Month: abril 2021

Mês de Segurança do Paciente é encerrado no Complexo de Patos com várias ações

Posted on

A campanha Abril Pela Segurança do Paciente, criada para que as instituições de saúde revisassem estratégias e ações que busquem aumentar a Segurança do Paciente, ganhou este ano a adesão do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC). A unidade, durante todo o mês de abril, realizou várias ações reforçando condutas e debatendo a importância de ter uma atenção mais que especial com o paciente. As atividades foram encerradas nesta quinta-feira (29), com o lançamento de uma ação de arrecadação de materiais de higiene pessoal e roupas para pacientes e acompanhantes em situação de vulnerabilidade social, com corte de cabelo para os pacientes nas enfermarias e um momento de louvor e congraçamento respeitando as normas vigentes de não aglomeração e distanciamento seguro.

A programação, que acontecia desde o dia 1º de Abril, incluiu rodas de conversas com acompanhantes, pacientes e profissionais, campanhas internas a exemplo da “Adorno Zero” e palestras com temas diversos, tais como, “Seis metas internacionais de segurança do paciente”, “Importância do Uso de EPI’s”, “Melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos”, “Reduzir risco de queda e lesão por pressão”, “Pneumonia e mudança de decúbito, fatores de risco e estratégias para a prevencão” e “Higienização das mãos para prevenir infecção”.

Todas as atividades foram realizadas em conjunto pelo CCIH, Núcleo da Segurança do Trabalho em conjunto com o Serviço Social da unidade, envolvendo também todas as coordenações de setores e a direção Administrativa, Técnica e Geral do Complexo. “Foi um mês de muitas atividades e reforço de ações e condutas importantes no que diz respeito ao trato com o paciente. Toda instituição de saúde deve ter um olhar especial e se preocupar com a qualidade e segurança da assistência ao paciente e ao reforçarmos isso não apenas em Abril, mas neste mês com mais ênfase, estamos nos aperfeiçoando enquanto instituição. Nós não podemos esquecer que a segurança do paciente é um componente essencial da qualidade do cuidado a ele prestado”, destacou a Diretora Técnica do Complexo, Dra. Jaqueline Andrade.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, participou do encerramento das atividades e reforçou a importância de tudo o que foi revisto durante a campanha ‘Abril Pela Segurança do Paciente’. “Nós não podemos negligenciar quando o assunto é vidas humanas e aqui no Complexo lidamos com isso cotidianamente. Então, quanto mais capacitados e comprometidos estivermos com as nossas ações, mais segurança teremos ao executar nossas atividades”, disse Francisco, agradecendo o engajamento dos profissionais nas ações e a condução das atividades pelas equipes de todos os setores, especialmente, do CCIH, do Núcleo da Segurança do Trabalho e do Serviço Social da unidade.

Esse 1º de Maio não pode ser de comemoração tem que ser de resistência afirma deputado Jeová Campos

Posted on

Em meio a um cenário que registra a morte de 400 mil brasileiros na pandemia, com um índice de desemprego alarmante, com muitas empresas fechadas e falidas, comércio de mal a pior e uma economia que não favorece os trabalhadores não há muito o que comemorar neste 1º de Maio, disse hoje (30), o deputado estadual, Jeová Campos. “Os trabalhadores não têm nada a comemorar neste 1º de Maio, as lágrimas fez um rio de sofrimento com tantas mortes por covid, os trabalhadores da periferia perderam seus empregos e a esperança, os do pequeno comércio viram as empresas fecharem e também perderam sua fonte de renda durante essa pandemia, portanto, o momento não é de comemoração, mas de resistência a tudo isso que esse (des) governo federal promoveu”, desabafou o parlamentar.

Na opinião de Jeová, o genocídio provocado pelo governo Bolsonaro só pode ser comparado à mortandade dos povos indígenas, em 1500. “Bolsonaro tem que ser colocado para fora porque o Brasil não aguenta mais tantas mortes, desemprego, fome, falta de vacina e um presidente que só fala e manda o povo andar armado. Fora Bolsonaro tem que ser o grito de guerra neste 1º de Maio”, afirmou o parlamentar paraibano, que denominou o atual governo federal de ‘irresponsável, desastrado e desumano’.

Deputado Jeová Campos conhece futura reserva ecológica de natureza permanente em Olho d’água

Posted on

Coincidentemente, na data em que se comemora o Dia Nacional em Defesa da Caatinga, o deputado estadual e presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, Jeová Campos foi conhecer a futura reserva ecológica de natureza permanente de Olho D’água das Onças, no município de Picuí. O convite para conhecer a futura reserva partiu do também deputado Buba Germano, que está à frente da coordenação dos trabalhos para oficializar esse espaço ecológico. “Essa reserva retrata bem as espécies nativas, da fauna e da flora do bioma Caatinga e vai ser um espaço importante de preservação do meio ambiente”, destacou Jeová.

O deputado que fez breve fala durante a sessão legislativa remota desta quarta-feira pela manhã aproveitou a oportunidade para convidar os demais parlamentares e o público em geral para acompanharem, logo mais, a partir das 16h, uma sessão especial da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente, transmitida direto de Picuí, que vai abordar a importância desta iniciativa de criação desta reserva ecológica.

“A defesa do meio ambiente, das espécies da fauna e flora, deve ser uma pauta permanente de todas as pessoas que se preocupam com o futuro do planeta, com o clima, com a natureza, com a vida. É preciso que cada um faça sua parte, pois essa questão ambiental diz respeito a todos, sem distinção”, argumentou Jeová, lembrando que a Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro, o que significa que grande parte do seu patrimônio biológico não pode ser encontrado em nenhum outro lugar do planeta.

Pão de Saora agora é patrimônio cultural e imaterial da Paraíba

Posted on

Nada como um pão fresco à mesa do café da manhã para começar bem o dia. Melhor ainda se for o tradicional e delicioso “Pão de Saora”, que os habitantes de Cajazeiras e região apreciam desde meados do século passado e que, desde o ano passado também está disponível para o mercado de João Pessoa. Mas, a novidade é saber que esse saboroso alimento é, a partir de agora, considerado patrimônio cultural e imaterial da Paraíba. Lei neste sentido foi publicada na edição desta quarta-feira (28) do Diário Oficial do Estado. A Lei 11.916/2021 é fruto de uma propositura do deputado estadual Jeová Campos, através do PL 2.590/2021.

O parlamentar lembra que o ‘Pão de Saora’ foi idealizado pelo Sr. Severino Cabral dos Santos, conhecido como “Seu Saora”, em meados do Século XX, na cidade de Cajazeiras. “Essa iguaria é conhecida e saboreada por consumidores fiéis de Cajazeiras e outras cidades do Alto Sertão Paraibano e até outros estados e mesmo após o falecimento do criador do pão, seus familiares continuaram a tradição do fabrico dos pães”, destaca o deputado.

Paraibano nascido em Teixeira, em 19 de outubro de 1918 e falecido em 2004, aos 86 anos, em Cajazeiras, Seu Saora, diante das dificuldades enfrentadas ao longo da vida, teve a feliz ideia de fabricar pães caseiros de forma artesanal com a ajuda da família. “Em sua fórmula simples e sem segredos, os pães de Saora, como ficaram conhecidos e adquiriram fama, eram e ainda são produzidos sem qualquer produto químico o que os diferencia pelo sabor e qualidade”, reitera Jeová, destacando que esse pão é a garantia de um alimento saudável e nutritivo como, aliás, deve ser aquele que é considerado o primeiro e mais sagrado alimento do nosso dia a dia.

O pão que há décadas é feito em Cajazeiras pode ser encontrado também em João Pessoa nas versões salgado e doce, graças à iniciativa de uma das netas de Seu Saora, a enfermeira Jana Samara, satisfazendo os inúmeros cajazeirenses residentes na capital que há muito desejavam adquirir o produto e os pessoesnses que passaram a ter disponível essa iguaria com mais facilidades.

ALPB aprova concessão de Medalha Padre Rolim a educadora Sheylla Lacerda

Posted on

Os deputados estaduais paraibanos aprovaram por unanimidade, durante sessão remota da ALPB, desta terça-feira (27), o Projeto de Resolução Nº 264/2021, de autoria de Jeová Campos, que com concede a Medalha Padre Inácio de Sousa Rolim – Padre Rolim – à Doutora Sheylla Nadjane Batista Lacerda. “A Dra. Sheylla tem um currículo que está à altura desta honraria e se enquadra em todos os critérios adotados para concessão desta medalha”, destacou o autor da propositura em sua fala justificando a sua iniciativa.

Segundo Jeová, a homenageada é Doutora em Saúde Pública pela Faculdade de Medicina do ABC, Mestre em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal da Paraíba, possui graduação em Licenciatura em Biologia pela Universidade Federal da Paraíba, Diretora Pedagógica da Faculdade Santa Maria, Diretora da Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade Santa Maria. Atua na Área de Saúde Pública e Avaliação de Serviços de Saúde.

O deputado lembrou que quem não é de Cajazeiras, nem da área educacional/pedagógica, talvez não tenha ouvido falar na Dra. Sheylla, mas ela tem um currículo bastante interessante que entre os feitos foi transformar inicialmente uma casa simples, no maior espaço educacional da região com a Faculdade Santa Maria, com cursos em várias áreas, fazendo com que Cajazeiras voltasse a ter um olhar diferenciado, resgatando o legado do Padre Rolim. “A homenageada, juntamente com a Professora Ana Costa Goldfarb, implantaram no ano de 2002, uma Instituição de Ensino Superior em Cajazeiras, a Faculdade Santa Maria. Essas duas grandes formadoras e empreendedoras, preocupadas com a educação e com o desenvolvimento do município de Cajazeiras, assumiram um compromisso muito sério ao promover um processo de formação de profissionais capazes de atuar com competência na promoção, prevenção e reabilitação em saúde nos diversos níveis de atenção”, destacou Jeová.

Ele lembrou que, atualmente, a instituição funciona com 11 cursos de graduação: Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia, Biomedicina, Medicina, Administração, Psicologia, Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Nutrição e Odontologia, que hoje tem um corpo discente composto de 3.000 mil alunos. “Hoje a Faculdade Santa Maria gera 300 empregos diretos e muitos indiretos, além de contribuir para uma nova realidade nos setores produtivos do município de Cajazeiras e cidades circunvizinhas proporcionando um avanço socioeconômico direto e/ou indiretamente”, reforçou o parlamentar, destacando que além das atividades acadêmicas, a Faculdade Santa Maria tem parceria com o Instituto Maria José Batista (IMJOB), instrumento alternativo na materialização da inclusão social, uma vez que desenvolve atividades por meio de projetos sociais que contribuem com ações que objetivam promover a cidadania de crianças, adolescentes, mulheres quilombolas, ciganos e idosos, integrando pessoas. “A homenageada dedicou parte de sua vida à educação de centenas de sertanejos. Por isto também entendemos que a mesma é digna e merecedora desta homenagem”, finalizou Jeová.

Equipe da SES pode ser condecorada com Medalha Epitácio Pessoa pela atuação no enfrentamento do Covid na Paraíba

Posted on

Mesmo quando muitos estados do país colapsaram, com filas e falta de leitos para internamento para pacientes com coronavírus, a Paraíba seguiu no enfrentamento da pandemia em equilíbrio abrindo novos leitos, contratando equipes para ampliar a assistência, priorizando estratégias de fortalecimento dos hospitais permanentes, abrindo apenas um hospital de campanha, em Santa Rita, implantou o inquérito sorológico em todas as regiões do estado, já tendo testado 20% da população, adotou medidas restritivas de circulação quando entendeu que era necessário e, sobretudo, dispôs de uma equipe que trabalhou e continua trabalhando diuturnamente no combate não apenas a proliferação da doença, mas, sobretudo no acolhimento e assistência aos doentes. E foi para reconhecer esse empenho, competência, compromisso e responsabilidade que o deputado estadual, Jeová Campos propôs, através do Projeto de Resolução Nº 301/21, que os representantes da Secretaria de Estado de Saúde, em nome de todos os profissionais da SES, fossem agraciados com a mais alta comenda da ALPB, a Medalha Epitácio Pessoa.

De acordo com o PR, em seu Artigo 1º, fica concedida a Medalha Epitácio Pessoa aos Doutores Geraldo Antônio de Medeiros, Secretário de Estado da Saúde da Paraíba, a Doutora Renata Valéria Nóbrega, Secretária Executiva de Estado da Saúde da Paraíba, e o Doutor Daniel Gomes Monteiro Beltrammi, Secretário Executivo de Gestão de Unidades de Saúde da Paraíba, representando todos os profissionais de saúde da Paraíba, pelas suas ações reconhecidamente meritórias no enfrentamento ao novo coronavírus, COVID-19, no Estado da Paraíba.

O secretário Geraldo Medeiros, embora seja um profissional discreto e pouco afeito a homenagens, recebeu o comunicado do deputado autor da propositura com muita alegria. “Nos sentimos muito honrados de receber essa homenagem da Assembleia que além de nos alegrar pelo reconhecimento do trabalho realizado também amplia a homenagem a toda uma equipe que se dedica, diuturnamente, para garantir saúde de qualidade para toda população paraibana”, disse Dr. Geraldo, agradecendo a iniciativa em nome de sua equipe.

“Além de todas as ações da SES no enfretamento da pandemia em relação aos pacientes, o que nos permitiu assegurar uma assistência adequada e em tempo, já que não tivemos problemas com superlotação nas unidades referenciadas, ainda há que se destacar a diligência e competência da equipe da SES na questão da logística e distribuição das vacinas contra o Covid, trabalhando diuturnamente e não raro de madrugada, o que nos garantiu ocupar lugar de destaque na aplicação das doses, permanecendo hoje em 4º lugar no ranking nacional, segundo os dados do consórcio de veículos de imprensa”, destacou Jeová, dizendo-se extremamente feliz em ter podido homenagear a equipe da SES, representada por seus secretários.

A comenda, segundo o parlamentar, será entregue em Sessão Solene da Assembleia Legislativa, em dia e horário a serem definidos, de acordo com a disponibilidade dos homenageados e das condições da pandemia. O PR foi protocolado na noite desta segunda-feira (26) e deve ir a plenário para apreciação dos parlamentares, ainda essa semana.

Complexo de Patos tem aumento de 11% nos atendimentos na Urgência e Emergência no final de semana

Posted on

Comparando os atendimentos deste final de semana (23 a 25) com os do final de semana anterior (16 a 18/04), a Emergência e Urgência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) teve um aumento de 11% no número e atendimentos e de 80% no número de pacientes vítimas de acidentes. Entre às 18h da última sexta-feira (23) e a meia noite do domingo (25), o plantão da unidade registrou o atendimento de 146 pacientes, deste total 36 foram de pessoas que se acidentaram. O plantão de maior movimento foi o do domingo, quando 72 pessoas foram atendidas, seguido do plantão do sábado, quando deram entrada na unidade outras 51 pessoas. Das 18h da sexta-feira até a meia noite, mais 23 pessoas foram atendidas por causas diversas. Nove cirurgias foram realizadas neste período, sendo dois procedimentos de Ortopedia, a mesma quantidade de Cirurgia Geral e mais cinco cirurgia oncológica.
Comparando os dados da Urgência e Emergência da unidade deste final de semana com o anterior, houve um aumento de 11% no número de atendimentos (16 a 18/04 foram 131 atendimentos). Na emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, automóvel, bicicleta e veículo de tração animal, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com síndrome gripal, queda da própria altura, queda de nível, dor abdominal,

, entorse ou torção, dor no peito, dor renal, acidente com objeto perfuro-cortante, problemas ligados à hipertensão, entre outros motivos.
O boletim de atendimento de pacientes vítimas de acidentes de trânsito mostra que dos 33 acidentados, a quase totalidade foi de pessoas que estavam em motocicletas, com 28 casos. Houve ainda quatro pessoas que se envolveram com acidentes de automóvel e uma que se acidentou com bicicleta. Dos 33 acidentados, seis deles precisaram permanecer internados para cuidados posteriores. Os demais foram liberados após os primeiros socorros. Dos acidentados, a maior parte deles foi da cidade de Patos, com 16 pessoas no total, mas vieram pacientes das cidades de Aguiar, Cacimbas, Desterro, Imaculada, Matureia, Olho D’água, Paulista, Piancó, Santa Teresinha, Santana de Mangueira, São Bento, São José do Bonfim, Tavares, João Pessoa e São Mamede.

