Hospital do Bem – Unidade de Oncologia do Sertão – atende a primeira paciente

Dona Terezinha Alves de Lima, uma senhora de 81 anos, da cidade de Teixeira, chegou logo cedo ao Hospital do Bem, na manhã desta quarta-feira (05). Diagnosticada com um tumor no útero, no último dia 13 de agosto, ela foi a primeira paciente da unidade que passa, a partir de hoje, a ser referência de atendimento oncológico no sertão, para quatro tipos de câncer.

Acompanhada da filha, a aposentada Maria Gorete e da neta, Josecilma Rodrigues, a Dona Terezinha foi recepcionada pela diretora geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, Liliane Sena, e pelo gerente da 6ª Regional de Saúde, José Leudo Farias, que, em nome da equipe, deu uma rosa simbolizando o carinho e acolhida que a paciente terá durante seu tratamento na unidade.

Logo após fazer seu cadastro na recepção, a paciente foi atendida pela médica oncologista Nayarah Castro, uma das especialistas do ambulatório do hospital, que durante a consulta viu todos os exames, fez perguntas relacionadas a vida e estado de saúde da paciente, além de passar orientações sobre a conduta médica, no caso específico de tumor de endométrio. Após a consulta, a médica prescreveu vários exames que serão fundamentais para fechamento do diagnóstico e definição da conduta e tratamento da paciente.

Alguns exames serão realizados no próprio Complexo, outros serão feitos fora da unidade, mas encaminhados e custeados pela unidade e também pelas Secretarias Municipais de Saúde. “Os pacientes terão todo o suporte para não apenas terem o diagnóstico fechado, mas, sobretudo, o tratamento adequado, seja ele medicamentoso ou cirúrgico dentro dos quatro tipos de câncer que o Complexo vai atender”, reitera Liliane, lembrando que isso é uma responsabilidade conjunta das Secretarias Municipais e da Secretaria de Saúde do Estado.

Para a neta da paciente, a acolhida trouxe alívio e tranquilidade. “Fomos muito bem recebidas, a estrutura do hospital é muito boa e a médica foi bastante atenciosa, além de detalhista. Gostamos de tudo o que vimos. Vamos fazer todos os exames e voltaremos em breve. Saber que minha avó terá um bom atendimento e mais perto de nossa casa nos alivia”, disse Josecilma Rodrigues.

A orientação da médica foi de que Dona Terezinha faça uma consulta com uma ginecologista, para avaliar nova biopsia e, posteriormente, faça uma cintilografia óssea e uma ressonância, além de avaliação de um cirurgião oncológico.

Os exames disponíveis no Complexo são: Ultrassom com doppler, Tomografia, Endoscopia, Ressonância Magnética, Eletrocardiograma, Exames Laboratoriais, Raio X e Cintilografia Osséa. Destes, apenas a Cintilografia é feita fora da cidade de Patos, em Campina Grande. Todos os demais estão disponíveis no Complexo ou em empresas parceiras, a exemplo da Clínica Radiológica de Patos que fará as endoscopias enquanto o aparelho do Complexo, que já foi comprado e já se encontra no Hospital para ser instalado. Tão logo seja concluída a construção do Centro de Imagem, o que está previsto para o final deste mês, serão instalados além do aparelho de endoscopia, o Tomográfo que também já foi adquirido pelo Complexo.

O Hospital do Bem – Unidade de Oncologia do Sertão – atenderá, ambulatorialmente, de segunda a sexta-feira, entre 8h e 18h. A unidade, além de disponibilizar exames diversos, terá tratamento quimioterápico e cirurgias para os quatro tipos de câncer mais comuns na região onde está inserido, ou seja, câncer de pele, próstata, mama e colo de útero. Vale ressaltar, no entanto, que a admissão de pacientes precisa ser regulada via Secretarias Municipais de Saúde, em sintonia com a Secretaria Estadual de Saúde, que é a gestora do hospital.

O Hospital do Bem vai atuar com serviços de Oncologia de média e alta complexidade, tem uma estimativa de atendimento de 650 cirurgias oncológicas e 5.300 procedimentos de quimioterapia/ano, direcionados para a população dos 68 municípios que compõem a 3ª e 4ª macrorregiões de saúde.

Postado em: 05/09/2018, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *