Month: maio 2018
Posted on

O ex-governador da Paraíba, Ivan Bichara Sobreira, vai ser homenageado pelo transcurso do centenário de seu nascimento, que ocorrerá no próximo dia 24 de maio, graças a uma iniciativa do deputado estadual Jeová Campos que propôs a realização de uma Sessão Especial, em conjunto com a Câmara Municipal de Cajazeiras, cidade natal do homenageado. A Sessão conjunta da ALPB e da Câmara ocorrerá no próximo dia 25, às 17h

“O ex-Governador da Paraíba, Ivan Bichara Sobreira, deixou um legado de homem público ético e honesto, portanto, atende aos requisitos legais e necessários para que a ALPB preste esta justa homenagem”, destaca Jeová Campos. O parlamentar lembra que em função dele ter nascido em Cajazeiras e de ter como homem público direcionado obras e ações relevantes para o município, a Sessão Especial será realizada de forma conjunta com a Câmara de Vereadores de sua cidade Natal.

Sobre o homenageado

Filho de João Bichara e de Hermenegilda Sobreira, o homenageado nasceu no dia 24 de maio de 1918, em Cajazeiras, na Rua Sete de Setembro e faleceu no Rio de Janeiro no dia 11 de junho de 1998. Era casado com Mirtes de Almeida Bichara, sobrinha de José Américo de Almeida e teve sete filhos: José Humberto, Ivan Filho, Maria Lavínia, Jeanine, George Victor, José Augusto e Paulo Martinho.

Ivan Bichara Sobreira trabalhou no jornal A Imprensa, através de concurso iniciou sua escalada na vida pública, ingressando no Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários (IAPI), onde exerceu a função de Oficial de Administração, cursou Ciências Jurídicas e Sociais, na Faculdade do Recife, em 1946. Foi Deputado Estadual e Federal em várias legislaturas, foi nomeado Presidente do Conselho Consultivo das Caixas Econômicas Federais foi indicado pelo presidente Ernesto Geisel (1974-1979) candidato ao governo da Paraíba, nas eleições indiretas que se realizariam em setembro desse ano. Eleito pela Assembleia Legislativa paraibana, tomou posse em março de 1975 sucedendo o ex-Governador Ernâni Sátiro. Em agosto de 1978 deixou o governo da Paraíba, sendo substituído pelo vice-governador Dorgival Terceiro Neto.

Maternidade de Patos inicia Semana da Enfermagem com palestras sobre a importância destes profissionais e ações para os profissionais da área

Posted on

“Todos os profissionais de uma unidade de saúde são importantes, mas, sem dúvida nenhuma, a Enfermagem é a classe que tem maior contato efetivo com o paciente, então, é fundamental que as unidades de saúde tenham bons profissionais nesta área e funcionários comprometidos em dar uma boa assistência aos pacientes e a Maternidade de Patos é muito bem servida com o seu corpo de Enfermagem, tanto quando aos enfermeiros, quanto os técnicos de enfermagem”, disse o diretor geral da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, Dr. Umberto Marinho Júnior, na abertura da Semana de Enfermagem da unidade, que começou nesta segunda-feira (14) e se estende até a próxima sexta-feira (18).

A diretora assistencial da Maternidade, Luciana Maia, e a gerente de Enfermagem, Milene Nunes, também falaram na abertura da Semana sobre a importância da enfermagem no dia a dia da unidade e da grande responsabilidade que têm os profissionais da área no atendimento e acolhimento das pacientes. “A profissão de enfermagem, bem como as demais da área de saúde, faz parte das profissões essenciais a qualquer sistema de saúde que pressupõe atendimento de qualidade e eu me sinto feliz e orgulhosa por fazer parte de uma equipe tão dedicada quanto essa da MPF, pelo trabalho desenvolvido por todos que atuam com tanta competência e carinho aos pacientes e familiares”, destacou Milene, que encerrou agradecendo aos profissionais da enfermagem o trabalho e dedicação à todos.

Ontem (15), a programação da Semana teve continuidade com a palestra “A centralização da Enfermagem nas dimensões do cuidar: desafios na atenção e gestão do SUS”, com a enfermeira, Irla Bitu Silva. Hoje (16), na sala de entretenimento, a programação da Semana reservou gratas e agradáveis momentos, com a disponibilidade de um Espaço de Beleza, que ofertou serviços gratuitos de maquiagem (com a maquiadora Isalice) e depilação (com Mayanne Nóbrega) para as profissionais que estavam participando do evento. Amanhã, acontecerá a palestra “Ética e Humanização”, a partir das 15h, na sala de entretenimento, seguida de um lanche coletivo. No último dia da Semana, haverá uma celebração eucarística, seguida de um lanche coletivo e confraternização de todos os que participaram das atividades do evento.

A Semana da Enfermagem é um evento anual, promovido pela Maternidade, voltado, prioritariamente, para os Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, e Auxiliares de Enfermagem da unidade. A Maternidade de Patos integra a rede estadual de saúde e é administrada, desde junho de 2013, pela Organização Social Instituto Gerir.

Deputado Jeová Campos propõe ao DER que faça uma limitação de uso de tráfego na estrada que liga Cajazeiras a São João do Rio do Peixe

Posted on

  O deputado estadual Jeová Campos (PSB) anunciou, nesta quarta-feira (16), durante o pequeno expediente da ALPB, que vai encaminhar um Projeto de Lei Indicativo (PLI) ao Governo do Estado propondo a limitação de uso da PB 393, a veículos de, no máximo, 20 toneladas. Essa estrada que liga Cajazeiras a São João do Rio do Peixe tem 27,4 km.. De acordo com o parlamentar, nos últimos anos essa estrada tem sido consertada e refeita pelo governo reiteradas vezes, mas, o intenso e pesado tráfego de caminhões bi trens, que fazem o transporte de sal de Mossoró (RN), estraga toda a pavimentação em pouco tempo.

Segundo Jeová, recentemente, foi feita uma ligação desta via com a BR 230 pelo município de Marizópolis, só que os motoristas das carretas encurtam a distância passando por Cajazeiras. “E não é somente Cajazeiras, mas outras cidades que sofrem com esse intenso e pesado tráfego, a exemplo de Várzea da Ema, Triunfo, Santa Helena, Poço José de Moura, além de São João do Rio do Peixe”, disse Jeová, lembrando que além do peso do veículo, ainda tem o da carga que, e média, é de 50 toneladas de sal.

“Não há estrada que suporte isso. Por isso, eu vou solicitar ao DER que faça uma limitação de uso da via no trecho entre Cajazeiras e São João do Rio do Peixe, pois só assim garantiremos uma vida útil aquela estrada que é tão importante e necessária para fazer a integração entre Cajazeiras e São João do Rio do Peixe”, disse Jeová.

Durante seu pronunciamento o parlamentar destacou também sua alegria em constatar que a empresa que ganhou a licitação para realizar os serviços de recuperação da PB 393 iniciou os trabalhos essa semana. “Aquele trecho estava praticamente intransitável e aqui eu quero de público agradecer o DER por mais essa obra”, finalizou Jeová.

Proibição do Governo de renegociação de dívidas rurais em bancos públicos preocupa produtores

Posted on

A determinação do Governo Federal de que os bancos públicos, a exemplo do Banco do Brasil e Caixa Econômica, não renegociem dívidas de produtores rurais, beneficiados pela Lei 13.606, deixou apreensivo toda a classe produtiva. Isto porque, a proibição afeta diretamente milhares de produtores rurais que estavam liquidando ou renegociando suas dívidas com descontos de até 95% no saldo devedor.

A Lei sancionada, lembra o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) e da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), José Inácio de Morais, institui o Programa de Regularização Tributária Rural (PRR), que comtempla dívidas contraídas com instituições bancárias públicas, a exemplo do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e  BNCC. “Essa Lei alterou, em seu artigo 18, a Lei 13.340 e possibilitou que muitos produtores que estão nas áreas de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) pudessem, enfim, quitar ou renegociar suas dívidas e com essa decisão, volta-se à estaca zero, já que a maior parte das dívidas são de bancos públicos”, afirma José Inácio.

O dirigente canavieiro, no entanto, ressalta que em relação ao passivo de contribuição previdenciária, essa decisão não afeta muito a vida dos produtores de cana da Paraíba, uma vez que não há passivo dos produtores paraibanos, já que o desconto sempre foi efetuado na fonte, ou seja, pelas indústrias. “Neste aspecto, essa decisão não nos atinge diretamente, porque não tínhamos o que negociar em relação a contribuição previdenciária, mas há outros débitos que estavam sendo quitados ou renegociados com bancos públicos em função das vantagens que a Lei concedia”, lembra ele.

A alegação do governo de que não há previsão no Orçamento para bancar a demanda de renegociações, já que os descontos terão de ser bancados pelo Tesouro Nacional, na opinião do advogado Jeferson Rocha, é uma desculpa. “O Governo precisa cumprir a Lei, pois a suspensão da renegociação implica em descumprimento de uma lei e ao sancioná-la, o Governo sabia da demanda e da contrapartida que o Tesouro Nacional daria em função dos descontos concedidos”, afirma ele. Ainda segundo o advogado, a pressão política e a judicialização são caminhos necessários para reverter essa decisão.

Sobre a Lei

A Lei 13.606 prevê que produtores rurais com dívidas vencidas até 31 de dezembro de 2017 e inscritas em Dívida Ativa da União até 31 de julho de 2018 sejam beneficiados, com a incorporação de dívidas vencidas e ainda não inscritas em DAU, assim como liquidar os passivos com os bônus oferecidos pela nova legislação que chegam, a 95% de desconto. A lei estende ainda até 27 de dezembro deste ano o prazo para que os produtores rurais possam fazer a opção pela liquidação ou pela renegociação de suas dívidas. Para repactuação das dívidas tributárias, o prazo é 28 de fevereiro.

O Ministério da Fazenda já enviou comunicado aos bancos para proibir a renegociação, já que não há previsão no Orçamento para bancar esses descontos. Ainda segundo comunicado do Ministério, o Tesouro não reconhecerá essas operações até que tenha sido aprovado no Congresso orçamento para pagar os custos dos subsídios. “E agora como fica quem já negociou suas dívidas e quem estava planejando fazer isso. Vamos nos mobilizar para tentar reverter essa decisão ou mesmo incluir no orçamento dotação com essa finalidade”, afirma José Inácio, lembrando que os artigos que foram sancionados da Lei 13.606 estão com dotação preservada, excetuando os que foram vetados pelo presidente Michel Temer e, posteriormente, derrubados pelo Congresso em votação que contou até com apoio de lideranças governistas.

Estadualização da estrada que liga Bonito de Santa Fé ao Ceará é um compromisso de João Azevedo com a população daquela localidade

Posted on

Uma antiga reivindicação da população de Bonito de Santa Fé, que é a estadualização e, posterior, asfaltamento da estrada que liga o município ao limite do estado do Ceará, foi um dos pleitos que o deputado estadual Jeová Campos, junto com a o prefeito de Bonito, Chico Pereira e a ex-prefeita, Alderi Caju e, foram levar ao pré-candidato ao governo estadual pelo PSB, João Azevedo. O encontro aconteceu nesta terça-feira (15), no escritório político de João Azevedo, em Tambauzinho.

Segundo o parlamentar paraibano, a receptividade de João Azevedo ao pleito foi muito boa. “Ele entendeu a importância de estadualizar aquela estrada e mais ainda ele se comprometeu a também asfaltar o trecho que ainda não foi pavimentado”, destacou Jeová Campos. De acordo com o deputado, a parte da estrada que fica no lado do Ceará já está pavimentado, faltando apenas o trecho da Paraíba.

Ainda de acordo com o parlamentar, outro pleito levado a João Azevedo também teve uma boa acolhida, que é a construção e estadualização da estrada ligando Serra Grande, passando pelo distrito de Viana, até a sede do município de Bonito de Santa Fé. “Essas duas vias são de grande importância para aquela região e essas obras só podem ser viabilizadas via Governo do Estado, uma vez que o município não tem recursos para arcar com tais investimentos”, afirma Jeová.

Maternidade de Patos realiza Semana da Enfermagem e debate os desafios da profissão na atenção e gestão do SUS

Posted on

“A centralização da Enfermagem nas dimensões do cuidar: desafios na atenção e gestão do SUS”. Esse será o tema da primeira palestra da Semana da Enfermagem da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que começa na próxima segunda-feira (14), com uma abertura na sede do CEFOR, às 9h, e termina na sexta-feira (18), com uma celebração eucarística, seguida de um lanche coletivo.

Promovido anualmente pela unidade, que integra a rede estadual de saúde, o evento é voltado, prioritariamente, para os Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, e Auxiliares de Enfermagem da Maternidade.  De acordo com a programação, na segunda-feira haverá apenas a abertura oficial da Semana. Na terça-feira, além da palestra acima citada, o diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, a diretora assistencial, Luciana Maia e a gerente de Enfermagem, Milene Nunes falarão sobre a importância da enfermagem no dia a dia da unidade e da grande responsabilidade que têm os profissionais da área no atendimento e acolhimento das pacientes.

Na quarta-feira, na sala de entretenimento, a programação da Semana reserva gratas e agradáveis momentos, com a disponibilidade de um Espaço de Beleza, que ofertará serviços gratuitos de maquiagem e depilação as profissionais que estiverem participando do evento. A palestra “Ética e Humanização” acontecerá no quarto dia do evento, a partir das 15h, na sala de entretenimento, seguida de um lanche coletivo.

            No último dia da Semana, haverá uma celebração eucarística, seguida de um lanche coletivo e confraternização de todos os que participaram das atividades do evento. A gerente de Enfermagem da Maternidade, Milene Nunes, destaca que a Semana será uma excelente ocasião para ampliar conhecimentos, fortalecer vínculos e, sobretudo, comemorar a existência e o exercício de uma profissão imprescindível no dia a dia de unidades de saúde, sejam elas de que área forem e onde quer que estejam.

Passageiras elogiam iniciativa das empresas Unitrans e Santa Maria que distribuiu brinde, mensagens e fotos pelo Dia das Mães

Posted on

“Fiquei surpresa com essa ação. Não esperava e adorei tirar uma foto com minha filha para guardar de recordação às vésperas de mais um Dia das Mães”, disse a vigilante, Geane Pessoa, que ao lado da filha, Fabiola, foi uma das mães que participou na manhã deste sábado (11), da ação em homenagem as mães-clientes, realizada pelas empresas de ônibus Unitrans e Santa Maria, no Parque Solon de Lucena (Lagoa), no Centro de João Pessoa. A ação incluiu a distribuição de brinde, mensagens e uma foto polaroid que era tirada numa cabine e entregue na hora.

A mamãe Danielle Aparecida que apoveitou o sábado para fazer compras no Centro e estava acompanhada dos filhos Pedro Henrique e Ana Clara elogiou a iniciativa das empresas. “Eu acho que ações deste tipo são bastante legais, pois aproximam o cliente da empresa de uma forma mais simpática”, disse ela, que é usuária da linha 302.

A aposentada Maria de Fátima Rodrigues aproveitou a oportunidade e tirou foto com a filha Ana Cecília e o neto Vinicius. “Eu já sabia da ação, pois minha nora trabalha na Unitrans, e gostei muito. Acho que iniciativas como essa ajudam a criar uma imagem positiva das empresas, além do que toda mãe merece ser homenageada”, disse ela. Grávida de quatro meses, a dona de casa, Anaina Bastista Soares adorou tirar uma foto com o filho Joalysson. “A foto ficou linda e as empresas estão de parabéns por lembrar das mães e, consequentemente, das clientes que como eu usam os ônibus diariamente”, disse ela, que é passageira constumaz da linha 208.

Além da ação na Lagoa, as empresas também distribuiram brindes e mensagens nos terminais dos bairros e no interior dos ônibus. As duas mensagens distribuídas, em forma de cartão postal, tinham como garotas-propaganda duas profissionais-mães das empresas de ônibus: a motorista da Santa Maria, Simone Silva, que estampava um dos cartões com sua filha, Hellen, e a motorista da Unitrans, Adriana Caetano retratada junto com a filha, Eduarda, no outro cartão. Os brindes, além das fotos, foram chaveiros alusivos à data comemorativa.

A comemoração do Dia das Mães da Unitrans e Santa Maria, empresas que integram o Grupo A. Cândido, sempre foi lembrada com uma celebração para funcionários e familiares. Este ano, houve essa inovação com uma ação externa cujo foco era parabenizar as mães-clientes das empresas. “A julgar pela boa receptividade das pessoas, avaliamos que atingimos nosso objetivo que era além de parabenizar nossas mães-clientes pela data comemorativa deste domingo, agradecê-las pelo fato delas serem usuárias de nossos serviços”, destaca a diretora da Unitrans, Lorena Dantas, que junto com a diretora da Santa Maria, Larissa Nascimento, também prestigiaram a ação na Lagoa e aproveitaram para tirar fotos com seus filhos.

Louvor

O louvor em Ação de Graças que acontecia no galpão da garagem da Unitrans, no bairro de Água Fria, vai ser mantido, mas, este ano, apenas para o público interno que já participa do momento de oração, realizado todas às segundas-feiras, na garagem. O louvor das Mães acontecerá no dia 21, das 7h às 8h.

A ação aconteceu na Lagoa e em terminais de bairro
A ação aconteceu na Lagoa e em terminais de bairro
A ação chamou muita atenção de quem passava pela Lagoa
A ação chamou muita atenção de quem passava pela Lagoa
A ação recebeu muitos elogios
A ação recebeu muitos elogios
A ação também aconteceu nos ônibus
A ação também aconteceu nos ônibus
A ação também aconteceu nos terminais
A ação também aconteceu nos terminais
Adriana Caetano, motorista da nitrans, com a filha Eduarda
Adriana Caetano, motorista da nitrans, com a filha Eduarda
Geane Pessoa e sua Filha, Faniola adoraram a foto
Geane Pessoa e sua Filha, Faniola adoraram a foto
Mães, filhas e netas elogiaram a iniciativa das empresas
Mães, filhas e netas elogiaram a iniciativa das empresas
Muitas mães aproveiotaram a ação das empresas para tirar uma foto com mos filhos
Muitas mães aproveiotaram a ação das empresas para tirar uma foto com mos filhos
Nos terminais também houve ações de distribuição de brindes e mensagens
Nos terminais também houve ações de distribuição de brindes e mensagens
Os operadores distribuiram brindes e parabenizaram as mães
Os operadores distribuiram brindes e parabenizaram as mães
Passageiras exibem cartões e brindes recebios
Passageiras exibem cartões e brindes recebios
Três gerações em uma foto. Dona Maria de Fátima com a filha, Ana Cecília e o neto, Vinicius Rodrigues
Três gerações em uma foto. Dona Maria de Fátima com a filha, Ana Cecília e o neto, Vinicius Rodrigues

Paraíba mantém produção de cana-de-açúcar nas últimas três safras enquanto outros estados da região registram decréscimo

Posted on

A produção de cana-de-açúcar na Paraíba vem mantendo a média e apresentando indicadores positivos nas últimas três safras, diferente dos demais estados produtores da região que tiveram decréscimo de produção neste mesmo período. A atual safra 2017/2018, que começou em julho de 2017 e foi encerrada agora em abril, contabilizou um resultado final de 5.764,26 milhões de toneladas de cana processada. Esses dados são referentes ao somatório de cana de fornecedores ligados a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) ao volume dos acionistas de indústrias sucroalcooleiras locais. Na safra passada (2016/2017) a produção paraibana ficou em 5.053.312 toneladas de cana, enquanto a de 2015/2016 fechou em 5.737.280 toneladas.

Das 5.764,26 milhões de toneladas de cana processada na atual safra, nas oito indústrias da Paraíba, os fornecedores ligados a Asplan responderam pelo volume de 3.416.271,70 toneladas, sendo o restante da produção correspondente a cana própria de usinas. Das oito unidades industriais, apenas a São João não moeu cana de fornecedores paraibanos nesta safra, as demais Agroval, Japungu, Miriri, Monte Alegre, Giasa, Tabu e D’Pádua, mesclaram o processamento de cana própria com matéria-prima dos fornecedores ligados a Asplan. Outras duas unidades fora da Paraíba também absorveram a produção local que foram a Olho D’água, em Camutanga (PE) e Baia Formosa, em Baia Formosa (RN).

 “A Paraíba conseguiu manter a média de produção nas últimas safras porque tanto os fornecedores, quanto os industriais investiram em sistemas de irrigação e por isso os efeitos da seca prolongada não foram tão devastadores como em outras regiões produtoras do Nordeste, a exemplo de Pernambuco e Alagoas”, argumenta o presidente da Asplan, José Inácio de Morais. Ainda segundo o dirigente canavieiro, outro fator que pode ter contribuído para o registro positivo de safra na Paraíba é que alguns fornecedores de Pernambuco direcionaram parte de sua produção para a Giasa e outros produtores do Rio Grande do Norte também moeram cana na Pemel. José Inácio lembra que a destinação de cana produzida na Paraíba para usinas de PE e RN não foram contabilizadas como safra na Paraíba, o que evidencia que a produção no estado foi ligeiramente maior que 5,7 milhões de toneladas.

Mas, apesar de manter a média da produção, José Inácio reitera que o lucro da atividade na atual safra ficou comprometido em função da redução de preço, algo em torno de 25%, resultando em frustração de expectativa da classe produtiva. “A remuneração paga pela tonelada da cana não cobriu os custos de produção já que para termos uma boa lucratividade a tonelada deveria estar em torno de R$ 100,00, mas a média desta safra ficou em R$ 76,00, muito abaixo do que esperávamos e distante do que foi pago na safra de 2016, cujo valor ficou em R$ 103,00”, afirma o dirigente canavieiro.

Classificação do produtor

Para efeito de classificação do produtor canavieiro, denomina-se como micro produtor quem produz até 1000 toneladas/safra. Os pequenos produzem entre 1000 e 5 mil toneladas. Os médios se classificam entre quem produz de 5 a 10 mil toneladas, enquanto que é considerado grande produtor quem fornece acima de 10 mil toneladas. Na Paraíba, quase 80% dos fornecedores de cana associados da Asplan são considerados micro produtores. Os grandes representam apenas cerca de 3% do universo de fornecedores ligados à Associação.

Solenidade de entrega de Título de Cidadão Pessoense ao procurador Paulo Barbosa ressalta espirito público e postura ética do homenageado

Posted on

A homenagem da Câmara Municipal de João Pessoa que outorgou o Título de Cidadão Pessoense ao procurador de Justiça aposentado, Paulo Barbosa de Almeida, nesta quinta-feira (10), teve momentos de muita emoção, a exemplo da condução do homenageado na entrada do Plenário Fernando Paulo Carrilho Milanez, ao lado dos dois filhos e da apresentação da canção ‘Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores’, de Geraldo Vandré, incluída na programação a pedido do homenageado. A solenidade, bastante prestigiada por familiares, amigos, colegas de profissão e autoridades, ainda foi marcada por discursos que reiteraram a ética, competência, probidade e, sobretudo, diferenciais de um profissional que chegou ao grau mais alto de sua carreira, sem esquecer de suas origens, que exerceu seu ofício em todos os cargos que ocupou, com retidão, espírito público e um olhar voltado para os mais humildes.

Coube ao autor da propositura, vereador Bruno Farias, fazer a justificativa da outorga do título e apresentar um breve perfil do homenageado que é natural de Catolé do Rocha, mas, desde a adolescência reside em João Pessoa, onde estudou no Liceu Paraibano, fez Direito na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e depois de formado, atuou como advogado, defensor público geral do Estado, promotor de Justiça, além de subprocurador e corregedor geral do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

O deputado estadual Jeová Campos fez a leitura do texto bíblico que abriu a solenidade e foi uma das autoridades a falar sobre o homenageado. O parlamentar afirmou que desde que começou a acompanhar o trabalho dele no MPPB, que percebeu que Dr. Paulo tinha uma olhar e gestos diferenciados. “Eu estou aqui para dizer que Dr. Paulo incorpora aquela legião das pessoas imprescindíveis, que são pessoas que lutam sempre e eu sinto isso na alma do homenageado que tem um olhar carinhoso sobre Piancó, sobre a escola, sobre a futura universidade, porque ele tanto quanto eu, somos exemplos de que a educação muda o mundo, a realidade das pessoas. Esse título Paulo é o reconhecimento de sua história de vida, é a demonstração de que o que você fez, fez bem feito, é a certeza de que você integra o grupo dos homens imprescindíveis”, destacou Jeová.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia Filho e o presidente da Academia Paraibana de Letras, Damião Ramos também falaram sobre o homenageado, enaltecendo a justa distinção. A solenidade contou com as vozes do Coral Antônio Leite de Figueiredo da CMJP, sob a regência da maestrina Socorro Estrela e do preparador vocal e solista Paulo Brasil.

O novo cidadão pessoense fez um discurso que passou por uma breve reflexão do que significava para ele a homenagem, pela alegria de ver tantos amigos na ocasião a lhe prestigiar, pela felicidade de ter uma família nuclear unida, e ainda por uma breve explanação de sua vida e trajetória em todos os órgãos e instituições que atuou. “Quando atuei no MP, como Procurador de Justiça, tinha como atribuição, entre outras, na presidência da Comissão de Combate a Improbidade Administrativa e aos Crimes de Responsabilidade aos Agentes Políticos e no exercício desta missão tornei-me o destinatário de todas as denúncias e de todas as representações  e queixas contra aqueles que se desviavam da conduta honesta inerente aos cargos que ocupavam e tive o cuidado de me manter equidistante das partes e nunca me tornar refém ou instrumento das paixões partidárias e de interesses menores em conflito e nunca permiti que o nome de um agente político fosse levado a Imprensa pelo MP enquanto contra ele não houvesse uma ação judicial formalizada e neste sentido repeli todo o assédio dos profissionais de jornalismo que buscavam notícias”, disse o homenageado, numa crítica aos que agem diferente no exercício desta mesma missão a ele confiada.

Sobre o recebimento do Título de Cidadão Pessoense, o homenageado disse que estava consciente da responsabilidade que assumia. “Recebo esse Título menos pela vaidade de ostentá-lo e mais com o firme propósito de corresponder ao gesto de vossas excelências, honrando-o e dignificando-o. A cidadania decorrente da naturalidade em que pesa as obrigações a ela inerentes, é menos onerosa do que aquela conferida por ato do poder legislativo. A primeira é um acidente da natureza, enquanto a segunda representa uma opção daquele que a recebe e um crédito de confiança por parte de quem a confere. E é essa confiança que me impõe, doravante, a responsabilidade e o dever de ser digno dela”, finalizou Paulo Barbosa de Almeida.

Pacientes e funcionárias da Maternidade de Patos serão homenageadas em função do Dia das Mães

Posted on

 

O próximo domingo (13) vai ser especial para as mães que estiverem internadas na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, e também para as mães-funcionárias que estiverem de plantão naquela unidade, que integra a rede estadual de saúde. Isto porque, elas serão homenageadas em comemoração ao Dia das Mães e receberão brindes, cartão com uma mensagem e ainda poderão participar de sorteios (kits cosméticos) e ainda degustarão um café da manhã, almoço e uma ceia especialmente preparados para a ocasião. A programação está prevista para começar às 8h e só terminar após a ceia, à noite.

“As nossas pacientes começam o exercício prático da maternidade por aqui, já que é a partir do nascimento que as atribuições maternas se materializam e nada mais justo que homenageá-las no seu Dia e essa será uma forma singela, porém, especial que iremos comemorar o Dia das Mães, que tem tudo a ver com o nosso dia a dia”, destaca o diretor geral da unidade, Dr. Umberto Marinho Júnior, lembrando que além do Dia das Mães, no Dia da Mulher a instituição também realiza homenagens às pacientes e funcionárias.

Sobre a Maternidade

A Maternidade de Patos é referência para mais de 90 municípios paraibanos no atendimento à mulher, em função dos serviços que oferece nas áreas de Clínica Cirúrgica, Clínica de Alto Risco, Curetagem, Clínica Parto Normal, Clínica Médica, Ucin, UTI Neonatal, UTI Materna, Clínica Mãe Canguru, com Pronto Atendimento às gestantes. A Maternidade, que fica na Rua Elias Asfora, S/N, no Jardim Guanabara, é administrada, desde junho de 2013, pela Organização Social Instituto Gerir, que deu total apoio à realização da ação deste domingo