Month: junho 2018

Hospital Regional de Patos vai ganhar novos espaços e equipamentos que melhorarão ainda mais o serviço de nutrição da unidade

Posted on

            Dentro de cerca de 40 dias, o serviço de nutrição do Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) vai ganhar novos equipamentos e um novo espaço para preparo das refeições servidas a pacientes, funcionários e acompanhantes. Isto porque, as obras que vão ampliar o refeitório e modernizar a cozinha industrial da unidade começaram a ser realizadas essa semana. Essa é uma das ações de melhoria na unidade que o Instituto Gerir, que passou a administrar o Hospital em maio último, pactuou com a Secretaria de Saúde do Estado.

            Enquanto as obras da cozinha e do novo refeitório estão sendo realizadas, apenas os lanches estão sendo produzidos no Hospital. Todas as demais refeições estão sendo feitas na cozinha industrial da Maternidade Dr. Peregrino Filho, que também integra a rede estadual de saúde. Segundo a responsável pelo setor de Nutrição do Hospital, Karen Folly, não há nenhum prejuízo de qualidade, quantidade ou segurança das refeições com essa logística provisória em função da obra. “O preparo das refeições segue todas as normas padrões, o acondicionamento é realizado em caixas isotérmicas que facilitam a manutenção da temperatura e em veículo fechado, para garantir a qualidade do alimento até a sua entrega”, explica Karen.

            O café da manhã, almoço e jantar, ou seja, todas as refeições cozidas estão sendo acondicionadas em quentinhas com divisões, que são hermeticamente fechadas após preenchidas. Apenas os pequenos lanches, que não necessitam de cozimento, são preparados em uma copa de apoio no Hospital Regional. No almoço as quentinhas tem, aproximadamente, 450 a 500g e no jantar 400g. São servidas, aproximadamente, 700 refeições/dia no Hospital, entre café da manhã, almoço, janta e lanches.

A distribuição das refeições no hospital começa às 7 da manhã, com a entrega do café da manhã para paciente e acompanhantes. Às 8h, acontece o café da manhã para os funcionários e as 9h30 é servido uma colação aos pacientes (lanche da manhã). Ao meio dia é feito a entrega do almoço para todos. Às 15h, começa a ser servido o lanche dos pacientes, as 18h30, é servido o jantar dos pacientes e, em seguida, as 19h30, o jantar dos funcionários. O serviço de nutrição do dia é finalizado somente as 20h30, com a entrega da última refeição do dia que é a ceia dos pacientes.

De acordo com nutricionista responsável pelo serviço, todo o cardápio é mudado a cada 30 dias, sempre com o objetivo de ofertar produtos de qualidade e refeições balanceadas, nutritivas e saborosas. Onze profissionais, sendo cinco copeiras, três auxiliares de cozinha, um cozinheiro, um auxiliar de serviços Gerais e uma nutricionista por plantão, são responsáveis pelo serviço, que é acompanhado pelas nutricionistas Fiama Rodrigues Medeiros Cunha e Rhaiane Cristina Medeiros Nunes Nóbrega.

‘O povo não é bobo e quer Lula de novo’ afirma deputado Jeová Campos

Posted on

A Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (28) e que traz os índices de intenção de voto para o primeiro turno da eleição presidencial de 2018, mostra em todos os cenários o favoritismo do candidato Luiz Inácio Lula da Silva. Lula, que ainda não sabe se poderá sair candidato, lidera as intenções de voto com mais que o dobro do segundo colocado. A pesquisa, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizada entre 21 e 24 de junho, com dois mil eleitores, em 128 municípios. A margem de erro da pesquisa, que foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, é de dois pontos percentuais.

Na opinião do deputado estadual Jeová Campos (PSB), a liderança absoluta de Lula incomoda quem não quer sua candidatura, mas, mesmo preso e quase incomunicável, o ex-presidente mostra que tem muito fôlego e que se disputar a eleição é o favorito. “O povo não é bobo. Lula é líder isolado nas pesquisas e tem mais que o dobro da soma de votos do segundo colocado, por isso é que os golpistas querem ele preso e fora das eleições, simplesmente porque não há concorrente para Lula”, destaca o parlamentar, que reitera que eleições sem Lula, seria um outro duro golpe na democracia brasileira.

No cenário da pesquisa estimulada (quando são apresentados os nomes dos candidatos), Lula lidera com 33% das intenções de voto, seguido de longe pelo segundo colocado, Jair Bolsonaro que obteve 15%. Em terceiro lugar aparece o nome de Marina Silva, com 7% das intenções de voto e depois Ciro Gomes, com 4%. No cenário sem Lula, Jair Bolsonaro teve 17% das intenções de voto, seguido de Marina Silva com 135 e Ciro Gomes com 8%.

No cenário de Intenção de voto espontânea (quando não é apresentada uma lista de candidatos), Lula também lidera a pesquisa com 21% das intenções de voto, seguido por Jair Bolsonaro com 11% e Marina Silva e Ciro Gomes, ambos com 2%. A pesquisa também quis identificar o índice de rejeição do eleitorado em torno dos prováveis postulantes. Nesse cenário, o ex-presidente Fernando Collor lidera a rejeição com 32%, seguido de Jair Bolsonaro com 32%. Lula aparecem terceiro lugar com 31% de rejeição. O Ibope não pesquisou cenários para segundo turno.

Deputado Jeová Campos repudia atitude procrastinatória e de afronta à Constituição de Fachin que arquiva pedido de liberdade de Lula

Posted on

“Essa é uma ação orquestrada, com endereço certo e interesse de manter Lula na
prisão. Isso é merecedor de repúdio. Conclamamos, através de nosso mandato, que os
ministros da 2ª Turma do STF revejam essa decisão e coloquem, ainda hoje em pauta, o
pedido de suspensão dos efeitos da condenação contra Lula”, afirmou hoje (26), o
deputado estadual Jeová Campos (PSB). O parlamentar se refere a rápida e inusitada
decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, de arquivar um
recurso que pedia a liberdade do ex-presidente Lula, menos de uma hora após o
Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidir sobre os recursos do processo.
E não foi apenas o deputado paraibano que se posicionou perplexo com a
decisão. Um grupo de 236 juristas assinaram uma carta ‘em defesa da presunção da
inocência e contra atos que fragilizam a Constituição Federal’ que será encaminhada a
cada um dos 11 ministros do STF. No documento, os juristas destacam que ‘diante da
recente e inusitada determinação ex-officio do ministro Fachin, de cancelar o
julgamento, pela 2ª turma, do pedido de liberdade de Lula, repudiam as manobras de
prazos e procedimentos que adiem, decisão sobre o direito de liberdade e as garantias
fundamentais que afetam não apenas o réu do caso concreto, mas a vida de milhares de
encarcerados no Brasil’
Na opinião do deputado, que é também advogado por formação, Fachin agiu
coordenado pelos integrantes do grupo jurídico de Curitiba. “Lá em Curitiba negaram o
Recurso Extraordinário ao Supremo para, menos de uma hora depois, Fachin, na sede
do STF, em Brasília, arquivar o pedido de suspensão dos efeitos da condenação. Ora
cabe recurso de agravo para o próprio Supremo para receber o RE, por isso, fica claro
que a questão é manter Lula preso, e o pior disso tudo é constatar que nessa parte do
Golpe, o STF se assemelha a histórica decisão que negou o Habeas Corpus de Olga
Benário, para entregá-la aos nazistas para ser assassinada nas câmaras de gás”, afirma
Jeová.
Ainda segundo o parlamentar, esse caso vai muito além da liberdade de Lula.
“Trata-se aqui da suprema corte dizer sim ou não a uma garantia constitucional de
liberdade, prevista na Constituição Federal como cláusula pétrea”, reitera Jeová.

Deputado Jeová Campos critica decisão de Fachin de arquivar pedido de liberdade de Lula

Deputado Jeová Campos critica decisão de Fachin de arquivar pedido de liberdade de Lula

Governador destaca importância de eleger Jeová Campos para fortalecer projeto que defende um futuro governo de João Azevedo

Posted on

 

“Jeová é meu companheiro de longas caminhadas, evidentemente que como governador eu não quero apenas que Jeová, sozinho, ganhe a eleição, porque eu não quero para João Azevedo apenas um deputado, eu quero mais de 20 deputados que é o que nós vamos eleger”, disse o governador Ricardo Coutinho, essa semana, durante evento em Cajazeiras. Com essa fala, o chefe do executivo estadual ressaltou a importância da recondução do deputado Jeová Campos (PSB) para mais um mandato, lembrando que o parlamentar é um companheiro de longas caminhadas e faz a diferença como parlamentar e aliado.

“Um cara como Jeová, um companheiro de uma caminhada extraordinária, um cara com postura, politizado, que tem uma compreensão de política nacional, uma compreensão bastante apurada da política local, tem um papel fundamental para exercer dentro da ALPB e eu conto claro, dentro deste projeto que João Azevedo vai representar após a posse dele, porque eu creio que ele vai ser o próximo governador, eu quero contar com pessoas como Jeová Campos dentro da Assembleia”, reiterou o governador.

O deputado, que estava com o governador na hora que ele fez essas citações disse que a fala de Ricardo fortalece os ideais e projetos que os aproximam. “Ricardo foi contra o impeachment de Dilma, defende o Estado Democrático de Direito, se posicionou contra as reformas Trabalhista e Previdenciária proposta por esse governo golpista, e todas essas defesas se alinham com minha linha de atuação política e sabe que é importante garantir uma bancada na ALPB que esteja afinada com esse projeto que vem colocado a Paraíba em destaque “, destacou Jeová, lembrando que a referência ao seu nome foi muito bem-vinda, principalmente, porque se sabe que o governador é pouco afeito a elogios públicos.

Produtores canavieiros da Paraíba fornecem dados para estudo sobre Custos de Produção de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Etanol no Brasil

Posted on

 

Pesquisadores do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas – PECEGE, que estão realizando um estudo em parceria com a Escola Superior de Agricultura ‘‘Luiz de Queiroz’’ – ALQ e Universidade de São Paulo -USP, com apoio da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), estiveram reunidos com diretores e produtores da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, no último dia 20.  O objetivo foi colher dados sobre os custos de produção de cana no Estado até a entrega da matéria-prima na esteira das usinas, que é o terceiro maior produtor do Nordeste.

O diretor e o vice diretor do Departamento Técnico da Asplan (Detec), Neto Siqueira e Pedro Neto, responderam os questionamentos dos pesquisadores e detalharam as informações sobre os custos que envolvem a produção de cana na Paraíba, especificamente, no tocante à produção e entrega da matéria-prima na esteira da usina. “Repassamos todos os dados relativos aos custos de produção local referente a safra 2017/2018, ressaltando que os preços pagos pela matéria-prima não remuneraram os custos de produção na referida safra”, destaca Neto Siqueira.

Ainda segundo o diretor do Detec, apesar da Paraíba manter a média da produção, o lucro da atividade na atual safra ficou comprometido em função da redução de preço, algo em torno de 25%. “A remuneração paga pela tonelada da cana não cobriu os custos de produção já que para termos uma boa lucratividade a tonelada deveria estar em torno de R$ 100,00, mas, a média desta safra ficou em torno de R$ 80,00 muito abaixo do que esperávamos e distante do que foi pago na safra de 2016, cujo valor ficou em R$ 108,00”, afirma Neto Siqueira.

De acordo com o analista da PECEGE, João Marcos Meneghel, esse levantamento está sendo feito em nível nacional, em entidades representativas tanto dos produtores, quanto das indústrias. Após a coleta de dados e posterior detalhamento, as informações sobre Custos de Produção de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Etanol no Brasil serão publicadas no portal e aplicativo Sucroenergético Pecege-Esalq/USP. “Esse estudo é uma ferramenta inovadora destinada a empresas e instituições que buscam praticidade na pesquisa por informações sobre essa temática que facilitam o processo de tomada de decisão”, destaca João Marcos.

Profissionais do RH do Gerir e da empresa Grant Thomton fazem mutirão de trabalho para admissão de celetistas do HRP

Posted on

 

A equipe de Recursos Humanos do Instituto Gerir e os profissionais da terceirizada Grant Thomton realizaram um esforço concentrado, neste final de semana (23 e 24/06), para concluir o cadastramento dos 350 profissionais celetistas que atuam noComplexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) e fechar a folha de julho. Desde o dia 04 de maio que a unidade estadual de saúde passou a ser administrada pela Organização Social Instituto Gerir e a partir de então todo o gerenciamento da unidade fica sob a responsabilidade da OS.

A coordenadora de Recursos Humanos do Gerir na PB, Yanna Monteiro, explica que esse cadastramento obedece a legislação da CLT e que todos os 350 profissionais das equipes multiprofissionais e de apoio passam a ser geridos desta forma com todos os direitos trabalhistas assegurados aos celetistas. Além destes funcionários, o Hospital tem outros 174 profissionais efetivos, 96 médicos, além das empresas terceirizadas. Os celetistas assinarão contratos de trabalho de experiência de 45 dias, renováveis por mais 45 dia, como é praxe em contratações desta natureza.

Todos os contratos são retroativos ao dia 1º de junho e devem ser assinados ainda na próxima semana e os pagamentos da folha de junho serão feitos até o quinto dia útil de julho. Yanna explica que a demora no processo de contratação se deu em função da necessidade de se fazer um dimensionamento de quadro de pessoal interno e que a partir de julho a folha já estará adequada a realidade do hospital.

‘Tenho plena consciência que meu gesto salva vidas’ afirma mãe doadora regular do Banco de Leite de Patos

Posted on

A Assistente Social, Paloma Lucena da Silva Leite, 29 anos, moradora do bairro Nóe Trajano, tem plena consciência que um gesto simples, que não lhe custa nada, nem a prejudica, muito pelo contrário, nem compromete a amamentação de sua bebê, Ana Beatriz Lucena Leite, salva a vida de muitos recém-nascidos que, por diversos motivos, ficaram impedidos de sugar o leite de suas mães. Doadora regular de leite humano, Paloma doa o excedente de sua produção para o Banco de Leite Humano Dra. Vilani Kerle, da Maternidade de Patos,  desde que a pequena Ana Beatriz tinha menos de 15 dias de nascida.

Paloma, que foi orientada e também recebeu cuidados da equipe do Banco ainda quando estava interna na Maternidade, onde teve sua primeira filha, no dia 20 de março último, assimilou bem as informações que recebeu e retribui através desta iniciativa o tratamento humanizado que teve enquanto esteve sob os cuidados da equipe da Maternidade. Seu esposo, o Analista de Sistema, Mateus Leite, participou ativamente deste momento único não apenas acompanhando o parto, mas dividindo com sua esposa o início de uma jornada para a vida inteira.

Paloma fez um cesariana, embora tivesse se preparado para ter um parto normal, porque estava perdendo líquido amniótico três dias antes do parto, não teve dilatação suficiente e Beatriz já estava em sofrimento com uma gestação de 40 semanas. “Queria normal, mas, infelizmente não foi possível e avaliamos que não valia a pena mais esperar, pois Ana Beatriz já estava em sofrimento, tanto que nasceu com as extremidades roxas e com a pele descamando nas mãos e pés”, afirma ela.

Quinze dias após receber alta e já com a amamentação regularizada, Paloma resolveu começar a doar seu excedente. No início, quando Ana Beatriz mamava menos, as coletas eram semanais. Atualmente, se tornaram quinzenais. “Faço a doação toda vez que o vidro enche”, afirma Paloma. Ela mesmo leva o produto armazenado em vidro esterilizado e fornecido pelo Banco de Leite. Antes, quando era mais regular e frequente, a coleta era feita em domicilio pela equipe do Banco.

“Sei que meu gesto salva vidas, não prejudica minha filha e ainda me faz bem porque ajuda a estimular a produção e regular meu organismo e ao mesmo tempo me faz mais feliz porque sei que estou ajudando outros bebês e mães que não podem doar ou não têm leite”, reitera Paloma, que trabalha no CRAS, do bairro São Sebastião e volta da licença maternidade no dia 16 de julho. “Não sei ainda como será, mas pretendo amamentar minha filha, exclusivamente, no peito até ela completar seis meses de vida”, afirma ela.

A coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino, destaca que testemunhos e atitudes como esse de Paloma dão um ânimo especial a equipe do Banco. “O leite humano não pode ser fabricado e a única forma de conseguirmos alimentar e salvar vidas de bebês prematuros e que não mamam no peito da mãe é contando com a boa vontade de mulheres como Paloma, que têm plena consciência da importância deste gesto de amor ao próximo”,  lembra Joana.

Deputado Jeová Campos acompanha governador durante ação de entrega de obras pleiteadas por ele para o sertão paraibano

Posted on

O governador Ricardo Coutinho fez um verdadeiro périplo pelo sertão paraibano nesta quinta-feira (22) visitando as cidades de Cajazeiras, São José de Piranhas e Bom Jesus para entregar obras e assinar contratos do Empreender. Junto com ele, integrando a comitiva de parlamentares, autoridades e convidados, destacava-se o deputado estadual Jeová Campos, que tinha ligação direta com as ações que foram pauta da agenda do governador hoje, a exemplo dos contratos com o Empreender, que vão fomentar o polo de confecção de Cajazeiras, e a entrega do sistema de abastecimento de água das comunidades do PISF.

“Acompanhar o governador entregando essas obras e ações que melhoram a vida dos paraibanos, especialmente, nestes casos os irmãos sertanejos, faz com que me sinta revigorado e tendo a plena certeza de que as lutas de meu mandato se transformaram em ações concretas que mudarão para melhor e efetivamente a vida de muitos paraibanos”, disse Jeová.

Além da assinatura de 80 contratos do Empreender com micro empresários de diversos segmentos, incluindo os que atuam no setor de confecções, o governador entregou o sistema de abastecimento de água das comunidade Antas II, Benedita, Catingueira, Serrote das Flores, Serra do Vital e do Gargalo, inaugurou o acesso à comunidade de Serra Branca, assinou a ordem de serviço para revitalização da Travessia Urbana, em São José de Piranhas e, por fim, entregou a restauração do trecho da estrada que liga a PB 417 a BR 230, obra que também foi pleito e luta do deputado Jeová Campos.

Deputado Jeová Campos assina documento de obras para São José de Piranhas
Deputado Jeová Campos assina documento de obras para São José de Piranhas
Prefeito Chico Mendes assina ordem de serviço da travessia urbana (1)
Prefeito Chico Mendes assina ordem de serviço da travessia urbana (1)

Governador assina contratos do Empreender no sertão e deputado Jeová comemora apoio ao fomento do polo de confecção da região

Posted on

          Depois de assinar o decreto que redefiniu o regime fiscal do setor produtivo de confecção no sertão paraibano, em julho do ano passado, que reduziu a alíquota de ICMS de 17% para 2%, o governo do estado deu outro importante passo, nesta quinta-feira (21), para ajudar os micro empresários de Cajazeiras e região através do Empreender. Isto porque o governador Ricardo Coutinho assinou hoje, no teatro Íracles Brocos Pires, em Cajazeiras, os contratos do Empreender que vai beneficiar empreendimentos do setor de confecção. O deputado estadual Jeová Campos que articulou o projeto de redução de alíquota e sempre defendeu o apoio ao setor têxtil do sertão, através do Empreender, comemorou a assinatura dos contratos. “Essa é uma luta nossa, um conquista do mandato, que vislumbra no polo de confecção do sertão uma outra realidade para essa região”, disse o parlamentar.

            O governador assinou 80 contratos do Empreender, no valor total de R$ 818 mil, que serão destinados para micro empresários das cidades de Cajazeiras, Monte Horebe, Poço José de Moura, Santa Helena, São João do Rio do Peixe e Triunfo. Para Jeová, ações como essa é que diferenciam a gestão estadual da Paraíba. “O governador Ricardo Coutinho primeiro baixou o imposto e agora dá o incentivo, através do Empreender, para fomentar a economia local, fortalecer e desenvolver este arranjo produtivo. Essa forma de governar é digna de elogios, pois incentiva à produção, a geração de emprego e renda, estimulando o desenvolvimento sustentável. Isso é o que diferencia a Paraíba muito positivamente”, afirma Jeová.

“Essa data, a assinatura destes contratos, me enche de alegria e me dá um imenso prazer, porque comprova que quando você acredita e defende uma causa e tem um governo que tem sensibilidade para o tema, você termina mudando a realidade de muitas pessoas e até de uma região ou estado. E eu, que desde 2007, defendo essa causa, estou muito feliz porque com a redução do imposto e agora com o incentivo do Empreender, meus irmãos sertanejos vão ter mais estímulo de produzir confecção competindo com Santa Cruz, Caruaru e Toritama, em Pernambuco”, afirmou o parlamentar, lembrando que desde quando assumiu seu primeiro mandato de deputado, iniciou um diálogo mostrando que no sertão da Paraíba se vivia um fenômeno muito importante, que era a atividade da venda da confecção.

“Hoje, olho para trás e vejo que a luta valeu a pena, pois além do regime tributário diferenciado, os micro empresários agora também terão crédito para investir em seus negócios. As lutas, às vezes, demoram um pouco para se concretizarem em ações concretas, mas, quando elas acontecem a gente vê que valeu a pena defender a causa”, finalizou o parlamentar, lembrando que a ideia de um novo formato para que o Empreender pudesse disponibilizar o crédito, não apenas para pessoas física, estendendo a atuação do Programa para micro e pequenas empresas, também foi uma luta de seu mandato

Pré-candidato ao governo pelo PSB debate com setor agropecuário e diz que terá um olhar atento para o segmento produtivo paraibano

Posted on

O pré-candidato a governador da Paraíba pelo PSB, João Azevedo, participou de um encontro, nesta quarta-feira (20), com representantes de entidades ligadas ao setor agropecuário do estado. Durante o evento, realizado no auditório da Associação dos Planadores de Cana da Paraíba (Asplan), em João Pessoa, João falou sobre os avanços da Paraíba nos últimos sete anos, disse que o atual governo já tem e ele também terá um olhar atento para o setor agropecuário e mostrou que está afinado com os pleitos do setor que, entre outras reivindicações, pediu ao candidato que construa estradas e revitalize as já existentes por onde passa o escoamento da produção, priorize os produtores com a água do canal Acauã-Araçagi, amplie o programa de cana-semente, entre outros itens.

O atual secretário de Agricultura da Paraíba, Rômulo Montenegro, foi quem abriu o evento e fez uma retrospectiva dos principais avanços do setor nos governos de Ricardo Coutinho, com ênfase, no segmento agrícola já que a maioria da plateia do encontro era formada por trabalhadores e produtores rurais. O presidente da Asplan, José Inácio, falou em seguida e destacou a importância do governo ter um olhar diferenciado para o segmento e apoiá-lo em suas demandas. “Nós somos um setor vital para a economia estadual, que geramos milhares de empregos, mas, ainda não temos o devido reconhecimento, respeito e atenção”, disse José Inácio..

Em seguida e durante quase uma hora, João Azevedo falou sobre os avanços que a Paraíba teve nos últimos anos, fazendo um contraponto com a situação de outros estados do país, e lembrou que a Paraíba desponta como a melhor da região Nordeste. “O crescimento da Paraíba foi de 36,1% e hoje nós temos a melhor renda per capita do Nordeste e isso tudo é fruto de uma gestão responsável, trabalhadora e que vê o estado como um todo”, disse ele.

O presidente da Asplan, José Inácio aproveitou a oportunidade e entregou ao candidato um documento com cinco pleitos do setor, que além da construção de estradas, pede a definição de diretrizes de uso das águas do canal Acauã-Araçagi, uma resposta mais efetiva nos casos de cumprimento de mandatos judiciais de reintegração de posse de terras invadidas, a formalização de um convênio para ampliar a produção de insumos biológicos e o estímulo ao cooperativismo. O pré-candidato disse que irá avaliar todos os pleitos e assumiu o compromisso de levar o maior número de propostas possíveis para seu Plano de Governo, mas, de antemão já adiantou que a construção de estradas será prioridade de seu governo, assim como o apoio ao cooperativismo. Sobre o uso das águas do canal Acauã-Araçagi, João disse que a Embrapa está realizando um estudo e que ele balizará as diretrizes de uso das águas do canal.

“O pré-candidato tem bastante experiência, uma vez que foi secretário de governo e foi bom recebê-lo aqui e conhecer um pouco de suas propostas, como será com qualquer candidato que queira se reunir com a classe produtiva para ouvir nossos pleitos e expôs suas ideias”, disse José Inácio, lembrando que a Asplan, por ser uma entidade apartidária, está de braços abertos para realizar encontros similares com os demais postulantes ao cargo de governo estadual.

O pré-candidato avaliou positivamente o debate. “Foi um encontro literalmente muito produtivo, onde pude expor a nossa visão e projetos e o que nosso governo fará não apenas em prol do setor produtivo, mas, sobretudo da Paraíba”, disse João. Além dos associados da Asplan, o pré-candidato dialogou com representantes de cooperativas, indústria sucroalcooleira, de entidades ligadas a agropecuária, com a Federação dos Trabalhadores, com a Faepa e com outras entidades ligadas ao agronegócio estadual.

A Faepa também se fez presente ao encontro
A Faepa também se fez presente ao encontro
Diretoria da Asplan com o pré-candidato João Azevedo
Diretoria da Asplan com o pré-candidato João Azevedo
João Azevedo disse que terá um olhar atento para o setor produtivo
João Azevedo disse que terá um olhar atento para o setor produtivo
O presidente da Asplan, José Inácio recebeu o pré-candidato antes do encontro
O presidente da Asplan, José Inácio recebeu o pré-candidato antes do encontro
O presidente da Asplan, José Inácio, entregou um documento com pleitos do setor a João Azevedo
O presidente da Asplan, José Inácio, entregou um documento com pleitos do setor a João Azevedo
O secretário de Agricultura da Paraíba, Rômulo Montenegor intermediou o encontro
O secretário de Agricultura da Paraíba, Rômulo Montenegor intermediou o encontro