Cagepa suspenderá corte em ligações de água na cidade de Capim atendendo uma solicitação do deputado Jeová Campos

Os moradores da cidade de Capim, que ainda utilizam ligações de água não oficiais, podem ficar aliviados que o corte no fornecimento que estava sendo realizado pela Cagepa será suspenso até a definição de uma solução permanente que atenda a população daquela localidade. Isto graças a uma intermediação feita pelo deputado estadual Jeová Campos junto a direção da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba. O parlamentar esteve reunido nesta quinta-feira (03) com o presidente da Cagepa, Hélio Cunha Lima, acompanhado do vereador Neto Chaves, de Capim.

De acordo com o deputado, a decisão do presidente da Cagepa em atender seu pleito, mostra a sensibilidade do atual governo no que diz respeito aos anseios e necessidades da população. “Lamentavelmente, nesta localidade onde estavam ocorrendo os cortes no fornecimento, as ligação não são oficiais, são tidas como ‘pés de galinha’ então, nada mais justo, até que se defina uma saída permanente, que os moradores não fiquem prejudicados”, explica Jeová.

O deputado também aproveitou a reunião com a direção da Cagepa e tratou da situação de Chá de Marinho, em Lagoa Seca, onde ficou garantido que o processo licitatório para fazer a ligação da água daquela localidade, uma obra tão esperada pela população daquela localidade, será agilizado, através de uma Carta Convite. “Isso dará celeridade ao processo de escolha da empresa que executará a obra”, explica o parlamentar.

Água em Mamanguape

Na manhã desta quinta-feira (03), o gabinete do deputado Jeová Campos se fez representar, através de seu filho, Vitor Campos, e do assessor jurídico, Hugo Moreira, na Audiência Pública que aconteceu na Câmara dos Vereadores de Mamanguape. A audiência, que foi conduzida pelo presidente da Câmara, vereador João Ferreira, e contou ainda com a participação de Estanislau Neto, Crisanto Cavalcante, José Ramos, Hélio de Souza, Edvaldo Freire, além de outras lideranças da comunidade. Em pauta o debate sobre a falta de água do município, que vem se agravando há mais de um mês, além da obra da Adutora de Araçagi-Mamanguape, entre outros temas correlatos a recursos hídricos.

Postado em: 03/05/2018, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *