Maternidade de Patos registra 1511 partos nos primeiros cinco meses deste ano e mais de 100 mil consultas e procedimentos

Maior referência em saúde pública direcionada às mulheres de mais de 90 municípios no sertão paraibano, a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos realizou entre janeiro e maio deste ano 1.511 partos, numa média de 302 nascimentos/mês. Neste mesmo período, a unidade, que integra a rede estadual de saúde, registou 2.432 internações em seus dois pavilhões, na Mãe Canguru, na UTI Neonatal, Na UTI Materna e na UCIN, além de realizar 384 cirurgias, das quais 59 no último mês de maio. Somente de consultas e procedimentos de Enfermagem o relatório de gestão da unidade contabilizou mais de 100 mil atendimentos, precisamente, 112.129 mil, dos quais, 19.263 apenas em maio.

De acordo com os dados de produção da unidade, que cataloga e detalha todos os serviços prestados à população e, mensalmente, fecha relatórios enviados à Secretaria de Saúde do Estado, nos primeiros cinco meses deste ano foram realizados 692 partos normais e 819 cesáreos. Embora a unidade seja Hospital Amigo da Criança, siga as diretrizes da Organização Mundial da Saúde e priorize o parto humanizado, infelizmente, a quantidade de cirurgias ainda supera o número de partos normais.

O diretor geral da unidade e pediatra, Dr. Umberto Marinho Júnior, explica as razões desta disparidade. “Nossa unidade é referência para partos de alto risco, então, muitas vezes a gestante já chega com um quadro que requer uma intervenção cirúrgica, daí essa a quantidade de partos cesáreos superar os normais, mas, aqui nós sempre priorizamos o atendimento humanizado, estimulamos o parto normal e só adotamos o procedimento cirúrgico quando a avaliação médica faz esse indicativo”, reforça Dr. Umberto.

Entre janeiro e maio, a unidade realizou 384 cirurgias, sendo 190 delas de procedimentos ginecológicos, entre laqueadura tubária, laparotomia, histerectomia, drenagem de mama, entre outras, 66 de urgência, 16 eletivas, 107 curetagens uterinas e mais cinco outras intervenções não especificadas no relatório.

Os indicadores ambulatoriais destes primeiros cinco meses do ano mostram ainda que a Maternidade de Patos realizou 961 consultas de pré-natal de alto risco, mais 529 consultas de bebês egresso de Pediatria, 155 atendimentos no ambulatório de Fisioterapia e mais 195 no de Fonoaudiologia. Neste mesmo período, a unidade realizou 11.996 exames laboratoriais, 1.706 exames de mamografia, 982 ultrassonografias e 461 exames de radiodiagnóstico.

E os avanços da unidade, destaca o diretor geral, Dr. Umberto, não são só nos números. “Nossa unidade presta um serviço de referência com a disposição de mastectomia (retirada da mama) pelo Sistema Único de Saúde (SUS), temos um convênio com o Circor do Hospital Português, de Recife, para identificar cardiopatias congênitas, através de exames à distância, possibilitando um melhor acompanhamento e posterior tratamento aos bebês cardiopatas”, destaca o diretor

Ainda segundo o gestor, desde 2015 a maternidade dispõe de sala de parto humanizado, onde a gestante tem um espaço especial, equipado com TV, bolas suíças e barras de apoio para exercícios que melhoram a mobilidade pélvica durante o trabalho de parto, desde 2017 existe o ambulatório de Microcefalia, que dispõe de uma equipe multidisciplinar, que acompanha crianças que nascem com a doença. A unidade também ampliou o funcionamento do ambulatório de pré-natal de alto risco, para todos os dias da semana, e além disso, implantou o ambulatório de egresso de Pediatria. “Aqui as gestantes têm todo o acolhimento e tratamento que precisam para elas e seus bebês, antes, durante e após o nascimento”, reitera Dr. Umberto.

“É muito gratificante olhar para os números e as estatísticas da unidade que comprovam a nossa qualidade em prestação de serviços às mulheres no sertão paraibano”, reitera o secretário de Saúde do Estado, Dr. Geraldo Medeiros, reforçando que os indicadores de melhoria refletem a realidade do dia a dia da unidade. “Temos o foco de melhorar, cada vez mais, os serviços, cumprindo o nosso principal objetivo que é o de humanizar, ainda mais, o atendimento salvaguardando, dentro das possibilidades o que a Medicina e os recursos técnicos disponibilizam, para preservar a saúde das pacientes e de seus bebês”, finaliza o secretário.

Balanço Banco de Leite

O Banco de Leite Dra. Vilani Kehrle, da Maternidade de Patos, é outro destaque da unidade. Reconhecido pelo Programa Ibero-Americano de credenciamento de Bancos de Leite Humano com padrão de excelência em várias ocasiões, o Banco realizou 430 coletas entre janeiro e maio deste ano, mais 432 visitas domiciliares, 1.219 atividades de incentivo ao aleitamento, 193 atividades educativas. Neste período o Banco conseguiu coletar 241.069 ml de leite, somando as doações colhidas em domicílio, com as pacientes internas, além das que vieram dos postos de coleta de Santa Luzia e Pombal. O Banco fechou o mês de maio com um estoque de 67.125ml de leite.

Postado em: 19/06/2019, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *