Month: novembro 2018

Complexo Hospitalar de Patos participa de ação educativa sobre acidentes de trânsito e suas implicações

Posted on

Cerca de 10% dos atendimentos realizados pelo Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) são provenientes de acidentes de trânsito. Dados da unidade apontam que de janeiro a outubro deste ano, 2.704 pessoas deram entrada no hospital por causa de acidentes de trânsito. Desse total, 2.296 pacientes se envolveram em acidentes com motocicletas. E para chamar atenção da sociedade sobre a importância de se reduzir esses dados, a partir de medidas preventivas, vários órgãos estão se mobilizando para lançar uma campanha educativa em Patos. Nesta sexta-feira (30), representantes destas instituições se reuniram no auditório da STTrans para definir detalhes da programação que vai ser realizada entre os dias 14 e 20 de dezembro.

A partir do tema “O ano termina, mas a vida continua’, a STTrans, o Complexo, o Hospital Infantil, Samu, Corpo de Bombeiros, BPTran e Detran estão unindo forças e habilidades para realizar essa campanha educativa. Na reunião desta sexta-feira, foram apresentados dados estatísticos que comprovam a necessidade desta ação e definindo alguns encaminhamentos para que ela aconteça na data prevista.  Entre as ações que foram definidas, destacam-se a realização de uma audiência pública no Fórum da cidade, blitz educativas em vários pontos e em dias alternados, a distribuição de material informativo e a realização de uma mesa redonda.

 A proposta, segundo a diretora geral do Complexo Hospitalar de Patos, Liliane Sena, é também atrair a parceria de outros órgãos e instituições para se integrarem à ação. “Essa campanha que abraçamos foi capitaneada pela STTRans, mas interessa a toda a sociedade, haja vista que acidentes de trânsito causam transtornos diversos e não apenas na rede pública de saúde, que absorve quase a totalidade destas demandas. As repercussões também não se limitam aos pacientes e familiares, mas a toda a sociedade que se mobiliza em torno de um acidente”, destaca Liliane Sena.

 Ainda segundo Liliane, os dados de acidentes são relevantes e uma ação educativa tem tudo para reduzir esse triste cenário, através da prevenção. Ela lembra que, estatisticamente, o mês de abril é quando acontece mais acidentes de trânsito em Patos, segundo dados do Hospital, do Samu e do Corpo de Bombeiros. Inusitadamente, esse pico de acidentes acontece justamente no feriado da Semana Santa.

Deputado Jeová afirma que a questão da agricultura familiar será uma das principais pautas a serem trabalhadas em seu próximo mandato

Posted on

 

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) reafirmou nesta quarta-feira (28), durante encontro na Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), que uma de suas principais pautas no próximo mandato será a questão da defesa da agricultura familiar. O parlamentar, que foi quem convocou esse encontro junto com a Fetag para debater e definir políticas públicas voltadas para a agricultura familiar que serão apresentadas para o futuro governador João Azevedo, sugeriu ainda a criação de um Comitê Permanente para produzir políticas públicas que fortaleçam a agricultura familiar com geração de emprego e renda na Paraíba.

O encontro foi aberto pelo presidente da Fetag, Liberalino Lucena, que lamentou a ausência do governador eleito, João Azevedo, que está em viagem institucional ao exterior, e também a ausência da vice-governadora, Ligia Feliciano que o representaria. “Íamos cobrar agora de João a nossa pauta de reivindicações entregue a todos os candidatos durante a eleição, entre as quais, destaca-se a criação e implantação de uma Secretaria de Agricultura Familiar na Paraíba”, disse Liberalino que anunciou outro encontro, entre janeiro e fevereiro, desta vez com a presença do governador para deliberar sobre tais reivindicações.

O deputado Jeová Campos que além de representar a ALPB, através da  Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, que preside, reiterou o compromisso do governo de João Azevedo com políticas públicas que estimulem o agricultor a produzir mais e ter uma vida melhor. “A chegada das águas do Rio São Francisco, a partir do Rio Paraíba, já é uma realidade. Cerca de um milhão de pessoas hoje, são beneficiadas com as águas do Velho Chico e a estimativa é que, até junho de 2019, as águas do rio cheguem a barragem de Boa Vista, em São José de Piranhas e isso trará muitas possibilidades. Com a perenização do Rio Piranhas,  teremos um novo cenário que precisa ser bem aproveitado e sei que o governo socialista de João  vai apoiar essa causa”, disse Jeová.

O parlamentar lembrou que a população de agricultores hoje tem muito poucos jovens e que é preciso atrair essa parcela da população, que hoje não acredita na agricultura. “A população agrícola hoje é madura, porque os jovens não estão mais neste setor, e só tem como mudar isso se houver políticas públicas que atraiam os mais jovens, com incentivos para uma produção melhor, mais rentável e eficiente”, reiterou Jeová. Ele disse ainda que é preciso renovar e ampliar o quadro de técnicos que prestem assistência aos agricultores e pessoas formadas nessa área que possam agregar novas tecnologias ao setor.

Jeová lembrou também a importância da integração de diversos segmentos, a exemplo do da pesquisa, do crédito, dos trabalhadores, dos assentados que devem trabalhar juntos fortalecendo o setor de agricultura familiar e aproveitou para elogiar a presença de representantes da Embrapa, Emater e BNB no encontro da Fetag. “Para dar força a esse segmento, que mantém homens e mulheres na roça com dignidade, produzindo alimentos sem agrotóxicos, é preciso a união de todos e a Paraíba tem tudo para melhorar esse ambiente de agricultura familiar e posso assegurar a vocês que o governo socialista de João terá um olhar especial para esse setor e eu serei um parlamentar presente em todas essas discussões e encaminhamentos. Podem contar comigo”, afirmou Jeová, que se despediu antes do final do evento, por causa de compromissos com a eleição da OAB, na seccional de Cajazeiras. A Emater foi representada no evento pelo seu presidente, Nivaldo Magalhaes, a Embrapa Algodão, por Geraldo Estefano e o BNB, pelo gerente Abelardo Magalhães.

Presidente da Asplan será homenageado em encontro anual de confraternização de Engenheiros Agrônomos

Posted on

 

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, será homenageado durante evento de confraternização dos engenheiros agrônomos. O encontro, que acont

ece há mais de 20 anos, e reúne profissionais da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, será realizado nesta quinta-feira (29), a partir das 11h, em uma propriedade rural localizada no município de Santa Rita (PB).

Caberá ao diretor da Asplan, Raimundo Nonato, a apresentação do homenageado. O professor da UFRPE, Wallace Benevides, também receberá homenagens na ocasião. Cerca de 100 agrônomos e profissionais ligados ao setor canavieiro e industrial da região participação do evento que tem o apoio da Sociedade dos Técnicos Sucroalcooleiros do Nordeste.

“Me sinto muito honrado de receber essa homenagem de meus colegas, de pessoas ligadas ao setor sucroenergético, que nutrem, como eu, uma paixão pelo setor canavieiro e que têm a exata noção da importância de nossa atividade para o desenvolvimento do Nordeste e do país”, destacou José Inácio que receberá a homenagem pelos relevantes serviços prestados à frente da Asplan, mais recentemente, da União Nordestina dos Produtores de Cana – Unida, do qual é também presidente e ainda pelo papel de liderança que tem no meio canavieiro.

Deputado Jeová promove reunião para definir políticas públicas sobre agricultura familiar a serem encaminhadas para o próximo governo

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos, presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, promove em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), nesta quarta-feira (28), um encontro para debater e definir políticas públicas voltadas para a agricultura familiar. O evento, voltado para os representantes dos sindicatos do setor na Paraíba, acontecerá na sede da Fetag, na Rua Rodrigues de Aquino, 722, em Jaguaribe, a partir das 9h.

“Vamos tratar de um tema muito importante que é o fortalecimento da agricultura familiar na Paraíba com o setor sindical. A proposta é construir uma pauta a ser levada ao futuro governo, sobre quais políticas públicas que o setor quer ver implementadas nos próximos quatro anos no estado, o que é necessário fazer para fortalecer esse setor que tem um papel social e econômico importante para a Paraíba”, destacou o paramentar.

Jeová lembrou que com a chegada das águas do Rio São Francisco é preciso aproveitar esse potencial que está se instalando na Paraíba. “A agricultura familiar precisa ter um enfoque a partir desta nova realidade e precisa ser fortalecida e eu estou convencido de que é preciso aprofundar as políticas públicas neste setor aproveitando o governo socialista de João Azevedo”, destacou Jeová. Para ele, também é preciso que haja a promoção de uma integração de diversos segmentos, a exemplo do da pesquisa, do crédito, dos trabalhadores, dos assentados que juntos fortaleçam esse setor.

O deputado lembra que coma perenização do Rio Piranhas  e do Rio Paraíba, o estado da Paraíba terá uma fonte de geração de trabalho e de melhoria da qualidade de vida que o fará avançar muito. “Com a chegada das águas, haverá a geração de oportunidades de trabalho que melhorarão a qualidade de vida das pessoas a partir da produção de alimentos sem agrotóxicos e isso precisa ser aproveitado da melhor forma possível”, finalizou Jeová.

Comissão de Ética de Enfermagem do Hospital Regional de Patos toma posse em evento com palestra do COREN sobre conduta profissional

Posted on

            Os novos membros da Comissão de Ética de Enfermagem do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) tomaram posse na quinta-feira (22). A solenidade aconteceu na sede da 6ª Gerência Regional e contou com a participação do representante do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba, Valdeni Mendes e do Coordenador do Departamento de Processo Ético do COREN, Júnior Gomes. Eles falaram da importância da Comissão e sobre ‘Processo Ético’ e mostraram vídeos sobre condutas dos profissionais e suas consequências no ambiente hospitalar. O CHRDJC conta, atualmente, com um quadro de mais de 300 profissionais na área de Enfermagem.

            Coube a diretora de Enfermagem do CHRDJC, Jaqueline de Medeiros, falar sobre a importância da Comissão, focando a contribuição dela no sentido de acompanhar o exercício profissional e ético da enfermagem no âmbito de todas as funções inerentes às atividades da área no Complexo. “A Comissão tem uma função fundamental na observação e atuação do exercício ético-profissional na área de assistência e um papel importante na defesa do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem”, destacou Jaqueline.

A diretora geral do CHRDJC, Liliane Sena, que prestigiou a solenidade, destaca que a existência de Comissão de Ética de Enfermagem no Complexo reforça o atendimento humanizado que já é dispensado aos pacientes da unidade, com ainda mais  qualidade, segurança e ética em todas as condutas ligadas a Enfermagem.

            A Comissão do CHRDJC e formada pelas enfermeiras, Daniela Almeida, que foi escolhida presidente e Maria da Conceição Ferreira, vice-presidente e ainda Patrícia Freire de Almeida, técnica de Enfermagem, que será a Secretária da Comissão. O mandato tem duração de dois anos.

Adriano, o ‘João de Deus’ voltou para Alagoas nesta segunda-feira, mas, campanha solidária para ajudá-lo continua

Posted on

Adriano Teixeira Lima, popularmente conhecido como ‘João de Deus’, está voltando às suas origens nesta segunda-feira (26). Contrariando a opinião das pessoas que o acompanham de perto desde setembro, quando ele foi internado para se tratar no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, ele voltou para Alagoas, seu estado de origem. Um motorista da Secretaria de Ação Social da Prefeitura de Patos teve a missão de levá-lo à cidade de Olho D’água do Casado, sertão alagoano, cidade de poucos habitantes, quase nenhuma assistência médica, um local que não oferece condições dele fazer um tratamento adequado de saúde. Mas, ele quis ir e ninguém conseguiu removê-lo desta ideia.

Diagnosticado recentemente com um câncer na região inguinal, ele precisa de tratamento especializado. As irmãs Sara e Luciana Conceição prometem dar a atenção necessária para que ele consiga fazer o tratamento em Alagoas, mas admitem que no interior será bem mais difícil que em Patos, onde ele já fez exames, se consultou com o oncologista e teria todo o aporte necessário para acompanhamento e tratamento de seu caso. Uma casa foi alugada para abrigá-lo na cidade a partir desta segunda-feira, mas o futuro de Adriano é incerto. “Não há nada na casa. Estamos levando um colchão, um ventilador e roupas que foram doadas. Só temos isso. Os familiares não se dispuseram a ajudar, eu trabalho em Maceió, estou de licença e vou esperar minha irmã chegar do Piauí, no dia 03, para retornar o trabalho”, afirma Sara, que estava no abrigo com ele há mais de 15 dias e viajou junto.

Não se sabe ao certo quais as razões que levaram Adriano a decidir voltar. “Não são os vínculos familiares que foram perdidos há muito tempo, nem melhores condições de moradia, nem muito menos a perspectiva de tratamento. Ele decidiu ir e pronto. Ele se nega a reconhecer que está doente, que precisa de tratamento oncológico. Mesmo vendo os exames que atestam os tumores, ele diz que está bem. Tentamos, eu e Luciana, que o acompanha desde o início, demovê-lo da ideia de ir agora, mas ele foi irredutível”, afirma a jornalista Eliane Sobral, que fez uma matéria com ele a partir da qual foi identificada a história, as origens e a família dele.

A campanha “Dê uma mão para nosso João”. cujo objetivo era dar o suporte necessário para que Adriano pudesse ser reinserido na sociedade de Patos e criasse vínculos com a cidade, agora será desdobrada em uma outra ação. “Ele vai precisar de ajuda, pois das duas irmãs, apenas Sara trabalha e ganha um salário mínimo. Ele tem direito a receber um benefício do governo, em função do diagnóstico de esquizofrenia, mas isso ainda levará um certo tempo, haja vista que ele só receberá a segunda via de seus documentos daqui a uns 20 dias, daí a dar entrada e ser liberado o benefício ainda leva mais tempo, talvez meses, de forma que precisamos ajudá-lo’, reitera Eliane. Quem se interessar pode depositar qualquer quantia na conta da irmã dele Maria Luciana Conceição, Agência 3693, conta Nº 10419-0, Operação 013, Conta Poupança, da Caixa Econômica Federal. Quem quiser contribuir com a campanha solidária também pode ligar para Sara no (82) 98714-8917. O número também é watzap.

 “A ideia é formar uma grande corrente solidária para ajudá-lo nesta nova fase. Ele é uma pessoa muito sofrida, que nunca teve afeto, aconchego, amigos, sempre se virou sozinho, é um ser humano embrutecido pela vida dura e solitária, mas que tem um olhar sensível, de um apelo sentimental sem explicação e que precisa de apoio para voltar a acreditar que a vida vale a pena, que apesar das inúmeras tristezas que viveu, ainda tem direito de voltar a sorrir”, destaca Luciana Pereira. Ela lembra ainda que ele tem um terreno na cidade e que as doações também podem servir para, quem sabe, construir algo neste terreno que o estimule a permanecer no interior, já que há receio de que ele volte a Alagoas, mas fuja novamente como o fez há cinco anos.

Ação nacional de combate ao câncer chama atenção para a importância da prevenção em Patos

Posted on

“É melhor prevenir do que remediar”. A frase é pronunciada de geração em geração mas, muitas vezes não tem sua essência assimilada como deveria. E quando se trata de diagnóstico de câncer, ela faz toda a diferença porque, independentemente do tipo e local da doença, quanto mais rápido o diagnóstico, mais fácil fica o tratamento e as chances de cura se ampliam. E foi para chamar atenção das pessoas de que a prevenção será sempre o melhor caminho, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) realizou uma ação, em nível nacional, neste domingo (25). Em Patos, as atividades foram realizadas com apoio do Hospital do Bem e sob a coordenação do cirurgião oncológico, Wostenildo Crispim.

A ação, cujo slogan foi ‘Troque o Medo por Esperança”, foi realizada em Patos na Praça Nossa Senhora de Fátima. Entre às 8h e o meio dia, a população pôde fazer testes de glicemia, aferir a pressão arterial, tirar dúvidas sobre câncer, receber dicas de alimentação saudável, participar de um aulão de Zumba com o professor Alberto Freitas, cortar o cabelo com a cabelereira Silvania Simone, conhecer um pouco mais sobre o trabalho da Casa de Apoio ‘Amigas Viva a Vida’ e os homens, por causa do Novembro Azul, fizeram consultas com o cirurgião oncológico, Wostenildo Crispim. Houve ainda a distribuição de frutas e sucos durante todo o evento. O Corpo de Bombeiros também participou da ação com a exposição de equipamentos de socorro e salvamento.

Todas as ações de saúde foram realizadas por cerca de 30 estudantes de Medicina voluntários da Faculdades Integradas de Patos (FIP), sob a supervisão da equipe de enfermagem do Hospital do Bem. A diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, Liliane Sena, a coordenadora do setor de Enfermagem do Hospital do Bem, Aretuza Delfino, e a diretora de enfermagem do Complexo, Jaqueline Medeiros prestigiaram a ação, que começou com uma caminhada do Hospital do Bem até a Praça.

Na avaliação do médico Wostenildo Crispim, a ação surtiu o efeito esperado no sentido de despertar nas pessoas a consciência de que, em se tratando de câncer, a prevenção será sempre a melhor solução. “O estigma do câncer ainda é muito grande. O diagnóstico amedronta, mas é preciso vencer o medo, pois a cura é possível e enquanto houver vida e tratamento há esperança”, destaca. O câncer, lembra Dr. Wostenildo, é a segunda causa de morte dos brasileiros, mas, muitas destas mortes poderiam ser evitadas se as pessoas descobrissem precocemente a doença e fizessem o tratamento adequado com uma equipe de especialistas, composta de Cirurgiões Oncológicos, Oncologistas Clínicos e Radio-oncologistas, a exemplo do que se tem no Hospital do Bem.

O vigilante Teotônio Alves, 52 anos, um dos que se consultou na ação deste domingo com Dr. Wostenildo, está atendo à saúde. Há cinco anos, ele faz exames periódicos. “Primeiro precisamos olhar nossa saúde, depois uma vaidade besta que impede um homem de fazer esse exame tão importante”, disse ele. Mesmo fora da faixa etária recomendada para fazer os exames de toque e PSA, o desempregado André Charles, 38 anos, foi à Praça hoje buscar informações. “Os cuidados com a saúde precisam existir desde cedo. O médico me explicou que não preciso fazer os exames ainda, já que eu não estou sentindo nada, mas vou ficar atento e no tempo certo vou fazer todos eles”, disse Charles.

O escritor e historiador José Romildo de Sousa, presidente da Comissão Executiva do Coletivo ‘Homens com mais vida’, descobriu um câncer de próstata no início da evolução da doença e nem teve que passar por tratamentos agressivos para se curar porque teve o diagnóstico precoce. “Não vou mentir que a descoberta da doença foi um choque, mas eu transformei essa dura realidade em uma lição de vida, me curei e hoje faço palestras e dou testemunhos de como se pode vencer o câncer e dar a volta por cima ainda com mais energia”, afirmou ele, que está finalizando um livro intitulado “A vida depois do câncer”. Não há data ainda para lançamento da obra, cujo objetivo é falar de sua experiência e a partir dela encorajar outras pessoas a enfrentarem o câncer sem tantos medos e receios.

ALPB busca intermediar uma solução para reabrir fábricas de água na Paraíba que foram interditadas pela Operação Poseidon

Posted on

A Operação Poseidon que interditou várias fábricas de água adicionada de sais minerais em várias cidades da Paraíba, no começo de novembro, foi tema de uma reunião nesta quinta-feira (22), na Assembleia Legislativa. Convocada pelo deputado estadual Jeová Campos e presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente, com apoio da deputada Estela Bezerra, a reunião teve a participação de representantes de oito, das 17 fábricas interditadas. “A nossa iniciativa busca uma solução para um fato que tem impacto sócio e econômico direto em mais de 100 famílias, de várias cidades paraibanas e é um assunto de interesse do consumidor”, explicou o parlamentar.

Durante a reunião, vários empresários expuseram detalhes da Operação, considerada por eles como truculenta, os representantes da Agevisa – Ailton Cesar, Herberto Palmeira e Tatiane Lucena – abordaram as normas e legislação pertinentes ao setor e os deputados Jeová Campos e Estela Bezerra sugeriram ações e encaminhamentos que buscam solucionar a questão o mais breve possível. A articulação com a Anvisa, através de uma reunião em Brasília marcada para o dia 03 de dezembro, mas que poderá ser antecipada, além de uma reunião com o promotor do MPE, Glauberto Bezerra são alguns dos encaminhamentos.

 Também ficou decidido que a Agevisa vai fazer uma integração com a Anvisa no sentido de buscar as soluções para os variados casos identificados, culminando na reabertura dos empreendimentos que estejam em dia com a legislação e normas do setor. Outra proposta será firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para ampliar o prazo de adequação dos estabelecimentos à RDC 182 que entrou em vigor em abril deste ano e cujo prazo de adequação se extinguiu em outubro.

“Quando se fecha uma empresa, você prejudica a população de um modo geral e, neste caso específico, ficou evidenciado que houve uma certa truculência e abuso de autoridade na condução de todos os procedimentos que culminaram com o fechamento destas empresas e até prisão de empresários”, disse Jeová. Ele lembrou que, neste caso, também ficou evidenciado que a produção do produto estava sendo feita de forma legal e que os ajustes necessários, inclusive, para a adequação das novas normas que regem o setor, já estavam sendo observados e cumpridos.

“Não estamos aqui defendendo quem não tem condições técnicas de operar, mas buscando fazer uma mediação e solução para retomada dos trabalhos destas fábricas que geram empregos, que distribui água para os cantos mais longínquos da Paraíba, que tem um papel importante nas localidades onde estão sediadas e, sobretudo, vendem um bom e saudável produto, a um preço bem mais acessível”, reiterou o parlamentar. Ainda segundo Jeová, os órgãos de defesa do consumidor precisam estar atentos a repercussão geral de uma operação como essa que prejudicou toda uma população. “Os moradores da cidade de Prata, por exemplo, hoje não têm água mineral para consumir”, disse Jeová.

A Operação Poseidon foi coordenada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Secretaria da Receita Estadual (SER-PB) e Secretaria de Segurança e Defesa Social. A Agevisa não participou da ação, sequer foi comunicada previamente, e já se manifestou publicamente sobre essa questão, solicitando informações da Anvisa, inclusive, no tocante aos dados sobre o que de fato foi apurado. “Nenhum documento nos foi encaminhado sobre as supostas irregularidades. E isso é importante porque se tivermos uma empresa irregular no Estado, as medidas sanitárias precisam ser adotadas e quem vai acompanhar isso de perto é a Agevisa”, destacou Herberto Palmeira, gerente de Integração e Articulação do órgão estadual.

O deputado Jeová Campos, que também é advogado, chamou atenção para um fato curioso sobre a Ordem de Missão Nº 06/2018 que desencadeou a Operação Poseidon. Segundo o parlamentar, em todo o documento não tem um único fato objetivo que justifique tal operação. “Essa foi uma ação institucional delicada, pois entendemos que alguns comportamentos não são condizentes com a atual visão de fiscalização que traz em seus princípios primeiro a orientação e educação e somente depois desta etapa é que se faz a punição. Na nova visão sanitária você primeiro orienta e capacita e depois cobra. E isso não foi respeitado nesta ação, assim como outros pormenores, mas, o importante agora é buscar uma solução que permita a reabertura das fábricas, a manutenção dos empregos e o abastecimento destas localidades”, finalizou o parlamentar.

Romaria da Penha terá reforço de 135 ônibus que garantirão retorno dos fiéis do evento religioso

Posted on

A tradicional Romaria da Penha, que acontecerá no próximo final de semana, começando no dia 24 e terminando no domingo 25 contará, a exemplo dos anos anteriores, contará com um esquema especial de reforço nas linhas de ônibus. O objetivo é assegurar o retorno dos romeiros no fim do evento religioso. No total, 135 ônibus extras, sendo 100 do Consórcio Unitrans e 35 do Consórcio Navegantes, estarão à disposição do evento. A partir das 16h do sábado, as empresas já começam a posicionar seus veículos na PB-008, próximo do posto de combustíveis “Federal”.

Os ônibus circularão por toda a região de Mangabeira, Beira Rio e pela Avenida Epitácio Pessoa até o Terminal de Integração do Varadouro (TIV), partindo da Penha. “Todos os anos, sob a coordenação da SEMOB, nós nos mobilizamos para garantir o pleno atendimento dos fiéis da Romaria com esse reforço de frota, de forma que os fiéis podem ficar tranquilos, pois terão à disposição muitos veículos”, reforça o diretor do Consórcio Unitrans, Alberto Pereira.

COREN empossa comissão de Ética de Enfermagem do Hospital Regional de Patos

Posted on

            Os novos membros da Comissão de Ética de Enfermagem do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) tomam posse nesta quinta-feira (22). A solenidade acontecerá às 15h, na sede da 6ª Gerência Regional. Na ocasião, será ministrada uma palestra a por um representante do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba sobre resoluções do Conselho Federal de Enfermagem e outros assuntos de interesse e que são importantes para uma boa atuação da Comissão.

            A Comissão, explica a diretora de Enfermagem do CHRDJC, Jaqueline de Medeiros tem uma função educativa, consultiva e de averiguação do exercício ético-profissional na área de assistência. Ela também dá suporte a gestão da unidade na questão ética, incentivando o cumprimento e a interpretação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. “É importante ressaltar que a existência de Comissão de Ética de Enfermagem no Complexo valoriza os profissionais de Enfermagem, garantindo um atendimento mais humanizado aos pacientes, com qualidade, segurança e ética em todas as condutas do exercício profissional” destaca a diretora.

            As profissionais que integram a Comissão do CHRDJC e que tomarão posse são:

as enfermeiras, Daniela Almeida, indicada presidente e Maria da Conceição Ferreira, vice-presidente e ainda Patrícia Freire de Almeida, técnica de Enfermagem, que será a Secretária da Comissão. O mandato tem duração de dois anos.