Month: fevereiro 2018

Asplan em parceria com a SEDAP, ARPAN, INPEV, CREA e Prefeitura de Itaporoca participa de ação de recolhimento de embalagens de agrotóxicos

Posted on

A destinação final e correta para as embalagens vazias dos agrotóxicos diminui o risco para a saúde das pessoas e de contaminação do meio ambiente. E foi justamente com essa finalidade que a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (ASPLAN) se uniu a Associação dos Revendedores de Produtos Agropecuários do Nordeste (ARPAN), ao Instituto Nacional de Processamento de Embalagens (INPEV), ao CREA, a Prefeitura de Itapororoca e ainda a Secretaria de Agricultura do Estado (Sedap) para realização de uma ação conjunta de recolhimento de embalagens. A primeira, de três ações programadas para este ano, aconteceu no último dia 22, em Itapororoca e conseguiu recolher 1626 recipientes, que totalizaram 1,1 tonelada.

O agrônomo do Departamento Técnico da Asplan, Luiz Augusto, que acompanhou a ação, lembra que o descarte irregular de embalagens é considerado um crime ambiental e que não basta levar as embalagens até a ARPAN. “É preciso seguir alguns procedimentos para que os vasilhames sejam recebidos pela central de recolhimento, tais como, efetuar a tríplice lavagem do recipiente, a dobra e separação adequada das embalagens, sejam elas de papel ou plástico, a separação das tampas das bombonas, o transporte adequado, etc”, destaca ele. Nesta ação de Itapororoca, todos os vasilhames foram recolhidos em um posto de coleta, em um campo de futebol, localizado na entrada da cidade. Tudo o que foi arrecadado foi destinado à unidade de recolhimento da ARPAN, em Mamanguape.

Atualmente, o Brasil ainda recicla pouco, algo em torno de 25%, das embalagens plásticas monocamadas (PEAD) que são comercializadas. Na Paraíba, a ARPAN, localizada em Mamanguape, é a entidade responsável pelo recebimento destas embalagens vazias. O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, lembra que a legislação federal disciplina a destinação final de embalagens vazias de agrotóxicos e determina as responsabilidades para o agricultor, o revendedor e para o fabricante. “O não cumprimento destas responsabilidades poderá implicar em penalidades previstas na legislação específica e na lei de crimes ambientais, como multas, autos de infração e até pena de reclusão para o agricultor, para o revendedor e até para o fabricante do produto”, destaca o dirigente canavieiro.

Outas duas ações de coleta de embalagens usadas, similar a que aconteceu em Itapororoca. já estão programadas. Uma acontecerá em Pedras de Fogo, no dia 13 de junho, e a outra em Santa Rita, no dia 26 de novembro, com todas as entidades que participaram desta primeira ação e com apoio das respectivas prefeituras locais.

De acordo com a legislação vigente, o descarte correto de embalagens vazias de agrotóxicos é um item fundamental para que o produtor esteja em dia com a lei  9.974/2000 e Decreto 4.074/2002. As embalagens usadas devem ser descartadas no prazo de um ano a partir da data da compra. No momento da compra do produto, o vendedor é obrigado a anexar a nota fiscal um folheto educativo que orienta o produtor  sobre como proceder para o descarte das embalagens.

“É cada vez mais crescente essa conscientização de que é preciso ter responsabilidade ao se comprar o produto, ao manuseá-lo e também na destinação correta das embalagens, com isso ganham todos, as pessoas e também a natureza”, reitera o presidente da Asplan, José Inácio.

Deputado Jeová Campos amplia bases que consolidam seu projeto político de renovar mandato nas próximas eleições

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos (PSB), que tem uma trajetória política coerente e um mandato propositivo e produtivo, tem colhido os frutos de sua competência, dedicação e empenho no exercício de seu segundo mandato como parlamentar e vem aglutinando forças para enfrentar as eleições de outubro com reais possibilidades de vitória. E não é apenas a ‘dobradinha’ com o deputado Gervásio Maia, cujo projeto político mira na Câmara Federal, que está alicerçando esse caminho de um novo mandato, mas, também os inúmeros apoios que o parlamentar tem recebido desde o final do ano passado quando tornou pública a sua intenção de disputar mais um mandato de deputado estadual.

Este final de semana, por exemplo, ao passar por Catolé do Rocha, ao lado de João Azevedo, do governador Ricardo Coutinho e de seu candidato a deputado federal Gervásio Maia, Jeová recebeu sinalização positiva das lideranças da cidade e de regiões circunvizinhas de Catolé do Rocha, a exemplo de Brejo dos Santos e de outros municípios. “Essa passagem por Catolé foi muito importante na nossa ação política e parlamentar pois recebi sinalizações bem representativas de apoio a nossa candidatura”, comemora o deputado.

Já no sábado, em Mamanguape, o deputado recebeu o apoio do vereador Crisanto, de seus filhos e família. A noite, na cidade de Capim, Jeová se reuniu com toda a liderança da oposição, incluindo o ex-prefeito, Edvaldo Freire, ao lado do vereador Neto Chaves e outras lideranças locais, como Zé Ramos e Diomar, que reiteraram apoio ao projeto político de Jeová. Depois, o parlamentar foi prestigiar a festa de São Sebastião. “Mais uma vez, nós tivemos a felicidade de ter a reafirmação do apoio daquele grupo político a nossa candidatura”, destaca Jeová, que começou a segunda-feira (26) reunindo sua equipe para planejar as ações desta semana. “Estamos e vamos trabalhar muito porque o ano será de vitória”, reitera o deputado que também tem dado especial atenção ao sertão, seu principal reduto político.

E, recentemente, em Cajazeiras, o parlamentar recebeu apoios fundamentais rumo a essa caminhada eleitoral dos vereadores Alysson Américo, Marcos Barros e João da Coca. Jeová ainda recebeu apoio dos suplentes de vereador de Cajazeiras, Humberto Coleguinha, Adriano da Vila Nova, Raimundinho Lira, Chico de Bianor, Chico Dias, Galego da Sucan, Dim do Carro de Som, Roberto das Redes, Serafim da Palhoça, Antônio Galego e também do ex-vereador Quinco. Em Uiraúna, as lideranças de oposição já declararam apoio a dobradinha Gervásio Maia, para Federal, e Jeová Campos, para estadual. “Todas essas lideranças possuem grande potencial eleitoral nas regiões onde atuam e vão dar uma contribuição importante nessa caminhada rumo a vitória”, destacou Jeová.

Ministro afirma a representantes do setor sucronergético que regras de estocagem válidas para a indústria nacional serão exigidas de quem importar álcool dos EUA

Posted on

As indústrias que produzem álcool no Brasil são obrigadas a manter um estoque mínimo em até 25% de sua capacidade de armazenamento. Essa é uma das regras que se aplica, atualmente, à indústria nacional, mas, que em breve, será exigida também das empresas importadoras do produto. Pelo menos foi isso que afirmou o ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, durante audiência com representantes do setor sucroenergético nacional, na última terça-feira (20), em Brasília.

Para o presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, que participou da audiência, junto com, representantes do Nordeste e outros estados da Federação, o aceno do ministro significa um grande passo rumo ao reequilíbrio do setor no país. “Mesmo com a taxação de 20% sobre o álcool importado ainda há um desequilíbrio entre quem importa e quem produz etanol no Brasil por conta de uma série de exigências que hoje são exigidas, unicamente, à indústria nacional. Com as regras valendo de forma igualitária para todos, a indústria nacional terá mais condições de competitividade”, afirma o dirigente canavieiro.

A proposta do ministro das Minas e Energia, que exigirá das empresas importadoras estocar de 8% a 25% do álcool anidro, já foi encaminhada a Agência Nacional de Petróleo (ANP). A resolução deve sair em breve. Segundo José Inácio, essa iniciativa do ministro demonstra o compromisso dele com o reequilíbrio de um setor que é vital para a economia do país. “Quero deixar registrado o nosso agradecimento ao empenho do ministro, não apenas nesta questão, mas, também pelo apoio ao Renovabio”, destacou José |Inácio, lembrando que no dia 20 de março, o ministro Fernando Bezerra Filho será homenageado pelo setor sucroenergético nacional, durante um evento, em Brasília.

A cidadania jamais será compatível com prisões coletivas afirma deputado Jeová Campos

Posted on

“A política de segurança não pode ser apenas uma política de intervenção para um estado. Tem que ser uma política articulada, com todos os estados, É fato que a cidadania jamais será compatível com prisões coletivas. A democracia, em nenhum lugar do mundo, jamais aceitará mandatos coletivos de prisão”, afirmou hoje (21), durante sessão plenária da ALPB, o deputado estadual Jeová Campos (PSB).

Para o parlamentar, o fato deve ser imputado a quem o praticou e não a coletividade onde as pessoas residem. “Não posso eu aceitar neste país, depois de tantos anos de lutas, respeitando a memória de tantos aqueles que não estão mais aqui entre nós, essa história de mandatos de execução coletivos. Isso é abominável, é um ato completamente atentatório à Constituição Federal e quero deixar registrado aqui que não posso, de forma nenhuma, calar o meu mandato a esse fato”, disse Jeová.

            Na opinião do deputado, essa intervenção é uma experiência desesperada de um governo sem sucesso, sem punho. “Coincidentemente, devemos observar quem é o Presidente da República, o senhor Michel Temer, do PMDB, e quem é o governador do Rio, Pezão, também do PMDB. Ora, se não tem política para o Rio de Janeiro é porque não tem política para o país”, reiterou Jeová.

            O deputado disse que está inquieto com essa conjuntura nacional. “Essa intervenção militar no Rio de Janeiro não é o que parece. O que está por trás desta operação de intervenção no Rio não é o fato em si. Eu participei de uma palestra com uma especialista em segurança pública e doutora da Universidade Federal Fluminense e ela dizia qual era o seu sentido sobre essa intervenção, denominada por ela como operação ‘espanta barata’. E sabe por que isso? Porque o criminoso não tem pátria fixa, não tem territorialidade a não ser quando é para defender a sua própria área de atuação criminosa. O certo é que, na verdade, essa intervenção é uma experiência desesperada de um governo sem sucesso, sem punho e vai custar muito para a sociedade carioca”, disse Jeová.

Para o parlamentar não se combate a violência apenas espantando os bandidos do Rio para São Paulo, Minas e até para o Nordeste. “O que nós precisamos é de uma política de segurança para todo o país, que envolva todas as polícias, as forças de segurança nacional, as instituições e, sobretudo, que se defina um orçamento que possa permitir aos profissionais da área de segurança não só ter a segurança de sua própria vida, mas que possam, com boas condições, enfrentar o poderio do crime organizado que hoje tem um poder muito forte e profundo”, destacou Jeová.

Jeová disse ainda no final de seu discurso que pretende convidar o desembargador Siro Darlan para fazer uma palestra em João Pessoa sobre as intervenções militares no Rio de Janeiro. “O Rio já teve essa experiência durante a Jornada Mundial da Juventude, na visita do Papa, nas Olímpiadas, na Copa do Mundo, na Favela da Maré e agora mais essa intervenção e o que nós observamos é o recrudescimento da violência então a solução não passa por intervenção”, afirmou o parlamentar.

Jeová Campos vai pedir que a ALPB convoque o Ministério Público do Trabalho para debater excessiva jornada de motoristas interestaduais

Posted on

“Não é possível que a Guanabara continue explorando seus trabalhadores de forma indevida, inconsequente e irresponsável. Em 2012, em Cajazeiras,  aconteceu um acidente que vitimou fatalmente oito pessoas e outras que ficaram em estado grave e sobreviveram com sequelas e agora, recentemente, na quarta-feira de cinzas, um outro acidente grave com a Guanabara, nos mesmos moldes. Nós vamos pedir providências para que não haja mais acidentes por causa da fadiga destes motoristas”, disse hoje (20), o deputado estadual Jeová Campos (PSB), em seu primeiro pronunciamento após o retorno aos trabalhos legislativos.

Segundo o parlamentar, ele vai solicitar a ALPB que oficie o Ministério Público do Trabalho e o Ministério do Trabalho para convocar a empresa para, numa audiência pública, debater as condições de trabalho destes motoristas, principalmente, em períodos como o Carnaval, Semana Santa, Natal, os períodos de maior demanda de passageiros.

Nesta empresa, segundo discurso de Jeová, os motoristas é que fazem sua própria comida e ao invés de descansarem a contento. “Isso é uma vergonha. Como é possível esse profissional se recuperar, se depois da jornada de trabalho eles ficam no alojamento e ainda vão fazer sua própria comida. Como é possível ele se recuperar desta forma. Isso é algo irresponsável”, reiterou o parlamentar.

 O deputado lembrou que apenas em dois acidentes 15 pessoas perderam suas vidas. “E como ficam as famílias destes 15 irmãos que morreram”, questionou Jeová, lembrando que a iniciativa de falar sobre esse assunto foi também uma sugestão do presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, vereador Marcos Barros.

Jeová Campos reúne equipe para definir atuação parlamentar e prioridades na retomada dos trabalhos da ALPB

Posted on

            Definir pautas, prioridades do último ano do mandato e quais temas serão abordados na retomada dos trabalhos legislativos, além de alinhar a equipe. Foi com esses objetivos que o deputado estadual Jeová Campos (PSB) reuniu sua equipe de trabalho, na tarde desta segunda-feira (19). As sessões da ALPB voltam a ser realizadas a partir desta terça-feira (20), à tarde, no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa, em função de reformas na sede da Casa de Epitácio Pessoa.

            Para o parlamentar que aproveitou o recesso para visitar as bases e fortalecer os apoios rumo às eleições do final do ano, quando pretende se lançar candidato a mais um mandato na APLB,  o encontro foi importante. “Acho fundamental reunir a equipe, ouvir quem me acompanha nesta caminhada, definir conjuntamente com meus assessores o que temos que pautar na retomada dos trabalhos legislativos, enfim, colocar em prática o que eu acredito como sendo um mandato popular, plural, social e democrático que não é construodo somente pelo depuyado, mas por um conjunto de pessoas que enxergam na política um caminho de transformação da sociedade”, destacou Jeová.

            O parlamentar, que é um dos deputados que mais abordam a questão das águas, vai continuar a falar sobre esse tema, com ênfase na cobrança da conclusão das obras do Eixo Norte da Transposição, que segundo ele estão bastante atrasadas e em ritmo muito lento, na questão do Ramal do Vale do Piancó e nas adutoras que precisam ser construídas, a exemplo das de Monte Horebe e Bonito de Santa Fé, sobre o Poló de Confecções do Setrtão, no aproveitamento da energia renovável, além de continuar se contrapondo publicamente contra a reforma da previdência e outras ações do governo Temer que tiram direitos dos trabalhadores.

Especialista em climatologia fará palestra na Asplan no dia 07 de março

Posted on

O diagnóstico e tendência do clima nos próximos 10 anos será tema de uma palestra que será realizada pelo professor e doutor em Climatolopgia e Meteorologia, Luiz Carlos Baldicero Molion, no dia 07 de março, a partir das 9h. O evento, que faz parte do calendário de atividades técnicas da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), acontece no auditório da entidade, na Rua Rodriguies de Aquino, 267, Centro, em João Pessoa. O evento, que é realizxado em parceria com a Crop Agrícola e a Yara, é direcionado, preferencialmente, aos produtores canavieiros asssociados, mas aberto ao público interessado.

O professor Molion, como é mais conhecido, segundo o diretor do Departamento Técnico da Asplan, Neto Siqueira, é uma assumidade quando o assunto é climatologia. “Assistir uma palestra de Molion é sempre enriquecedor e esclarecedor, pois além de ter profiundo conhecimento técnico, sobre o assunto, ele tem a capacidade de repassar as informaçõies de forma bem didática e esclarecedora, de forma que estamos muito alegres de poder abrir o ciclo de eventos técnicos de 2018 com um palestrante do nível de Molion”, destaca Neto.

É preciso que se faça mais campanhas de conscientização sobre os benefícios do parto normal afirma diretor da Maternidade de Patos

Posted on

“O problema do exagero de partos cesáreos é, sem dúvida nenhuma, cultural, porque as mulheres colocaram na cabeça que parto normal é mais doloroso, é mais demorado, que se sofre mais, quando na realidade é o inverso, pois os benefícios do parto normal são muitos, mas, infelizmente, a cesariana eletiva, quando a mãe nem entra em trabalho de parto e se marca a data do procedimento é um risco tremendo para a mãe e o bebê. Eu acho que é preciso mais campanhas de conscientização para reverter essa situação”, afirma o diretor geral da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, Dr. Umberto Marinho Júnior. Ele se referia as recentes recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre críticas ao uso excessivo de procedimentos cirúrgicos em relação aos partos.

Ainda de acordo com o médico, uma cesariana eletiva, sem a gestante entrar em trabalho de parto, aumenta em até 190 vezes a chance do bebê ter um desconforto respiratório. “A taxa de cesarianas no Brasil, realmente, é alta, pois o Ministério da Saúde preconiza em torno de 40%¨, mas no país a média é 56%, aqui na Maternidade estamos um pouco abaixo desse percentual, mas nós temos maternidades na Paraíba que esses índices vão para 90% e 95%, onde praticamente não se tem parto normal e isso precisa mudar”, afirma Dr. Umberto.

Segundo ele, a reversão desta realidade passa, necessariamente, pela conscientização das mulheres a partir de uma campanha educativa. “É preciso conscientizar as pessoas dos riscos do parto cirúrgico com campanhas governamentais esclarecedoras, principalmente, na atenção básica, que trabalhem no pré-natal para que as mães cheguem no momento do nascimento da criança bem conscientes dos benefícios do parto normal”, afirma Dr. Umberto, lembrando que a Maternidade de Patos como Hospital Amigo da Criança prioriza, cada vez mais, o parto humanizado, inclusive, com técnicas do parto na banqueta, que é uma variação do parto normal, que trazem um conforto e benefício maior para a mãe e o bebê.

Dr. Umberto esclarece ainda que como a unidade é referência em partos de risco, nestes casos específicos, a cesariana é a mais indicada para preservar a saúde e vida de mãe e filho. “O ideal é que todas as mães tentem o parto normal é o ideal para o fisiológico da mulher agora, efetivamente, uma vez estando na maternidade e o corpo de obstetra observe a necessidade de interromper aquele parto, ai sim se indica a cesariana e como nós somos de alto risco, então esses partos acabam acontecendo com uma frequência maior em virtude disso, pelo alto risco para a gestante e para o recém nascido”, finaliza Dr. Umberto.

Secretário de Agricultura da Paraíba vai assumir presidência do CONSEAGRI e posse será na sede da Asplan no dia 05 de março

Posted on

Pela primeira vez na história do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura- CONSEAGRI, a Paraíba vai ocupar a presidência da entidade, com a posse do secretário Rômulo Montenegro. Marcada para o dia 05 de março, às 10h30, no auditório da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), em João Pessoa. O evento deve reunir secretários de vários estados do país, além de autoridades e convidados ligados ao agronegócio. O governador Ricardo Coutinho deve prestigiar a solenidade, que além da posse tem como pauta a aprovação do estatuto do CONSEAGRI entre outros temas.

Segundo o secretário Rômulo Montenegro, que já responde pela vice-presidência da entidade e foi eleito para assumir a presidência em outubro passado, esse cargo é mais um conquista para a Paraíba que terá interlocução direta com órgãos e entidades ligadas ao agronegócio, além dos candidatos à presidência da república. “Nós estamos concluindo um Plano Nacional para o setor agrícola que será apresentado ao governo, aos órgãos e entidades de classe, além de ser entregue aos candidatos à presidência, pois um deles será eleito e vai gerir às questões ligadas ao agronegócio, portanto, ocupar esse cargo representará para a Paraíba ter interlocução direta com quem decide as questões ligadas ao setor”, afirma Rômulo.

Na manhã desta sexta-feira (16), o secretário se reuniu com o presidente da Asplan, José Inácio de Morais para formalizar o convite da solenidade. “É com alegria que recebemos essa notícia de que nosso secretário estadual de Agricultura vai também acumular o cargo de presidente do CONSEAGRI, pois isso significa uma ampliação de oportunidades para a Paraíba e também a certeza de que estaremos bem representados, pois Rômulo entende de agricultura, é produtor canavieiro, nosso associado e um secretário muito atuante”, destacou José Inácio.

Jeová Campos reitera discurso do governador no retorno dos trabalhos da ALPB e enaltece avanços da Paraíba no governo do PSB

Posted on

“É inegável que a Paraíba avançou, progrediu e cresceu em vários aspectos nos últimos sete anos, nas gestões do governador Ricardo Coutinho e eu endosso o que foi dito pelo governador hoje pela manhã”, disse o deputado estadual Jeová Campos logo após o encerramento da reabertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa da Paraíba, realizada no auditório do Ministério Público Estadual (MPE), na manhã desta quinta-feira (15).

Para o parlamentar, que durante o recesso não parou suas atividades políticas e aproveitou para visitar as bases no sertão e em outros locais do estado, um dos indicadores mais evidentes de que o atual governador é um gestor que olha para o futuro, mas que tem ações concretas no presente, é o ‘Programa Caminhos da Paraíba’. “Esse Programa tirou 54 cidades do isolamento asfáltico, ou seja, abriu horizontes e novas perspectivas para milhares de pessoas. Ricardo fez o que nenhum outro governante fez”, destaca Jeová.

            Ainda segundo Jeová, outra área que merece destaque na gestão do PSB é a Educação. “Acompanho de perto essa área que me interessa particularmente, pois sempre defendi que é a partir da Educação que o cidadão pode mudar a sua história para muito melhor e vejo na atuação do secretário Aléssio Trindade os reflexos de um governo que investe numa área vital que hoje disponibiliza100 escolas funcionando em tempo integral, o que representa 33% de toda a rede no estado, além de diversas escolas profissionalizantes que estão preparando nosso jovens para ingressar no mercado de trabalho como mão de obra qualificada”, disse Jeová.

            Para o deputado, a expectativa de retorno aos trabalhos legislativos é a melhor possível. “Teremos um ano atípico, de copa do mundo, de eleições, de muitos feriadões, mas acredito que teremos um parlamento atento à questões importantes e voltado aos interesses do povo paraibano”, destacou Jeová.