Departamento Social da Asplan ultrapassa três mil atendimentos mesmo num ano atípico como 2020

A pandemia mudou rotinas e procedimentos, obrigou as empresas e entidades a se adaptarem a uma nova realidade para proteção de todos contra o coronavírus, e na Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) não foi diferente. No início da pandemia e até julho todos trabalharam em regime de home Office, depois de forma presencial, mas com rodízio de pessoal e, desde julho, as atividades voltaram ao normal na entidade, respeitando todas as regras de segurança e proteção. E mesmo num ano atípico, um levantamento realizado pelo setor administrativo da Associação mostra que o número de atendimentos do Departamento de Assistência Social (médico, enfermagem, exames laboratoriais e odontológico) da entidade, de janeiro até outubro, ultrapassou a marca dos três mil atendimentos.

O relatório dos primeiros dez meses contabiliza um total de 3.445 ações, sendo 2.182 atendimentos clínico/ocupacional, 44 atividades de enfermagem, 467 exames laboratoriais, enquanto que no setor odontológico esse número chegou a 752 serviços prestados aos associados e seus dependentes. Os serviços médicos oferecidos são realizados pelo médico do trabalho, Dr. Tarcísio Campos, no ambulatório da entidade ou nas propriedades dos associados, mediante agendamento prévio. Já os serviços de odontologia estão disponíveis com a dentista Wilma Lira Dantas da Costa, que atende em um moderno consultório instalado no primeiro andar do prédio sede da Asplan, localizado no Centro de João Pessoa. O serviço de Odontologia e Medicina do Trabalho estava disponível de segunda à quinta-feira, das 7h às 13h, até o final de novembro. “Com essa nova onda de contágio, a direção achou prudente suspender temporariamente os atendimentos diários, mas manter a dentista de sobre aviso para atender casos de urgência e também o nosso médico do Trabalho”, explica a gerente administrativa da entidade, Kiony Vieira.

Dos atendimentos do setor médico, entre janeiro e outubro deste ano, a maior parte foi no campo, com um total de 1.982 procedimentos realizados nas fazendas dos associados e outros 76 casos atendidos no ambulatório da Associação. Associados, cônjuges e filhos, além de funcionários têm direito aos serviços e procedimentos disponibilizados pelo Setor Social da entidade sem ter que pagar pelos serviços. “A contribuição dos Associados assegura que nossa entidade se mantenha e ainda disponibilize uma série de vantagens para produtores e ainda para seus funcionários e familiares”, reforça Kiony, lembrando que os produtores dispõem ainda de assessoria jurídica, financeira, de Segurança do Trabalho, e de comunicação, além de ter planos diferenciados de telefonia e de seguro saúde.

O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, lembra que esses serviços refletem a organização da Asplan e à própria política de relacionamento da entidade com seus associados. “Temos uma excelente estrutura de atendimento, contamos com profissionais competentes e dedicados. Vale salientar que o nosso foco é atender, cada vez melhor, os produtores de cana da Paraíba não apenas nesta demanda social, mas, em todas as outras áreas que ele precisar”, destaca José Inácio, lembrando que os dados de prestação de serviços do Departamento Social, mesmo num ano atípico como 2020, reforçam o compromisso da Asplan com todos que integram o mundo canavieiro paraibano.

Postado em: 07/12/2020, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *