Rossandro Klinjey faz palestra em João Pessoa e aborda os desafios, responsabilidades e papel dos pais para educar seus filhos

“Os pais, de um modo geral, têm um desejo de que a escola seja uma segunda família e as escolas, de um modo geral, tentam fazer esse papel, mas, ela só consegue se a família se propuser e cumprir o seu papel de ser a primeira escola. Se dentro da própria casa não existe um valor para educação e não existe pais que estão responsáveis por aquela criança,  ele vai chegar na escola com essa falta e embora a escola possa colaborar com essa educação moral, ela tem as obrigações de formação intelectual e cognitiva com as crianças, então é preciso que a escola e a família tenham uma parceria para que tudo isso dê certo”. Essa citação é do escritor e psicólogo Clínico, Rossandro Klinjey, que fez uma palestra, na noite desta terça-feira (26), para um público de quase duas mil pessoas, todas pais e educadores do Colégio GEO, promotor do evento, e de outras instituições de ensino da cidade.

Segundo Rossandro, se os pais não cumprem seu papel, dificilmente a educação desta criança terá êxito. “Muitos pais estão meio que terceirizando a educação dos filhos, se para smartphones, internet, para as escolas e estão deixando de cumprir com seu papel e isso não funciona. É preciso acordar os pais para indiferença que muitos estão tendo na educação dos filhos e os prejuízos que têm acarretado na vida destas crianças e adolescentes”, disse Rossandro.

O palestrante deixou claro, em quase uma hora e meia de apresentação, que sua abordagem não tinha a intenção de fazer com que os pais se sentissem culpados por essa distorção, mas, que refletissem e revissem posturas que, num primeiro momento parecem ser as mais corretas, mas, que não são o melhor caminho. “A ideia não é fazer com que os pais se sintam culpados, mas que reflitam e voltem para casa com o sentimento de recuperar o seu lugar, de assumir o seu papel, para fazer a família funcionar”, reiterou Rossandro.

Ele lembrou ainda que o exemplo é a única forma de educar. “Não adianta você pedir a seu filho para fazer uma coisa e você tem outro comportamento. Criança imita o comportamento e a conduta e se você quer ter um filho que vai te dar a sensação de prazer e de dever cumprido, de construir uma vida funcional, você tem que ser um professor de exemplo para ele, senão hoje você está abrindo mão de seu papel e amanhã você vai chorar muito”, reforçou o psicólogo.

A palestra direcionada, prioritariamente, para pais de alunos e professores do Colégio GEO, mas que contou ainda com a participação de educadores de outras escolas, aconteceu no Teatro Pedra do Reino, e foi aberta com apresentações de danças feitas por alunas, em seguida, o Diretor Administrativo, responsável pelo GEO, Alessandro Marques, abriu o evento agradecendo a receptividade dos pais que, em plena semana, após um dia de trabalho, se dispuseram a ir ao teatro atendendo um chamamento da escola. “Quero agradecer a presença de todos vocês e reiterar que este novo momento, de interação escola-família, vai enriquecer essa relação cujo propósito é comum a todos nós, ou seja, darmos aos seus filhos, nossos alunos, uma conjunção de forças e papeis, uma educação que os prepare para todos os desafios que eles enfrentarão não apenas no campo educacional, mas na sociedade onde estão inseridos”, disse Alessandro.

O diretor do GEO lembrou ainda que a ideia de trazer um palestrante para debater essa temática do papel da escola e dos pais na condução deste processo educacional, dentro de uma realidade plural de informações, faz parte do novo projeto pedagógico da instituição, e que a palestra do Rossandro, aliada a outras ações, a exemplo da formação dos comitês de pais do GEO Sul e Tambaú, era o começo deste novo projeto.

“Achei a palestra maravilhosa. Chegamos atrasados e com medo de ter perdido alguma coisa, mas adoramos tudo. Saímos daqui penosos do fim. Foram muitas lições importantes”, comentou Irineia Reis, mãe duas ex-alunas e de uma aluna. Para ela, a ação do GEO a deixou ainda mais confiante na proposta do colégio. “Minhas três filhas estudaram no GEO. Uma já está formada em Direito e concursada. A outra está estudando Direito e a menor está no 6º ano e também vai no mesmo caminho. Sempre confiamos no GEO e no potencial de nossas filhas que a escola ajudou a desenvolver”, comentou Irineia, que estava acompanhada do esposo, Sebastião Leite.

Cláudio Hélio, pai de um aluno do GEO Tambaú, assistiu a palestra com sua esposa, Cledna Laurindo, e elogiou a iniciativa da escola. “Ouvir um expert em relações humanas como Rossandro foi muito bom. Estamos bem felizes com a proposta. O caminho é esse mesmo, trazer a família para perto da escola e vice-versa”, destacou Cláudio.

“Achei a ideia do evento bastante interessante para conscientização da família em relação aos problemas próprios de cada idade e que esse seja um momento de renovação para todos nós”, disse Walney Sousa, pai de dois alunos do GEO Sul. Ele assistiu a palestra acompanhado da esposa Rosi Cardoso.

No final do evento, o professor Roberto agradeceu a presença de todos, a ao palestrante Rossandro que, na ocasião, foi presenteado, por um casal de pais de aluno, com um kit do GEO, e reforçou o compromisso da escola de continuar atento às questões que promovam uma maior interação escola-pais e, sobretudo, possam melhorar essa relação, com o firme propósito de continuar formando gerações de paraibanos como a escola já faz há mais de quatro décadas.

 

Postado em: 27/03/2019, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *