Month: setembro 2021

Jeová prestigia ato de filiação de Ricardo ao PT e fala com indignação sobre a política econômica do governo Bolsonaro

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos participou, nesta quinta-feira (30), do Ato de Filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT) do ex-governador Ricardo Coutinho, realizado virtualmente e em sua participação comunicou seu retorno ao partido a partir de 2022 para fortalecer o Brasil contra ‘o que está matando o povo’. Em sua fala, Jeová lembrou o primeiro encontro com Lula, seu retorno à legenda, falou de sua indignação com a atual política nacional que não pensa no povo e destacou a necessidade de união daqueles que lutam pela democracia neste momento tão difícil. A Live teve participações ilustres, como a do ex-presidente Lula, da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, da ex-presidente Dilma Roussef, de Fernando Haddad, do cantor Chico César. As deputadas Estela Bezerra e Cida Ramos, além da ex-prefeita do Conde, Márcia Lucena, que também irão se filiar ao PT, participaram do momento que foi conduzido pelo presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo.

Durante a Live, que também teve a participação da atriz paraibana, Raquel Ferreira, todos os parlamentares que se filiarão ao PT como Cida Ramos, Estela Bezerra e Jeová Campos, bem como o ex-governador Ricardo Coutinho e a ex-prefeita, Márcia Lucena, tiveram um tempo para comunicar suas intenções e apresentar lutas, algumas passadas e outras bem presentes. Jeová Campos abriu sua fala lembrando sua mãe, Dona Maria Vieira Campos que no dia do seu aniversário, em setembro, fez uma prece pedindo a volta de Lula à presidência. “Dona Maria, minha mãe, há pouco completou 80anos. Ela não queria festa, bolo, mas orou para que Lula ganhasse a eleição em 2022. Quer dizer, uma idosa aposentada, no auge de seus 80 anos, pensando no povo”, comentou Jeová.

O parlamentar destacou ainda o episódio recente noticiado em rede nacional sobre as pessoas se aglomerando em Cuiabá, Mato Grosso, na esperança de conseguir ossos doados por um estabelecimento. Entre as pessoas na fila que tentavam receber algum pedaço, estavam trabalhadores autônomos com renda impactada pela pandemia, desempregados, donas de casa, trabalhadores informais. “Que modelo econômico é esse que está levando nosso povo a catar ossos”, se indignou Jeová, lembrando-se do maior inimigo do povo que passa por necessidade nesse momento. “Digo isso sem falar nas atrocidades, na postura arrogante, prepotente e irresponsável desse governo em ameaçar as instituições”, completou.

Mais adiante Jeová acrescentou que o sentimento de indignação sempre foi algo comum no coração de todos aqueles que lutam por justiça social e disse que está colocando “seu ombro” para a luta. “Lula, eu te conheci na Serra de Cajazeiras. Eu ainda como feirante e você no palanque contra a miséria e a seca. Lembro quando você passou por Sousa e ficou indignado quando uma mãe pediu ajuda para sepultar um filho que tinha morrido de fome. É esse sentimento de revolta contra esse modelo econômico que me faz ter cabeça erguida. É uma forma de confirmar nossa oposição”, expressou.

“Precisamos construir uma unidade muito grande. Acredito na nossa vitória, mas precisamos do Lula guerreiro porque verdadeiramente estamos muito, muito sofridos. É a união de forças que tem compromisso com a democracia. Você é nosso comandante-chefe. Eu voto com um sorriso imenso e com o ombro pronto para uma luta difícil, mas que tem estratégia e será vitoriosa”, anunciou o parlamentar, concluindo sua fala.

A ex-presidente Dilma Roussef ratificou as palavras de Jeová e lembrou que Jeová e Ricardo Coutinho, que iniciaram suas vidas políticas na legenda, na verdade, nunca tinham saído do partido. “Estou muito feliz com a filiação de todos vocês. Jeová e Ricardo, na verdade estão retornando e na volta ninguém se perde”, disse Dilma. A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffman, reforçou o mesmo discurso. “A volta daqueles que nunca saíram porque mesmo não estando no PT, vocês sempre nos apoiaram, seja contra os ataques que todos sofremos, seja na desestabilização das instituições e agora na luta contra as duas chagas que voltam: a fome e a inflação”, disse a dirigente petista.

Ricardo Coutinho, nesse sentido, ressaltou que um governo social pensa e coloca seu povo em primeiro lugar e essa sempre foi sua legenda. “Queremos uma bancada diferenciada e forte para que o governo que a gente precisa tenha tranquilidade nesse processo. Mas, não basta apenas querer. Tem que ser o povo e não a bolsa de valores como centro e é por isso que estamos aqui”, anunciou Ricardo, que será candidato ao Senado nas próximas eleições.

O ex-presidente Lula encerrou a Live resgatando todas as falas e demonstrando satisfação em ter no PT esses cinco nomes da política paraibana. “Na verdade vocês que já foram do PT eu nunca achei que tivessem saído, vocês foram fazer uma viagem e voltaram”, iniciou. No decorrer de seu pronunciamento, Lula falou em revolução social, na necessidade de seu retorno e na sua gratidão para com Ricardo Coutinho neste momento. “Para que eu voltar? Tenho quase 76 anos, já fui presidente, tive a sorte de ter a compreensão de vocês nesse processo e de ser considerado o melhor presidente que o país já teve. Mas, preciso voltar para dizer que comer três vezes ao dia não é luxo, é necessidade”, lançou.

Ao se dirigir a Ricardo, Lula agradeceu o apoio que ele está dando ao Partido. “O PT foi solidário a você quando tentaram te derrubar. Não deixo companheiro algum na beira da estrada. Agora você está ajudando o PT e nós precisamos da garra de vocês para essa revolução”, arrematou Lula. Ele anunciou também que virá à Paraíba para um ato público num futuro breve. “Esse ato não acaba aqui. Vamos fazer um grande ato na Paraíba, quem sabe na região de Cajazeiras”, afirmou.

Vale lembrar que quem tem mandato só pode filiar-se ao PT (mudar de legenda) durante a chamada “janela partidária” que é um prazo para que parlamentares possam mudar de partido sem perder o mandato. Esse período acontece seis meses antes das próximas eleições, ou seja, somente em abril de 2022, por isso, Jeová só se filiará ao PT ano que vem.

Diretor geral do Complexo de Patos enaltece empenho e apoio dos profissionais que foram contratados emergencialmente na pandemia

Posted on

“Como eu não pude falar pessoalmente com cada um dos 233 profissionais que foram contratados emergencialmente para junto de nossa equipe atuar no setor Covid, quero aproveitar a oportunidade e agradecer a todos eles que deram sua contribuição em momentos cruciais de combate a pandemia, que se dedicaram a nos ajudar a enfrentar essa doença e salvar tantas vidas, fazendo um excelente trabalho”, disse hoje (30), o diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), Francisco Guedes. O gestor se referia aos Médicos, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Fisioterapeutas, Maqueiros, Assistentes Sociais, Recepcionistas, Técnicos de Laboratório, Psicólogos e Auxiliares de Farmácia, Cozinha e de Serviços Gerais que foram contratados, em caráter emergencial, para compor, temporariamente, o quadro de profissionais visando atender as ações de enfrentamento da Covid-19 em Patos.

Dos 233 profissionais que foram contratados através de Processo Seletivo Simplificado para atuar no Complexo de Patos, 104 tiveram seus contratos rescindidos no final de agosto e os demais 129 continuam trabalhando para ainda suprir uma demanda que vem baixando paulatinamente, na medida em que a população é vacinada. “Quanto mais pessoas forem imunizadas, menor os casos de complicação por Covid que precisam de internação”, explica Francisco, exemplificando a baixa ocupação de leitos de UTI e Enfermaria Covid na unidade que, começou essa semana com apenas um paciente na Enfermaria e sete na UTI.

O diretor lembra que não houve problemas de nenhuma ordem com a rescisão dos contratos, já que todos os profissionais sabiam que isso iria ocorrer com a diminuição do número de casos da doença. “O próprio contrato emergencial já estabelecia um prazo para acabar, o que acabou começando a acontecer agora em agosto, com o declínio das internações, tanto de UTI, como de Enfermaria e não só no Estado da Paraíba, mas, em todos os demais locais que tinham contratado por excepcional interesse público e que agora, com a redução dos casos de internação, tiveram que fazer o desligamento destes profissionais”, afirma Francisco.

O diretor disse ainda que toda a estrutura que foi montada para atender os casos de Covid permanecerá disponível, porque caso haja o retorno a um cenário de novos picos da doença, o Complexo estará apto a atender os pacientes. “Se for o caso, que esperamos não acontecer, faremos novas contratações emergenciais”, disse ele, reiterando que o patrimônio que foi destinado ao hospital permanecerá na unidade se não para uso do Covid, para outras demandas de Clínica Médica. “O que está aqui é patrimônio do Complexo, inclusive, já servirá para o projeto futuro de ampliação de serviços com a regionalização da saúde no sertão e implantação da Hemodinâmica”, adiantou o diretor geral, que em pouco mais de um ano de gestão à frente da unidade já implementou mudanças significativas no hospital de Patos.

Contratações em Patos

O processo Seletivo Simplificado de contratação emergencial para o enfrentamento do Covid-19 no Complexo de Patos começou em abril de 2020, quando foram contratados 68 profissionais, entre médicos, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas. Em maio, foram contratados mais oito profissionais de saúde, em junho outros 31 e, em agosto do ano passado, mais 14 profissionais. Este ano, houve dois processos seletivos, o primeiro em março, quando foram contratados 41 profissionais e o último em maio, num dos piques da pandemia, quando outros 71 profissionais foram contratados em caráter emergencial. No total foram contratados 233 profissionais, dos quais 104 foram desligados no dia 31 de agosto último e ainda permanecem trabalhando 129.

O incentivo ao desenvolvimento de habilidades e competências para o mundo digital começa desde cedo na Escola AZ

Posted on

O desenvolvimento infantil é alicerçado no brincar e aprender. É por essa razão que a Educação Infantil precisa ter uma metodologia própria e inovadora para alcançar os resultados esperados, inclusive, descritos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para essa faixa etária dos estudantes. E com o projeto a ‘Liga das Corujinhas’ trabalhado na Escola AZ João Pessoa, isso é feito de forma natural, pois, a partir dele é estimulado o desenvolvimento integral das crianças por meio do multiletramento e da multidisciplinaridade, com auxilio de uma plataforma digital com jogos lúdicos e envolventes destinados também à promoção da cultura digital escolar.

Assim como o Educacross para o Ensino Fundamental, a ‘Liga das Corujinhas’ são jogos digitais que promovem experiências de aprendizagem da linguagem oral (escuta e fala), da construção da linguagem escrita, do pensamento lógico-matemático, além de transformações e relações nos temas relacionados à arte, à natureza e à sociedade. Os jogos de linguagem, por exemplo, é um convite à criança para elaborar sua fala e a exercitar a escuta, compreendendo as regras e convenções que regem um diálogo. São permutas coletivas sob a regência do professor, que se torna um mobilizador.

“Nas brincadeiras, o aluno é que é o protagonista. Observamos que a aprendizagem que envolve jogos é diferenciada justamente porque coloca o aluno como sujeito direto da ação e isso atribui à criança e ao professor novas posições na relação do saber escolar”, argumenta a coordenadora pedagógica do Colégio AZ João Pessoa, Sara Oliveira,

Roberta Meira, mãe de Ana Beatriz, aluna do Infantil V, avalia que a ferramenta ajuda bastante na aprendizagem. “Ela gosta muito da Liga das Corujinhas. Ela faz as missões, explora o aplicativo. Eu, como mãe, percebo como isso ajuda na consolidação do conhecimento de forma despretensiosa, mas eficaz, utilizando o lúdico. É uma forma saudável da criança usar o celular e explorar as atividades, aprendendo da melhor forma”, comentou.

A Liga das Corujinhas disponibiliza jogos para a Educação Infantil contemplando o desenvolvimento de variadas habilidades para essa faixa etária como o desenvolvimento do pensamento lógico-matemático, da psicomotricidade e também das relações socioafetivas. As atividades também acontecem em ambientes colaborativos. “Isso também contribui para que se desenvolvam a escuta, a linguagem oral ou não, a observação, a autonomia, a empatia e até os princípios éticos da criança”, finalizou a coordenadora pedagógica do Colégio AZ João Pessoa, Sara Oliveira.

Hospital do Bem encerra Roda de Conversa falando sobre cuidados paliativos aos pacientes oncológicos

Posted on

Tão importante quanto falar em tratamento contra o câncer é desmistificar a negatividade que permeia o imaginário das pessoas quanto aos cuidados paliativos de quem tem a doença. No senso comum, se o paciente está sob os cuidados paliativos é porque ele está “aguardando” a morte e isso não é verdade. E para explicar tudo a respeito do tema, que é um direito de todos os pacientes oncológicos, inclusive, pois visa garantir que eles recebam um tratamento correto e mais humanizado, o Hospital do Bem encerrou a última Roda de Conversa com a oncologista e responsável pelo ambulatório do Hospital, Nayarah Xavier, falando sobre ‘Abordagem da Medicina em cuidados paliativos na Oncologia’.

A médica iniciou sua aula destacando que antigamente os cuidados paliativos eram indicados quando a saúde do paciente se complicava – e até mesmo quando não havia mais opções de tratamento. Mas isso mudou e hoje a equipe de Cuidados Paliativos já começa a trabalhar com o paciente no momento em que o tratamento curativo não está mais atuando. “O objetivo é mudar o curso da doença. É paliativo e não ‘largativo’, digo sempre aos meus alunos. Queremos melhorar a qualidade de vida do paciente no processo de adoecimento”, explicou a médica, lembrando que para a terapia paliativa o paciente tem que atender a alguns indicativos como ele não ser candidato à terapia de cura, ter nível inaceitável de dor por mais de 24h, internação prolongada em UTI e no caso de câncer, ser metastático e sem possibilidade de intervenção.

Ela apresentou a história dos Cuidados Paliativos, como surgiu e o legado de Cicely Saunders, que norteou os fundamentos da terapia paliativa com o caso de David Tasma, de quem cuidou até a morte mesmo com um diagnóstico de câncer terminal. Dra. Nayarah frisou que Saunders defendia que o paciente era importante até o dia de sua morte e que a equipe deve ajudar em tudo nesse processo, oferecendo cuidados que reconheçam as necessidades físicas, emocionais, sociais e espirituais do individuo. “É o que ela chamou de dor total, ou seja, a dor que não separa corpo, alma e espírito. O paciente também precisa de compaixão”, comentou ela, acrescentando que por meio da compreensão desse conceito uma equipe sabe que aliviar a dor é algo que vai muito além da administração de analgésicos.

Nesse sentido, Nayarah ressaltou a extrema necessidade do médico compreender a situação. “Se a morfina tem efeito de 4 horas, o médico não pode passar o medicamento de oito em oito horas”, reforçou ela. Além disso, a médica também citou a dor emocional que leva à mudança do humor, à perda do controle sobre a própria vida, à desesperança, mas, também leva a uma necessidade de redefinição perante o mundo. A dor social que vem com o medo do isolamento e abandono, da dificuldade de comunicação, da perda de “status”. A dor espiritual se reflete na perda do sentido e significado da vida, da esperança, é a ‘dor da alma’.

A médica disse ainda que o desconforto apresentado pelo paciente e familiares em falar sobre a finitude da vida é que gera o maior problema. “Não se tem um protocolo a seguir. A ideia central é a compaixão. Então, temos uma estratégia para isso”, apontou a médica citando algumas. “Abordagem holística, linguagem clara, entender o paciente como ser biográfico, mais que biológico, entender que ele tem muito a viver, controlando os sintomas. A equipe precisa saber do que ele gosta, como ele gosta de ser chamado, que tratamentos já foram feitos para juntos analisar como garantir que o paciente tenha durante todo o processo qualidade de vida, conforto, alívio do sofrimento e seus sintomas controlados”, concluiu.

Ao final da Roda de Conversa, o diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), Francisco Guedes, ao qual o Hospital do Bem está integrado, parabenizou a todos os envolvidos no evento comemorativo de aniversário dos três anos da unidade e falou de seu orgulho em ver o Hospital do Bem cada vez mais forte e reconhecido pelos serviços prestados. “Aqui nós procuramos o tempo todo oferecer dignidade, tratamento adequado, reduzir distâncias. Como foi importante ter esse hospital aqui no sertão para que os pacientes não tivessem que enfrentar as viagens para Campina Grande ou João Pessoa e ser recepcionado em um lugar diferente, longe da família”, comentou o diretor.

Para Francisco, os três anos da unidade são um marco. “Completamos três anos com maestria. Somos uma criança que começa a andar e já sabe falar. Crescemos, avançamos e vamos continuar para transformar a unidade em uma referência na Paraíba”, concluiu, encerrando a última edição da Roda de Conversa, que debateu temas sobre o universo da Oncologia, abordados por vários profissionais da unidade.

Asplan lembra que encerra nesta quinta-feira prazo para envio da DITR/2021

Posted on

Todos os donos de imóveis rurais devem enviar a Receita Federal, até essa quinta-feira (30), a Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural 2021. A regra se aplica a todas as pessoas e empresas que são proprietárias, titulares do domínio útil ou possuidoras a qualquer título do imóvel rural. A declaracão deve ser feita por meio do Programa Gerador da Declaração do ITR, disponibilizado na página da Receita Federal http://www.gov.br/receitafederal. O documento também precisa ser enviado pela Internet. Quem não enviar a DITR até esse prazo máximo, pagará multa de 1% ao mês ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido.

Se, após a apresentação da declaração, o contribuinte perceber erros ou falta de informações, poderá enviar uma declaração retificadora, que substitui totalmente a originalmente apresentada. Assim é necessário que contenha todas as informações anteriormente prestadas, com as alterações e exclusões necessárias para corrigi-la, bem como as informações adicionadas, se for o caso.

Segundo comunicado da Receita Federal, o valor do imposto pode ser pago em até quatro quotas iguais, mensais e sucessivas, sendo que nenhuma quota pode ter valor inferior a R$ 50,00. O imposto de valor inferior a R$ 100,00 deve ser pago em quota única. A quota única ou a primeira quota deve ser paga até o dia 30 de setembro de 2021, último dia do prazo para a apresentação da DITR.

Estão obrigados a entregar a declaração a pessoa física ou jurídica que, entre 1º de janeiro de 2021 e a data da efetiva apresentação da declaração, perdeu a posse do imóvel rural ou o direito de propriedade pela transferência ou incorporação do imóvel rural ao patrimônio do expropriante.

Jeová Campos já confirmou que participará do ato ‘Filiação pela Democracia’, mas, que somente no próximo ano se filiará ao PT

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) já confirmou presença no ato de filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT), que será realizado nesta quinta-feira (30), às 17h. O parlamentar vai prestigiar a filiação do ex-governador Ricardo Coutinho ao PT e assinar uma carta de intenção de retorno à legenda. O ato, que será uma solenidade virtual, foi denominado ‘Filiação Pela Democracia’ e contará com a participação do ex-presidente Lula, da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann e de Fernando Haddad.

Vale lembrar que Jeová Campos tem mandato na Assembleia Legislativa pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) e só pode filiar-se ao PT durante a chamada “janela partidária”, a partir de 1º de Março do próximo ano. Se ele se filiar antes, pode perder o mandato. No entanto, isso não impede que Jeová assine uma carta de intenção e apoie o ato.

Para ele, esse é um momento muito esperado por todos que pedem e clamam pela volta do ex-presidente Lula a Presidência da República e uma política mais social e democrática no Brasil. “A obra de Lula é grande. Vimos a transformação do nosso país pelas suas mãos e nos governos do PT que, ao contrário do que as Fake News dizem, colocou o nosso país no campo do desenvolvimento e progresso, como uma Nação soberana, próspera e respeitada mundialmente, bem diferente de tudo isso que estamos vivendo agora”, comentou o parlamentar que é um dos maiores entusiastas da candidatura de Lula em 2022 na Paraíba.

Além de políticos, a solenidade “Filiação pela Democracia” contará com a participação de muitos convidados. O artista paraibano Chico César é uma das presenças já anunciadas. O público pode acompanhar o evento pela TV PT e nas redes sociais do PT, a partir das 17h, deste dia 30.

Roda de Conversa abordou sobre a importância do profissional farmacêutico em hospitais oncológicos

Posted on

O Hospital do Bem realizou a sua penúltima Roda de Conversa na tarde desta terça-feira (28) com o farmacêutico oncológico, Kaltz Victor, que abordou o tema ‘Aspectos gerais sobre atuação do farmacêutico hospitalar na oncologia’. Durante o evento, que aconteceu no mesmo formato que os anteriores, ou seja, de forma híbrida, Kaltz Victor apresentou ao público informações importantes sobre o papel do profissional no hospital oncológico e ação dos medicamentos nos tratamentos contra as neoplasias.

Em um hospital, o profissional de farmácia pode trabalhar em diversos processos, a começar pela logística do medicamento, que envolve homologar fornecedores (decidir que marca comprar, que marca utilizar), receber, validar, sendo responsável por todo o processo até a chegada do medicamento ao paciente. No entanto, em um hospital oncológico, esse profissional também é responsável pela manipulação de quimioterápicos.

“É de extrema importância nesse sentido que tenhamos conhecimento dos medicamentos, seus efeitos colaterais. Imagina na minha manipulação eu trocar nomes de pacientes e entregar um quimioterápico como o alquilante ciclofosfamida, com alta cardiotoxicidade para ser administrado em um paciente cardiopata e hipertenso. O que eu terei feito da minha vida?”, comentou o farmacêutico, destacando que essa responsabilidade também é do enfermeiro no momento da administração de qualquer medicamento.

Nesse sentido, Kaltz Victor deu uma aula também sobre os tipos de estadiamento do câncer conforme o Union for International Cancer Control (UICC) e falou da tabela TNM – Classificação de Tumores Malignos, onde T é tamanho; N é número de linfonodos atingidos e M é a presença ou não de metástase. “É o que dará a identidade ao carcinoma para definição do tipo de tratamento que pode ser cirúrgico, radioterápico ou quimioterápico”, explicou ele, destacando também que existem os tratamentos curativos (cirurgia – controle completo); neoadjuvante (químio antes da cirurgia); adjuvante (químio depois da cirurgia) e paliativo (quando o tratamento curativo não está mais atuando).

Esse conhecimento, lembrou Kaltz Victor, associado ao conhecimento da própria farmacologia (sua formação química e atuação no ciclo celular ) e aos cuidados na atenção no momento da manipulação do medicamento fará toda a diferença em um setor de farmácia de um hospital.

Nesta quarta-feira (29) o Hospital do Bem encerrará o ciclo de conversas, com a última Roda com a oncologista e responsável pelo ambulatório do Hospital do Bem, Dra. Nayarah Xavier, que vai falar sobre ‘Abordagem da Medicina em cuidados paliativos na oncologia’.

ALPB aprova PL de Jeová Campos que homenageia estudante Abraão Alexandre com nome de ginásio de esportes em São José de Piranhas

Posted on

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, em sessão remota nesta terça-feira (28), o Projeto de Lei 2.924/2021, de autoria do deputado Jeová Campos que denomina ‘Estudante Abraão Alexandre Alves Inácio Irineu’ o ginásio de esportes da Escola Estadual do Curso Normal e Nível Médio São José, localizado no município de São José de Piranhas. O PL é uma homenagem à bondade, força e garra do jovem Abraão, que faleceu em 2020, aos 19 anos lutando contra a leucemia. Ele era filho do Promotor de Justiça da Comarca de Cajazeiras, Dr. Alexandre Jose Irineu e da Drª Delania Alves Inácio Irineu e na época em que faleceu cursava Direito, em Cajazeiras.

A sugestão do PL chegou ao gabinete de Jeová Campos através dos vereadores Francisco Mylano Lima de Araújo e Hélio Gomes de Lacerda, integrantes da Câmara Municipal de São José de Piranhas. Eles foram motivados pelo enternecimento da população diante do caso de falecimento precoce do rapaz. Abraão, afirma Vinícius Brasil, um de seus amigos, era conhecido por ser um jovem feliz, bondoso, prestativo, cheio de esperança e muito solidário. “Ele era um ser humano fantástico, tinha um coração gigante e estava sempre à disposição para ajudar o próximo, um amigo leal que eu nunca esquecerei”, diz Vinícius.

“A vibração desse jovem pela sua vida, a força como ele corajosamente enfrentou a doença e a forma como ele se relacionava com as pessoas já fala muito sobre ele, então, não temos dúvidas de que o homenageado, apesar de ter nos deixado tão cedo, deixou para todos nós um legado de bondade, amor, fortaleza e luz. Além disso, ele acreditava e levava consigo a ideia do esporte como elemento de extrema importância para a transformação social, portanto, a homenagem denominando o ginásio com o nome dele será muito simbólico”, destacou Jeová. A matéria segue agora para sanção do governador João Azevedo.

Projeto socioemocional do Colégio AZ – Trabalha questões ligadas ao autoconhecimento, relações interpessoais e respeito às diferenças

Posted on

O My Life está alinhado a uma base pedagógica de formação proativa, foi criado em parceria com o Instituto Ayrton Senna e é exclusivo das escolas do grupo SEB.

Uma pessoa inteligente tecnicamente, mas que não tenha a capacidade de se relacionar bem com os outros e consigo mesma, mobilizar-se, articular-se e colocar em prática seus conhecimentos ou que não saiba lidar com as diferenças e gerenciar suas emoções ficará excluída do mercado de trabalho no século XXI. Isso é fato e é com essa preocupação que o Colégio AZ João Pessoa trabalha o programa My Life de Educação Socioemocional. O projeto é alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é compõe a formação integral dos estudantes para que desenvolvam seus potenciais e se tornem pessoas de sucesso. Baseado em vivências e conteúdos ampliados, o My Life foi criado através de uma parceria do Instituto Ayrton Senna com o Conexia Educação (Grupo SEB) e tem deixado os pais satisfeitos com os resultados.

“Quem imaginava que o Instituto Ayrton Senna atuava apenas com a filantropia para ampliar o acesso da criança e adolescente à Educação, engana-se. A expertise da instituição vai muito além disso. Como uma das grandes pesquisadoras em Educação no Brasil, o instituto vem atuando também em projetos para a implantação de currículos alinhados à BNCC, um documento estruturado com competências gerais que devem nortear as escolas na busca não apenas das habilidades cognitivas, mas também socioemocionais, como: projeto de vida, autoconhecimento, empatia, relacionamento, cidadania, dentre outras”, destaca a diretora geral do Colégio AZ João Pessoa, Veronica Monteiro.

Ela lembra que o programa My Life é trabalhado nos Ensinos Fundamental II e Médio no AZ e envolve metodologias e avaliações a partir de conteúdo programático de educação bilíngue e utilização de plataforma digital que integra escola, aluno e família. Segundo a coordenadora do Ensino Fundamental do AZ João Pessoa, Milagres Saldanha, o My Life é um projeto de extrema importância que agrega e completa a proposta pedagógica da escola. “É nosso projeto socioemocional que não só atende às habilidades emocionais e competências da BNCC, mas se configura em um grande projeto de vida, onde o estudante é estimulado a iniciar sua construção a partir do 6º Ano do Fundamental II até a 3ª Série do Ensino Médio, aqui no Colégio AZ”, disse Milagres.

“O AZ possui uma proposta que envolve a desconstrução de um ensino baseado na memorização. A escola nasceu com um indicativo de evolução não só acadêmica, mas integral do aluno. Assim, a parceria da Conexia Educação – que integra o Grupo SEB do qual o AZ também faz parte, com o Instituto Ayrton Senna permitiu a construção de aplicativos e materiais apoiados em bases pedagógicas da própria escola e proporcionou ao estudante o desenvolvimento de competências para atuar com proatividade, respeitar diferenças, lidar com suas emoções, agir com responsabilidade, bem como “aprender a aprender”, ou seja, saber se utilizar do volume de informações disponíveis no mundo conectado”, reforça a diretora Veronica.

Elísia Andrade, mãe de Júlia Carraro, do 6º Ano do AZ João Pessoa, afirmou que a sua experiência com o My Life foi de extrema importância para o desenvolvimento da autoconfiança e a descoberta de competências que sua filha não tinha conhecimento. “Como mãe, vejo minha filha descobrindo habilidades que ela não sabia que tinha e isso tem proporcionado autoconfiança para se posicionar. Somos novatos, viemos de Minas Gerais, também de escolas do grupo SEB, e aqui minha filha se adaptou bem, mas o programa ajudou porque é bom no sentido de mostrar a ela o quão competente ela é em algumas áreas e o que ela precisa melhorar. Além disso, estimula e envolve o aluno nesse processo de crescimento socioemocional que hoje está tão conturbado devido ao momento que estamos vivendo”, declarou Elísia.

Para Elísia, o programa é uma oportunidade de crescimento para os alunos. “Eu acho que o programa é tão importante quanto os componentes curriculares tradicionais como Geografia, Português, Matemática. Essa é uma geração líquida que não se prende a nada, que pensa que sabe tudo, mas não tem conhecimento apurado de nada, não se dedica a aprofundar. Para essa geração, o My Life vem a acrescentar não só para o indivíduo, mas também para família. Ele vem dar tranquilidade a questões que temos vivido como, por exemplo, falar sobre drogas. A autoconfiança para tratar de temas como esse é muito importante para o aluno porque faz com que ele se posicione diante disso tudo”, concluiu Elísia Andrade.

O objetivo do My Life é a construção de uma vida com mais significado. Milagres explicou que o programa orienta o estudante para o amadurecimento pessoal, a expansão das habilidades emocionais, a transformação intrapessoal e interpessoal. “Assim, ele poderá estabelecer relações mais frutíferas e saudáveis”, disse ela, detalhando a metodologia utilizada. “Hoje, o projeto integra o currículo uma vez na semana com professor qualificado para as aulas. O professor é um mediador e a aula se desdobra a partir de vivências e das trilhas que o estudante tem que desenvolver na realização de cada temática proposta”, disse.

O My Life foi desenvolvido com base nos dois principais pilares da Conexia, a Tecnologia e a Educação Bilíngue. “Essa construção se dá atendendo à especificidade de cada série e nível de entendimento dos estudantes na busca do autoconhecimento, do gerenciamento de suas emoções, tudo para que eles possam administrar suas habilidades emocionais para se conhecerem melhor e assim se relacionarem de maneira positiva e construtiva com os demais. Isso é inteligência emocional”, finaliza Milagres.

Secretário de Saúde visita Complexo de Patos e trata sobre entrega do bloco cirúrgico, regionalização dos serviços e projeto da hemodinâmica

Posted on

A visita do secretário de Saúde da Paraíba, Dr. Geraldo Medeiros ao Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), nesta segunda-feira (27), não apenas movimentou os corredores da unidade, uma vez que ele passou por vários setores do hospital, como consolidou melhorias para o Complexo que é referência em serviços de saúde para a população mais de 60 municípios do sertão do Estado para Urgência, Emergência, Clínica Médica e Oncologia. Na ocasião, além de autorizar a celeridade das obras do bloco cirúrgico, que devem ser entregues até o começo de novembro, o secretário se reuniu com as coordenações médicas para tratar sobre o projeto de regionalização e visitou espaços do hospital para identificar o melhor local de instalação do equipamento de hemodinâmica.

Em conversa com os coordenadores médicos, o secretário abordou a questão da regionalização da 3ª Macro Região de Saúde, que vai dar um aporte maior de serviços à população e melhor equipar o Complexo, a dinâmica do fluxo de NIR para NIR, a observância a prestação de uma assistência cada vez mais eficiente e eficaz, que passa também pela observação mais atenta da rotatividade de leitos, o reforço da necessidade da visita diária aos pacientes, não apenas dos médicos, mas de toda equipe multiprofissional, a fim de otimizar a evolução do paciente e melhor assistí-lo. “Nosso serviço já é referência na região, mas, sempre há pontos de melhoria a serem alcançados e é com esse objetivo que peço a todos vocês que fiquem atentos a essas questões e repassem aos colegas a importância desse olhar mais cuidadoso com os nossos pacientes”, disse Dr. Geraldo.

Para o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, a visita do secretário e as deliberações tomadas a partir daí dão um novo ritmo ao hospital. “Foi extremamente importante e produtiva essa visita, pois definimos questões cruciais para a nossa unidade, a exemplo da compra de um Tomógrafo de 64 canais que será entregue até o final do ano e a implantação da hemodinâmica, que está prevista para funcionamento ainda no primeiro semestre de 2022, além de reiteramos nosso compromisso com a melhoria contínua de nossos processos internos que impactam, positivamente, na prestação de serviços à população, além de deliberações sobre o projeto de regionalização de saúde no sertão da Paraíba que diminuirá o fluxo de pacientes regulados para Campina Grande ou João Pessoa, assegurando a assistência necessária do paciente mais próximo de seus domicílios”, disse o diretor, agradecendo a participação da Gerente do NAH, Ana Rita Ribeiro e Marcelo Carvalho, representantes do Núcleo de Assistência Hospitalar da SES e da Engenharia da SES, respectivamente.

No final da visita, o secretário destacou a importância do comprometimento de toda a equipe médica do Complexo para com o serviço, uma vez que não adianta o Governo do Estado investir tanto se não se fizer o melhor uso dos investimentos.