Diretoria da Asplan prestigia abertura da safra 2018/19 da COAF

A abertura da safra 2018/19 da Cooperativa do Agronegócio dos Fornecedores de Cana de Açúcar (Coaf), realizada na terça-feira (04), foi bastante prestigiada. Boa parte dos 800 produtores de cana de açúcar cooperativados, que reabriram e administram a antiga usina Cruangi há três safras, convidados e trabalhadores participaram de uma missa campal no pátio da unidade, em Timbaúba (PE). O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais e diretores da entidade participaram do momento que além de marcar o início da quarta safra da Coaf celebrou também o sucesso desta iniciativa que emprega 3,7 mil trabalhadores entre campo e indústria.

A previsão do presidente da Coaf, Alexandre Andrade Lima, é de que a usina amplia o seu faturamento em até 20% nesta safra. Na anterior, faturou R$ 95 milhões. E agora ele prevê moer 100 mil toneladas de cana a mais que na safra passada, quando foram esmagadas 544 mil toneladas, vindo a fabricando 43 milhões de litros de etanol. A direção da cooperativa decidiu que também vai produzir aguardente na safra atual. A cada ano a produção cresce na usina desde que foi reaberta. Acredita que moerá 650 mil toneladas na safra que acaba de começar, ante 544 mil na safra 2017/18, 344 mil na 2016/17 e 291 mil na 15/16.

O presidente da Asplan lembra que a reabertura e sucesso da Coaf é muito importante para a região Nordeste. “A usina Coaf/Cruangi gera emprego, renda e desenvolvimento não apenas para Pernambuco, mas, para toda região, contribuindo para o soerguimento do setor, para melhorar o preço da cana, com reflexos positivos para   toda a cadeia produtiva, de forma que só temos que comemorar esse sucesso e torcer para que ele cresça a cada safra”, destacou José Inácio, lembrando que a cooperativa de Joaquim Nabuco, também em Pernambuco, tem igualmente importante papel.

Postado em: 06/09/2018, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *