Author: News Comunicação

Complexo Regional de Patos já sente aumento na ocupação dos leitos de UTI e Enfermaria Covid

Posted on

O relatório de atendimentos no setor de isolamento COVID do Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), referente ao período de 11 a 18 de outubro, reforça os dados da 10ª avaliação do Plano Novo Normal, com a análise situacional da pandemia da Covid-19 na Paraíba, divulgada no último sábado (17), pelo Governo do Estado. Neste período, a unidade que é referência para casos de coronavírus no sertão, teve 81 pacientes internos na UTI Covid, atingindo uma taxa ocupacional de 58% e outros 26 pacientes nas Enfermarias Clínicas do isolamento, com taxa ocupacional de 18%. O Complexo tem 20 leitos de UTI e 30 de Enfermaria para tratamento de doentes com coronavírus.

Os dados divulgados pelo Governo do Estado apontam que no que diz respeito às ocupações hospitalares dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) para adultos, ocorreu um aumento de 12,57% na 3ª Macrorregião de Saúde, que compreende os municípios do Sertão paraibano, incluindo a cidade de Patos, cuja unidade hospitalar é referência para casos da Covid-19. “Nós tivemos 54 casos positivados para COVID em Patos, entre os dias 11 e 18 deste mês, o que por si só já demonstra que o número de casos confirmados da doença voltou a crescer e nós estamos percebendo isso a umas três semanas com o aumento das internações no isolamento”, afirma o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes.

Dados do Complexo referente ao período de 01 a 15/10 acenderam a luz amarela no que diz respeito ao aumento de casos de Covid-19. Neste período a taxa de ocupação da UTI Covid atingiu 98%, com 137 pacientes internos, enquanto a Enfermaria Clínica do setor de isolamento chegou a um índice de ocupação de 48%, com 78 pacientes. Uma semana antes, entre os dias 15 e 30 de setembro, a taxa de ocupação de UTI Covid era de 76% e a de enfermaria 77%.

Segundo o diretor, a estrutura de assistência disponibilizada pelo Complexo é suficiente para atender a atual demanda e até um acréscimo dela, mas, se a população não entender que é preciso manter os cuidados preventivos a pandemia pode tomar outras proporções e provocar um colapso no sistema de saúde. “A questão maior é que voltou a aumentar o número de casos, muito em função da população ter relaxado nas medidas preventivas, que incluem a constante higienização das mãos, o uso frequente das máscaras e o fato de evitar aglomerações”, reitera Francisco Guedes, alertando para que a população não relaxe nos cuidados preventivos.

Hospital Regional de Patos registra 211 atendimentos no final de semana

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) teve um plantão movimentado entre às 18h do dia 16 até as 6h da manhã desta segunda-feira (19). Neste período, a unidade que integra a rede estadual de saúde, registrou 211 atendimentos no setor de Urgência e Emergência, dos quais 26 foram de vítimas de acidentes de trânsito. Dos 26 acidentes, 23 envolveram motociclistas. O plantão de maior movimento foi o do dia 18, quando 94 pacientes foram atendidos na unidade.
Na emergência, os casos envolvendo dor abdominal lideraram as entradas nos plantões deste período contabilizando 28 ocorrências, seguida de acidentes com moto com 23 registros e em terceiro lugar casos de queda da própria altura. Os casos de hipertensão, acidentes com animais peçonhentos, contusões diversas, dificuldade de respirar, dor renal, dor no peito entorse e tontura foram causas mais comuns de atendimentos.
Dos 26 acidentados atendidos na unidade neste final de semana, a maior parte era do município de Patos, com 10 registros. As cidades de Água Branca, Mãe D´água e São Bento registraram, cada uma, duas ocorrências de acidentados encaminhados para o Complexo, enquanto que Cacimbas, Catingueira, Catolé do Rocha, Curral Velho, Santa Teresinha, São Bentinho, São José de Espinharas, São José do Bomfim, Teixeira e Matureia encaminharam, cada uma, um paciente vítima de acidente para a Emergência do Complexo, totalizando os 26 atendimentos. Das vítimas, 18 eram do sexo masculino e 08 do sexo feminino. Além dos acidentes com motos, houve registro de entrada de pacientes vítima de atropelamento, de acidente com bicicleta e também com automóvel, sendo uma ocorrência para cada caso.
O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, destaca que embora movimentado, o plantão manteve a média de atendimentos/dia do Complexo, que fica em torno de 100 casos. “Somos referência para cerca de 80 municípios da região, e esses dados refletem nosso cotidiano, quando atendemos em média 100 pacientes dia, incluindo ai serviços de Urgência e Emergência, cirurgias de urgência e eletivas e ainda na clínica médica”, afirma o diretor, lembrando que o Complexo também é referência na realização de exames de imagens, já que é dotado de um Centro de Imagem específico para esse fim, equipado com Tomógrafo de 16 canais,

SES entrega ao Complexo de Patos ventiladores pulmonares eletrônicos doados pela Energisa

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos foi a unidade de saúde pública do Estado escolhida para ser contemplada com a doação de ventiladores pulmonar eletrônico. Os equipamentos foram doados pela Energisa à Secretaria de Estado de Saúde (SES) para auxiliar no atendimento de pacientes acometidos pela Covid-19 e se integrarão ao patrimônio da unidade após o término da pandemia sendo utilizados no atendimento de pacientes com outros problemas do trato respiratório. O Hospital de Patos recebeu quatro ventiladores.
“A doação faz parte da mobilização da sociedade civil, por meio do programa Paraíba Solidária, que já arrecadou equipamentos, EPIs, máscaras e materiais de higiene para serem utilizados na rede pública de saúde, no enfrentamento do novo coronavírus”, explica o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes. Os equipamentos já estão na unidade, estão sendo incorporados ao patrimônio do Hospital Regional e assim que o técnico responsável fizer a instalação dos mesmos, eles começarão a ser utilizados. “Inicialmente, colocaremos esses ventiladores na UTI Covid e quando acabar a pandemia disponibilizaremos para o atendimento de pacientes com problemas do trato respiratório”, afirma o diretor. A expectativa é que na próxima semana esse processo seja concluído.
De acordo com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, a doação irá beneficiar a população do sertão paraibano, onde os casos da Covid-19 permanecem aumentando, em virtude do processo de interiorização do vírus no Estado. “A doação destes quatro respiradores é importantíssima no momento em que a pandemia ainda não foi contida, nós ainda temos um quantitativo de casos novos e doentes em UTI, que merecem esta segurança de, quando necessário, ter disponível um respirador”, destacou o secretário.
Ainda segundo Francisco Guedes, os ventiladores chegam em boa hora, porque são equipamentos importantes no suporte de pacientes com síndrome respiratória, principalmente, no momento em que se percebe um aumento no número de pacientes internados no setor de isolamento do hospital. “Temos percebido um aumento dos casos de Covid e os respiradores são equipamentos fundamentais na recuperação destes pacientes, de forma que ficamos muito felizes com a destinação da SES e com a doação da Energisa”, finaliza Francisco Guedes.
Responsabilidade Social
“Uns dos nossos vieses de atuação são a responsabilidade social e o compromisso em garantir o conforto e bem-estar da população. Estamos na Paraíba há 20 anos, nossos funcionários são daqui, aqui fizemos raízes e queremos contribuir no que tiver a nosso alcance. A doação dos respiradores é uma das iniciativas que a gente tem muito orgulho, pois sabemos o quanto isso pode ajudar a salvar vidas. Cheguei há pouco tempo no Estado, mas já pude perceber como as iniciativas governamentais e privadas estão ajudando a combater e minimizar os problemas da pandemia”, comenta Marcio Zidan, diretor-presidente da Energisa na Paraíba.
Ao todo, o Grupo Energisa vai entregar 38 ventiladores pulmonares para o tratamento da Covid-19 no país. Os ventiladores foram homologados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e produzidos pela empresa mineira de soluções tecnológicas Tacom. O projeto envolveu uma equipe multidisciplinar incluindo médicos intensivistas, engenheiros, programadores e desenvolvedores. Para a compra dos ventiladores, foram doados R$ 570 mil. A doação aconteceu em parceria com a Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG).

Hospital Regional de Patos divulga balanço de atendimentos durante o feriadão

Posted on

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos teve um plantão movimentado entre os dias 09 e 13 de outubro, em função do feriadão e do aumento do fluxo de pessoas em Patos e região. Nesse período, a unidade que integra a rede estadual de saúde atendeu 318 pacientes e realizou 24 cirurgias. O dia de maior movimento foi a segunda-feira (12), quando 104 atendimentos foram realizados. Os acidentes de trânsito atingiram 58 pessoas, das quais 48 utilizavam motocicletas.

Na emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, os principais motivos dos atendimentos da unidade foram de pacientes com dor abdominal, queda da própria altura, contusões, sintomas de síndrome gripal, entorse ou torção, acidentes com animal peçonhento ou raivoso, hipertensão, dor de cabeça, dor na coluna, edema, entre outros motivos.

A maior demanda de acidentados foi oriunda da cidade de Patos, com 25 casos no total, seguida de Desterro, Mãe D´água, Pedra Branca e São José do Sabugi, com três casos cada cidade. Os municípios de Condado, Malta, Coremas e Brejo do Cruz, registraram dois acidentes cada. Das cidades de São Domingos, São Mamede, São José do Bomfim, Cacimba de Areia, Maturéia, Vista Serrana, São José de Espinharas, Santa Luzia, Teixeira, Santana de Mangueira, São Bentinho, Piancó e Monte Horebe também chegaram pacientes vítimas de acidentes, sendo uma pessoa por cada cidade citada. Dos acidentados, 46 eram do sexo masculino e 12 do sexo feminino e as causas envolveram moto, automóvel, bicicleta e veículos de tração animal.

Dos 24 procedimentos cirúrgicos realizados, a maior parte foi de ortopedia, devido à gravidade dos ferimentos dos acidentados por motos. Na segunda-feira (12) foi quando foi realizada o maior número de cirurgias, com 12 no total, sendo seis eletivas e seis de urgência.

Para o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, a unidade estava preparada para esse aumento de demanda em função do feriadão. “Os plantões deste feriadão aconteceram sem nenhuma intercorrência que fugisse ao nosso controle, pois nos preparamos para esse aumento natural de demanda, quando o fluxo de pessoas é maior, sem necessitar reforço de equipe”, destaca Francisco, lembrando que no setor de isolamento Covid a unidade também vem registrando discreto aumento de pacientes, não apenas no período do feriadão, mas na última semana. “Estamos percebendo um aumento de casos em Patos e é preciso que a população se proteja, não devemos relaxar nas medidas preventivas tão cedo”, finaliza Francisco Guedes.

Deputado Jeová Campos apela para o TRE liberar o uso de carro de som sem aglomeração em Cajazeiras

Posted on

“Observo, com todas as cautelas que o momento requer, que numa eleição o programa de governo precisa ser defendido pelo candidato. Coibir a utilização de um carro de som para propagação das propostas como está fazendo o Juízo eleitoral de Cajazeiras não assegura a paridade de ações na eleição. Sugiro que o TRE enfrente essa questão o mais rápido possível, inclusive, adianto que tem uma consulta do PSB com esse tema no Tribunal. O juiz não pode mudar a data da eleição, por isso, peço urgência na apreciação desta questão”. Essa observação foi encaminhada nesta terça-feira (13), pelo deputado estadual Jeová Campos, ao presidente do TRE-PB, desembargador José Ricardo Porto.

Segundo Jeová, a utilização de carro de som é fundamental para difundir as propostas dos candidatos. “Essa é uma das formas mais eficazes de difusão das propostas. Qual o mal que causa um carro de som, sem aglomeração, em horários apropriados e de uma forma que não perturbe a tranquilidade das pessoas?”, indaga Jeová, lembrado que sua solicitação busca dar paridade na disputa eleitoral em Cajazeiras, onde o irmão do parlamentar, Marquinhos Campos, é candidato da oposição a prefeito da cidade.

O deputado disse ainda que não está pedindo a liberação de eventos que promovam aglomeração de pessoas. “Entendemos que o momento não é propício para aglomerações, em função da pandemia do Covid-19, mas, proibir a utilização de carros de som me parece uma medida extrema e que não encontra respaldo na lógica, a não ser com o intuito de prejudicar uns e favorecer outros”, finalizou Jeová.

José Inácio de Morais é reconduzido ao cargo de presidente da Asplan para o triênio 2021-2023 por aclamação

Posted on

O atual presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, foi reconduzido para mais um mandato à frente da entidade. Na manhã desta sexta-feira (09), no auditório da entidade, foi feita a eleição e, em seguida, a posse dos novos dirigentes da Associação. Na presença de fornecedores associados, José Inácio foi aclamado junto aos membros da também da nova diretoria e responderá pela presidência por mais três anos (triênio 2021-2023). Na oportunidade, o dirigente agradeceu a confiança e falou dos novos desafios que o setor deve enfrentar nos próximos anos.

Segundo José Inácio, um dos desafios e fazer com que os produtores de cana tenham acesso aos créditos de carbono do RenovaBio, Programa Nacional dos Biocombustíveis, hoje restrito apenas aos industrias. “Nós, produtores, devemos ter acesso ao crédito financeiro do CBios. Não é sensato, ne justo deixar os produtores as margens deste ganho, já que a liberação de carbono tem início no próprio desenvolvimento da planta. Essa é uma questão de justiça. Se o benefício do sequestro de carbono tem início no campo, com as boas práticas, o fornecedor deve ter acesso a esse crédito. Queremos nossa parte e vamos lutar para conseguir”, disse o presidente.

José Inácio também destacou os desafios de incentivar os fornecedores para que invistam em sua produtividade. Essa, inclusive, é uma prática permanente da Asplan e que vai continuar durante seu próximo mandato. “Hoje a concorrência não está apenas no centro-sul, temos também o etanol americano”, comentou o presidente, frisando que o Departamento Técnico da Asplan (Detec) avançou muito nos últimos anos. “Neto Siqueira, que é nosso Diretor Técnico, está de parabéns”, disse ele, finalizando seu discurso falando do orgulho que sente ao representar a categoria. “Tenho orgulho também de dizer que aqui não existe disputa e sim unidade no trabalho realizado em prol dos associados. Obrigada pela confiança”, concluiu ele, que preside vai para seu terceiro mandato à frente da entidade.

E é essa unidade, aliada à sua experiência no setor canavieiro que leva o fornecedor Gabriel Rangel e apoiar José Inácio. “Para mim, que sou novo no segmento porque era meu avô que estava à frente dos negócios da família, é extremamente importante ter um presidente experiente lutando pelos nossos interesses. Ele mostra a que veio pela experiência e por conseguir unir todos diante dos desafios”, afirmou Gabriel.

O Diretor da Asplan, Oscar Gouvêa também ressaltou a experiência de José Inácio durante seu discurso, sendo, inclusive, bastante aplaudido quando se colocou não como um dos dirigentes da entidade, mas como fornecedor. “A gente tem muita sorte de contar com José Inácio porque ele é inteligente e tem contribuído para o sucesso de todo o setor. Agradeço por tudo que ele tem feito, pela sua dedicação, a exemplo da Cooperativa que ele ajudou a criar. Receba, do fornecedor e não do dirigente, toda a minha confiança”, frisou Oscar.

Com uma chapa democrática, composta por “velha guarda” e nova geração, a fornecedora, Ana Cláudia Santana, que está como 2ª vice-diretora secretária, também despontou como representante feminina no grupo. “Fico honrada e feliz por aqui representar a mulher em um segmento por tanto tempo majoritariamente masculino”, afirmou a fornecedora. Sua mãe, dona Rosa de Lourdes de Santana, que também esteve no evento prestigiando a cerimônia, frisou o seu apoio à recondução do presidente ao cargo. “A experiência dele conta muito para todos nós”.

Além do presidente que foi reconduzido ao cargo, também foram empossados Pedro Campos Neto (1º Vice-presidente); Raimundo Nonato Siqueira (2º vice-presidente); Eduardo Rabelo (Diretor Secretário);Frederico Madruga (1º Vice-diretor secretário); Ana Cláudia Santana (2ª vice-diretora secretária); Oscar de Gouvêa (Diretor Administrativo e Financeiro); Carlos Hein (1º vice-diretor administrativo e financeiro); Francisco Cleanto (2º vice-diretor administrativo e financeiro);Francisco Siqueira Neto (Diretor Técnico); e Alexandre Furtado Honório (vice-diretor técnico). Também assumiram os membros do Conselho Fiscal: Jorge da Costa (efetivo); Paulo Roberto Campos Filho (efetivo); e Hugo Malta de Resende Júnior (efetivo), bem como os suplentes e todo o conselho de representantes.

Complexo Regional de Patos divulga balanço de atendimentos de setembro

Posted on

O balanço de atividades do Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) relativo ao período do dia 01 a 30 de setembro, no que diz respeito aos serviços de Urgência e Emergência de vítimas de acidentes de trânsito registrou o atendimento de 279 vítimas de acidentes de trânsito. Em relação ao mês anterior, que registrou 281 atendimentos, em setembro houve um discreto decréscimo. Porém, o que chama atenção é o grande número de vítimas de acidentes com motos. Dos 279 pacientes atendidos neste período, 226 foram de motociclistas.

Depois dos acidentados com motos, a segunda maior demanda do setor de Emergência e Urgência do Complexo em setembro de vítimas de acidentes foram de pessoas que se envolveram em acidentes com bicicletas, num total de 30 casos. Os acidentes com automóvel ficaram em terceiro lugar com 14 ocorrências e em quarto lugar os atropelamentos, com 07 vítimas. O registro de entradas no CHRDJC de vítimas de acidentes ainda contabilizou dois acidentes com veículo de tração animal, o mesmo quantitativo do mês anterior.

Os dados referentes a atendimentos com vítimas de violência durante o mês de setembro totalizaram 43 casos, sendo 18 ocorrências de agressão física, 13 pacientes deram entrada com ferimentos causados por arma de fogo e outros 12 por ferimentos provocados por arma branca. Comparando os dados de agosto, que totalizou 37 ocorrências, em setembro houve sensível aumento de registros de vítimas de violência.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, explica que esse aumento de demanda de vítimas de acidentes com a flexibilização das medidas de isolamento e retorno gradual a rotina já era esperado. “Como houve um aumento na circulação de pessoas e consequentemente no trânsito com a flexibilização das medidas de isolamento, nós já esperávamos também esse aumento de demanda no setor de acidentados”, explica ele.

Francisco Guedes, no entanto, reitera a necessidade das pessoas terem mais atenção no trânsito, porque os estudos mostram que boa parte dos acidentes acontecem por imprudência ou imperícia. “É preciso salientar que as internações por acidentes, via de regra, são mais demoradas em função das complicações e que muitos dos acidentes deixam sequelas graves e para o resto da vida, principalmente, os de moto, portanto, redobrar a atenção pode diminuir os riscos de acidentes”, finaliza Francisco Guedes.

Ação de logística reversa de recolhimento de embalagens de defensivos agrícolas tem excelente saldo de 1.800 kg

Posted on

A ação de Recolhimento Itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos realizada neste dia 30 de setembro, em Pedras de Fogo, foi um sucesso. Quase duas toneladas de embalagens foram recolhidas durante todo o dia. A iniciativa que aconteceu graças à uma parceria da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), com a Associação dos Revendedores de Produtos Agropecuários do Nordeste (ARPAN), o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens (INPEV), o CREA, a Prefeitura de Pedras de Fogo e a Secretaria de Agricultura do Estado (Sedap), contou com a mobilização de produtores rurais de cidades próximas a Pedras de Fogo, a exemplo de Juripiranga, Conde, Alhandra e Caaporã. Foram recolhidos 1.800 kilos de recipientes de defensivos agrícolas.

Durante todo o dia foi grande a movimentação no posto de coleta que foi instalado no local do antigo posto do Fisco, na entrada de Pedras de Fogo. O Gerente Administrativo e Institucional da ARPAN, Roberto Chiappetta, que gerencia o Posto de Recolhimento de Embalagens Vazias de Defensivos Agrícolas de Mamanguape (PB) lembra que a ação é uma responsabilidade compartilhada em atendimento à Lei federal nº 9.974 de junho de 2000, que dispõe sobre a logística reversa de embalagens de agrotóxicos. “Essa Lei responsabiliza o agricultor na logística reversa das embalagens vazias de defensivos, que o obriga a realizar a tríplice lavagem, perfurar as embalagens para elas não serem reutilizadas e ainda os obriga a entregar os vasilhames num posto credenciado que, no caso da Paraíba, fica em Mamanguape”, disse ele.

O coordenador do Departamento Técnico da Asplan, o engenheiro agrônomo Luís Augusto, lembra que o resultado da ação em Pedras de Fogo foi além das expectativas. “Foram recolhidas 1.800 kilos de embalagens vazias, numa demonstração de que os produtores estão conscientes da necessidade e importância dessa ação”, reforça Luís. Tudo o que foi arrecadado foi destinado à unidade de recolhimento da ARPAN, na PB. A última ação deste tipo que ocorreu na Paraíba foi no município de Natuba. No início do ano aconteceu ação similar na cidade de Itapororoca. Segundo Luis, a ação de Pedras de Fogo aconteceria em abril, mas foi adiada em função da pandemia.

O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, destaca que a Associação, bem como os fornecedores estão comprometidos não só em cumprir a Lei, mas em preservar o meio ambiente. “Todos sabem que é preciso fazer a tríplice lavagem do recipiente e entregá-lo no posto montado durante a ação. Não podemos queimar, enterrar, jogar em lixo comum. Isso é contra a lei e contamina o meio ambiente e prejudica a saúde das pessoas”, disse José Inácio, reiterando que o sucesso alcançado pela ação do dia 30, em Pedras de Fogo, é uma demonstração inequívoca do compromisso dos produtores com o meio ambiente. “O recolhimento de 1,8 toneladas de recipientes num só dia é a prova de que os produtores estão conscientes que essa ação é necessária.

Todos os produtores que entregaram as embalagens, receberam recibos de entrega dos recipientes. “Esse comprovante deve ser guardado e apresentado em uma possível fiscalização. A lei só permite que o produtor guarde recipientes vazios de agrotóxicos até um ano. Depois disso, é preciso que ele faça a logística reversa”, reitera Roberto Chiappetta.

Hospital do Bem abre Outubro Rosa e alerta sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama

Posted on

Uma das questões fundamentais e que são determinantes no tratamento e cura de um câncer de mama e de boa parte dos tumores malignos é a identificação precoce do problema. Nesta quinta-feira (01), durante a abertura das atividades alusivas ao Outubro Rosa do Hospital do Bem, de Patos, essa questão da identificação precoce da doença foi um dos assuntos abordados. A ação que aconteceu na recepção do hospital e que contou com poucas pessoas, seguindo protocolo de cuidados da pandemia do Covid, contou com a participação do diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Francisco Guedes, da Dra. Nayarah Castro, médica oncologista do Hospital do Bem, além de funcionários, pacientes e acompanhantes.

“Foi um momento de relembrar a importância da prevenção, da identificação precoce da doença e de reforçar a diferença que faz contar com um tratamento como o do Hospital do Bem no sertão”, destacou Francisco Guedes. O diretor do Complexo, no qual o Hospital do Bem faz parte, deixou uma mensagem de esperança para pacientes e acompanhantes. “Nossa unidade tem uma missão muito importante de acolher os pacientes oncológicos do sertão e fazemos isso com uma equipe que trata o paciente não enxergando a doença, mas, sobretudo sua cura. Aqui, além do tratamento, nós renovamos a esperança”, reforça Francisco.

A Dra. Nayarah reforçou que entre o que se conhece como verdade sobre a doença é que o câncer tem cura desde que tratado em estágios iniciais e acompanhados corretamente “Isso demonstra a importância do diagnóstico precoce. Qualquer pessoa corre o risco de desenvolver câncer, não há ninguém que possa dizer que é imune a doença”, disse a médica, reforçando o atendimento do Hospital do Bem, onde se destaca a questão da humanização e dos protocolos adotados. “Dispomos aqui do mesmo tratamento de outros locais do país”, disse Dra. Nayarah, que fez ainda uma abordagem sobre a importância da conscientização da prevenção do câncer de mama e colo uterino.

Ao longo deste mês, outras atividades alusivas ao Outubro Rosa serão realizadas pelo Hospital do Bem, mas, respeitando todos os protocolos de segurança no tocante a evitar aglomerações de pessoas na unidade, inclusive, porque pacientes oncológicos precisam de mais proteção por causa da imunidade.

Nova direção do Complexo de Patos realiza reuniões internas para ajustar procedimentos a fim de dar ainda mais agilidade aos processos

Posted on

Um hospital público que integra a rede estadual de saúde, que é referência para mais de 80 municípios do sertão em casos de Urgência, Emergência e Clínica Médica e também serviços oncológicos, através do Hospital do Bem, e que atende, em média, 100 pacientes/dia tem uma dinâmica de funcionamento e prestação de serviços que requer de todos os colaboradores o máximo de eficiência. E foi justamente para aprimorar essa eficiência, que o novo diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), Francisco Guedes, promoveu nesta segunda-feira (28) uma reunião geral com os coordenadores de todos os setores da unidade.

Pela manhã, aconteceu uma reunião com toda a equipe do setor de Compras, Financeiro, Licitação e Jurídico, e a tarde houve um momento com todas as coordenações de Enfermagem, as diretorias e coordenadores de setores. “Na semana passada conheci todos os setores, mas faltava um contato mais direto com cada um deles, daí porque convoquei essas reuniões que me deram um panorama mais preciso dos fluxos da unidade, da dinâmica de trabalho de cada um deles, identificando detalhes de cada setor, as questões que precisam de um olhar mais imediato para resolutividade das ações. Foram reuniões muito produtivas e que me deram uma visão ainda mais profunda da funcionalidade do Regional de Patos e que nortearão minhas orientações daqui em diante”, disse o diretor.

Além dos profissionais do CHRDJC participaram das reuniões uma equipe de apoio que atua no Hospital Regional de Queimadas, onde até então Francisco e sua equipe desenvolveram um trabalho modelo de eficiência hospitalar. “Essa equipe vai passar essa semana em Patos, numa espécie de ajuda mútua, interagindo com todos os setores, com o objetivo de agilizar as demandas da unidade. É também uma oportunidade deles conhecerem a realidade de uma unidade hospitalar maior e mais complexa, deixando aqui em Patos exemplos de experiências exitosas de Queimadas e levando daqui para lá outros conhecimentos. Na realidade, é uma rica troca de conhecimentos e experiências que tanto melhorará processos em Patos como também em Queimadas”, reiterou Francisco Guedes, que assumiu a direção geral do CHRDJC na semana passada, com a saída da ex-diretora, Liliane Sena, que assumiu nova função na SES.