Equipamentos para realização do teste do pezinho ampliado na rede pública já chegaram e em breve serão instalados

Posted on

Os equipamentos que viabilizarão a realização do Teste do Pezinho Ampliado nas unidades públicas de saúde da Paraíba, e que vai possibilitar que o filho do pobre paraibano tenha as mesmas condições que os filhos dos ricos de identificar várias doenças de forma precoce ao nascer, já chegaram a sede do Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba-Lacen. A boa notícia foi divulgada hoje (26) pelo deputado estadual Jeová Campos, autor do Projeto de Lei que propôs a implantação do serviço. “Estou muito feliz com essa novidade e espero em breve ver a realização dos testes”, disse o parlamentar. A Lei em questão é a Nº 11566 e foi sancionada em dezembro de 2019.

Jeová lembra que simultâneo a instalação dos equipamentos está ocorrendo os treinamentos das equipes responsáveis pela instrumentalização dos testes que começam nesta segunda-feira (26). “A lei foi sancionada há um ano, mas a demora na implantação dos testes se deveu a uma série de fatores, que passou pela aquisição dos kits, do treinamento de pessoal, da logística de realização do exame, dos equipamentos necessários para a realização dos mesmos, mas, estamos muito próximo de tornar tudo isso realidade aqui na Paraíba”, disse o parlamentar, lembrando que a Paraíba será o primeiro estado do Nordeste a dispor desse tipo de testagem na rede pública de saúde.

O deputado aproveitou para agradecer o empenho e compromisso da equipe da Secretaria Estadual de Saúde, nas pessoas do secretário, Dr. Geraldo Medeiros, de Renata e do secretário executivo, Daniel Beltrami que mesmo em meio a toda essa pandemia do Covid conseguiram, em paralelo, implantar esse projeto de grande relevância que é o do Teste do Pezinho Ampliado. A expectativa com a chegada dos equipamentos e com a realização do treinamento das equipes é que o teste já comece a ser realizado a partir de maio.

Atualmente, o teste do pezinho disponibilizado na rede pública paraibana diagnostica apenas seis doenças e com a ampliação ele poderá identificar até 30 patologias. “Estou muito feliz e com uma imensa expectativa de poder ver esse teste sendo realizado em nossos bebês. Essa iniciativa mostra o quanto uma política pública pode interferir positivamente na vida do cidadão e vale lembra que isso tudo começou no parlamento, com a minha proposta”, destacou Jeová. O parlamentar se reunirá nesta segunda (26) com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, que já lhe adiantou que tem interesse de implantar na rede estadual do estado vizinho o mesmo teste ampliado. A principal pauta do encontro será sobre questões ligadas ao projeto de conclusão das obras da Transposição do Rio São Francisco.

Quais patologias

O teste do pezinho ampliado vai tornar possível o diagnóstico precoce das seguintes patologias: Fenilcetonúria e outras aminoacidopatias, Hipertireoidismo congênito, Hiperplasia Adrenal, Galactosemia, Deficiência de Biotinidase, Toxoplasmose Congênita, Deficiência de G6PD, Fibrose Cística, Anemia Falciforme e outras Hemonoglobinopatias e Leucinos. No Distrito Federal, que hoje é referência em Teste do Pezinho Ampliado são feitas, em média, 400 novas consultas de primeira vez no Centro de Referência de Doenças Raras da Secretaria de Saúde.

O discurso de Bolsonaro na ‘Cúpula de Líderes sobre o Clima’ negou os desmatamentos e sua política destrutiva do meio ambiente afirma Jeová

Posted on

“O Brasil retrocedeu quando se trata de questão ambiental e clima, no quesito da redução da emissão de gases, da preservação da Amazônia, com recorde de desmatamentos, na questão das queimadas, não avançou o quanto poderia na geração de energia limpa, no respeito aos povos indígenas e essa política de destruição do meio ambiente do governo Bolsonaro, que envergonha os brasileiros e ameaça o planeta, ficou evidente com a pífia participação do país na “Cúpula de Líderes sobre o Clima”, avalia o deputado estadual e presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Jeová Campos. Para o parlamentar, Bolsonaro mentiu na Cúpula do Clima sobre sua política ambiental, negou os desmatamentos e fez promessas que não vai cumprir, pelo simples fato do atual governo não estar comprometido com a questão ambiental e climática. “Bolsonaro mentiu, negou que está “passando a boiada” típico de um governo desonesto: diz aos líderes o contrário do que está fazendo. Muito feio um governo mentir para o mundo”. Destaca Jeová.

O deputado paraibano lembra que dados do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia registrou em março último novo recorde no desmatamento, de 216% a mais em relação a março de 2020, mas que o Brasil tem potencial de retomar a pauta do meio ambiente. “Entre 2004 e 2015, por exemplo, o Brasil reduziu em 79% o ritmo de desmatamento da Amazônia e neste período foram criados 59 milhões de hectares de áreas de proteção de florestas e dos povos que nelas habitam. Isso credenciou nosso país à cooperação soberana com outros países, como Alemanha e Noruega, no Fundo Amazônia”, lembra Jeová.

Para o deputado e presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, o Brasil precisa retomar seu lugar de protagonista no que diz respeito ao meio ambiente. “Só haverá salvação para o planeta se for possível salvar o meio ambiente e controlar o clima e, neste aspecto, o Brasil precisa e pode voltar a ocupar lugar de destaque. O país que se negar a assumir metas climáticas será, inevitavelmente, isolado, como ocorre, atualmente, com o Brasil”, reitera Jeová, lembrando que não há desenvolvimento sustentável se não houver respeito ao clima.

O Brasil, segundo o parlamentar paraibano, vive uma situação bem diferente daquela que vivia em 2009, quando na Conferência de Copenhague o país apresentou metas voluntárias, ambiciosas e factíveis de redução da emissão de gases. “Infelizmente, a imagem que a comunidade internacional faz do Brasil hoje é muito ruim e discursos que não condizem com a nossa realidade só fazem reforçar o desastre dessa política de degradação ambiental imposta a nação pelo atual presidente e manchar nossa já arranhada imagem na comunidade internacional”, finaliza Jeová.

O lugar de Sérgio Moro é na cadeia e o de Lula de volta à Presidência da República diz Jeová Campos

Posted on

“A decisão do plenário do STF merece nosso aplauso, mesmo que tardiamente tenha reconhecido que o então juiz Sérgio Moro era suspeito, parcial, quebrou o devido processo legal, agiu com sentimento de vingança, que atuou para ofender e prejudicar o ex-presidente Lula, tirar sua liberdade durante mais de 500 dias, impediu dele ir ao velório de seu irmão, impediu de viver a vida com liberdade. Tudo isso foi feito por Moro e o STF não reagiu, mas agora reconhece que o ex-juiz foi carrasco e algoz contra o ex-presidente. O lugar de Sérgio Moro é na cadeira e de Lula de volta à Presidência”, disse hoje (23) o deputado estadual paraibano Jeová Campos. Ele se referiu à decisão do Pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) que manteve decisão da 2ª Turma que considerou o ex-juiz Sergio Moro parcial ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso “triplex do Guarujá”.

Mesmo que tardia, segundo Jeová, a decisão tem um valor histórico, que é o de reparar o sistema de Justiça, que é recuperar a Justiça Brasileira a credibilidade. “O direito natural de qualquer cidadão é ser julgado por um juiz que seja imparcial, que não tenha paixão, nem sentimento, que julgue de acordo com a Lei e com os fatos que depois seja competente, e não uma incompetência forjada descaradamente e feita por Sérgio Moro”, enfatizou o deputado paraibano que também é advogado.

Ainda segundo Jeová, Sérgio Moro agora deve responder pelos atos injustos que cometeu contra Lula. “Sem dúvida alguma, o lugar de Sérgio Moro é na cadeia e o de Lula de volta a presidência já que com a decisão os direitos políticos do ex-presidente estão mantidos e nada impede que ele concorra na eleição de 2022”, finalizou Jeová.

Sobre a decisão do STF

Por 7 votos a 2, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve decisão da 2ª Turma que considerou o ex-juiz Sergio Moro parcial ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso “triplex do Guarujá”. Vale lembrar que a sessão desta quinta-feira (22) do Pleno não julgou a suspeição de Moro em si, mas se o julgamento da atuação de ex-ministro da Justiça poderia ter acontecido de fato na 2ª Turma da Corte ou se a ação teria perdido validade com a anulação das condenações de Lula pelo ministro Edson Fachin, em março deste ano, que considerou a 13ª Vara Federal de Curitiba incompetente para julgar as ações envolvendo o ex-presidente.