Author: News Comunicação

Jeová elogia assinatura de convênio que possibilita ressocialização de cidadãos que já cumpriram pena por crimes

Posted on

“Eu considero esse projeto de uma importância singular, pois abre um novo horizonte para pessoas que cumpriram pena, possibilita que ex-apenados se reencontrem na sociedade. E isso pode mudar a realidade de muita gente, pois hoje, o preso sai do presídio e muitas vezes retorna porque não foi acolhido pela sociedade”, disse hoje (11), o deputado estadual Jeová Campos (PSB), após participar de uma

solenidade no Palácio da Redenção. Na ocasião, o governador João Azevêdo assinou, um acordo de cooperação técnica entre o Governo do Estado, Conselho Nacional de Justiça e Tribunal de Justiça da Paraíba para implementação do Escritório Social, uma das ações do Programa Justiça Presente de fomento à Política de Pessoas Egressas do Sistema Prisional no Estado da Paraíba.

Para o parlamentar que, inclusive, é autor de um Projeto de Lei que institui a ‘Semana Estadual de Assistência aos Familiares das Pessoas Privadas de Liberdade’, essa iniciativa abriga, acolhe e dá apoio às pessoas que já prestaram contas à sociedade e precisam ser acolhidos por ela. “Quem comete um ilícito e cumpre sua pena, merece uma nova chance e pode continuar servindo ao seu país e à sociedade trabalhando, construindo sua cidadania, porque errar é humano. Desunano é permanecer no erro”, destaca Jeová, lembrando que, infelizmente, o estado nacional não tem cuidado dos presos que cumprem pena e por falta de oportunidade voltam para o crime, para o tráfico, para a violência.

“Quero aqui parabenizar o nosso governador João Azevêdo, o Conselho Nacional de Justiça e Tribunal de Justiça da Paraíba por essa iniciativa que, através do Escritório Social, dará acesso a uma rede de serviços de apoio, tanto públicos quanto da sociedade civil, em áreas como qualificação profissional, moradia, documentação e saúde aos ex-apenados, devolvendo-lhes assim a plena cidadania”, destacou Jeová.

Sobre PL

O Projeto de Lei que institui e inclui no calendário de eventos do Estado da Paraíba, a “Semana Estadual de Assistência aos Familiares das Pessoas Privadas de Liberdade no Estado da Paraíba”, segundo Jeová, já é uma iniciativa que busca ressocializar cidadãos que cometeram delitos. A proposta é promover, anualmente, na primeira semana do mês de agosto, uma semana de atividades com o objetivo de valorizar a manutenção dos vínculos familiares e sua importância no processo de ressocialização dos apenados, com a realização de ações destinadas aos familiares das pessoas que se encontram recolhidas em estabelecimentos prisionais da Paraíba. O PL ainda será apreciado em plenário.

Deputado Jeová parabeniza brasileiros pela resistência e alerta que a luta não acabou porque ainda falta anular as ações contra Lula

Posted on

Um dia a Justiça é feita, independentemente do tempo que leve porque a verdade sempre aparece. Foi com esse sentimento que o deputado estadual Jeová Campos (PSB) encarou a saída do ex-presidente Lula da carceragem, em Curitiba, n última sexta-feira (08), em função da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) pela inconstitucionalidade da prisão em segunda instância. Jeová agradeceu ao povo brasileiro pela resistência, especialmente, àqueles cidadãos que ficaram no acampamento próximo a carceragem e afirmou que a resiliência e força de Lula foram fundamentais, mas que a luta não acabou com a saída da prisão. “É preciso agora que se anulem os processos contra o ex-presidente para que a Justiça seja plena”, destaca Jeová.

“Nesse instante, eu quero compartilhar minha felicidade, o meu prazer de ver as portas daquela maldita carceragem da Polícia Federal serem abertas ao maior líder do povo da América Latina e, hoje, do mundo, Luiz Inácio Lula da Silva. Ele saiu de cabeça erguida. Não por clemencia de ninguém, mas por Justiça e pela capacidade de luta, de resistência, de resignação. Mas, também tudo isso está sendo possível graças a cada um dos brasileiros, ao seu modo, ao seu jeito, aos bravos companheiros que ficaram em Curitiba, esses são os guerreiros dessa batalha. Essa foi uma luta de pessoas simples que abraçaram a causa por uma Justiça justa”, destaca o deputado.

Apesar da alegria, Jeová alerta que a luta não está ganha e que é preciso que as pessoas continuem unidas para anular os processos que existem contra Lula, tendo em vista a sua inocência e perseguição política que ele vem sofrendo há anos “É preciso anular todos os processos contra Lula, porque eles são viciados pelo manto da perseguição, resultado de um conluio de procuradores da República de Curitiba, com Dallagnol e Moro liderando e que, de forma desavergonhada, sujaram o campo do justo ao fazer um processo com uma estratégica de perseguição política, para evitar que Lula fosse candidato”, comentou Jeová.

O parlamentar lembra que não adiantou cercear a liberdade de um líder. “Eles tentaram calar Lula com a carceragem. Impediram-no de votar. Impediram-no de apoiar seu candidato, de dar entrevista. Cercearam a liberdade do Lula de forma arbitrariamente escancarada, mas eles não impediram a capacidade dele de resistir. Assim como a resistência do povo brasileiro. Parabéns a todos. Mas, a batalha continua, porque todos esses processos precisam ser anulados, porque Lula é inocente”, finalizou Jeová, conclamando a resistência a continuar lutando por um país mais justo, igualitário e democrático.

Deputado Jeová diz que decisão do STF consolida a Constituição, a presunção de inocência e, com isso, Lula deve ser solto

Posted on

O Supremo Tribunal Federal – STF decidiu, nesta quinta-feira (07), por 6 votos a 5, que a prisão de pessoas condenadas pela Justiça só deve ocorrer após o esgotamento de todos os recursos possíveis, ou seja, derrubou o entendimento de que a prisão poderia ser efetivada com condenação em segunda instância. O deputado estadual Jeová Campos (PSB), que é advogado e professor licenciado o curso de Direito da Universidade Federal, do Campus de Sousa, e entidades diversas e profissionais do Direito, como o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que fez a sustentação da matéria no STF pela Ordem dos Advogados do Brasil, pronunciaram-se a respeito do que todos chamaram de “vitória da sociedade, do estado democrático de direito e da cidadania”. A decisão beneficia o ex-presidente Lula e outras pessoas que estão presas por causa de condenações em segunda instância.

Para Jeová, esse é um momento importante porque, enfim, os ministros do Supremo decidiram pelo que está óbvio na letra da Constituição. “A regra do Código de Processo Penal prevê o esgotamento de todas as possibilidades de recurso, que chamamos de trânsito em julgado, para o início do cumprimento da pena. Então, essa é uma grande vitória para todos os cidadãos brasileiros. A decisão do STF consolida o entendimento da Constituição e derruba o encarceramento em decisão de segunda instancia, sendo ela agora definida conforme o artigo 283 do Código Penal”, comentou o parlamentar.

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, autor da medida cautelar no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prisão em segunda instância, disse em entrevista logo após a decisão dos ministros que a decisão respeita o que está na Carta Magma. “A maioria decidiu pelo princípio de presunção de inocência, ou seja, a prisão só pode acontecer depois de sentença condenatória. Então, está preservada a presunção de inocência como cláusula pétrea. Claro, fora aquelas hipóteses de flagrante, preventiva, temporária, que são prisões processuais. Essa foi uma vitória. Vitória da cidadania, da sociedade, do Brasil. Estamos todos de parabéns”, ressaltou o advogado.

José Eduardo Martins Cardozo, que é um jurista, advogado e foi ex-ministro da Justiça e advogado-geral da União do Brasil, também fez sua sustentação no STF pela derrubada da condenação em segunda instância. Ao final do anúncio da decisão, Cardozo disse que essa é uma vitória não de advogados em todo o Brasil, mas, sobretudo da cidadania. “Venceu o estado democrático de direito e essa decisão deve ser comorada por todos”, disse.

O deputado Jeová Campos que desde a prisão de Lula vinha defendendo sua liberdade, acredita que com a ação acolhida pelo STF, os ministros cumpriram com seu papel constitucional de defesa da Constituição Brasileira. “Até então, havia uma espécie de congelamento da compreensão do julgamento em segunda instancia para a definição da culpa, quando a lei dizia que deveriam se encerrar todas as possibilidades. Hoje vemos a Constituição ser cumprida e não relativizada ou afrontada, como já dizia Ulisses Guimarães”, afirmou o deputado, lembrando a celebre frase: “Quanto a ela, discordar sim, divergir, sim, descumprir, jamais, afrontá-la nunca”.

Lula Livre Imediatamente

Quem deve se beneficiar com essa decisão do STF é o ex-presidente Lula. Com esse posicionamento do Supremo, e a publicação oficial do acórdão, os advogados de Lula já entraram com um pedido de soltura na 12ª Vara Federal em Curitiba, na manhã desta sexta-feira (08). Caberá ao juiz a autorização da soltura, já que na proclamação do resultado do julgamento, os ministros do STF decidiram que os juízes de execução penal vão ter que analisar caso a caso. Lula está preso na superintendência da Polícia Federal (PF) na capital paranaense, desde abril de 2018.

O deputado Jeová Campos convocou à todos para uma campanha pela libertação de Lula nas redes sociais. “Vamos ocupar todas as redes sociais, tudo o que for possível para Lula livre imediatamente. Vamos chamar isso de uma forma gigantesca, Chegou a hora daqueles que se beneficiaram com Educação no governo Lula, a vida, a soberania deste país, bem como a dignidade humana, já que com ele quarenta milhões de brasileiros foram para a classe média e viram suas vidas mudar, de ir às ruas e pedir por sua soltura”, defendeu Jeová, que já confirmou presença no ato Pró Lula Livre, de logo mais, no Busto de Tamandaré, em João Pessoa.

Pais de alunos dos 2º ao 4º anos participam de reunião com a coordenação e diretoria e reiteram confiança no GEO

Posted on

Uma escola que tem uma metodologia de ensino que possibilita um ampliar de horizontes para seus alunos, tem excelentes mestres, uma gama de projetos extraclasse diferenciados e alguns até inovadores e exclusivos, que tem destacados resultados em concursos e olímpiadas de conhecimento, que há 40 anos forma gerações de paraibanos e que integra um dos grupos mais importantes e sólidos no que diz respeito ao segmento educacional no país. Essa escola existe e funciona em duas unidades na capital paraibana. Trata-se do colégio Geo. Na noite desta quinta-feira (07), o diretor geral do Geo Tambaú, Danilo Abdala, e a coordenação do Fundamental I, direcionada aos alunos do 2º ao 4º ano, se reuniu com pais para reforçar o compromisso de continuar junto com as famílias a orientar e educar seus alunos.

“Quando o aluno estuda em um colégio que tem excelentes professores, uma boa estrutura pedagógica e um espaço de trabalho privilegiado, como o Geo, o aprender se torna mais amplo, rico e diversificado”, disse o diretor, lembrando que para a escola inovação é uma palavra-chave. “A informação muda, o mundo evoluiu e a escola precisa ter esse dinamismo. Nós, do Geo, não temos medo de inovar”, reiterou o diretor, agradecendo a confiança dos pais e reiterando que esse processo de educação precisa ser compartilhado e partilhado de forma conjunta com a família. “Nesse processo educacional, a escola e os pais são parceiros, companheiros e precisam estar em sintonia”, reforçou o diretor.

Antes da fala da direção, as coordenadoras Maria Railda e Flavia Espínola, abordaram os vários projetos e ações do Geo que diferenciam a metodologia de ensino da escola no mercado e possibilitam outras formas de conhecimento aos alunos, tais como, a SAC, os projetos Páscoa e Matemática Solidária, a campanha AntiBullying, o Educacross, o High School, e ainda sobre o Serviço de Orientação Educacional – SOE (Canal aluno-família) e Serviço de Coordenação Educacional –SCE (Canal professor-família), entre outros. A mudança do material didático em consonância a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) também foi outro assunto abordado na reunião, que nesta sexta-feira à noite, se repete com os pais dos alunos do Fundamental II, do 6º ano.

Para os pais do aluno Josenilton Filho, do 2º ano tarde, Josenilton e Josenice Leal, que estavam presentes à reunião, a confiança na qualidade do ensino e na proposta pedagógica do Geo são questões fundamentais e decisivas para que eles mantenham seu filho na escola. “Eu até já renovei a matrícula de meu filho, porque busco o que há de melhor e entendo que aqui, no Geo, ele tem um vasto espaço de aprendizado”, destaca o empresário. “Há onze anos que acompanho de perto o Geo, pois meu outro filho também estudou aqui e hoje cursa Direito. Acredito no potencial da escola e confio que Josenildo Filho está sendo muito bem conduzido aqui e ele também adora a escola”, disse a corretora de imóveis.

Geo volta a disponibilizar cinco pontos de apoio para seus alunos no segundo domingo de provas do Enem

Posted on

Os alunos Geo contarão, novamente, com o aporte solidário e o acolhimento da equipe da escola neste segundo domingo de provas do Enem 2019. Antes e depois das provas de Matemática e Ciências da Natureza, professores, coordenadores e os diretores dos colégios Geo Tambaú, Danilo Abdala, e Sul, Roberto Oliveira, vão estar à disposição dos alunos em cinco locais estratégicos onde as provas acontecerão. A mesma estrutura de tenda será mantida pelas duas unidades do Geo, nos seguintes pontos: em frente da UFPB, do Unipê, da Faculdade Maurício de Nassau, da FPB (Tambiá) e ainda próximo a sede do colégio Século, nos Bancários.

“Esse é um momento muito importante para os alunos do Ensino Médio, especialmente, para àqueles que estão se submetendo ao Enem após concluírem seus estudos, já que o teste é o passaporte para o curso superior e acho importante poder passar aquela energia positiva para nossos alunos num momento tão crucial na vida deles”, destaca Roberto, que a exemplo de Danilo, passará em todos os pontos de apoio.

“O Enem é o coroamento de uma vida de estudos, o passo para uma nova etapa na vida acadêmica, o trampolim para a universidade, e queremos partilhar esse momento tão especial com os nossos alunos, na certeza de que também fizemos parte desse processo, no dia a dia, nos simulados, nas atividades da escola”, reforçou Danilo.

Nos cinco pontos de apoio, destacados por tendas, os alunos além dos abraços da equipe Geo, poderão tomar água, conversar e descontrair um pouco para encarar o desafio do Enem com a maior tranquilidade possível. “Eles plantaram em anos de estudo e agora chegou a hora de colher esse plantio”, afirma o professor Roberto Oliveira, lembrando que os estudantes devem chegar aos locais de provas até as 13h, horário de Brasília. As provas começam às 13h30, e terá duração 5h, neste segundo domingo de testes. No domingo passado, os testes duraram mais meia hora, ou seja, 5h30. Os resultados do Enem serão divulgados em janeiro de 2020, para quem concluiu o Ensino Médio este ano e para os demais estudantes que fizeram o exame somente para teste, em março.

Dias de diversão e aprendizado numa escola diferente é o que propôs o projeto ‘Semana do Amigo’ do Geo Sul

Posted on

O Geozinho (Ensino Infantil até o 1º Ano do Fundamental) realizou, até esta sexta-feira (08), o projeto ‘Semana do Amigo’. Desde a última terça-feira (05), os alunos do GEO Sul convidaram amigos que estudam em outras escolas para viver uma experiência em sua companhia. Segundo a coordenadora do Infantil do GEO Sul, Roberta Guedes, o projeto é inédito no GEO, mas já foi um sucesso, tendo em vista a opinião dos pais e filhos que ainda não fazem parte da família GEO e que aprovaram a iniciativa que consiste em dias de diversão e aprendizado, numa escola diferente.

Durante toda a semana, tanto pela manhã como pela tarde, aconteceram diversas atividades que envolveram as crianças convidadas e alunos. “São atividades recreativas, brincadeiras lúdicas usando nosso espaço, incluindo, os brinquedos infláveis, que estimulam as atividades psicomotoras. Além disso, também mostramos um pouco do que fazemos em sala de aula como atividades de pintura, letras e números, tivemos pintura artística, mestre cuca. Então, as crianças sentiram o ambiente conheceram um pouco do nosso dia a dia e as professoras”, comentou Roberta, destacando como foi importante a experiência.

Exemplo disso é que teve pais que levou a filha mais de um dia para viver a rotina do GEO. A mãe de Aila Portella, Walbirlany Portella dos Santos foi uma delas. “Aila foi todos os dias, cada dia sendo convidada de um amiguinho. Ela adorou tudo. Já está adaptada. Não chora, nada”, disse ela, sobre a filha, que tem apenas três anos. Walbirlany também elogiou a ação e disse que ano que vem Aila vai ser matriculada no Infantil IV. “Minha filha mais velha, Flôrence, que hoje está no Infantil V, entrou com essa idade e eu gostei muito da professora. Acho que a professora me passou confiança, o que muito importante, além da escola e vou colocar a mais nova lá com a mesma professora”, acrescentou.

A coordenadora Roberta Guedes afirmou que a ‘Semana do Amigo’ foi uma forma de abrir o espaço para aqueles que gostariam de viver uma experiência diferente de seus colégios. “Foi a primeira vez que o GEO promoveu essa ação e mesmo sendo uma novidade tivemos uma boa adesão de pais”, disse Roberta, frisando que só nesta quinta-feira (07), as duas turmas do Infantil V da tarde receberam 15 amigos convidados. “As turmas com idades maiores trouxeram mais seus amigos porque são crianças mais independentes, com mais autonomia”, concluiu Roberta.

O diretor do GEO Sul, Roberto de Oliveira, salientou que a Semana do Amigo é um projeto também que proporciona uma visão mais ampla para aqueles pais que não têm contato com a pedagogia e o sistema de ensino do GEO e que querem conhecer, inclusive, a partir da experiência de seus próprios filhos. “Com a semana do Amigo, os filhos vêm, ficam em companhia de amigos e fazem novas amizades também, além, é claro, de conhecerem os nossos diferenciais e viver um dia diferente na escola, que está de braços abertos para recebê-los”, destacou o diretor.

Maternidade de Patos inicia projeto ‘Crochê Terapia’ para alegrar mães que estão com filhos sob cuidados especiais

Posted on

Um novelo, uma agulha e criatividade podem mudar o astral de uma pessoa e se tornar um passatempo que tem um poder terapêutico muito grande. Foi partindo dessa premissa e buscando formas de ampliar a humanização e acolhimento às mães que acompanham a recuperação de seus filhos internos na UTI NEO ou no alojamento Mãe-Canguru, que a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, começou nesta quinta-feira, o projeto ‘Crochê Terapia’. Com a ajuda de uma professora voluntária, as mães que acompanham seus recém-nascidos sob cuidados especiais na unidade têm agora a oportunidade de aprender crochê. A primeira aula aconteceu hoje (07), e se repetira todas as quintas-feiras, das 10h às 11h. Entre uma aula e outra, as mães vão colocar em prática o que aprenderam na oficina de trabalhos manuais.

O objetivo do projeto, reforça o diretor geral da maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, é possibilitar que essas mães se distraiam e amenizem o estresse durante sua permanência na Maternidade. “Com essa iniciativa, buscamos acolher essas mães, que passam boa parte do tempo ociosas, convivendo com a expectativa de evolução do quadro de seus filhos, com algo que lhes desse prazer e as distraísse, ai surgiu essa ideia de implantar uma oficina de crochê, que vai funcionar como uma terapia alternativa de combate ao estresse”, destaca o médico, lembrando que a Maternidade comprou todo o material necessário para a realização das oficinas e que as peças produzidas pelas mães pertencem a elas, que têm ainda a liberdade de escolher quais peças querem produzir.

A professora voluntária e dona de casa, Oberlândia Avelino, moradora do bairro Brasília, em Patos, já vivenciou a experiência de necessitar permanecer internada acompanhando um filho que precisou de cuidados especiais ao nascer. “Foram 30 dias de muita angustia, expectativa, estresse cotidiano, de muito sofrimento e de quase nada para fazer, para preencher o tempo quando eu não estava retirando o leite para amamentação ou mesmo visitando meu filho na UTI. Ai quando soube da ideia da Maternidade em promover essa ação, não pensei duas vezes em aceitar o desafio e assumir o compromisso de dar minha colaboração para que essas mães possam amenizar sua angustia com algo que é tão prazeroso de fazer”, afirma Oberlândia, que vivenciou essa situação em 2015, durante 30 dias, fruto de uma gravidez gemelar e de um parto complicado.

Antes da primeira aula desta quinta-feira, Dr. Umberto se reuniu com as pacientes, no auditório do Banco de Leite, onde serão realizadas as aulas, e explicou a concepção do projeto. Em seguida, Oberlândia falou sobre a arte de fazer crochê, sobre os diferentes pontos e em pouco tempo as mães já estavam produzindo as primeiras correntinhas. “O crochê exige concentração para contagem dos pontos, ao mesmo tempo em que propicia um descanso da mente, além de dar uma sensação prazerosa a quem o pratica”, explicou ela, sugerindo que ao longo da semana, as mães busquem treinar e se aprofundar na produção dos pontos.

Para a motorista, Sayonara Medeiros, moradora do bairro Belo Horizonte, de Patos, que está na Maternidade acompanhando seu filho Sávio, que está internado na UTI Neo desde a data de seu nascimento, no dia 28 de outubro, o projeto chegou num momento muito oportuno. “Achei super interessante e adorei a iniciativa. A situação por que passamos é angustiante e essa atividade me ajudou a tirar o foco e me distraiu muito, tanto que num instante a aula aconteceu. Mesmo com as idas a UTI, o tempo demora a passar quando vivenciamos uma situação como essa e o crochê, não só no momento das aulas, mas durante todo o tempo vai nos propiciar essa distração”, disse ela, que sempre admirou quem faz crochê, mas nunca tinha parado para aprender como se faz. “Chegou o momento e até a próxima aula eu vou treinar bastante”, finalizou Sayonara.

Alunos do GEO Tambaú concluem projeto ‘Matemática Solidária’ e aliam aprendizado à ação social com idosos da Vila Vicentina

Posted on

Saber que o dinheiro faz parte de nossas vidas e que é preciso desenvolver a inteligência financeira desde a infância para que, quando adultos, possamos valorizá-lo do modo correto e fazer uso consciente dos recursos disponíveis e, ainda, poder realizar uma ação solidária. Foi pensando nisso que o GEO Tambaú desenvolveu o projeto ‘Matemática Solidária’ que tem o objetivo de capacitar os alunos a gerenciar suas finanças, bem como estimular o espírito de solidariedade. Assim, durante todo o mês de outubro os alunos do 1º ao 5º ano do Fundamental arrecadaram recursos, com vendas de lanches na escola, totalizando um valor de R$ 5.500,00. Com esse dinheiro, eles compraram alimentos e material de limpeza para os idosos da Vila Vicentina, em João Pessoa. A entrega dos donativos aconteceu nesta quinta-feira (08), na quadra da escola.

Segundo a professora Viviane Vieira Damacena, responsável pelo projeto, a ação contou com inúmeras atividades em outubro, a exemplo da venda de lanches pelos alunos dos 4º e 5º anos, no horário do intervalo da escola, a visita dos alunos à Vila Vicentina, uma palestra com representantes da entidade que eles tiveram no último dia 30 e também a ida ao supermercado para a compra dos itens que foram doados. Para a venda dos lanches, cada turma ficou responsável por um dia de vendas e cada aluno da sala, trouxe um prato especial para vender aos amigos dos 1º e 2º anos, que acompanhados de seus professores, ficaram comprometidos de comprar o lanche numa ‘praça de alimentação’ improvisada para colaborar com a arrecadação de fundos.

“Plantei uma semente e ela germinou. Esse foi o grande ganho para todos”, disse a professora Viviane Damascena, idealizadora da atividade. Além dela, as ações também foram coordenadas pela professora de Matemática, Luciana Figueiredo, que após cada venda, fazia atividades com os alunos sobre os resultados. A entrega dos donativos aconteceu na quadra do GEO Tambaú, na presença de direção, coordenadores, professores e alunos.

“Tivemos todos os objetivos alcançados com o projeto. Essa ação levou os alunos a vivenciarem a matemática ativamente. Eles treinaram cálculos não só através dos valores das vendas dos lanches, mas também com a feira que fizeram depois. Não há como medir o conhecimento adquirido por essas crianças. Além disso, unimos a matemática, que é um conhecimento tão vivo e aplicado nos dias de hoje, a uma ação social, de solidariedade. A criança se colocou no lugar do outro e, assim baseados nisso, puderam ter consciência cidadã e perceberam a necessidade de contribuir com a Vila Vicentina”, explicou a professora.

Ao todo, a professora conta que foram arrecadados R$ 5.500,00. Destes, R$ 5.100 foram destinados à compra de alimentos, inclusive uma quantidade expressiva de carne e frango, que lotou o freezer da entidade beneficiada, e material de higiene pessoal, e mais R$ 400,00 foram doados para a ceia de Natal dos idosos. Ela acrescentou que o projeto teve um compromisso muito grande dos alunos. Alguns, até continuaram a arrecadação em seus prédios. “O projeto de tamanha importância para os alunos que alguns deles saíram em seus prédios, de apartamento em apartamento, arrecadando alimentos e contando que estavam fazendo essa ação. Conheceram idosos da Vila, tiveram momentos de lazer com eles, então, não podemos medir o tamanho que foi esse despertar de consciência social deles. Alcançamos metas que, eu nem imaginava”, avaliou Viviane.

O diretor geral do Geo Tambaú, Danilo Abdala, destaca que a ação ilustra muito bem a amplitude do projeto pedagógico da escola. “Inovamos na maneira de trabalhar a disciplina de Matemática e ao mesmo tempo despertamos a consciência cidadã em nossos alunos”, reforça o diretor, lembrando que essa maneira de encarar o ensino-aprendizagem do Geo e o que diferencia a escola em termos de visão de mundo e formação de seus alunos. Os representantes da Vila Vicentina ao irem receber os alimentos elogiaram a iniciativa do Geo e agradeceram em nome da instituição a ajuda que muito contribuirá para os idosos assistidos pela entidade.

Renda dos produtores de cana-de-açúcar do Nordeste cai em função do baixo preço pago pela tonelada da matéria-prima

Posted on

O preço da tonelada de cana-de-açúcar no Nordeste, atualmente, caiu a níveis críticos o que está preocupando os produtores da região que vêm sua renda incompatível com os custos da lavoura. O valor médio pago pela tonelada da matéria-prima entre os meses de agosto e outubro foi de apenas R$ 86,00, valor bem inferior ao da safra 2016/2017 onde o preço pago chegou a R$ 102,00. A expectativa do setor era de um preço melhor, mas a grande oferta de etanol na atual safra puxou os preços para baixo

O presidente da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, está preocupado com essa situação. “O valor pago, atualmente, pelo preço da tonelada de cana não remunera o produtor e não há alternativa viável para o produtor nordestino se não a cultura canavieira, porque o solo não é propício para grãos e fruticultura só dá em perímetro irrigado, o que necessita de um alto investimento em projetos de irrigação”, afirma o dirigente canavieiro.

Ainda de acordo com José Inácio, a saída para reverter a situação é aumentar a produtividade do canavial que também está abaixo do mínimo necessário para melhor remunerar quem planta cana. “O produtor precisa tirar o mínimo de 60 toneladas por hectare plantado para ter uma remuneração razoável, mas, a média que se observa hoje é de pouco mais de 50 toneladas”, destaca o dirigente canavieiro, lembrando que o aumento da produtividade passa, necessariamente, por investimentos em sistema de irrigação e em nutrição do solo, o que também requer altos investimentos por parte do produtor que recebe sua remuneração em moeda nacional, mas tem que arcar com custos de produtos importados, cujos valores são atrelados ao dólar americano.

“De fato, o produtor canavieiro é antes de tudo um forte e a cana-de-açúcar, mesmo tendo oscilações de remuneração, é a única cultura que resistiu ao tempo na região e atravessou séculos, desde o descobrimento do Brasil, sendo o principal sustentáculo econômico e social da região”, finaliza José Inácio, lembrando que uma das principais características da cultura canavieira é passar de geração a geração. Ele próprio é bisneto e neto de senhor de engenhos e seu filho, Inácinho, segue o mesmo caminho do pai e de seus ancestrais, tendo se formado em Agronomia e já atuando junto às propriedades da família no cultivo da cana e de outros negócios.

Presidente da Asplan ressalta coragem de Rodrigo Maia em levantar a bandeira de um dos mais importantes setores da economia brasileira

Posted on

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, foi o principal homenageado do Encontro Fórum Nordeste “A Câmara Federal preserva a cana social”, que aconteceu nesta segunda-feira (04), em Recife. O evento, que teve o objetivo de agradecer aos parlamentares federais que estão lutando e defendendo políticas públicas pró-cana, foi prestigiado por representantes do setor, incluindo os da Paraíba. O presidente da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais fez um discurso contundente em defesa do setor, onde enalteceu a coragem do presidente da Câmara em desempenhar um grande papel em defesa do segmento em Brasília. O deputado estadual Tovar Correa e os deputados federais Aguinaldo Ribeiro e Efraim Filho, estes dois últimos homenageados também na ocasião, reiteraram o apoio ao RenovaBio, programa de incentivo aos biocombustíveis que vai entrar em vigor em 2020.

“A classe média rural vem a agradecer aos deputados pelo trabalho que tem sido feito, especialmente, e mais recentemente no que diz respeito a entrada da cota americana de etanol importado dos EUA. Quero aqui também lembrar a Rodrigo Maia de sua coragem. Nosso presidente Renato Cunha falou pelo Nordeste, mas, eu vou mais além. Sua coragem, Rodrigo, e sua origem – e eu sei onde você nasceu – não devem nada a Catolé do Rocha, uma terra de homens de bem como o ex-governador João Agripino, Tarcísio Maia, do Rio Grande, e Zé Agripino. Hoje, falo como correligionário e estamos aqui reunidos e é uma honra estar aqui junto com Agnaldo Ribeiro e Efraim filho, que mostram como a Paraíba é pequena em território, mas bem representada. Aguinaldo na liderança e Efraim que já foi líder do partido e cujas atuações orgulham o nosso estado”, comentou José Inácio.

O presidente da Asplan, ressaltou ainda a importância do RenovaBio, que é uma política de Estado que objetiva traçar uma estratégia conjunta para fortalecer o papel dos biocombustíveis na matriz energética brasileira. “Ele é uma esperança para o desenvolvimento do setor e das fontes de combustível renovável. Além de ser uma caminhada para o futuro, já que estamos falando de um combustível limpo e o estabelecimento de metas nacionais anuais de descarbonização. Ou seja, o programa é uma forma de incentivar o aumento da produção e da participação de biocombustíveis – como o etanol, biomassa, biodiesel, biogás. Estamos com muita expectativa”, avaliou José Inácio.

Programa ainda está pendente devido à transação dos Certificados de Descarbonização (CBios ) no mercado, que regulamenta o projeto. A nova legislação é prevista para começar a valer no primeiro dia de 2020. A expectativa é de um salto na produção atual de 33 bilhões de litros, para mais de 50 bilhões de litros em 2030, segundo o próprio governo.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, destacou que a produção de um dos setores mais importantes do Brasil, o sucroenergético, precisava de algo que o protegesse de fortes impactos econômicos e na geração de empregos na região Nordeste. Ele agradeceu à reverencia das entidades e disse reconhecer a importância do setor para reduzir desigualdades sociais. Durante o evento em Recife, no Arcádia Boa Viagem, muitos apresentaram a importância do setor na economia do país. O presidente da NovaBio e Sindaçúcar-PE, por exemplo, Renato Cunha, ressaltou a importância econômica do setor sucroenergético por empregar quase 1 milhão de pessoas e acrescentou que o Congresso tem desempenhado um papel de mudança para uma transformação do Brasil, tendo os deputados sido “incansáveis e incondicionais para o desempenho do Nordeste”.

Além do presidente da Asplan, participaram do evento os diretores da Associação, Oscar Gouveia, Raimundo Nonato, Neto Siqueira, Pedro Neto, Fernando Rabelo Filho e Frederico Madruga.