos e uma sala de quimioterapia com capacidade para atender dez pacientes simultaneamente. A unidade atende casos de câncer de próstata, mama, colo de útero e pele, ofertando serviços ambulatoriais, quimioterapia e cirurgia, além de diversos exames de ultrassonografia com Doppler; tomografia; colposcopia, colonoscopia, endoscopia; eletrocardiograma; exames laboratoriais e Raio X. Prioritariamente, os serviços do Hospital do Bem são direcionados para a população dos municípios que compõem a 3ª macrorregião de saúde do Estado. Os exames são feitos no Centro de Diagnóstico, também inaugurado no ano passado, e que funciona dentro das instalações do Complexo Hospitalar de Patos.