O poder econômico comprou a consciência do povo e infelizmente Cajazeiras não deu um passo à frente, mas, seguimos na luta diz Jeová

“Nossa missão foi cumprida, cumprida com convicção, com certeza, com coragem, com bravura, com sentimento humanista, porque acreditamos que a humanidade não pode mais viver essa barbárie que poucos podem tanto e ao povo só cabe sofrer. Lutamos contra isso e é por isso que estamos na política. Quero parabenizar a todos os companheiros e companheiras, todos os irmãos que se juntaram a nossa luta e que acreditaram na crença do socialismo, num amanhã mais justo. Não desanimem. A semente foi plantada em solo fértil. Perdemos para o poder econômico que corrompe consciências, saímos desta maiores, infelizmente, não será desta vez que Cajazeiras dará um passo à frente. Perdemos nas urnas, mas seguimos na luta”, disse hoje (16), o deputado estadual Jeová Campos, ao avaliar o resultado nas urnas em Cajazeiras, onde seu irmão Marquinhos Campos foi candidato a prefeito pelo PSB.

Para o deputado, que sempre defendeu o financiamento público de campanha, o resultado das urnas só confirma a diferença de posturas diante do eleitor e reforça que é preciso mudar essa sistemática eleitoral que só privilegia quem detém o poder econômico. “Enquanto nosso grupo foi às ruas difundindo propostas de mudança e um projeto político para mudar a realidade social e econômica de Cajazeiras, nossos adversários só foram à casa do povo para comprar votos, para aliciar o eleitor, ferindo de morte a democracia”, lamentou Jeová.

Mesmo com resultado adverso nas urnas, Jeová agradeceu a militância, os apoiadores, os eleitores que acreditaram que Cajazeiras viveria um novo tempo com Marquinhos. “Todos nós estamos de parabéns porque defendemos um projeto coletivo, para todos, por um governo sem desmandos e desvios, sem apadrinhados, sem superfaturamento, enfim, podemos deitar a cabeça no travesseiro e dormir o sono dos justos, nossa consciência está tranqüila”, finalizou Jeová.

Postado em: 16/11/2020, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *