Month: junho 2019

Atletas GEO conquistam medalhas de ouro na Natação e no Tênis de mesa e se destacam em outras modalidades nos Jogos Escolares

Posted on

Mais de 200 alunos do GEO em suas unidades Sul e Tambaú, concluíram com sucesso mais uma etapa dos Jogos Escolares da Juventude, que aconteceu entre os dias 27 de maio a 19 de junho. Nesta edição 2019 da competição, o destaque ficou com os esportes individuais como a Natação e o Tênis de Mesa, cujos alunos/atletas conquistaram medalha de ouro. Mas, o GEO também competiu e se destacou nas modalidades indoor como futsal, handebol, vôlei e basquete, tanto no feminino como no masculino, chegando às semifinais em muitos deles. Para o professor de educação física do colégio, Paulo Rosendo, no entanto, a maior conquista dos Jogos Escolares nunca foram as medalhas e títulos em si, mas os valores trabalhados pelo desporto escolar que formam cidadãos para a vida toda.

Na Natação, a equipe do GEO Tambaú deu um show nas piscinas da Vila Olímpica, nas competições do dia 19 de junho. Na ocasião, foram conquistadas seis medalhas de Ouro através dos alunos e atletas Daniel Azevedo (03 ouros: nos 50m e 100m costa e 100m peito); Breno Licarião (02 ouros: nos 50m e 100m peito) e Felipe Miguel da Costa, ouro nos 200m medley. “Eles foram maravilhosos, conquistaram essas medalhas com muita bravura e determinação”, disse o professor Paulo Rosendo, que comandou as equipes.

No Tênis de Mesa, a aluna Maria Clara Costa foi Ouro na categoria 12 a 14 anos e Nina Gondim foi Ouro na categoria 15 a 17 anos, sob o comando do professor Jamaci. As duas atletas, que estudam na unidade Tambaú, já estão classificadas para a etapa nacional dos Jogos Escolares, diferente das demais modalidades que avançam para a próxima fase nos Jogos que é a estadual. Nesta fase, os melhores de cada região competem entre si para definir quem representará a Paraíba na etapa Nacional. No caso do GEO, a escola competiu na primeira região, que abrange as cidades da Grande João Pessoa como a capital, Bayeux, Cabedelo, Conde, Alhandra e Santa Rita.

O Professor de Educação Física do GEO, Paulo Rosendo, destacou que ficou muito feliz com a desenvoltura dos alunos nos Jogos Escolares. “A gente que trabalha com o desporto escolar é sempre uma grande satisfação a realização dos jogos escolares, pela grandiosidade do evento”, disse o professor, acrescentando que o esporte é de extrema importância para a vida do jovem. “O esporte sempre é um caminho do bem, afasta os jovens da droga, da ociosidade. A proposta do desporto é bonita por isso, não traz apenas a proposta de formar campões, ganhar medalhas ou títulos, mas, acima de tudo, trabalhar a formação integral, desses meninos, com dignidade, contra o preconceito, a favor da inclusão, o respeito mútuo, a reciprocidade, o espírito fraterno. Valores que perpassam, e muito, o que se resume as medalhas eventualmente conquistadas”, comentou.

Sobre a participação do GEO em especial, Rosendo não esconde o orgulho. “Nossa participação foi muito expressiva. Campeões na natação e no tênis de mesa. Estou muito feliz pelo GEO. Eles mantiveram as representações com dignidade. Os esportes de quadra foram, até as semifinais. O vôlei feminino ficou em terceiro lugar e ressalto o foco o respeito e a integridade do nosso aluno, superando obstáculos e desafios, tendo experiências para a vida. Saber perder, absorver a derrota, mas saber que nem sempre uma derrota tem sabor de derrota. Tem gente que vence e sai como perdedor e tem gente que perde e sai como vencedor. No final, o importante é competir”, disse o professor.

Colégio GEO realiza obras para ampliar oferta de banheiros incluindo novos espaços para deficientes

Posted on

A construção, reforma e ampliação dos banheiros da unidade Tambaú, do colégio GEO, foram iniciadas essa semana, logo após o começo do recesso escolar. A obra, que já estava prevista nas ações de melhoria interna da instituição, devem acontecer até o final de julho, com previsão de conclusão antes da retomada dos alunos para o segundo semestre de aulas. Cerca de 20 profissionais, entre pedreiros e ajudantes, além do pessoal de arquitetura e engenharia estão envolvidas nesse trabalho.

As obras incluem a reforma geral dos dois banheiros feminino e masculino, além da construção de duas novas baterias de sanitários feminino e masculino, dobrando assim, a atual disponibilidade de banheiros da escola. Além disso, o projeto inclui a construção de novos banheiros para deficientes.

“Embora o projeto já tivesse aprovado e a dotação de recursos disponibilizada, essa obra só pôde ser realizada agora, durante o recesso escolar, pois ficaria impossível uma intervenção desta magnitude, com os alunos necessitando utilizar os equipamentos”, argumenta o diretor gera do GEO, professor Roberto Oliveira. De acordo com ele, os novos banheiros são modernos, mais amplos e confortáveis.

Maternidade Dr. Peregrino Filho de Patos registra mais um parto de Lótus

Posted on

Em um parto tradicional o cordão umbilical é cortado assim que o bebê nasce e todo o procedimento de limpeza e cuidados ocorre no coto umbilical, que cai em cerca de três a dez dias. Mas, com os bebês que os pais optaram por um parto de Lótus a história é diferente, pois o cordão umbilical permanece ligado a placenta intacto, ou seja, ela não é descartada de imediato, o que traz benefícios diversos para o recém-nascido. E foi justamente o que aconteceu nesta quarta-feira (26), com o filho do casal Stefania Santana de Araújo Lopes e Agrisio Fernandes Lopes. Antônio da Silva Lopes Neto teve o privilégio de ter nascido na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, com um parto de Lótus. Ano passado, a unidade fez outros partos de Lótus, acompanhados pela enfermeira obstetra, Catarina Sulpino.

E ele nasceu saudável, as 9h30 da manhã, pesando 3,655g, com 50 cm, e Apgar 9/10. O parto normal foi acompanhado pela enfermeira obstetra, Elisama Naara, pela pediatra Fátima Queiroga, pelas técnicas Maria Cicera e Jozelita Gomes e ainda pelo acadêmico de Medicina, José Tarcísio Diógenes. Os cerca de cinco minutos que o bebê ficou ligado a placenta farão muita diferença no desenvolvimento dele. Mãe e filho, que moram em Patos, devem receber alta já nesta quinta-feira (27).

Dentre os benefícios comprovados de manter a conexão da placenta, sem cortar o cordão até que aconteça a transfusão total do sangue para o bebê, destaca-se a diminuição dos riscos de anemia na primeira infância, o fato do bebê receber toda vitamina K presente na placenta, o que em tese, diminui a necessidade da aplicação da vitamina K no bebê após o nascimento (a vitamina K é importante para evitar hemorragia no recém-nascido), o bebê recebe muito mais células tronco (presentes na placenta e no cordão umbilical) e mais células de defesa presente na placenta, aumentando sua imunidade e nos casos em que os pais esperam o tempo do cordão cair naturalmente, que varia entre três a dez dias, não há risco de infecção.

O diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, no entanto, orienta os pais que antes de tomar qualquer decisão se informe com o seu obstetra sobre o risco e cuidados desse modelo de parto. “Ainda não existe um estudo científico que comprove os benefícios tanto a saúde da mãe como da criança. O único estudo comprovado cientificamente é que o que acontece é semelhante ao clampeamento tardio do cordão que consiste em cortá-lo depois de alguns minutos e nesse intervalo o cordão ainda continua a pulsar, dando mais nutrição ao recém-nascido”, destaca o diretor, que é Pediatra. Dr. Umberto lembra que esse tipo de prática não é corriqueira na unidade, mas que em tendo condições clínicas de fazê-lo e se for solicitado pelos pais, a equipe é orientada a fazer o parto de Lótus. “De fato, é necessário que haja consenso entre a família e a equipe para o parto de Lótus ser realizado”, finaliza o diretor da maternidade.

Aniversariantes do mês da Maternidade de Patos comemoram nova idade em clima junino

Posted on

comemoram nova idade em clima junino

O início do dia de trabalho nesta quarta-feira (26), para os funcionários da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, foi mais animado do que o de costume. Isto porque, eles participaram de um café junino que ao mesmo tempo em que serviu para parabenizar os aniversariantes do mês, também marcou as comemorações juninas dos colaboradores da unidade, Na ocasião, também foi realizada a celebração eucarística mensal. A homilia foi feita pelo Pe. Alexandre, da paroquia de Santo Antônio.

O diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Junior, participou da comemoração e enalteceu a importância daquele momento, destacando que essa era também uma forma de preservar a cultura nordestina. “Os festejos juninos são a marca maior de nossas raízes culturais e na medida do possível é importante preservá-lo, dai porque pensamos em fazer esse café junino na celebração mensal”, disse ele, parabenizando os aniversariantes do mês mais festivo do ano para os nordestinos.

Após a homilia do Pe. Alexandre, todos puderam degustar deliciosas iguarias da época, a exemplo de pamonha, canjica, pé de moleque, pipoca, bolo de milho, tapioca e munguzá. A recepção do setor administrativo, onde aconteceu o café junino, teve grande rotatividade de funcionários na parte da manhã, uma vez que os colaboradores se revezavam na participação da comemoração, para que nenhum serviço ficasse comprometido por causa da realização do evento, que teve ainda a participação do músico Emanuel, que encantou a todos tocando violão.

Colégio GEO disponibiliza postos de coleta para arrecadar donativos para vítimas das chuvas em João Pessoa

Posted on

As chuvas em João Pessoa deram uma trégua nos últimos dias, mas quem ficou desabrigado, perdeu bens, roupas e outros itens continua precisando de ajuda e contando com a solidariedade das pessoas. E foi por essa razão que o colégio GEO, mesmo no período de recesso escolar, através de suas duas unidades, montou postos de coleta de donativos nas sedes de Tambaú e dos Bancários. Desde a última terça-feira (25), que os postos começaram a arrecadar de alunos, professores, funcionários e de quem se dispuser a ajudar itens de primeira necessidade, alimentos não perecíveis, além de roupas e agasalhos. Os postos de coleta ficarão disponíveis até o dia 05 de julho, nos horários de funcionamento da escola.

E a estudante do 5º ano, Sofia Diniz, foi uma das que buscou em casa itens para fazer a doação. Segundo ela, é importante ser solidário. Nesta quarta-feira (26), ela foi levar os donativos. “Acho importante colaborar, pois o que não nos faz falta, faz muita diferença para quem tem tão pouco”, afirmou ela.

Além de agasalhos, roupas em geral, calçados, lençóis as famílias também precisam de alimentos não perecíveis e tudo que chega aos abrigos provisórios é dividido em porções iguais. As doações arrecadadas pelo GEO, em suas duas unidades, serão entregues a entidades que atuam com pessoas carentes, que farão a entrega nos abrigos improvisados na Escola Municipal Seráfico da Nóbrega, em Manaíra; no ginásio da Praça Gervásio Maia, no Colinas do Sul; no CRC Jardim Veneza e na Escola Municipal Leonel Brizola, em Tambauzinho.

“Passamos sempre para nossos alunos e colaboradores que precisamos estimular gestos e ações solidárias. Só assim estaremos fazendo algo importante para a grande mudança do mundo e da própria humanidade contribuindo com uma sociedade mais fraterna”, afirma o diretor geral do GEO, professor Roberto Oliveira.

Profissionais, pacientes e acompanhantes do Hospital do Bem participam de café junino

Posted on

Essa quinta-feira (27), o início da jornada do Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), aconteceu em clima de São João. Isto porque, foi servido um café da manhã junino para a equipe de profissionais da unidade e também para pacientes e acompanhantes. O café foi servido na recepção da unidade e marcou as comemorações juninas dos colaboradores do Hospital.

E quem pôde participar degustou iguarias do cardápio junino, a exemplo de pamonha e bolo de milho, além de outros lanches. A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, prestigiou o momento e destacou o objetivo da iniciativa. “Os festejos juninos fazem parte das melhores tradições do Nordeste e a cidade de Patos sempre foi referência no que diz respeito a valorização desta tradição cultural, ai achamos importante realizar esse momento onde pudemos comemorar a data, sem prejuízo algum de nossos serviços”, afirmou ela.

Alunos da Paraíba estão em São Luís competindo pelo Torneio Internacional de Robótica

Posted on

Dezesseis alunos do Colégio GEO de João Pessoa estão em São Luís (MA), participando do Torneio Internacional de Robótica (ITR), que começou nesta quarta-feira (26) e vai até 30 de junho. A competição é a reta final do Torneio Juvenil de Robótica (TJR), que aconteceu no ano passado, na capital paraibana. Apenas os três primeiros colocados de cada modalidade se classificaram para o Internacional, em conjunto com campeões das edições da Argentina e Uruguai. O GEO compete em São Luís em seis, das nove modalidades do evento, sendo elas: dança, sumô, MMA, cabo de guerra, dirigibilidade de drone e carros autônomos. O ITR acontece no Golden Shopping Macau.

Segundo o professor de Matemática e Robótica do GEO, que está com os alunos em São Luís desde a quarta-feira (26), Jailton Soares, os alunos são crianças e adolescentes de 10 a 17 anos que já têm uma paixão pela robótica e estão ganhando cada vez mais espaço nas competições. Ano passado, o GEO levou o 1º, 2º e o 3º lugar no cabo de guerra, na competição nacional, em João Pessoa. Nas outras modalidades como dança, sumô, MMA, dirigibilidade de drone e carros autônomos a escola também ficou entre os três primeiros lugares, tanto que foi classificada para o torneio internacional de agora.

“Tem alguns alunos que começaram desde pequenos na robótica e já estão competindo há pelo menos quatro anos. São os mais experientes e que ano que vem já nos deixam. E a maioria já tem uma paixão pela robótica, pela engenharia. Para o curso superior, Engenharia já é a escolha de 90% do grupo. Os demais vão para Medicina”, comentou Jailton, frisando que até na Medicina há de saber um pouco de robótica. “Hoje, médicos fazem cirurgias através da robótica também”, disse.

Nesta quinta-feira (27), o GEO competirá com cabo de guerra, o sumô e a dança. Nesta sexta-feira (28) vai competir nas modalidades de cabo de guerra e MMA. No sábado (29) será a vez da modalidade de dirigibilidade de drones e carros autônomos. No dia 30, no domingo, ocorrerá o encerramento do Torneio. Na etapa internacional, em São Luís, participam 238 equipes, de 11 estados, além de grupos da Argentina e Uruguai, para competir nas modalidades resgate no plano, resgate em alto risco, viagem ao centro da Terra, sumô tradicional, MMA, dirigibilidade de drone, carros autônomos e cabo de guerra.

Alunos da Paraíba estão em São Luís competindo pelo Torneio Internacional de Robótica

Posted on

Dezesseis alunos do Colégio GEO de João Pessoa estão em São Luís (MA), participando do Torneio Internacional de Robótica (ITR), que começou nesta quarta-feira (26) e vai até 30 de junho. A competição é a reta final do Torneio Juvenil de Robótica (TJR), que aconteceu no ano passado, na capital paraibana. Apenas os três primeiros colocados de cada modalidade se classificaram para o Internacional, em conjunto com campeões das edições da Argentina e Uruguai. O GEO compete em São Luís em seis, das nove modalidades do evento, sendo elas: dança, sumô, MMA, cabo de guerra, dirigibilidade de drone e carros autônomos. O ITR acontece no Golden Shopping Macau.

Segundo o professor de Matemática e Robótica do GEO, que está com os alunos em São Luís desde a quarta-feira (26), Jailton Soares, os alunos são crianças e adolescentes de 10 a 17 anos que já têm uma paixão pela robótica e estão ganhando cada vez mais espaço nas competições. Ano passado, o GEO levou o 1º, 2º e o 3º lugar no cabo de guerra, na competição nacional, em João Pessoa. Nas outras modalidades como dança, sumô, MMA, dirigibilidade de drone e carros autônomos a escola também ficou entre os três primeiros lugares, tanto que foi classificada para o torneio internacional de agora.

“Tem alguns alunos que começaram desde pequenos na robótica e já estão competindo há pelo menos quatro anos. São os mais experientes e que ano que vem já nos deixam. E a maioria já tem uma paixão pela robótica, pela engenharia. Para o curso superior, Engenharia já é a escolha de 90% do grupo. Os demais vão para Medicina”, comentou Jailton, frisando que até na Medicina há de saber um pouco de robótica. “Hoje, médicos fazem cirurgias através da robótica também”, disse.

Nesta quinta-feira (27), o GEO competirá com cabo de guerra, o sumô e a dança. Nesta sexta-feira (28) vai competir nas modalidades de cabo de guerra e MMA. No sábado (29) será a vez da modalidade de dirigibilidade de drones e carros autônomos. No dia 30, no domingo, ocorrerá o encerramento do Torneio. Na etapa internacional, em São Luís, participam 238 equipes, de 11 estados, além de grupos da Argentina e Uruguai, para competir nas modalidades resgate no plano, resgate em alto risco, viagem ao centro da Terra, sumô tradicional, MMA, dirigibilidade de drone, carros autônomos e cabo de guerra.

Jeová Campos critica a liberação de mais agrotóxicos no Brasil e diz que país anda na contramão do meio ambiente

Posted on

O Ministério da Agricultura acaba de liberar o registro de mais 42 novos agrotóxicos. Entre as novidades, está um princípio ativo inédito no Brasil: o Florpirauxifen-benzil. Proibido na Europa dada à sua toxidade, o produto acaba de ser liberado aqui. Para o deputado estadual Jeová Campos (PSB), que também é presidente da Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o governo Bolsonaro caminha na contramão do futuro e contra o meio ambiente. “Num momento em que o mundo procura formas sustentáveis de produção de alimentos com o fomento de políticas públicas de apoio à Agricultura agroecológica e cada vez mais livre de “venenos, o Brasil dá esse mau exemplo”, lamenta o parlamentar.

Com a aprovação desta última lista, em que 14 agrotóxicos são classificados como “extremamente tóxicos”, quatro como “altamente tóxicos”, e 16 como “medianamente tóxicos” e ainda oito como “pouco tóxicos”, segundo o Diário Oficial da União (DOU) desta última segunda-feira (24), ao todo já são 239 novos agrotóxicos liberados pelo governo de Jair Bolsonaro de janeiro até agora. “É extremamente preocupante o que está acontecendo. Esse é um pacote de veneno que está sendo liberado. Está tudo errado. A Paraíba, assim como alguns estados, tem se esforçado para dar apoio a medidas sustentáveis que fortaleçam a agricultura familiar e a produção agroecológica, que de mais força a uma agricultura sustentável e vem o governo federal com algo que vai contra a tudo isso”, disse o deputado, indignado.

De acordo com a BBC, em matéria intitulada “Na contramão de Europa e EUA, Brasil caminha para liberar mais agrotóxicos”, um terço dos 504 agrotóxicos que são autorizados no Brasil é proibido na União Europeia. Dos dez produtos mais vendidos no Brasil, atualmente, dois são proibidos lá. “Agora, com certeza esse número vai aumentar. É um absurdo que o Brasil continue a usar produtos banidos já na Europa há anos. Estamos na contramão de todo mundo e o pior comprometendo seriamente a saúde dos brasileiros”, destacou Jeová.

Banco do Brasil destinará R$ 150 milhões para crédito de custeio e investimento na agricultura na Paraíba

Posted on

Produtores de cana da Paraíba conferiram, na manhã desta quarta-feira (26), o lançamento do incentivo de crédito do Banco do Brasil (BB) para o setor com a apresentação do Plano Safra 2019/2020 do Governo Federal. Na ocasião, representantes do BB divulgaram o montante de R$ 150 milhões para a Paraíba direcionado a custeio ou investimento agrícola para armazenagem, melhoramento genético, novas sementes. O evento ocorreu no auditório da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) e contou com a presença do Secretário de estado da Agricultura, Efraim Morais, do vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba – Faepa, Vanildo Pereira, do Superintendente do BB, Antônio Carlos Servo, além do gerente de Agronegócio do BB, Fábio Cardoso e do presidente da Asplan, José Inácio de Morais.

Na abertura do encontro, José Inácio, destacou que como produtor de cana e represente da classe, mantém firmemente a esperança no setor e na vontade dos governos em incentivar a agricultura no país. Ele citou a ocasião da visita da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, à Paraíba e lembrou aos presentes de sua empatia para com o segmento da cana. “Nós aqui da Paraíba temos menos de 1% da cana de todo o país, mas recebemos a visita de nossa ministra. Tivemos essa honra de levá-la para conhecer a Japungu. Era um dia chuvoso, final de semana, e ela estava lá. Era nítida a vontade dela em nos ajudar. Então, o que vemos é uma vontade sim, mas que precisamos de mudanças é em políticas públicas”, comentou o dirigente.

Seguindo o mesmo raciocínio, o secretário de agricultura, Efraim Morais elogiou a ministra.“Tereza Cristina é competente e estamos muito bem representados”, disse, garantindo ainda que vai lutar para que a agricultura tenha mais espaço no cenário estadual e nacional. “Em 28 anos de mandato, nunca vi um governo dar importância à agricultura. Sempre é saúde, educação e, mais agora, segurança. Agora estou no Governo do Estado e vou trabalhar para isso”, afirmou Efraim Morais.

Quanto ao BB, a instituição destinará R$ 150 milhões em crédito para o produtor rural da Paraíba. Esse montante será dividido – não igualmente – entre o custeio e o investimento. No exercício 2018/2019 do Plano Safra, o BB destinou 128,1 milhões para o estado, sendo 88,5 milhões para o custeio agrícola e 39,7 milhões para o investimento. O presidente da Asplan afirmou que o BB é a instituição que sempre está ao lado do produtor de cana. “O BB tem sido um grande propulsor no setor no Nordeste. Os juros do Banco do Nordeste são menores, mas não se sabe o que acontece, pois eles não conseguem um aporte que nos garanta realizar o que precisamos”, explicou José Inácio.

O Superintendente do BB, Antônio Carlos Servo, mencionou que o valor ainda é baixo, mesmo tendo um incremento em se tratando do ano anterior. Para ele, o setor é de suma importância para o pais e precisa ser bem cuidado. “Queremos ajudar mais, financiar mais, prestar nossa assistência. Crédito temos e vontade demais. Queremos ser o banco do Produtor. Seja sele pequeno, médio ou grande. Afinal, o que tem segurado o PIB do país durante muito tempo é o agronegócio”, explicou.

Princípios como a Oportunidade, a Suficiência, a Adequação e Esquema de reembolso do Crédito, foram apontados pelo vice-presidente da Faepa, Vanildo Pereira, durante sua fala para ilustrar o que é preciso para se oferecer um bom financiamento de crédito ao produtor rural. Para ele, a agricultura na Paraíba tem mantido uma boa relação com as instituições financeiras e com o Governo. “Por conta dessa relação sadia, fomos contemplados com vários pleitos da CNA no Plano Safra, a exemplo do Seguro Safra e da possibilidade de se hipotecar parte da propriedade. Agora é o momento de o produtor e os bancos verificarem esses princípios, que sempre devem estar presentes”, comentou.

Ao final, o gerente de Agronegócio do BB, Fábio Cardoso, apresentou o plano aos produtores explicando que os que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) terão taxas de juros entre 3% e 4,6% ao ano Para pequenos (que estão fora do Pronaf) e médios, o índice é de 6% ao ano ( taxa mantida em relação ao ano anterior). Os demais terão juros de 8% ao ano. Já os programas de investimento terão juros variando de 3% a 10,5% ao ano.

“O Banco do Brasil tem melhorado muito a cada ano nesse aspecto de alcançar a necessidade do produtor. Encontrei certa dificuldade há quatro anos quando contratei outro Banco e hoje estou muito satisfeito com o BB”, comentou o produtor de cana e também de abacaxi da cidade de Itapororoca, Cleanto Castro.

Vale lembrar que o Plano Safra 2019/2020 foi anunciado na última terça-feira (18), em Brasília e o setor agrícola contará com R$ 225,59 bilhões. Desse total, R$ 222,74 bilhões são para crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. Outros R$ 53,41 bilhões para investimento.