Operadores de ônibus de João Pessoa encerram treinamento que trabalhou a harmonização e convivência entre ônibus e ciclistas

 

Ao longo deste ano, nenhum dos acidentes envolvendo ônibus e ciclistas ou motociclistas em João Pessoa foi provocado por imprudência ou negligência dos motoristas das empresas de ônibus da cidade. Esse dado divulgado nesta sexta-feira (28), durante o encerramento do terceiro ciclo do Programa de Humanização de Operadores do Sistema de Transporte Coletivo da Capital, ilustra bem a importância da capacitação dos motoristas na busca de um sistema de transporte coletivo que conviva, cada dia mais, harmonicamente com pedestres, veículos pequenos e ciclistas.

O programa, lançado há três anos pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), encerrou sua terceira etapa, desta vez,  com foco em ações direcionadas para melhorar a convivência entre ônibus e ciclistas. Na manhã desta sexta-feira, representantes da Semob, das empresas de ônibus e do Sest/Senat, parceiros da iniciativa, além de operadores dos dois consórcios que operam na cidade (Navegantes e Unitrans), se reuniram para fazer o fechamento dos trabalhos que, este ano, envolveu a participação nas capacitações de 1031 profissionais, das seis empresas de ônibus da cidade. Os treinamentos começaram no dia 22 de março e terminaram no dia 22 de dezembro, sempre uma vez por semana, todas as sextas-feiras, com turmas pela manhã e à tarde. Tanto o curso, como o encerramento foi feito na Estação Ciências, no Altiplano.

A psicóloga da Semob, Sandra Araújo, destaca que essa etapa do Programa incluiu uma parte teórica e outra prática. “Na parte teórica, os profissionais revisaram regras básicas de convivência no trânsito, as normas gerais de circulação e conduta baseadas no Código de Trânsito Brasileiro, além de receber dicas, conceitos e soluções práticas que ajudam a resolver conflitos que surgem entre motoristas de coletivos e ciclistas no dia a dia. E na parte prática, eles se colocaram no lugar dos ciclistas e pedestres”, destaca Sandra.

“Esse treinamento foi muito bom, pois ele teve o foco de transformar as pessoas para tornarem o sistema de transporte mais humanizado no que diz respeito a condução dos ônibus e os operadores foram muito receptivos, haja vista já colhermos resultados positivos como o de não registrar acidentes com ciclistas este ano por culpa dos operadores”, destaca Sandra. Ela lembra que o conteúdo da capacitação não trouxe nenhuma novidade em relação às regras já conhecidas dos profissionais, apenas reforçou a necessidade de se ter um olhar mais humanizado e atitudes positivas em situações de conflito no trânsito.

O curso foi elaborado e ministrado por instrutores do SEST/SENAT que é parceiro da Semob no Programa e foi dividido em sete tópicos: O papel do condutor no trânsito; Representatividade dos Ciclistas; Normas gerais de circulação e conduta; A responsabilidade do maior pelo menor; Adote a direção preventiva; Pedestres e condutores de veículos não motorizados e Infrações.

A gerente de capacitação de operadores da Semob, Fátima Araújo, lembra que na parte prática do treinamento,  os profissionais foram para o pátio da Estação e vivenciaram situações cotidianas que acontecem nas ruas entre ônibus e ciclistas, só que no papel de ciclistas. Freadas bruscas e próximos das bicicletas, ultrapassagens, situações de perigo, de iminência de batida foram algumas das situações vivenciadas pelos profissionais. “Essa inversão de papéis fez com que eles percebessem o perigo e passassem a encarar os ciclistas de uma outra forma e, a partir daí, passaram a ter uma direção mais preventiva e defensiva, além de mais humanizada e a julgar pelos resultados que obtivemos, isso foi bem assimilado”, afirma Fátima que, na ocasião, agradeceu a participação dos operadores e o apoio das empresas ao Programa.

A gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Isabela Maria, e a psicóloga da empresa, Socorro Aragão também participaram do encerramento e entregaram certificados, simbolicamente, a um operador que representou os demais colegas. Isso também foi feito pela diretora da Unitrans, Lorena Dantas, pelo diretor da São Jorge, Marcos Nascimento e pela diretora da Santa Maria, Larissa Nascimento. Para o empresário, o treinamento foi muito oportuno. “Nossos operadores já são muito capacitados e essa qualificação é muito importante e faz muita diferença no dia a dia porque ela dá ainda mais excelência a nossa prestação de serviço. Hoje é um momento de agradecer o empenho e dedicação de todos os operadores que fazem do sistema de transporte de João Pessoa um dos melhores do país”, disse Marcos Nascimento.

A diretora da Unitrans, Lorena Dantas, parabenizou a Semob pela iniciativa e os operadores pelo empenho e dedicação aos treinamentos. “Quero agradecer a todos vocês pelo comprometimento e mais ainda por se mostrarem abertos para se desenvolver não apenas como profissionais, mas, também como pessoas, pois isso é muito importante e mais ainda no segmento onde a gente atua que é o de transportar vidas”, disse Lorena. A diretora da Santa Maria, lembrou que a linha de frente das empresas são os operadores e que é importante que eles estejam capacitados e motivados. “Vocês enfrentam o dia a dia com muita competência e são vocês que fazem o ‘gol’, nós, da retaguarda, damos um suporte importante, mas são vocês que lidam com os nossos passageiros e quanto mais capacitados estiverem, melhor será nossa prestação de serviço”, destacou Larissa, lembrando que a boa mobilidade das cidades está relacionada a um bom sistema de transporte público e que o de João Pessoa faz a diferença.

No encerramento do programa, houve ainda o sorteio de três bicicletas doadas pela empresa São Jorge e a apresentação de um vídeo que provocou uma reflexão sobre a importância do amor e gentileza entre as pessoas. O motorista da São Jorge, Humberto Antônio Soares, falou em nome dos colegas. “Foi muito gratificante esse aprendizado, pois além de valorizar nossa profissão, ainda nos ensinou coisas que farão com que a gente atue ainda mais capacitado, afinal, transportamos vidas e isso aumenta muito a nossa responsabilidade”, disse ele. O diretor de operações da Semob, Cristiano Queiroz, que estava acompanhado do superintendente do órgão, Adalberto Araújo, destacou a importância do Programa na mudança de comportamento dos operadores e assegurou que ele continuará em 2019.

Postado em: 28/12/2018, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *