Month: agosto 2021

Representantes das Forças de Segurança Pública se reúnem com produtores para debater combate à criminalidade na zona rural

Posted on

O aumento no número de assaltos e roubos na zona rural tem preocupado tanto as forças de segurança pública, quanto os produtores rurais e industriais cujas plantas estão fora do perímetro urbano. E na tentativa de unir forças e tornar ainda mais efetivas às ações de combate ao crime no perímetro rural está se formando uma força tarefa, a partir de uma parceria público/privada, que aglutina as atribuições de inteligência e combate da Secretaria de Segurança Pública, das Polícias Militar e Civil e de outras instituições que integram as forças de segurança da Paraíba, juntamente com a vivência experiências e troca de informações da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), do Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool) e outras entidade ligada ao agronegócio local.

Na manhã desta terça-feira (31), o secretário de Segurança Pública da Paraíba, Jean Nunes, acompanhado de comandantes da Polícia Militar e de dirigentes da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros, se reuniu com produtores de cana e industriais para definirem uma pauta de trabalho conjunto com o objetivo de reduzir a criminalidade, com ênfase, no entorno de propriedades rurais localizadas em Alhandra, Pedras de Fogo, Mamanguape e Santa Rita, municípios onde, ultimamente e historicamente, há maior registro de ocorrências. Como primeira ação efetiva neste sentido, foram formados grupos de trabalho, por regiões geográficas, sob a coordenação dos comandos locais. “A gente irá fornecer as informações e as forças de segurança pública traçarão os planos de ação e combate”, explica o presidente da Asplan, José Inácio. A implantação de sistemas de vídeo monitoramento, via rádio, nos pontos mais críticos, é outra solução que deverá ser implantada neste esforço conjunto. A iniciativa privada entraria com os investimentos para instalação dos sistemas que serão operados pelas Forças de Segurança.

Segundo o secretário, a ideia é somar esforços e formar uma rede protetiva de apoio com o objetivo de inibir as ocorrências e reduzir a criminalidade na zona rural. “Nós não corremos do problema, pois somos a solução nesta questão de combate a criminalidade, que ganha um reforço significativo quando há uma contribuição efetiva, como agora, da sociedade civil, no sentido de municiar as forças de segurança com informações que possam ajudar nossa inteligência a ser ainda mais resolutiva e nos apoiar em outras ações”, disse o secretário, reiterando que “quando a polícia é acionada, ela resolve”. Jean Nunes reforçou ainda a necessidade do registro oficial das ocorrências que é o que baliza e norteia as ações policiais.

José Inácio, presidente da Asplan, entidade que primeiro manifestou o desejo de buscar soluções conjuntas para a problemática dos crimes e aumento da violência na zona rural, falou da importância de contar com as forças de segurança pública no reestabelecimento da tranquilidade do homem do campo. “O medo tomou conta da gente, mas não podemos cruzar os braços e temos que buscar o apoio das forças de segurança para resolver esse problema, até porque isso é uma prerrogativa exclusiva da polícia, e é isso que estamos fazendo aqui. Discutindo formas de ajuda mútua para que possamos reestabelecer a tranquilidade no meio rural”, reiterou José Inácio.

A produtora canavieira, Simone Rangel, reforçou a importância de ações mais efetivas da polícia no segmento rural e lamentou a benevolência da legislação com criminosos. “Enquanto a polícia prende, a justiça solta. Nós não podemos viver a mercê da bandidagem, somos trabalhadores e trabalhamos duramente. Ser produtor não é fácil e ainda ter que lidar com essa situação de violência no campo é terrível, mas confiamos nas forças de segurança e estamos aqui na tentativa de unir esforços para termos mais assertividade e pro atividade nesta questão do combate à criminalidade”, disse ela.

O coronel da PM, Anderson Benevides, também presente ao encontro, destacou a importância desta união de forças entre o poder público e a iniciativa privada. “Quando a rede de contatos entre a polícia e a sociedade, neste caso, os produtores rurais e industriais, acontece de forma mais efetiva e colaborativa, a rede protetiva se fortalece e se expande”, destacou ele. A mesma referência foi feita pelo Delegado Geral da Polícia Civil, André Rabelo. “O Estado precisa da iniciativa privada e vice-versa e a união de forças só tende a fortalecer as ações de combate à criminalidade”, destacou ele.

O coronel Paiva Neto, comandante do Corpo de Bombeiros da Paraíba, destacou a importância da colaboração dos produtores na questão do combate as queimadas criminosas. “Quando começamos a trabalhar de forma conjunta, a partir das informações dos produtores, tivemos mais assertividade no combate aos incêndios criminosos, isso vale também em relação à questão dos assaltos e roubos, pois é também a partir dos relatos e das informações passadas, que a gente age de forma mais direcionada”, afirmou ele, lembrando que isso vale também no combate aos roubos de transformadores, fios e outros equipamentos na zona rural.

O representante das indústrias sucroenergéticas paraibanas, Gilvan Cavalcanti, diretor da Miriri, destacou que é preciso reforçar as ações de segurança pública para dar mais tranquilidade à comunidade que atua nas indústrias sucroenergéticas locais. “Nós, por exemplo, representamos um contingente de cerca de 1.700 trabalhadores, de cerca de seis mil pessoas, que habitam uns cinco municípios e precisamos ter mais tranquilidade para trabalhar e transitar. Penso que ao aproximarmos nossas ações e unirmos nossas forças, principalmente, usando a inteligência, combateremos de forma mais efetiva a violência e a criminalidade no campo”, reforçou Gilvan.

O diretor técnico da Asplan, Neto Siqueira, alertou para pontos críticos de acontecimento de assaltos no entorno da bacia hidrográfica. (Gramame, Mumbaba e Mamuaba), lembrando que e necessário que as forças de segurança tenham atenção especial, principalmente, de 5ª a domingo, quando acontece maior fluxo de pessoas naquela localidade para os banhos. O vice-presidente da Asplan, Raimundo Nonato, externou sua felicidade de, pela primeira vez na história da Paraíba, a Asplan estar recebendo tantas autoridades de Segurança Pública, de uma só vez. “Estou muito feliz de identificar aqui representantes do poder público compromissados com a sociedade civil e dispostos a cumprirem seu papel de combate à criminalidade”, disse Nonato, que externou ainda a esperança de voltar a ter tranquilidade de permanecer em sua propriedade. “Hoje, não tenho mais coragem de ficar em minha propriedade, infelizmente”, disse ele.

Hospital de Patos atendeu 189 pessoas e realizou 22 cirurgias neste final de semana

Posted on

O plantão do final de semana (27 a 29) na Urgência e Emergência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) registrou o atendimento a 189 pessoas, das quais, 33 vítimas de acidentes de trânsito e ainda realizou 22 procedimentos cirúrgicos. Comparando os dados deste final de semana com o anterior, o hospital teve um aumento de 19% em relação aos atendimentos gerais de urgência e emergência e de 74% em relação aos acidentes de moto.

O plantão de maior movimento foi o de domingo, com 89 pessoas, seguido do de sábado, com mais 77 atendimentos e, na sexta-feira, das 18h até a meia-noite, outras 23 pessoas deram entrada na unidade. Dos 33 pacientes vítimas de acidentes de trânsito, a maioria, ou seja, 28 deles foi de pessoas que estavam em motocicletas. Mas, houve ainda o registro de dois acidentados com automóvel, um caso com bicicleta, outro com veiculo de tração animal e ainda uma vítima de atropelamento. Dos 33 acidentados, oito permaneceram internados para cuidados posteriores.

A maior parte das vítimas de acidentes foi da cidade de Patos, com 10 pessoas no total, mas o hospital atendeu pacientes das cidades de São bento, Olho D’água, Mãe D’água, Catingueira, Itaporanga, Desterro, Brejinho, Vista Serrana, Matureia, Teixeira, Malta e Princesa Isabel.

Na Urgência e Emergência, além dos casos envolvendo os acidentados no trânsito, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste último final de semana foram de pacientes com queda da própria altura, dor abdominal, acidente com animais peçonhentos ou raivosos, hipertensão, contusão diversa/pancada, dificuldade de respirar, dor no pé, entorse/torção, dor de cabeça, queda de nível, náusea e vômito, dor renal, reação alérgica, entre outros motivos.

Dos 22 procedimentos cirúrgicos, a maior parte foi de Oncologia, com oito casos, seguido de Cirurgia Vascular, com cinco procedimentos, Cirurgia Geral, com mais cinco casos, dois de Ortopedia e um de BucoMaxilo. O diretor geral do hospital, Francisco Guedes, destaca que nos últimos dias, o número de atendimentos na porta de entrada da unidade aumentou. Ele acredita que isso se deve a retomada das atividades cotidianas. “Na medida em que a vida vai voltando ao normal, o número de pessoas circulando volta a aumentar e isso potencializa o risco de acidentes e outras intercorrências e nós sentimos isso diretamente”, destaca o diretor, lembrando que em contrapartida, o setor Covid, vem diminuindo o número de internações.

Dia do Psicólogo é comemorado com os profissionais do Complexo de Patos com palestra e café da tarde

Posted on

Ele é um profissional que busca entender melhor o outro, tratar determinadas dificuldades, cuidar da saúde mental dos colaboradores e, no nosso caso, principalmente, dos pacientes. Estamos falando do psicólogo, esse profissional que ajuda a aperfeiçoar o ambiente de trabalho e, neste 27 de Agosto, quando se comemora o Dia do Psicólogo não poderíamos deixar de parabenizar a equipe do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC). E a comemoração da data não passou em branco em nossa unidade. As sete psicólogas que integram a equipe do Hospital foram parabenizadas pelo seu Dia num café da tarde, realizado na última quarta-feira (25). A data foi antecipada para permitir que todas elas estivessem presentes na comemoração realizada no hall do Hospital do Bem.

A coordenadora do Serviço de Psicologia, Pryscilla Guedes, com apoio da Direção, idealizou a ação que contou ainda com a participação de todas as coordenações do Complexo, representando os demais funcionários. Além da atividade social, o evento contou ainda com uma palestra cuja temática foi o papel do profissional de Psicologia no ambiente hospitalar, ministrada pela psicóloga, Gorete Rezende.

Na ocasião, Pryscilla mostrou as melhorias implantadas no serviço de Psicologia, com destaque para a nova sala do setor, apresentou planilhas de atendimentos, assim como os novos formulários de atendimento, revisão e atualização de Protocolos Operacionais Padrão, além do Manual de normas e rotinas da atividade. No final, toda equipe de Psicologia recebeu uma lembrança para marcar a data entregue pelo diretor geral da unidade, Francisco Guedes.

“Foi um evento muito emocionante para todos que compõem a equipe. Nos sentimos cada vez mais reconhecidas e valorizadas pela gestão do Complexo. Nosso diretor Francisco vem nos oportunizando um considerável crescimento, tornando o serviço de Psicologia cada vez mais visto e valorizado. Foi com grande satisfação pessoal e profissional e de forma muito carinhosa que preparei este evento para nossa equipe. Fiquei bastante emocionada ao saber que uma de nossas psicólogas, concursada há 13 anos neste hospital, teve seu primeiro dia do Psicólogo sendo comemorado com um evento. Agradeço a todos que compõem esta unidade hospitalar, por todo o apoio que vem nos dando e tenho certeza que juntos, iremos crescer ainda mais”, disse Pryscilla Guedes.

“Estou no Regional desde 2008. São 13 anos nesta Casa. Aqui é onde posso exercer minha profissão na área de Hospitalar, que tenho muita identificação e digo que a dinâmica do hospital é incrível, pois estamos em contato diário com as mais diversas situações, seja de superações, de dores ou perdas. Tudo isto contribuiu para meu crescimento profissional e também pessoal. Aqui também conheci o amor da minha vida e formamos uma família. E este ano, em especial, tenho meu coração cheio de gratidão pelo reconhecimento à nossa profissão. Estou muito feliz e grata à coordenadora do setor e aos diretores da unidade por ter esse olhar especial com a nossa categoria e nos apoiar enquanto profissionais. Essa comemoração foi um marco para um novo tempo da Psicologia no Complexo e mais ainda para a união de forças com Hospital do Bem, Centro de Hemodiálise e toda a rede de apoio à saúde mental de Patos e região”, disse Samanda Xavier, uma das psicólogas do Hospital,

Além de Pryscilla Guedes e Samanda Xavier, ainda integram a equipe de Psicologia do Complexo de Patos as profissionais Thays Rochelle, Maria Gorete de Rezende, Jecyane Ertha, Iasmim Caroline e Maria do Socorro da Costa. Todas trabalham em regime de plantão, de forma a assegurar que a unidade tenha sempre um profissional à disposição dos pacientes. No Brasil, o Dia do Psicólogo é comemorado em 27 de agosto porque nesse dia, em 1962, o presidente João Goulart sancionou a Lei nº 4.119, que dispõe sobre a regulamentação da profissão.

João Pessoa ganha escola com metodologia líder em aprovação nos mais diversos vestibulares

Posted on

O Geo, que atua em João Pessoa há mais de três décadas, vai mudar de nome a partir de 2022, e passa a se chamar Colégio AZ João Pessoa. A palavra que denomina a nova escola simboliza uma metodologia de ensino que já é sucesso e líder em aprovação nos mais diversos vestibulares, em várias partes do país. Com a mudança, estrategicamente, a escola passa a concentrar todas as suas atividades numa única operação, na unidade Tambaú, mas, até o final do ano, a escola mantém suas duas unidades em João Pessoa. A novidade foi anunciada na noite desta quarta-feira (25), em circuito interno, para todos os 250 colaboradores e através de um comunicado encaminhado aos pais de alunos.

“Continuamos ofertando uma educação de qualidade através da formação integral dos estudantes, com o intuito de torná-los indivíduos críticos, éticos e responsáveis, e agora com ainda mais ênfase no uso da plataforma e metodologia AZ de estudos”, afirma a diretora geral do AZ João Pessoa,Verônica Monteiro. Ela lembra que a metodologia AZ já é utilizada na unidade Tambaú, desde 2019, mas, a partir de 2022 ela será usada com maior ênfase.

O método AZ estimula uma formação pautada na cultura do estudo, proporcionando uma performance de alto desempenho, o que assegura excelentes índices de aprovação nos mais diversos vestibulares. “Estamos muito felizes com essa mudança e com a possibilidade de oferecer aos nossos estudantes e a toda cidade de João Pessoa uma oportunidade de estudar em uma escola sintonizada com uma metodologia digital inovadora, com foco na aprendizagem individualizada e na transformação digital em sua essência. Nosso programa de educação socioemocional, de fato, ensina a estudar melhor com resultados comprovados”, reitera Verônica Monteiro.

E quem quiser dispor dessa plataforma de estudos inovadora já pode reservar sua vaga para o próximo ano. As matrículas 2022 estarão abertas a partir do dia 31 de agosto, no site da escola www.azjoaopessoa.com ou de forma presencial na sede do colégio, em Tambaú.

A Segurança Pública deve se aprimorar para combater a bandidagem e a PRF está de parabéns pelo Sinal Agro diz presidente da Asplan

Posted on

“Os agricultores brasileiros ganharam um forte aliado que amplia a segurança no campo e ajuda no combate a criminalidade, especialmente, no tocante a furtos e roubos de animais e maquinário agrícola e a PRF está de parabéns pela iniciativa de combate a bandidagem que muito nos auxiliará nesta questão de segurança, que é uma questão crucial para quem vive e trabalha no campo”, disse hoje (25) o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais. O dirigente canavieiro, que representa cerca de 1.800 produtores paraibanos, refere-se a o novo sistema de registro de furtos e roubos de animais e maquinário agrícola lançado, recentemente, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Trata-se do ‘Sinal Agro’.

Em nota divulgada na Imprensa, a PRF explica que o ‘objetivo do novo sistema é agilizar a comunicação de abigeato, que é o furto de animais do campo como bovinos e equinos, e também o roubo e furto de maquinários e defensivos agrícolas, que têm alto valor agregado’. E para acessar o ‘Sinal Agro’, basta que o produtor rural faça o registro na página da PRF na internet e clique no ícone correspondente, seguindo o passo a passo determinado pelo site. Após receber a comunicação, a PRF vai analisar e validar a ocorrência que será disparada para todos os celulares de policiais em operação naquela localidade, num raio de ação de até 200 km do local que ocorreu o fato. O serviço funciona 24 horas por dia e no futuro será integrado a sistemas em funcionamento dos estados para garantir o aumento da cobertura de atendimento.

Mas, o dirigente da Asplan, lembra que o registro no sistema ‘Sinal Agro’ não substitui o boletim de ocorrência que deverá ser emitido pela Polícia Civil. “Além de acionar o sistema que a PRF lançou, o produtor deve também fazer o registro na Polícia Civil, já que o ‘Sinal Agro’ serve apenas para os patrulheiros da instituição”, destaca José Inácio, reforçando que quando se faz o registro na PC o informe fica disponível para todas as forças de segurança pública fazerem a consulta, o que amplia as possibilidades de identificação e apreensão dos itens roubados e de quem praticou o delito.

Na nota da PRF, a instituição alerta ainda que, em caso de falsa comunicação por meio do sistema, o cidadão que o fizer poderá incorrer em crime previsto no Artigo 340 do Código Penal, e está sujeito a pena de detenção, de um a seis meses, ou multa. Quem não tiver acesso a Internet, pode fazer o registro por telefone pelo número de emergência da PRF, o 191.

Hospital Regional de Patos conclui reforma da UTI Convencional na próxima semana

Posted on

As obras de reforma da UTI Convencional do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), de Patos, iniciadas no começo de agosto serão concluídas antes do prazo previsto. A expectativa é que no início da próxima semana todas as ações estejam concluídas e o novo espaço passe e receber os pacientes que necessitam de cuidados intensivos já no começo de setembro. A equipe está na fase de pintura final e de instalação dos pontos de eletricidade, que agora contam com novos cabos, mais largos e resistentes.

O setor de Manutenção da unidade trabalha com o prazo de até segunda ou terça-feira da próxima semana para concluir toda obra de reforma e serão necessários mais alguns dias para limpeza e higienização dos espaços, instalação e teste dos equipamentos e para arrumação geral do ambiente até que a nova UTI possa receber os pacientes.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, afirma que em setembro o novo ambiente já estará apto a ser utilizado. “Queremos começar setembro já com a nova UTI Convencional em operação”, disse Francisco, lembrado que a reforma era uma ação necessária e que só foi possível realizá-la devido à baixa ocupação de leitos para a Covid-19. “Com a baixa internação de pacientes com Covid-19, tivemos espaço para o remanejamento dos pacientes e pudemos realizar essa intervenção estrutural em nossa UTI”, destaca ele. O espaço continuará com seis leitos de Clínica Médica.

Além da obra da reforma para melhoria na UTI Convencional, o Hospital Regional Janduhy Carneiro também está passando por obras no bloco cirúrgico, que também estão em ritmo adiantado. As obras no bloco começaram em junho e a previsão é que seja concluída em outubro. Enquanto as obras acontecem, as cirurgias do hospital continuam sendo realizadas normalmente, numa clínica conveniada.

Deputado Trocolli Júnior faz apelo para compra de embarcação para combate a incêndios

Posted on

Durante sessão da ALPB, nesta terça-feira (24), o deputado estadual Trocolli Júnior (PODE) alertou sobre a necessidade do Corpo de Bombeiros do Estado da Paraíba possuir veículo aquático apropriado para combate a incêndios dentro de embarcações. O parlamentar lembrou de um episódio de incêndio, no último sábado, no qual uma embarcação pegou fogo em Prainha, na divisa entre João Pessoa e Cabedelo, durante mais de três horas sem que nada pudesse ter sido feito. “As imagens correram pelas redes sociais, um tripulante passou mal e foi encaminhado para o hospital de trauma da Paraíba por inalar fumaça, mas, felizmente, não houve feridos com gravidade entre os que estavam na embarcação, mas, o bem ficou destruído”, disse o parlamentar.

Trocolli ainda destacou a importância da Grande João Pessoa no mapa do turismo náutico brasileiro. “Na Grande João Pessoa, hoje, tem mais de três mil embarcações entre jet skis e lanchas. São veículos aquáticos que variam de 3 milhões de reais até 20 mil reais, além dos catamarãs que fazem o transporte de turistas para os locais como Picanzinho, Areia Vermelha e Piscinas do Seixas. Isso fomenta muito o turismo náutico na Paraíba e é importante que haja esse aporte para o Corpo de Bombeiros em caso de situações como a que ocorreu no sábado.” disse o deputado.

“Eu faço um apelo ao governador João Azevedo para que, urgentemente, determine ao Corpo de Bombeiros, através do fundo da Corporação, a compra de um veículo anti-incêndio para embarcações. É um equipamento necessário para o turismo náutico da Paraíba,” reforçou Trocolli Júnior.

O parlamentar ressaltou ainda a importância do investimento em equipamentos para o Corpo de Bombeiros, destacando a compra da escada Magirus, um projeto de sua autoria. “Na época do ex-governador Cássio Cunha Lima, eu fui um dos maiores cobradores no que se diz respeito a compra da escada Magirus para a instituição. Depois dessa luta, o ex-governador decidiu canalizar a compra do equipamento, que é fundamental para uma cidade, como João Pessoa, que tem edifícios de muitos pavimentos”, destacou Trocolli.

Jeová comemora mais uma rejeição de denúncia contra Lula e diz que aos poucos a verdade vai sendo reestabelecida

Posted on

A juíza Pollyanna Martins Alves, da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, extinguiu a punibilidade e rejeitou a denúncia do Ministério Público contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros réus por causa de supostas irregularidades ligadas ao chamado caso do sítio de Atibaia. Com a decisão da magistrada, o ex-presidente está livre do processo, pelo qual havia sido condenado a 12 anos e 11 meses de prisão e multa. “Aos poucos, uma a uma das acusações infundadas e sem provas contra Lula vão caindo por terra para desespero de quem teme que ele possa novamente voltar ao Palácio do Planalto pela vontade soberana do povo brasileiro”, disse hoje (23) o deputado estadual Jeová Campos.

O parlamentar, que é também advogado, foi um dos primeiros políticos a ocupar a tribuna da Assembleia Legislativa para defender a inocência do ex-presidente Lula, quando ele foi preso no caso do Triplex do Guarujá. “Desde o início das denúncias contra Lula e depois da prisão, eu sempre chamei atenção da falta de provas e disse que Lula não podia ter sido preso no caso do Triplex do Guarujá e que a prisão tinha sido uma arbitrariedade e um espetáculo midiático, pois além de não existir provas não é papel do Poder Judiciário atuar como investigador nem como acusador como fez o juiz Sérgio Moro”, afirmou Jeová.

Ainda segundo Jeová, em 17 casos movidos contra Lula, todos eles a Justiça deu vitória a defesa do ex-presidente. No caso do Triplex do Guarujá, por exemplo, o caso foi anulado pelo STF em duas decisões. O caso do Sitio de Atibaia também foi anulado pelo STF e a reabertura do caso foi igualmente rejeitada pelo STF, assim como o caso do terreno do Instituto Lula. Os casos do Quadrilhão do PT, do Quadrilhão do PT II, do Delcídio, das palestras de Lula, do filho de Lula (Towchdwn), do Sobrinho de Lula, da Invasão do Triplex, o da Carta Capital e da MP 471 foram encerrados. O caso do Irmão de Lula, uma denúncia falsa, foi encerrado também. E o caso Guiné foi trancado por não apresentar provas.

“Dizer que é ladrão é fácil, mas quem acusa tem que apresentar o ônus da prova e contra Lula, até hoje, ninguém apresentou provas, daí porque as vitórias da defesa de Lula vão se avolumando, uma após outra”, reitera o parlamentar, lembrando que os procuradores da força-tarefa da operação Lava-Jato, junto com o juiz Sérgio Moro agiram para tirar Lula da corrida presidencial de 2018. “Mas, 2022 está bem ai e o povo brasileiro haverá de fazer justiça através da manifestação mais democrática que há: o voto”, finaliza Jeová.

Julgamento Popular

O deputado lembra um episódio que lhe marcou profundamente, ocorrido no dia 11 de agosto de 2019, quando no auge da Operação Lava Jato, foi realizado na Paraíba uma simulação de Juri Popular, que condenou a Lava Jato. Jeová atuou como advogado de defesa de Lula, junto com o também advogado Moreira, de Minas Gerais, condenando as práticas, os métodos e procedimentos ilegais da Lava Jato. “Apesar de ser um júri simulado, os participantes eram todos mestres em Direito, com a participação, inclusive de ex-magistrados e Procuradores Federais, e atuamos como se num Tribunal estivéssemos e, no final, condenamos a Operação com um placar de 7×0”, relembra Jeová. O evento foi transmitido ao vivo pela TV Master e repercutiu muito nos meios jurídicos e acadêmicos. A Dra. Maria Celi Nóbrega atuou como a magistrada do julgamento.

Hospital de Patos zera internações nas Enfermarias Covid pela primeira vez desde março de 2020

Posted on

Depois de participarem dos treinamentos para introdução do projeto ‘Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP)’, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, por meio do PROADI-SUS, as equipes do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) agora estão na fase de implantação dos procedimentos e ferramentas que vão melhorar, cada vez mais, a prestação de serviços da unidade. E esse processo está acontecendo nesta quinta-feira (18) e prossegue até amanhã (19), sob a supervisão do enfermeiro do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Leonardo Tomé.
“Estamos dando prosseguimento às ações do projeto em vários setores do hospital com a implantação da ‘Ferramenta de Avaliação Hospitalar’ (FAHOSP)”, explica o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes. Ele destaca que a partir da implantação desta ferramenta, se criará uma rotina na unidade de auditorias internas e ainda nos equipamentos para saber se tudo está funcionando como tem que funcionar, seguindo a risca a legislação, normas e procedimentos padrões de cada setor.
“Com essa ferramenta vamos poder uniformizar padrões de atuação nos serviços para que todos os profissionais daquele determinado setor tenham condições de desenvolver as ações dentro de uma mesma rotina de trabalho”, reforça a enfermeira chefe da unidade, Séfora Vasconcelos, complementando que, na prática, essa ferramenta vai permitir que a unidade identifique com mais propriedade situações de melhorias e otimização de serviço, seja nas relações de trabalho, revisão de equipamentos, processos de trabalho e normas.

Hospital de Patos atendeu 159 pessoas e realizou sete cirurgias no final de semana

Posted on

O plantão do final de semana (20 a 22) na Urgência e Emergência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), em Patos, registrou o atendimento a 159 pessoas, das quais 19 vítimas de acidentes de trânsito; e ainda a realização de sete procedimentos cirúrgicos, sendo cinco de cirurgia geral e dois de ortopedia, todos de urgência. O plantão de maior movimento foi o de sábado, com 71 pessoas, seguido do domingo, com mais 63 atendimentos e, na sexta-feira, das 18h até a meia-noite, outras 25 pessoas deram entrada na unidade.

Dos 19 pacientes vítimas de acidentes de trânsito, 16 são pessoas que estavam em motocicletas. Mas houve ainda um registro de acidente com automóvel e outro com bicicleta e também um atropelamento. Apenas dois pacientes vítimas de acidentes de trânsito precisaram ficar internados após os primeiros cuidados. Dos acidentados, a maior parte deles foi da cidade de Patos, com 10 pessoas no total, mas o hospital atendeu pacientes das cidades de Água Branca, Catingueira, Malta, Imaculada, Condado, Matureia e Passagem.

Na Urgência e Emergência, além dos casos envolvendo os acidentados no trânsito, os demais motivos dos atendimentos da unidade neste último final de semana foram de pacientes com queda da própria altura, dor abdominal, dor na perna, queda de nível, hipertensão, contusão diversa, queda de nível, sintomas de síndrome gripal, edema, entorse/torção, acidente com animais peçonhentos ou raivosos, dor de cabeça, dificuldade de respirar, vacinação, dor no peito, náusea e vômito, sangramento, entre outros motivos.