Month: dezembro 2018

Essa iniciativa do governador Ricardo Coutinho é um marco em nome da resistência e da liberdade de expressão afirma Jeová Campos

Posted on

 

“Essa iniciativa do governador Ricardo Coutinho é um exemplo, é um marco em nome da resistência, da liberdade de expressão, do reconhecimento da importância da Declaração Universal dos Direitos Humanos que completa 70 anos. Homenagear pessoas compromissadas com a liberdade é um gesto de tanta importância que não encontro agora palavras para definir minha emoção neste momento”, disse o deputado estadual Jeová Campos (PSB). O parlamentar se referia ao evento que marcou a entrega da Medalha da Liberdade para a deputada federal Luiza Erundina, Elizabeth Teixeira e ainda, in memoriam, a Marielle Franco.

A honraria, instituída graças a uma iniciativa do chefe do executivo estadual da Paraíba, é destinada a homenagear indivíduos, instituições, entidades de representação, cujas ações ou trajetórias tenham resultado em contribuição relevante para a afirmação, a promoção e a defesa dos direitos humanos, da democracia e da liberdade. A solenidade de entrega da medalha foi realizada no Espaço Cultural, na noite desta segunda-feira (10) e se repetirá, anualmente. “Direitos humanos, esse talvez seja o tema mais atual da sociedade. Direitos humanos para aqueles humanos que não têm direitos, isso pressupõe liberdade, moradia, emprego, educação e, principalmente, respeito às condições de cidadania de cada um”, pontuou Ricardo Coutinho.

Para o deputado Jeová, essa iniciativa, justamente, no momento em que se vê o ressurgimento da violência, é muito significativa. “Reconhecer a luta de quem defende a liberdade de expressão, a igualdade de direitos, uma sociedade mais justa e fraterna, é sempre oportuno e salutar. De forma que parabenizo o governador por essa iniciativa que deveria ser seguida por outros estados, poderes e instituições”, destacou Jeová, que também fez um pronunciamento na manhã dessa terça-feira, durante a sessão plenária na ALPB.

 “Voltar à Paraíba para receber essa homenagem, me retoma um pouco o tempo que tive que sair daqui porque era perseguida pela ditadura e fui embora para São Paulo. Lá continuei minha luta em defesa dos mis humildes, pela reforma agrária e ainda hoje, infelizmente, nos deparamos com episódios onde trabalhadores rurais estão sendo assassinados de forma perversa, como ocorreu no último sábado, aqui na Paraíba. Dedico essa homenagem aos que não tiveram medo de lutar e reitero meu compromisso de continuar defendendo a liberdade e igualdade entre as pessoas”, disse a homenageada que foi entusiasticamente abraçada por Jeová.

Complexo Hospitalar de Patos classifica 100% dos pacientes que são atendidos na unidade, inclusive, os do SAMU

Posted on

A classificação de risco é um procedimento necessário na admissão de pacientes em qualquer unidade de saúde, seja ela pública ou privada. No Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) 100% dos pacientes que são atendidos passa agora por esse processo, mesmo àqueles que vêm conduzidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU. Esse procedimento de classificação adotado pelo Hospital está em consonância com a Resolução 2.110/2014 do Conselho Federal de Medicina e assegura que os pacientes tenham um atendimento mais eficaz, levando-se em conta a sua própria necessidade e urgência.

“A direção do hospital trabalha com a meta de classificar 100% dos pacientes que são atendidos na unidade, inclusive, os que são trazidos pelo SAMU”, reitera a diretora geral do Complexo, Liliane Sena. Ela lembra que embora o SAMU continue a ser considerado Vaga Zero, os pacientes oriundos deste serviço também precisam passar pela classificação de risco feita pela equipe do Hospital. “Esse procedimento com relação ao SAMU não quer dizer que o paciente não será atendido de imediato. Quem o acompanha continua a se dirigir à recepção para fazer a ficha do paciente. Desta forma, não há comprometimento no atendimento do paciente”, complementa Liliane, lembrando que alguns fluxos foram redefinidos, recentemente, para ajustar o acolhimento oriundo do SAMU.

O diretor técnico do Complexo e médico, Dr. José Carletti Júnior, explica que embora os pacientes do SAMU já venham regulados por médicos ou enfermeiros do próprio serviço, é importante a classificação pela equipe do Hospital. “Muitas vezes, entre o atendimento pelo SAMU e a chegada no hospital, há um certo tempo e o quadro do paciente já evoluiu, para pior ou melhor, daí a importância desta classificação no momento da entrada do paciente na unidade”, reitera Dr. Carletti. Segundo ele, esse procedimento dá mais segurança a equipe que vai atuar no atendimento e assegura ao paciente uma classificação mais fiel de seu estado no momento da admissão. Ele lembra ainda que esse procedimento não prejudica o SAMU, pois não há retenção de maca, nem ambulância por causa disso.

Dr. Carletti lembra ainda que muitos serviços de atendimento às urgências convivem com grandes filas onde as pessoas disputam o atendimento sem critério algum a não ser na hora da chegada. “Neste caso, a não-distinção de riscos ou graus de sofrimento faz com que alguns casos se agravem, ocorrendo às vezes até a morte de pessoas pelo não-atendimento no tempo adequado. O acolhimento com avaliação de risco configura-se, assim, como uma das intervenções potencialmente decisivas na reorganização das portas de urgência e na implementação da produção de saúde e, consequentemente, na eficiência do atendimento aos pacientes”, finaliza o diretor técnico do Complexo.

Hospital do Bem realiza 428 atendimentos nos primeiros três meses de funcionamento

Posted on

 

O balanço dos primeiros noventa dias de funcionamento do Hospital do Bem – unidade de oncologia do Sertão – atesta que foram realizados 428 atendimentos, em pacientes de 53 cidades. Nesse período, entre os serviços prestados, destacam-se a realização de 71 sessões de quimioterapia. Inaugurado no dia 05 de setembro, a unidade que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, atua com atendimento ambulatorial, tratamento quimioterápico e cirúrgico, para quatro tipos de câncer: pele, próstata, mama e colo de útero.

O tipo de câncer com maior incidência neste primeiro balanço mensal foi o de mama, com 155 atendimentos, seguido de colo uterino com 106 casos, urologia com 78 registros. O balanço que corresponde ao período de 05 de setembro a 05 de dezembro,  mostra ainda que, neste período, a unidade registrou 54 internamentos, sendo 28 de clínica médica e 26 de clínica cirúrgica. Destes, 31 pacientes eram mulheres e 23 homens.

De acordo com levantamento do Hospital nestes 90 dias foram atendidos pacientes regulados das cidades de Água Branca, Belém do Brejo do Cruz, Boa Ventura, Bom Sucesso, Bonito de Santa Fé, Brejo do Cruz, Cacimba de Areia, Cacimbas, Cajazeirinhas, Catingueira, Catolé do Rocha, Condado, Coremas, Desterro, Igaracy, Imaculada, Itaporanga, Jericó, Junco do Seridó, Juru, Mãe D’água, Malta, Manaira, Mato Grosso, Maturéia, Nazarezinho, Nova Olho D’água, Olinda, Patos, Paulista, Piancó, Pombal, Princesa Isabel, Quixaba, Riacho dos Cavalos, Santa Helena, Santa Inês, Santa Luzia, Santa Terezinha, São Bentinho, São Bento, São José de Espinharas, São José de Brejo do Cruz, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São Mamede, Serra Grande, Sousa, Taperoá, Teixeira, Uiraúna, Várzea  e Vista Serrana.

A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, reitera a importância do Hospital do Bem. “Com a disponibilidade dos serviços oncológicos de média e alta complexidade em Patos, os pacientes que antes tinham que viajar cerca de 350 km, até a capital para realizarem seus tratamentos, têm agora toda assistência necessária para em nossa unidade e isso representa um avanço significativo não apenas para o tratamento em si, mas para a qualidade de vida destes pacientes, que não tem mais o desgaste do deslocamento”, destaca Liliane.

            A coordenadora do setor de Enfermagem, Aretuza Delfino, lembra que o Hospital do Bem só atende pacientes regulados, ou seja, com consultas e procedimentos já agendados previamente. A única exceção, explica ela, é em relação a internação de pacientes oncológicos. “Neste caso, o paciente não precisa de regulação, pois acolhemos pessoas com qualquer tipo de câncer para internação. O hospital só trata as quatro referências somente para efeito de quimioterapia e cirurgia, para internação não há essa restrição. Porém, para isso, o paciente tem que se dirigir a emergência do Complexo e, se tiver apresentando sintomas ou sinais de doenças oncológicas que necessitem de internação, é encaminhado para uma de nossas enfermarias”, esclarece. Ela lembra ainda que a internação também pode ser via ambulatório. “Se o paciente se sentir mal, por exemplo, depois de uma sessão de quimioterapia, pode ser internado também”, disse Aretuza.

