Encontro Estadual dos Comitês de Bacias Hidrográficas da PB tem a participação da Asplan

O VII Encontro estadual dos Comitês de Bacias Hidrográficas da Paraíba, que aconteceu nos dias 05 e 06, em João Pessoa, teve a participação da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). Com acento nos Comitês do Litoral Norte e Sul, a Associação foi representada pelo engenheiro agrônomo, Luis Augusto e pelo Técnico de Segurança do Trabalho, Natanael Rodrigues. A participação da Asplan é importante nos debates sobre a destinação e o melhor uso da água haja vista que cerca de 70% dos recursos hídricos da Paraíba são destinados à irrigação na agricultura.

Segundo a representante do IFPB no Comitê do Litoral Norte, Mirella Costa, como a maior parte dos recursos hídricos do estado é destinada para a agricultura, ter representatividade de entidades ligadas ao setor, aprimora os debates sobre a racionalização do uso da água no Estado. “A utilização de técnicas de irrigação mais modernas, por exemplo, é uma ação que assegura uma racionalidade no uso da água pelo setor agrícola e que causa um impacto positivo no uso deste bem que todos sabemos ser finito e até escasso em determinadas regiões da Paraíba”, destaca Mirella. Segundo a professora, 10% dos recursos hídricos da Paraíba são destinados ao uso do abastecimento humano, outros 17% para as indústrias e 3% para outros usos.

“Como se vê, responder pela maior parte de toda a água que se consome no Estado, deixa o setor agrícola com uma grande responsabilidade de buscar formas de racionalizar a utilização deste bem tão precioso e finito”, afirma o agrônomo da Asplan, Luiz Augusto. De acordo com ele, essa racionalidade vem sendo praticada pelos produtores de cana-de-açúcar já há algum tempo, juntamente com ouras ações que buscam o equilíbrio entre a ocupação do solo e a preservação do meio ambiente. “O uso e ocupação do solo nos entornos das bacias de forma a respeitar a legislação e preservar o meio ambiente é também uma ação permanente dos produtores de um modo geral, especialmente, dos canavieiros”, destaca Luiz.

O Técnico Natanael Rodrigues lembra que a Paraíba é um dos estados mais avançados no que diz respeito a gestão dos recursos hídricos. Com três Comitês Estaduais e um Federal, a Paraíba debate institucionalmente, de forma descentralizada e participativa, desde 1997, quando os Comitês foram formados, essa questão da racionalidade e destinação dos recursos hídricos com efetiva participação da sociedade civil organizada, junto com representação estatal. “O uso racional da água é um debate que interessa a toda a sociedade porque água é um bem necessário em todas as atividades e como é um bem escasso e esgotável, cada vez mais se faz necessário uma atenção especial para esse tema, e a Paraíba está de parabéns pelo trabalho que vem sendo feito sob a coordenação da AESA”, reitera Natanael.

 Além de Luis e Natanael, a produtora de cana, Ana Cláudia, associada da Asplan, e o agrônomo, Alfredo Nogueira, também integram Comitês das Bacias Hidrográficas representando o setor canavieiro paraibano.

Postado em: 07/12/2018, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *