Month: maio 2018

Indústrias produtoras de etanol hidratado pedem à ANP que libere venda direta do álcool para postos

Posted on

 Na última segunda-feira (28), um documento assinado por diversos sindicatos do setor industrial nordestino ligados a produção de etanol hidratado e pela Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana) foi encaminhado a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) solicitando a urgente revogação do inciso VI e dos artigos 2º e 6º da Resolução nº 43/09. Na prática, o que o setor pede é a liberação da venda direta do etanol hidratado das usinas /destilarias para os postos de combustíveis. Tal medida, além de agilizar a entrega, reduziria o preço do produto ao consumidor, ao acabar com a intermediação das distribuidoras.

 Na esteira desta mesma perspectiva, o deputado Mendonça Filho (DEM/PE) apresentou neste mesmo dia, na Câmara dos Deputados, um Projeto de Lei que libera a venda direta do etanol hidratado para os postos. A medida, segundo estimativa do parlamentar, representa uma redução de até 10% do preço do produto ao consumidor final. “Não faz sentido a legislação brasileira obrigar intermediação das distribuidoras, que hoje detém o monopólio da compra e venda do álcool. Essa intermediação gera um custo adicional com a margem da distribuidora, de transporte e da carga tributária, impactando diretamente o consumidor com o encarecimento do preço final”, justificou Mendonça Filho.

Na justificativa do PL, o deputado explica que sua proposta não exclui as distribuidoras do processo. “Elas continuarão a cumprir um papel essencial na negociação de etanol no atacado. O PL visa dar mais eficiência e reduzir o preço final ao consumidor, uma vez que, muitas vezes, as usinas produtoras estão mais próximas dos grandes centros consumidores do que as centrais de distribuição. Nesses casos, a obrigatoriedade da intermediação pelas distribuidoras resulta em desvios e rotas mais extensas e caras do que o necessário”, explica Mendonça Filho.

O presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, apoia a iniciativa das indústrias e o PL de Mendonça Filho e destaca que com essa venda direta e o produto chegando aos postos com preços mais acessíveis, se estimularia um maior consumo de álcool e, consequentemente, uma maior produção. “Um aumento de produção também significaria mais empregos e, principalmente, um estímulo a uma matriz energética renovável e não poluente, ou seja, essa medida melhoraria toda a cadeia produtiva do setor e ainda beneficiaria diretamente o consumidor que teria um produto de qualidade, não poluente e com preço mais baixo”, finaliza José Inácio.

I Simpósio Paraibano de Cana-de-açúcar reúne especialistas e pesquisadores para debater cenário regional e nacional de produção

Posted on

A cidade de Areia, no Brejo Paraibano, se transformará, entre os dias 05 e 07 de junho, em um grande espaço de debates sobre a cultura canavieira. Isto porque a cidade vai sediar o I Simpósio Paraibano de Cana-de-Açúcar. O evento, que é promovido pelo Grupo de Estudo Sucroenergético (Gesucro), do Campos II, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com apoio de diversas entidades, entre elas, a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), será realizado no Auditório Maria das Dores Monteiro Baracho, no Campus II CCA.

O objetivo do evento é apresentar discussões relacionadas à cana-de-açúcar, por meio de palestras relacionadas à tecnologia e produção da cultura, com ênfase na economia e mercado, implantação, manejo cultural, agricultura de precisão, defesa fitossanitária, nutrição, adubação e colheita, bem como, perspectivas futuras de uso da cultura, estratégias inovadoras, sustentáveis e lucrativas de produção no cenário regional e nacional.

            O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, que fará a palestra de abertura do Simpósio sobre o tema ‘Setor sucroenergético: panorama atual, perspectivas e novos desafios’, junto com o presidente da Feplana, Alexandre Lima, destaca a importância do evento. “Serão três dias de debates, com pessoas que realmente entendem, trabalham ou estudam a cultura canavieira, de forma que as informações que serão abordadas no evento deverão contribuir sobremaneira para o fortalecimento da cultura canavieira não apenas na Paraíba, mas no Nordeste como um todo”, destaca José Inácio.

            Além da palestra de abertura, a programação do Simpósio inclui palestras sobre variedades, manejo, fosfatagem, nutrição, novas tecnologias de produção, irrigação, controle biológico, doenças da cana, adubação, entre outros temas. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo sitewww.simpocanapb.wixsite.com/simpocanapb2018. Estudantes de graduação, técnicos e produtores pagam R$ 35,00. Estudantes de Pós-graduação R$ 45,00 e profissionais     R$ 55,00. Após efetuar a inscrição, é preciso enviar o comprovante de pagamento para o e-mail simpocanapb@gmail.com.

 

Confira abaixo a programação completa do evento, os temas, palestrantes e horários:

1º Dia: 05/06

07:30 às 08:30

Inscrições / credenciamento

08:30 às 09:20

Solenidade de abertura

09:20 às 10:20

Palestrantes: eng. Alexandre Lima – Feplana

                     eng. José Inácio de Morais – Asplan

10:20 às 10:40

Intervalo

10:40 às 11:40

O Pmgca da Ridesa, variedades rb, censo varietal

E indicadores da safra 2017/2018

Palestrante: eng. Amaro Epifânio – RIDESA- UFRPE

                    eng. Leonam José – RIDESA- UFRPE

Coordenador: Dr. Mailson Monteiro – UFPB

11:40 às 12:30

Renovabio: a solução para o setor?

Palestrante: eng. Edmundo Coelho Barbosa – Sindalcool

12:30 às 14:00

 Almoço

Coordenador: Dr. Adailson Pereira – UFPB

14:00 às 14:50

Fosfatagem para cana-de-açúcar no nordeste

Palestrante: Dr. Emídio Cantídio filho – UFRPE

14:50 às 15:40

Manejo da usina Monte Alegre com foco em reposição de

Macro e micronutriente nos tabuleiros da paraíba

Palestrante: eng. Hugo Amorim  – usina Monte Alegre

15:40 às 16:00

Intervalo

Coordenador: Dr. Roberto Cavalcanti Raposo – UFPB

16:00 às 16:30

Princípios da nutrição foliar da cana-de-açúcar obedecendo a janela fisiológica

Palestrante: eng. Danilo Ferreira – UBYFOL

16:30 às 17:00

Tecnologias de fertilizantes em nutrição da cana-de-açúcar

Palestrante: eng. Eduardo Cézar Saldanha – Yara fertilizantes

17:00 às 17:30

Tecnologias Heringer

Palestrante: eng. Paulo Tadeu Siqueira – Heringer

17:30 às 18:20

Produção de cana irrigada de alta produtividade. O pivô central como veículo para a fertirrigação está em evidência;

Palestrante: Dr. Carlos Henrique Farias – PROOJET

11:30 às 12:30

Controle biológico da diatraea e cigarrinha avanços e desafios

Palestrante: Roberto Balbino – Asplan

2º Dia: 06/06

Coordenador: Dr. Leossávio Cesar – UFPB

08:00 às 09:00

Levantamento de matologia e assertividade no

Uso das moléculas no combate as plantas daninhas

Palestrante: eng. Silas Alves – Biosev – Giasa

09:00 às 10:00

Aplicação correta e segura de produtos fitossanitários com tecnologias

Palestrante: eng. Leonardo Figueiredo – FMC

                    tec. Welliton da Silva – FMC/COAGRO/AGROMAPE

​10:00 às 10:30

Intervalo

Coordenador: Dra. Luciana Cordeiro – UFPB

10:30 às 11:30

Doenças da cana-de-açúcar no nordeste e opções de manejo

Palestrante: Dra. Andréa Chaves – UFRPE/EECAC

                    Dr. Willams José – UFRPE/EECAC

12:30 às 14:00

Almoço

Coordenador: dir. Thiago Jardelino- UFPB

14:00 às 14:50

Manejo de cana-de-açúcar sob sistema irrigado por gotejo, planejamento e resultados

Palestrante: eng. Marcos Ferreira – usina Olho D’água

14:50 às 15:30

Inovação em sistemas de irrigação pressurizados

Utilizados em cana-de-açúcar

Palestrante: eng. José Ary lima – Asbranor Irrigação Ltda

15:30 às 15:50

Intervalo

Coordenador: Dr. José Luiz Rufino – UFPB

15:50 às 16:40

Diferenciais na fabricação de cachaça para mercados especializados

Palestrante: eng. Anderson José Faheina – Agroind. Extrema

16:40 às 17:30

Mercado externo: premissas e tendências para exportações de cachaça

Palestrante: Daniel de Miranda – Agroind. Extrema

17:30 às 18:20

O que a indústria espera do manejo/qualidade da cana-de-açúcar

Palestrante: eng. Alexandre Henrique – COAF unidade Cruangi

Coordenadores: Dr. Manoel Bandeira – UFPB

                           Lucilo José  – Gesucro/UFPB

3º Dia: 07/06

Dia de campo

Manejo nutricional e adaptação de cultivares de cana-de-açúcar no brejo paraíbano

08:00 às 08:40

Incidência de doenças fúngicas em diferentes cultivares de

Cana-de-açúcar em resposta a aplicação de calcário no brejo paraibano

Palestrante: Dr. Guilherme Silva de Podestá – UFPB

08:40 às 09:20

Utilização do irga na cultura da cana-de-açúcar no estado da Paraíba: apresentação de dados

Palestrante: Dr. Mario Luiz – UFPB

09:20 às 10:00

Recomendação de adubação para a cana-de-açúcar no estado da paraíba – 2ª aproximação

Palestrante: Dr.Adailson Pereira – UFPB

10:00 às 10:20

Intervalo

10:20 às 10:40

Número de perfilhos de cultivares de cana-de-açúcar em resposta a aplicação de calcário no brejo paraibano

Palestrante: José Fidelis Neto – GESUCRO/UFPB

10:40 às 11:00

Área foliar de cultivares de cana-de-açúcar em resposta a aplicação de calcário no brejo paraibano

Palestrante: Lucas Victor – GESUCRO/UFPB

11:00 às 11:20

Número de entre nós de cultivares de cana-de-açúcar em resposta a aplicação de calcário no brejo paraibano

Palestrante: José Augusto Neto – GESUCRO/UFPB

11:20 às 11:40

Estimativa de tch de cultivares de cana-de-açúcar em resposta a aplicação de calcário no brejo paraibano

Palestrante: Matheus de Andrade Borba – GESUCRO/UFPB

11:40 às 12:00

Desempenho de cana-de-açúcar submetida ao uso de bioestimulante sob diferentes densidades de plantio

Palestrante: Islaumax Darllony – GESUCRO/UFPB

Manoel Júnior visita a Asplan e confirma sua pré-candidatura ao senado

Posted on

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), e pré-candidato ao senado, foi recebido nesta segunda-feira (28), pela diretoria da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). O político confirmou que seu nome está à disposição do PSC como pré-candidato ao Senado e que por isso ele está visitando correligionários em busca de apoio para fortalecer sua candidatura.

. “Meu nome está à disposição do PSC na condição de pré-candidato ao Senado Federal e essa decisão é irreversível, por isso estou visitando os amigos e correligionários em busca de apoio para fortalecer minha candidatura”, disse Manoel Júnior durante reunião com o presidente da Asplan, José Inácio de Morais, e diretores da entidade canavieira que receberam o político na sede da Associação, em João Pessoa.

            Durante o encontro, o presidente da Asplan, José Inácio, lembrou que desde a época que Manoel Júnior foi prefeito do município de Pedras de Fogo e depois como deputado federal, ele sempre foi solidário com as causas do setor canavieiro. “Nós não podemos esquecer que você sempre foi um agente político que lutou em prol das causas do setor e ficamos felizes de saber que poderemos ter um representante no Senado Federal que tenha essa visão positiva do setor canavieiro e conhece a nossa realidade e necessidades”, disse José Inácio.

O dirigente canavieiro reiterou que a entidade é apartidária, que recebe de braços abertos representantes de qualquer legenda e corrente política, mas, que sabe reconhecer quais agentes públicos abraçam as causas do setor com mais afinco. “Manoel Júnior sempre nos apoiou e conta com nossa simpatia, assim como outros políticos que abraçam as nossas causas”, finalizou José Inácio.

Homenagem ao centenário de Ivan Bichara exalta qualidades do cidadão e homem público

Posted on

A Sessão Especial em homenagem ao ex-governador da Paraíba, Ivan Bichara Sobreira, pelo transcurso do centenário de seu nascimento, realizada pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), em conjunto com a Câmara Municipal de Cajazeiras, realizou, nesta sexta-feira (25), foi bem prestigiada, inclusive por familiares do homenageado. Dois filhos dele – Ivan Filho e Joanine – e uma neta – Marina –  prestigiaram a solenidade, cuja propositura foi do deputado estadual Jeová Campos (PSB).

E coube ao parlamentar presidir os trabalhos da referida sessão que aconteceu no auditório da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras e contou ainda com a participação de diversas autoridades locais e também do presidente da ALPB, deputado Gervásio Maia Filho, que na ocasião discursou e enalteceu a importância de reverenciar a memória de Ivan Bichara que, segundo ele, deixou um grande legado de honestidade e probidade.

Em seu discurso, Jeová Campos destacou as qualidades de cidadão e homem público de Ivan Bichara que, nas palavras de Jeová ‘foi um homem que sempre pautou sua conduta com ética, espírito público e, sobretudo, visando o bem da sociedade’. “Me sinto entusiasmado em poder enaltecer o que foi Ivan Bichara, em manter a memória dele viva, e acho muito importante que essa nova geração possa estudar quem foi Ivan Bichara, um político que fez a diferença em seu tempo  com obras e ações que marcaram a história de muitas localidades, especialmente, de Cajazeiras”, destacou Jeová, citando algumas ações, incluindo a construção da sede da Saelpa, da Cagepa e a construção do Fórum local, entre outras edificações e ações que foram feitas em quatro anos.

O parlamentar sugeriu ainda que a Prefeitura de Cajazeiras, terra natal do homenageado, fomentasse o debate sobre quem foi Ivan Bichara para que a nova geração de cajazeirenses pudessem conhecer e admirar um de seu ilustres filhos. “Eu acho oportuno a ideia do livro sobre a vida de Ivan Bichara. Eu não me sinto à altura para escrever sobre ele, e acho que uma publicação sobre a biografia de Ivan Bichara seria importante para a Paraíba”, disse Jeová.

Uso indevido de crédito fiscal por usinas causa prejuízo em PE com repercussões em toda a cadeia produtiva denuncia presidente da Unida

Posted on

Uma brecha na lei que permite que usinas que produzam álcool combustível em Pernambuco recebam de 12% a 18,5% de crédito fiscal para produção estadual de álcool está cusando uma concorrência desleal no estado. Isto porque mesmo sem fabricar etanol hidratado, algumas usinas estão se beneficiado desta lei para reduzir o pagamento de ICMS que deveria ser de 23%. A denúncia que já foi feita por entidades pernambucanas agora é endossada pelo presidente da União Nordestina dos Plantadores de Cana (Unida) e presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais.

O dirigente canavieiro lembra que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, já enviou um projeto de lei para a Assembleia de Pernambuco para corrigir essa distorção, mas que o PL foi retirado da votação de uma comissão da Casa, no último dia 22. “Essa lei é exclusiva das indústrias que produzem álcool combustível, quem importa o produto e não produz tem que pagar o valor do imposto sem dedução alguma, caso contrário causa um desequilíbrio no mercado com repercussões que extrapolam as fronteiras de Pernambuco”, reitera José Inácio, lembrando que a brecha respalda legalmente a redução tributária, mas o ato de se beneficiar dela sem produzir o álcool é uma ação imoral e precisa ser veementemente coibida.

José Inácio se refere a Lei estadual Nº15.584/15 que foi criada como incentivo fiscal para que a indústria produtora de álcool combustível pudesse dar sua contribuição no desenvolvimento socioeconômico de Pernambuco. “É preciso detalhar as restrições desta redução tributária para somente àqueles que produzem o álcool”, destaca o presidente da Unida. Ele lembra que além do estado ter uma queda em sua arrecadação, essa prática gera uma concorrência desleal com as unidades que produzem o etanol no estado e  em outras localidades do país, comprometendo a cadeia produtiva da cana.

De acordo com denúncia da Associação dos Fornecedores de Cana do Estado (AFCP) algumas unidades passaram a comercializar o álcool de milho dos EUA, trazido pelas distribuidoras. E continuam recebendo o crédito fiscal como se produzissem o combustível. Porém, na verdade, só adicionam água no produto, transformando o etanol anidro em hidratado. Com isso, ameaçam a indústria sucroalcooleira local e os 70 mil empregos do setor em PE, sem falar na elevada perda de impostos.

“É inadmissível deixar que o dinheiro do contribuinte continue sendo usado para incentivar algumas usinas locais que usam tal benefício para desmontar o principal arranjo produtivo do estado, que é a industrial derivado da cana”, argumenta o presidente da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), Alexandre Lima. Ele lembra que diferente do governo dos EUA que subsidiam o milho produzido naquele país, através de uma seguro renda para o seu produtor (R$ 40 bilhões), a cana de açúcar no Brasil não tem subsídio, sendo impossível o etanol brasileiro concorrer com os preços praticados pelo etanol de milho.

Fonte: Com informações da Assessoria de Imprensa AFCP

Deputados Jeová Campos e Gervásio Maia se reúnem com jovens de Cajazeiras e região para debater o Futuro da Paraíba

Posted on

Os jovens de Cajazeiras que se preocupam com o futuro da Paraíba têm um encontro marcado neste sábado (26), a partir das 19h, no Cajazeiras Tênis Clube, com os deputado estaduais, Jeová Campos (PSB) e Gervásio Maia (PSB). Organizado pelo presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, vereador Marcos Barros (PSB), junto com o vereador Alysson Voz e Violão e outros políticos e lideranças do município, o evento “Encontro Juventude Cajazeirense e seu Futuro” tem o objetivo de enaltecer a importância da participação da juventude na ação política que culminará com as eleições de outubro próximo.

A proposta do evento é possibilitar que os deputados Jeová Campos e Gervásio Maia, respectivamente, pré-candidatos à reeleição na ALPB e a uma cadeira na Câmara Federal,  troquem ideias com a juventude sertaneja sobre o futuro que eles querem para a Paraíba a partir de 2019.

“A participação da Juventude, com sua garra, disposição e sonhos, é muito importante num processo político, especialmente, num momento como esse que precisamos unir forças para reconquistar a Democracia e assegurar que a Paraíba continue a trilhar o caminho do desenvolvimento”, afirma Jeová.

STAB Setentrional vai realizar XVII Workshop em João Pessoa com apoio da Asplan e de empresas parceiras

Posted on

Em agosto, a capital paraibana será palco de um importante evento técnico que vai reunir especialistas, pesquisadores e profissionais de empresas de defensivos agrícolas que irão debater assuntos ligados a nutrição e combate a ervas daninhas na lavoura de cana-de-açúcar e outras culturas. A programação e detalhes do XVII Workshop, que acontecerá nos dias 08 e 09, no auditório da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) começou a ser definida em uma reunião que aconteceu essa semana e contou com a participação de representantes da STAB Setentrional, promotora do evento, do diretor do Departamento Técnico da Asplan, Neto Siqueira, além de profissionais e técnicos ligados às indústrias sucroalcooleiras e empresas de defensivos agrícolas que são parceiras do evento.

O Workshop será aberto a quem se interessar, mas terá como público alvo os associados da STAB e da Asplan, técnicos e agrônomos das indústrias sucroalcooleiras , produtores e estudantes da área. Além das palestras e mesas redondas o evento terá ainda um espaço para 17 stands, onde haverá a exposição de produtos, insumos e equipamentos. Essa estrutura será montada no estacionamento externo da Asplan. De acordo com Neto Siqueira, a proposta é fomentar não apenas o debate sobre nutrição e ervas daninhas com especialistas nestes dois assuntos, mas também expor produtos e insumos utilizados para esses fins. No próximo dia 19 haverá outra reunião com o grupo organizador para fechamento da programação e aprovação de detalhes no local da realização do evento.

O valo das taxas de inscrição do workshop já foram definidos. Sócios da STAB pagam R$ 100,00 e não sócios R$ 300,00. Estudantes pagam R$ 50,00. Além do acesso a todas as atividades do evento e ao local dos stands, essa taxa também inclui o almoço e coffee break nos dois dias. As inscrições poderão ser feitas no site www.stabsetentrional.org.br e também presencialmente no primeiro dia do Workshop se ainda houver vagas. “Será um evento de altíssimo nível de debates e palestras, eu diria até que imperdível”, destaca Neto Siqueira.

Além das fábricas de confecção de Cajazeiras deputado defende investimentos do Empreendedor no setor mecânico de Mamanguape

Posted on

A assinatura do decreto que redefiniu o regime fiscal do setor produtivo de confecção no sertão paraibano, com a redução da alíquota de ICMS  para 2% e o apoio, através da destinação de R$ 6 milhões, através do Empreender para os micro empresários do setor de confecção de Cajazeiras e região são algumas das ações defendidas pelo deputado estadual Jeová Campos que ajudarão a fomentar o desenvolvimento descentralizado da Paraíba. Nesta quarta-feira (23), o parlamentar acompanhou o governador Ricardo Coutinho no lançamento da 4ª Edição do Projeto Acolher e defendeu, na oportunidade, que o Empreender também invista no setor mecânico do Vale do Mamanguape.

O fortalecimento da atividade têxtil em Cajazeiras e região é um pleito defendido pelo deputado Jeová desde seu primeiro mandato. “O estímulo ao setor produtivo de confecção de Cajazeiras vai movimentar a economia local, pois possibilitará abrir muitos postos de trabalho e gerar renda numa região necessitada e que tem uma vocação natural para a confecção”, destaca Jeová que agora também está defendendo investimentos do Empreender no setor mecânico do Vale do Mamanguape. “Depois da atividade de cultivo da cana-de-açúcar e do comércio, o setor mecânico daquela região é o que mais movimenta a economia local, através das oficinas, e um investimento neste setor seriam muito importante para a região”, afirma Jeová.

De acordo com o parlamentar, o regime fiscal diferenciado que reduziu a alíquota do ICMS para o setor têxtil do sertão paraibano, e que já está em vigor desde o ano passado, foi muito bom, mas falta agora que os recursos disponibilizados pelo Empreender para o setor de confecção seja incrementado na prática. “A nossa expectativa é que esses contratos sejam assinados em breve pelo governador para que esses recursos sejam liberados o quanto antes a fim de que o setor produtivo possa ser alavancado na região”, afirmou Jeová.

Deputado critica Sérgio Moro e diz que juiz comete desvios de finalidade visando seus próprios anseios em detrimento do ordenamento jurídico

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) voltou a criticar o comportamento do juiz Sérgio Moro. Durante discurso na sessão de hoje (22), o parlamentar disse que o magistrado cometeu desvios de finalidade, prejudicando a segurança jurídica e institucional, que o ordenamento jurídico determina e continua a agir de forma, no mínimo, suspeita.  “Esse juiz foi recentemente aos EUA, num evento do PSDB, porque é do grupo Dória, financiado por bancos, onde ele recebeu US$ 16 mil de cada banco, num total de dez bancos, mais a Petrobras pelo meio. Não sei como ele é investigador da Petrobras e recebe dinheiro da Petrobras”, disse Jeová.

O parlamentar destacou ainda que o juiz que foi aos EUA, no último domingo,  participar de uma formatura na Universidade de Notre Dame, já foi alvo de uma denúncia, em Porto Alegre, assinada por mais de 100 advogados além de professores, pesquisadores, bacharéis e estudantes de Direito, de 16 estados do país. “Essa representação, protocolada na Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, aponta uma série de inconstitucionalidades e ilegalidades que foram cometidas por esse magistrado, que se constituiriam em infrações disciplinares e em “comportamento impróprio ao exercício da magistratura, desviando o Poder Judiciário dos fins propostos pelo ordenamento jurídico”, divulgou Jeová.

Os signatários da denúncia, segundo o parlamentar paraibano, foram articulados pela Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares (RENAP) e pelo Grupo de Assessoria Jurídica Popular, vinculado ao Serviço de Assessoria Jurídica Universitária (SAJU) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A representação defende que o juiz Moro, “a partir da ação denominada Operação Lava Jato comete desvios de finalidade, prejudicando a segurança jurídica e institucional, que o ordenamento jurídico determina”.

“Esse juiz legisla em causa própria e de outros que não do interesse público e assim termina por desviar o Poder Judiciário de sua função. Ele está a serviço dos poderosos, tem relação obscura com empresas de comunicação, decretou prisões com base em notícias de jornal ou fundamentadas no “clamor público”, utilizou a prisão provisória para conseguir delações premiadas, prática típica de estados totalitários, ditaduras, que prendem para conseguir confissões e provas e divulgou sigilos telefônicos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff sob o fraco argumento da invocação do interesse público. Ele legisla com foco em seus próprios anseios e não respeita o que determina o ordenamento jurídico”, critica Jeová, que fala com propriedade pois é advogado.

Esse Moro, finalizou Jeová em seu discurso, deveria deixar a toga e se candidatar, pois ele se mistura com a política brasileira, e esse evento dos EUA deixou claro isso, extrapola seu papel de magistrado, não é imparcial, nem independente, serve ao status quo, tem um comportamento inadequado e de contumaz violação ao ordenamento jurídico, com atitudes incompatíveis para quem exerce a função de magistrado, incluindo ai o abuso de autoridade. “Moro deixe a toga e se candidate”, disse Jeová, finalizando seu discurso.

Celebração do Dia das Mães na garagem da Unitrans lembra o amor da Virgem Maria, mãe de todas as mães

Posted on

O momento de louvor que acontece todas as segundas-feiras, na garagem da empresa de ônibus Unitrans, em Água Fria, na manhã de hoje (21) ganhou um acréscimo de emoção. Isto porque o momento foi dedicado a homenagear as mães-funcionárias tendo como referência a Virgem Maria, mãe de todas as mães. Em meio a cânticos que evocavam o amor de Maria, as mães-funcionárias foram homenageadas, receberam lembrancinhas e no final se confraternizaram em um lanche coletivo que incluiu um belo bolo, ornamentado de rosas.

Além dos diretores, participaram da celebração funcionários de todos os setores da empresa, e ainda presadores de serviços e parceiros da Unitrans. As mães-funcionárias receberam de lembrança um chaveiro comemorativo e um cartão. A diretora da Unitrans, Lorena Dantas, falou da importância das mães e dos ensinamentos de Maria. “Hoje é um dia muito especial para mim, pois nesta data, meu segundo filho nascia há quatro anos e estar aqui, celebrando com todos vocês o dom de ser mãe, de dar amor, é motivo de muita alegria”, destacou Lorena.

Presentes a celebração, as duas mães-funcionárias que foram garotas-propaganda da campanha do Dia das Mães da Unitrans e Santa Maria, Adriana Caetano, motorista da Unitrans, retratada no cartão junto com a filha, Eduarda, e a motorista da Santa Maria, Simone Silva, que estampa o outro cartão com sua filha, Hellen, receberam elogios de Lorena que exaltou a felicidade de tê-las estampado a ação do Dia das Mães.

O momento de maior emoção da celebração foi a coroação da imagem da Virgem Maria realizada por Lorena Dantas, pela diretora da Santa Maria, Larissa Nascimento e pela mãe de ambas, a Sra. Gisa Melo. No final da celebração, que teve a participação de Eriberto com voz e violão, todos se confraternizaram em meio a um lanche coletivo que incluiu um bolo branco todo enfeitado de rosas, numa alusão a delicadeza e beleza de todas as mães presentes.