 O Hospital do Bem tem uma estimativa de atendimento de 650 cirurgias oncológicas e 5.300 procedimentos de quimioterapia/ano, direcionados para a população dos 68 municípios que compõem a 3ª e 4ª macrorregiões de saúde do estado.

Deputado Jeová repudia ato de violência contra Sem Terra e diz que episódio foi uma ação covarde que simboliza violação aos Direitos Humanos

Posted on

“Qualquer ato de violência, por si só, não se justifica, imagina uma ação covarde, feita por pessoas encapuzadas e que resulta na morte de dois militantes do Movimento Sem-Terra na Paraíba. Quero deixar aqui meu repúdio e indignação contra esse atentado inadmissível, minha solidariedade aos familiares das vítimas e meu apoio ao MST, esse movimento legitimo que tem minha admiração e respeito”, disse hoje (10), o deputado estadual Jeová Campos.

O parlamentar se referiu ao assassinato dos militantes do MST, José Bernardino da Silva e Rodrigo Celestino, que foram metralhados, por homens encapuzados, na noite do último sábado, enquanto jantavam, em um acampamento, localizado no município de Alhandra. “Atos de barbárie como esse, jamais podem ser aceitos pela sociedade que tem a obrigação de repudiar atitudes que violam os Direitos Humanos como essa, assim como cobrar das autoridades competentes rigor na apuração dos fatos e punição dos envolvidos”, afirmou Jeová.

Encontro Estadual dos Comitês de Bacias Hidrográficas da PB tem a participação da Asplan

Posted on

O VII Encontro estadual dos Comitês de Bacias Hidrográficas da Paraíba, que aconteceu nos dias 05 e 06, em João Pessoa, teve a participação da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). Com acento nos Comitês do Litoral Norte e Sul, a Associação foi representada pelo engenheiro agrônomo, Luis Augusto e pelo Técnico de Segurança do Trabalho, Natanael Rodrigues. A participação da Asplan é importante nos debates sobre a destinação e o melhor uso da água haja vista que cerca de 70% dos recursos hídricos da Paraíba são destinados à irrigação na agricultura.

Segundo a representante do IFPB no Comitê do Litoral Norte, Mirella Costa, como a maior parte dos recursos hídricos do estado é destinada para a agricultura, ter representatividade de entidades ligadas ao setor, aprimora os debates sobre a racionalização do uso da água no Estado. “A utilização de técnicas de irrigação mais modernas, por exemplo, é uma ação que assegura uma racionalidade no uso da água pelo setor agrícola e que causa um impacto positivo no uso deste bem que todos sabemos ser finito e até escasso em determinadas regiões da Paraíba”, destaca Mirella. Segundo a professora, 10% dos recursos hídricos da Paraíba são destinados ao uso do abastecimento humano, outros 17% para as indústrias e 3% para outros usos.

“Como se vê, responder pela maior parte de toda a água que se consome no Estado, deixa o setor agrícola com uma grande responsabilidade de buscar formas de racionalizar a utilização deste bem tão precioso e finito”, afirma o agrônomo da Asplan, Luiz Augusto. De acordo com ele, essa racionalidade vem sendo praticada pelos produtores de cana-de-açúcar já há algum tempo, juntamente com ouras ações que buscam o equilíbrio entre a ocupação do solo e a preservação do meio ambiente. “O uso e ocupação do solo nos entornos das bacias de forma a respeitar a legislação e preservar o meio ambiente é também uma ação permanente dos produtores de um modo geral, especialmente, dos canavieiros”, destaca Luiz.

O Técnico Natanael Rodrigues lembra que a Paraíba é um dos estados mais avançados no que diz respeito a gestão dos recursos hídricos. Com três Comitês Estaduais e um Federal, a Paraíba debate institucionalmente, de forma descentralizada e participativa, desde 1997, quando os Comitês foram formados, essa questão da racionalidade e destinação dos recursos hídricos com efetiva participação da sociedade civil organizada, junto com representação estatal. “O uso racional da água é um debate que interessa a toda a sociedade porque água é um bem necessário em todas as atividades e como é um bem escasso e esgotável, cada vez mais se faz necessário uma atenção especial para esse tema, e a Paraíba está de parabéns pelo trabalho que vem sendo feito sob a coordenação da AESA”, reitera Natanael.

 Além de Luis e Natanael, a produtora de cana, Ana Cláudia, associada da Asplan, e o agrônomo, Alfredo Nogueira, também integram Comitês das Bacias Hidrográficas representando o setor canavieiro paraibano.

SIPAT 2018 da Maternidade de Patos debate temas variados em ciclo de palestras e atividades

Posted on

 

Tabagismo, HIV, Direitos Trabalhistas e Previdenciários, Biossegurança, Dependência Tecnológica e Depressão foram os temas abordados nessa quarta-feira (5), durante um ciclo de palestras promovido pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos. A ação faz parte das atividades da 5ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho da unidade, que começou na segunda-feira (3) e terminará nesta sexta-feira (7).

A abertura da Sipat foi feita pelo diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, que destacou a importância da realização da Semana, reforçando a necessidade de se ter uma atenção muito maior por se tratar de um serviço de saúde. “Na nossa área de atuação, os riscos são maiores, portanto a atenção deve ser redobrada”, reiterou Dr. Umberto. Ele também fez uma ressalva sobre o uso excessivo do celular. “Infelizmente, o uso do celular tem acontecido de forma até abusiva, principalmente, na questão do uso das redes sociais, e essa falta de atenção pode provocar algum acidente, além de afastar as pessoas da socialização que, no nosso caso, fica ainda mais comprometida porque nossa bandeira sempre foi a humanização”, disse o diretor.

E o uso excessivo do celular, com foco, no ambiente de trabalho foi um dos temas abordados durante uma das palestras do dia. “Dependência tecnológica” foi o tema da fala da psicóloga clínica Catarine Formiga de Farias. Ela destacou a importância desta ferramenta, mas reforçou a necessidade do usuário ter parâmetros para utilizá-lo.

Durante todo o dia houve ainda a palestra sobre Tabagismo, com os acadêmicos de Enfermagem, João Victor Andrade e Elineide de Medeiros, da Unifip, e outra abordagem sobre HIV, com o enfermeiro Lindenberg Lucena. No intervalo do almoço e no final da tarde, houve o momento beleza, com a realização de maquiagem, limpeza de pele e sorteio de brindes.

Na parte da tarde, houve a palestra sobre “Direitos trabalhistas e previdenciários”, com os advogados Gabriel Lucena e Vinicius Campos. Em seguida, o biólogo, mestre em patologia e doutor em biotecnologia, Jorge Luiz filho vai falar sobre “Biossegurança”. Houve ainda uma palestra sobre “Depressão” feita pelo psicanalista e acadêmico de Psicologia da Unifip, José Monalison. As palestras aconteceram no auditório do Banco de Leite Humano Dra. Vilani Kerle.

Toda a programação da Sipat foi organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Maternidade, cujo presidente é Marcone de Souza Macena. Segundo ele, a Sipat 2018 cumpriu seu papel de chamar atenção para temas importantes, alertando os profissionais da Maternidade para tornarem o ambiente de trabalho mais seguro, além de passar informações úteis e necessárias para o público interno da unidade. “Foi um evento gratificante, teve muita participação, pois foi um evento onde foram expostos informações relevantes não apenas para o dia a dia na Maternidade, mas para nossas vidas”, avaliou Marcone.

Governador Ricardo e prefeito Chico Mendes inauguram obra que era uma antiga reivindicação da população de São José de Piranhas

Posted on

O asfaltamento do Centro da cidade de São José de Piranhas, uma antiga reivindicação da população daquele município, será inaugurado nesta sexta-feira (07), pelo governador Ricardo Coutinho e o prefeito da cidade, Chico Mendes. O ato acontecerá por volta das 16h. A pavimentação asfáltica da travessia urbana do município é mais uma obra de mobilidade urbana do Programa Mais Trabalho do Governo do Estado, que vai beneficiar diretamente 20.163 habitantes.

“Esse asfaltamento era um sonho acalentado há mais de 50 anos que foi realizado pelo governador Ricardo e pelo prefeito Chico Mendes. Essa dupla de gestores tem compromisso com o trabalho e eu, que sou filho da cidade e sempre lutei para a concretização deste sonho, me sinto muito feliz de participar deste importante momento da vida da Paraíba, especialmente, de São José de Piranhas”, afirma o deputado estadual, Jeová Campos.

Na obra foi investido R$ 1,7 milhão, numa extensão de 4,1 km, que consiste na pavimentação asfáltica do segmento urbano da rodovia PB-400, que interliga as cidades de Cajazeiras e Conceição e de ruas adjacentes à rodovia, proporcionando melhores condições de mobilidade das pessoas e dos veículos no perímetro urbano. Foram executados serviços de recuperação de calçamento, recapeamento da rodovia PB-400 e de ruas adjacentes, além de sinalização horizontal e vertical.

Governador Ricardo e prefeito Chico Mendes inauguram obra que era uma antiga reivindicação da população de São José de Piranhas

Posted on

O asfaltamento do Centro da cidade de São José de Piranhas, uma antiga reivindicação da população daquele município, será inaugurado nesta sexta-feira (07), pelo governador Ricardo Coutinho e o prefeito da cidade, Chico Mendes. O ato acontecerá por volta das 16h. A pavimentação asfáltica da travessia urbana do município é mais uma obra de mobilidade urbana do Programa Mais Trabalho do Governo do Estado, que vai beneficiar diretamente 20.163 habitantes.

“Esse asfaltamento era um sonho acalentado há mais de 50 anos que foi realizado pelo governador Ricardo e pelo prefeito Chico Mendes. Essa dupla de gestores tem compromisso com o trabalho e eu, que sou filho da cidade e sempre lutei para a concretização deste sonho, me sinto muito feliz de participar deste importante momento da vida da Paraíba, especialmente, de São José de Piranhas”, afirma o deputado estadual, Jeová Campos.

Na obra foi investido R$ 1,7 milhão, numa extensão de 4,1 km, que consiste na pavimentação asfáltica do segmento urbano da rodovia PB-400, que interliga as cidades de Cajazeiras e Conceição e de ruas adjacentes à rodovia, proporcionando melhores condições de mobilidade das pessoas e dos veículos no perímetro urbano. Foram executados serviços de recuperação de calçamento, recapeamento da rodovia PB-400 e de ruas adjacentes, além de sinalização horizontal e vertical.

Contas de campanha do deputado estadual Jeová Campos são aprovadas pelo TRE

Posted on

 

“Recebo esse resultado com tranquilidade porque sei do quanto minha equipe e eu próprio nos empenhamos para cumprir, rigorosamente, as exigências da Lei Eleitoral no tocante as despesas e prestação de contas da campanha deste ano”, afirmou hoje (06), o deputado estadual Jeová Campos (PSB), logo após tomar conhecimento da aprovação da prestação de contas de sua campanha, relativas às eleições de outubro, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O parlamentar foi eleito e vai cumprir seu terceiro mandato como deputado estadual.

Ainda segundo Jeová, o rigor da legislação, que ficou ainda mais criteriosa e detalhista na campanha deste ano, exigiu da equipe que coordenou as suas despesas de campanha e, posteriormente, todos os documentos de prestação de contas muitas horas de dedicação e atenção para que tudo fosse feito exatamente como exigia a legislação em vigor. “Trabalhamos respeitando a legislação eleitoral, portanto, não me causa surpresa que minhas contas tenham sido aprovadas, o que só comprova a lisura de nossa atuação como agente político na campanha eleitoral”, reitera Jeová.

Contas de campanha do deputado estadual Jeová Campos são aprovadas pelo TRE

Posted on

“Recebo esse resultado com tranquilidade porque sei do quanto minha equipe e eu próprio nos empenhamos para cumprir, rigorosamente, as exigências da Lei Eleitoral no tocante as despesas e prestação de contas da campanha deste ano”, afirmou hoje (06), o deputado estadual Jeová Campos (PSB), logo após tomar conhecimento da aprovação da prestação de contas de sua campanha, relativas às eleições de outubro, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por unanimidade, inclusive com parecer do Ministério Público Eleitoral. O parlamentar foi eleito e vai cumprir seu terceiro mandato como deputado estadual. A defesa da prestação de contas foi feita, em plenário, pelo advogado Hugo Moreira Feitosa.

Ainda segundo Jeová, o rigor da legislação, que ficou ainda mais criteriosa e detalhista na campanha deste ano, exigiu da equipe que coordenou as suas despesas de campanha e, posteriormente, todos os documentos de prestação de contas muitas horas de dedicação e atenção para que tudo fosse feito exatamente como exigia a legislação em vigor. “Trabalhamos respeitando a legislação eleitoral, portanto, não me causa surpresa que minhas contas tenham sido aprovadas, o que só comprova a lisura de nossa atuação como agente político na campanha eleitoral”, reitera Jeová.