Clientes Freelancer

Família do paraibano atropelado em uma oficina mecânica enquanto trabalhava busca esclarecimentos

Posted on

Sidney Marques Leite foi esmagado por um veículo, no interior de uma oficina, na cidade de São Miguel dos Campos (AL), no último dia 20 e morreu poucas horas depois do ocorrido

 

Somente uma semana após a morte do paraibano Sidney Marques Leite, ocorrido no interior de uma oficina, na cidade de São Miguel dos Campos (AL), no último dia 20, a família conseguiu registrar o Boletim de Ocorrência na 6ª Delegacia Regional de Polícia daquele município. Até essa sexta-feira (30), ninguém foi ouvido pelo delegado Nilson Alcântara, responsável pela abertura do inquérito, apuração dos fatos e oitiva das testemunhas. Como a investigação é sigilosa, o nome do culpado pelo acidente não pode ser revelado.

Quem registrou o BO foi o filho mais velho da vítima, o advogado Pedro Rodrigues Neto, no último dia 27. Segundo ele, a família clama por esclarecimentos e Justiça. “Um fato desta gravidade, uma morte assim, tão banal, que levou embora um pai de família, uma pessoa de bem,  que no momento do acontecido estava trabalhando, no interior de uma loja, não pode ficar impune e precisa ser esclarecida. Os responsáveis terão que responder civil e criminalmente pelo fato. Não queremos briga, nem tão pouco vingança. Meu pai era um humanista, pregava a paz. Queremos apenas Justiça e isso não cabe a família, mas sim, às autoridades policiais e judiciárias”, disse Pedro Neto.

Segundo informações colhidas na Delegacia, o vendedor que estava com Sidney no momento do acidente, o Sr. Jadson da Silva Oliveira, o que foi encontrar Sidney na UPA de São Miguel, Pedro Luiz de Farias, onde ele recebeu os primeiros atendimentos, o dono da loja Joel Auto Peças onde aconteceu à tragédia, o mecânico que dirigia o carro causador do atropelamento, além do proprietário do referido veículo, um XSara Picasso, de placa DRB 5247, serão chamados para depor. “Não sabemos as datas das oitivas das testemunhas, mas acreditamos que as providências cabíveis serão tomadas”, afirma Pedro Neto.

Entenda o caso

Sidney, que era gerente da Mônaco Distribuidora, e responsável pelos mercados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão, encontrava-se no interior da loja Joel Auto Peças, no dia 20 de setembro, por volta das 11h, na companhia de seu vendedor, anotando pedidos, quando o mecânico perdeu o controle desse XSara Picasso, que estava sendo consertado na referida oficina mecânica, bateu em Sidney imprensando-o e, de raspão,  em seu companheiro de trabalho. O vendedor teve apenas ferimentos leves, pois pela posição que estava foi pouco atingido pelo veículo desgovernado.

Ney, como era mais conhecida à vítima, devido ao impacto da batida, que lhe pegou em cheio,  foi encaminhado a UPA da cidade, em estado grave, quase uma hora após o ocorrido, por uma ambulância do SAMU. Na UPA, ele recebeu os primeiros atendimentos, teve duas paradas cardíacas, foi ressuscitado, mas em seguida entrou em coma. Por volta das 16h30, devido a gravidade do caso, Sidney foi transferido de helicóptero para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, onde faleceu pouco tempo depois.

O laudo do IML de Maceió, onde foi feita a autopsia na quarta-feira (21), deu como causa da morte perfuração do baço e comprometimento de outros órgãos internos ocasionados por causa do impacto do veículo contra a vítima, que permaneceu imprensada entre o carro e o balcão da loja por vários minutos, além de constatar fraturas diversas nas pernas, costelas e bacia.

Paraibano de Patos, Ney tinha apenas 52 anos e deixou viúva a professora Kalina Ligia de Moura, e cinco filhos, Pedro Neto, Alan e Letícia, do primeiro casamento, além de Ligia e Anelise,  menores de idade, do segundo casamento. O sepultamento de Ney aconteceu na manhã da última quinta-feira (22), no Parque das Acácias, em João Pessoa (PB), cidade onde ele morava.

Missa de 7º Dia do paraibano que morreu tragicamente em loja do interior de Alagoas será nesta segunda-feira

Posted on

A celebração da Missa de 7º Dia do paraibano Sidney Marques Leite (Ney), que morreu tragicamente em um acidente no interior da loja Joel Auto Peças, na cidade de São Miguel dos Campos (AL), na última terça-feira (20), será realizada na noite desta segunda-feira (26), na igreja São Francisco de Assis, em Mangabeira, às 19h. Quem quiser acompanhar a missa ao vivo, via Internet, pode acessar a tvtropicana.com. Em Patos, cidade Natal dele, haverá a celebração de duas missas, nesta terça-feira (27). A primeira, no Santuário de Nossa Senhora Perpétuo Socorro, às 16h, e a outra, na Igreja Nossa Senhora de Fátima, às 17h.

Ney, como era mais conhecido, ocupava o cargo de gerente da Mônaco Distribuidora e estava no momento do acidente anotando um pedido no interior da loja junto com o vendedor Jadson, quando um carro desgovernado, dirigido por um mecânico, que estava sendo consertado no referido local, bateu nele e em seu companheiro de trabalho, imprensado-os contra o balcão. O vendedor teve apenas ferimentos leves, pois pela posição que estava foi pouco atingido,  mas Ney, devido ao impacto da batida, que pegou-lhe em cheio,  foi encaminhado a UPA da cidade, em estado grave, onde recebeu os primeiros atendimentos. No local, ele teve duas paradas cardíacas, foi ressuscitado, mas logo entrou em coma, vindo a falecer poucas horas depois do ocorrido, no Hospital Geral do Estado (HGE), para onde foi encaminhado.

Paraibano de Patos, Ney tinha apenas 52 anos e deixou viúva a professora Kalina Ligia de Moura, e cinco filhos, Pedro Neto, Alan e Letícia, do primeiro casamento, além de Ligia e Anelise,  menores de idade, do segundo casamento. Como gerente regional Nordeste da Mônaco Distribuidora, Ney era responsável pelos mercados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão

Toda a família ficou chocada com o acidente, explica a jornalista Eliane Sobral, prima de Ney. Segundo ela, o laudo do IML de Maceió, onde foi feita a autopsia na manhã da quarta-feira (21), deu como causa da morte perfuração do baço e comprometimento de outros órgãos internos ocasionados por causa do impacto do veículo contra a vítima, que permaneceu imprensada entre o carro e o balcão da loja por vários minutos, além de constatar fraturas diversas nas pernas, costelas e bacia. O sepultamento de Ney aconteceu na manhã da última quinta-feira (22), no Parque das Acácias, em João Pessoa (PB).

Diretoria da Asplan se reúne com representantes da Heringer para conhecer produtos da empresa que atua com nutrição vegetal

Posted on

Há quase 50 anos no mercado, a Fertilizantes Heringer S.A, é uma das Companhias nacionais pioneiras na produção, comercialização e distribuição de fertilizantes, figurando entre as três maiores empresas de fertilizantes do Brasil. Com o objetivo de estreitar o relacionamento com a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) e apresentar seus diferencias de mercado, representantes da Henriger se reuniram, na manhã desta quarta-feira (31), com a diretoria da entidade, que representa cerca de 1.800 produtores canavieiros no estado.

Segundo a gerente técnica da Companhia, Maria Pires, que responde pelo mercado do Nordeste, no trecho que compreende os estados de Sergipe até o Ceará, a reunião foi proveitosa já que possibilitou estreitar o canal de relacionamento com a Asplan. “A Associação é uma instituição importante e essa oportunidade que tivemos de apresentar nosso portfólio e a atuação diferenciada da Heringer e de nossos produtos no mercado foi bastante positiva”, disse ela.

O gerente de unidade da Heringer, Gerson Almeida, reiterou,  na ocasião, o foco de atuação da Companhia. “Nossa meta é proporcionar um retorno financeiro ao produtor rural através da melhoria e aumento da produtividade, com a oferta de produtos de alta tecnologia”, disse ele.  Segundo Gerson, a Heringer tem um programa de análise de solo que arca com 50% dos custos do estudo, a fim de orientar melhor o produtor no quesito adubação e que já realizou mais de 300 testes de campo no país que comprovam a eficácia do uso dos produtos da Companhia.

O presidente da Asplan, Murilo Paraíso, enalteceu a importância da reunião e da pluralidade de opções do mercado. “Foi de grande valia as explanações que a equipe da Heringer nos deu, mostrando as várias opções que temos para tratar o solo, os diferencias da Companhia e foi melhor ainda saber que podemos dispor de um leque mais amplo de fornecedores de fertilizantes, com qualidade e diferenciais de mercado”, destacou Murilo.

O vice-presidente da Asplan, Raimundo Nonato, também presente na reunião, enalteceu a satisfação da Associação em receber explanações técnicas e informações importantes dos representantes da Heringer. “A competitividade de mercado é salutar e boa para o produtor que pode dispor de vários produtos e escolher o que melhor lhe convier. Saber que a Heringer vem nos oferecer outros diferenciais e produtos de altíssima qualidade é motivo de satisfação para nós que estamos sempre receptivos ao que vier para ajudar o produtor canavieiro a ter maior e melhor produtividade”, disse Nonato. O diretor tesoureiro da Asplan, Oscar Gouvêa, e o ex-presidente da entidade e produtor canavieiro, José Inácio de Moraes, também participaram da reunião e fizeram considerações positivas sobre as explanações dos representantes da Heringer que se fez representar ainda pelo gerente regional, Evandro Gujanwsky e do gerente comercial para os mercados de PE, PB e RN, Damião Costa.

 

 

Onde é o melhor lugar para anunciar?

Posted on

Essa é uma pergunta muito complexa para ser respondida em um simples artigo, pois cada caso é um caso.  Em vez de perguntar isso ao seu questionamento deveria ser outro: Como eu posso impactar o meu público? É muito frequente o cliente vir até uma agência preocupado com o veículo quando, na verdade, a importância está no seu target. E aí está o papel de toda a parte analítica do marketing. O nome do custo de veiculação não se chama investimento de mídia à toa, ele é elevado por dar retorno. Mas, para dar retorno, é preciso ser assertivo.

 

target

 

Imagine um material voltado para o público jovem, mas que está anunciando em um jornal na área de economia. Tem alguma coisa errada aí. Por que não usar o investimento de mídia utilizado, nesse caso,  em redes sociais por exemplo? Isso é algo que parece ser simples, mas à medida que vamos refinando as necessidades pode se tornar bem complexo, e fazer toda a diferença no orçamento de uma campanha publicitária. Uma mesma verba pode apresentar resultados absurdamente diferentes. Mas, focando no público que queremos atingir, não necessariamente precisamos de uma verba astronômica, ou mesmo de uma veiculação na Televisão. Precisamos definir nossa mensagem, para quem estamos falando, qual o nosso objetivo, etc.

 

iphone6

 

Um ótimo exemplo disso chama-se Apple, a toda poderosa empresa do iphone e do ipad, que é uma das marcas mais desejadas de todos, só veio anunciar em televisão no Brasil a partir de 2015. Todo o seu investimento de mídia no Brasil, desde o lançamento do Iphone até o Iphone 5, foi através de mídia especializada e internet. Lógico que ter um produto altamente revolucionário e um líder como Steve Jobs ajudou muito, mas em termos de investimento de mídia, eles gastaram muito pouco, principalmente se levarmos em conta o valor dos produtos da Apple. O que torna sua estratégia tão eficaz? O foco no cliente e um correto direcionamento de mídia.

Portanto, na hora de anunciar, não pense que é custo, mas, sim  investimento, que lhe trará um excelente retorno, sob vários aspectos! Venha conversar com a gente.

Novas fontes

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) que tem pautado ações propositivas na ALPB, inclusive a que defende mais investimentos e foco em energias renováveis, a exemplo da solar e eólica,  tem um encontro importante na manhã desta quarta-feira (17), na IFPB, com o professor Walmeran. Em pauta, o projeto de aproveitamento da energia solar que pode culminar com a largada da Paraíba rumo ao aproveitamento das energias consideradas limpas e renováveis. “O Nordeste e, especialmente, o sertão paraibano tem índices altíssimos de radiação solar e, atualmente, quase nada disso é aproveitado. Precisamos despertar para esse filão que tem o viés econômico, ambiental, social e energético e que nos é dado de graça, pela natureza, afirma o parlamentar.

 

Semob recebe pedido de reavaliação tarifária das empresas de ônibus

Posted on
Mário Tourinho, fazer Sintur-JP
Mário Tourinho, do Sintur-JP

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa (Sintur-JP) protocolou, Nesta sexta-feira (08), na Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Pedido de reavaliação da tarifa dos Ônibus Desta capital. De a Acordo com o Diretor institucional que SINTUR-JP, Mário Tourinho, sem Documento protocolado na Semob consta that from uma Reunião de 1º de dezembro do ano Passado, faça Conselho Municipal de Mobilidade Urbana, o Setor Empresarial apresentou Uma Lista de Sugestões e de preocupações Ao relativas transporte coletivo e que Entre ELAS estava uma Questão da indispensabilidade do Equilíbrio Econômico-Financeiro parágrafo um Prestação Desse Serviço.

“O Que pedimos – e insistimos PEDIDO Nesse – E that um Própria Semob, atraves de SUA Equipe Técnica, perceber ESSE Estudo EO Apresente Ao Conselho de Mobilidade Urbana para, Conforme o Respectivo resultado, DEPOIS o encaminhe Pará uma Apreciação do Chefe do Executivo municipal “, Disse o Diretor do Sintur-JP, lembrando que no Documento Entregue uma Semob NÃO foi Feita a anexação de planilha Indicativa fazer Preço da tarifa.

AINDA de a Acordo com Mário Tourinho, o Setor Empresarial Conta com SUA planilha e Respectivo resultado tarifário, Mas Não cabe Divulgar LHE. “A planilha oficial e that Todas as vezes E uma apreciada no Conselho de Mobilidade Urbana E um da Semob e NÃO uma das Empresas. Se uma planilha da Semob apresentar Diferenças significativas da elaborada cabelo Setor Empresarial, aí, sim, oportunamente, fazermos NOSSOS questionamentos “, Destaca o representante do Sintur-JP.

Ao declarar that uma tarifa Atual ESTÁ defasada desde SUA Origem, Mário Tourinho justificou that na planilha apreciada anteriormente o Preço da Passagem Aprovado Pelo Conselho Municipal de Mobilidade Urbana foi de R $ 2,76 e R $ 2,70 NÃO. “Portanto, DESDE O Início da Tarifa Atual JÁ ESTAMOS TRABALHANDO COM Uma defasagem de SEIS centavos (R $ 0,06)”, DeCLARA Mário.

Para o Diretor do Sintur-JP, um Econômica Situação do país, com SUA crise e INFLAÇÃO Elevada, atingiu em Cheio principalmente o Setor de transporte coletivo a Partir da Elevação nsa Preços de hum dos insumos Básicos Desta Atividade, Que É o Combustível. “Nestes SOMENTE ULTIMOS 40 dias, o óleo diesel subiu R $ 0,26 litro POR, logotipo, parágrafo hum Setor that consome 1,6 Milhão de litros por MES, Só ai ESTA UM Adicional de CUSTO De Mais de R $ 400 mil reais “, enfatiza Mário.

Tarifas de OUTRAS Cidades

Diante da insistência Quanto Ao Por Que o SINTUR-JP NÃO informar Qual a tarifa that entende necessaria parágrafo um Prestação fazer SERVIÇO DE transporte coletivo Aqui em João Pessoa, Mário Tourinho sugeriu Que se observassem como Tarifas de OUTRAS Cidades de porte semelhante e Até Menores that João Pessoa. “Nem cabe that apontemos Uma Salvador Que ESTÁ com o Preço de R $ 3,30. Mas, Lá em Aracaju, Cidade Bem semelhante à paraibana de capital, desde dezembro that uma tarifa ESTÁ em R $ 3,10. E nenhuma interior de Pernambuco, a Cidade de Petrolina Já VEM Praticando tarifa de R $ 3,20, valor that MESMO ESTÁ Aprovado Pelo Conselho de Mobilidade Urbana de Maceió, Aguardando a Homologação do prefeito de la. E atentemos that in Varias Cidades há Isenção de ICMS fazer Combustível fazer transporte coletivo e also fazer ISS das Prefeituras, O Que NÃO ocorre aqui “, finalizou o Diretor do Sintur-JP.