Atleta paraibano Daniel Azevedo participa de campeonato nacional em Recife e ganha todas as quatro provas que disputou

O nadador paraibano Daniel Azevedo já se acostumou a subir ao pódio nas provas que disputa, seja em campeonatos locais, regionais, nacionais e até internacionais. E não foi diferente nos últimos dias 04 e 05 quando ele nadou quatro provas do Campeonato Brasileiro, etapa Pernambuco, e foi o campeão em todas elas. Daniel venceu os 200 metros Peito com o tempo de 2.30.51, os 100 metros Costa concluindo a prova em 1.00.23, os 200 metros Costa com 2.17.66 e ainda foi campeão nos 200 metros Medley, com o tempo de 2.17.57.

Por conta da pandemia e para não ter aglomeração, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) encarregou cada Estado de fazer o seu campeonato e os que não tinham condições de realizar, como no caso da Paraíba, encaminharam seus atletas para outros Estados. Os tempos destas disputas serão registrados no histórico de cada atleta, valerão para ranking nacional e o atleta poderá participar da seleção brasileira. Daniel fez excelentes tempos nas provas, na categoria que disputou (Juvenil 1), ganhou todas as disputas, baixou seu tempo nos 100 Costas e fez o melhor tempo nos 200 Peito.

“As provas do Campeonato Brasileiro este ano, em função da pandemia, aconteceram em vários Estados simultaneamente. Daniel foi disputar as provas em Recife, na etapa Pernambuco, porque a Vila Olímpica está em reforma e não podia sediar as disputas pela Paraíba”, explica a mãe de Daniel, Daniele Azevedo, que é quem costumeiramente acompanha o atleta em todas as disputas dele no Brasil e no exterior.

Para o Atleta, que teve um ano atípico, com treinos reduzidos e até suspensão de treinamentos por um tempo, passou por situações adversas, 2020 não foi um ano completamente perdido, mas ficou longe de chegar onde ele planejou. “Não perdi o foco, voltei a treinar assim que os treinos foram liberados, mantive, mesmo que com restrições minha rotina de exercícios físicos e o mais importante é que não perdi o foco nas competições, nem a vontade de treinar. E embora eu não tenha reduzido muito meus tempos, consegui bons índices nas provas em Recife e acho que ficarei bem posicionado entre os atletas nas categorias que disputei”, disse Daniel.

Os resultados das disputas realizadas em vários estados do país ainda estão sendo computados pela CBDA. Mas, mesmo sagrando-se campeão das disputas, nenhum atleta que participou das provas receberá o título de campeão brasileiro em 2020, em função das provas terem sido disputadas em condições diferentes em cada localidade. Para Daniel, que pontuou muito bem, os resultados servirão para medição de performance junto a Confederação o que poderá propiciar convocações para competições futuras. O atleta paraibano tentou o índice (59.03) para participar do Troféu Brasil, mas só conseguiu atingir a marca de 59.98 ficando fora da disputa que poderia garantir sua convocação para integrar a formação da seleção brasileira que irá ao Campeonato Sul-Americano de Buenos Aires, adiado para 2021. A seleção será formada por atletas com menos de 20 anos, com o objetivo de dar experiência internacional para os jovens nadadores do Brasil.

Mas, independente da disputa no Troféu Brasil, Daniel tem chances, pelos índices alcançados, de estar entre os convocados não apenas para o Campeonato Sul-Americano, mas, também para as Olimpíadas. “Vamos aguardar o resultado. Estou com bons tempos e ainda treino para melhorar ainda mais”, diz ele, que com apenas 15 anos já é um atleta de nível internacional e desponta no cenário brasileiro de Natação como um dos grandes nomes da atualidade.

Postado em: 08/12/2020, Por : administrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *