Month: novembro 2017

Setor canavieiro paraibano comemora aprovação de projeto que permite o porte de arma de fogo para quem trabalha ou mora no campo

Posted on

 

         “Enquanto o cidadão de bem está em sua casa ou no seu trabalho desarmado, sem poder se defender, os bandidos estão armados e agem sem medo de represálias. Tenho certeza de que quando os produtores rurais puderem portar armas de fogo, os índices de assaltos nas propriedades rurais vão diminuir drasticamente, de forma que estamos torcendo para que esse projeto seja logo apreciado pelos deputados, votado e seja sancionado pelo presidente Temer o quanto antes”, destacou o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais. O dirigente se referia a aprovação do projeto que permite porte de arma de fogo para quem trabalhar ou morar na área rural.

            O projeto que foi aprovado pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara, na semana passada, seguirá agora para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Em seguida, caberá ao plenário decidir sobre o assunto. De acordo com a proposta, o proprietário rural ou trabalhador rural maior de 21 anos poderá ter porte de arma de fogo, desde que o solicitante do porte apresente comprovante de residência ou trabalho na área rural e nada consta criminal, além de demonstrar habilidade no manejo da arma. A licença para o porte rural de arma de fogo terá validade de 10 anos e o uso da arma é restrito aos limites da propriedade rural. O projeto não especifica quais armas serão permitidas.

O autor do projeto, Afonso Hamm (PP-RS), afirma que a aprovação do projeto é uma demanda antiga do meio rural, que sofre com a “criminalidade que migrou para o interior”. De fato, segundo o presidente da Asplan, há uma insegurança muito grande no país inteiro, sendo a intranquilidade na área rural ainda maior. “No campo não há instrumentos de proteção próximos, daí ser de fundamental importância que, pelo menos, seja permitido ao produtor se proteger e a sua família e o porte legal de arma é um instrumento fundamental neste sentido”, finaliza José Inácio.

Deputado repercute na ALPB artigo da jornalista Adriana Bezerra que critica o ‘pacote de bondade’ proposto pelos desembargadores paraibanos

Posted on

 “Eu quero me reportar a um artigo que eu considero muito importante, da jornalista Adriana Bezerra, que traz uma série de questionamentos que eu considero fundamentais e eu vou dar fé de ofício às palavras dela”, disse o deputado estadual Jeová Campos (PSB), durante discurso no pequeno expediente da ALPB, nesta terça-feira (14). O parlamentar se referia ao artigo “Os segredos (inconfessáveis) que os capas pretas escondem na guerra do duodécimo”, publicado no blog de Adriana.

            Em seu discurso, Jeová questionou a proposta dos desembargadores. “Onde está o segredo da nova proposta do orçamento do Tribunal de Justiça da Paraíba. Eles estão criando um novo auxílio, chamado ‘Auxílio Saúde’, com a ‘bagatela’ de quase R$ 19 milhões. Estão, infelizmente, pedindo um adendo de R$ 4,1 milhões para bancar ‘Auxílio refeição e alimentação’ dos magistrados. Essa conta, segundo apurou Adriana, já era salgada demais (R$ 36,9 milhões) e agora sobe para R$ 41 milhões. E agora aparece essa novidade do ‘Auxílio saúde’. Isso é um acinte, e ainda mais na atual conjuntura”, destacou o deputado.

            Para Jeová, um estado pobre como a Paraíba não deve suportar pagar além dos altos salários do Judiciário, esse pacote de benesses injustificáveis. “Essa é uma nova forma de aumentar os salários. Isso é justo, é decente?”, questionou o parlamentar que prometeu ampliar esse debate. “Eu quero ser convencido, porque no meu entendimento não há como entender e aceitar uma proposta desta”, disse Jeová.

Circuito Sest Senat de Caminhada e Corrida de João Pessoa se destaca pela organização, animação e participação maciça dos atletas nas ações do evento

Posted on

 

É comum neste tipo de evento esportivo que ocorre em um dia de descanso que as pessoas se inscrevam  e não compareçam no dia, principalmente, quando elas não pagam a inscrição, como foi o caso dos profissionais do setor de transporte e maiores de 60 anos, que juntos representavam mais de 70% do público do Circuito Sest Senat de Caminhada e Corrida, Mas, a presença maciça dos atletas, algo em torno de 90% do público de 1.500 pessoas que se inscreveu, derrubou essa premissa e o que se viu na manhã deste domingo (12), nas imediações do Busto de Tamandaré, na Praia do Cabo Branco, foi uma grande festa esportiva, com muita gente bonita, alegre e animada disposta a encarar os 5 km ou 10 km da corrida, ou o percurso de 2 km de caminhada ao longo da Avenida Epitácio Pessoa, uma das mais importantes vias da capital paraibana.

Logo cedo, por volta das 6h30, os atletas começaram a chegar e se juntar em pequenos grupos, trios, duplas e quem estava sozinho procurou logo se enturmar. Muitos tiravam fotos para registrar a participação no evento, que contou com uma super estrutura de 16 tendas, um grande palco, posto médico, espaço kids, espaço de massoterapia, banheiros químicos, pontos de hidratação, segurança, além de todo o aporte para um evento desta magnitude que contou com um staff de 75 pessoas, entre pessoal de apoio, técnico, de assessoria esportiva, de comunicação, além de representantes do Sest Senat, entidade promotora do Circuito, representada pela diretora geral da unidade João Pessoa, Soledade Pontes, pela coordenadora do Sest JP, Rozimar Firmino, pelo supervisor da unidade, Marcelo Barro, a representante do Sest Senat nacional, Cristiane Amorim e Amaury Azevêdo, conselheiro do Sest Senat.

A chuva que caiu no comecinho da manhã abrandou o clima de um sol bem forte que deixou o céu azul anil todo o tempo e a temperatura em torno dos 38º, que foi atenuada com a distribuição de água, em pontos de hidratação distribuídos ao longo do percurso, e também em uma grande tenda, estrategicamente colocada no final do percurso, logo após o pórtico, onde os atletas repunham as energias com isotônico, barras de cereal e fruta. Antes da largada das provas, os atletas participaram de um aquecimento comandado por um professor de educação física e no final do Circuito de um aulão de aeróbica. As atividades foram realizadas numa arena, em frente do palco..

Na medida em que os atletas foram chegando iam sendo automaticamente computados os resultados e tempo de prova, já que cada atleta inscrito tinha um chip que validava os dados do competidor no momento de passagem pelo pórtico. Os campeões de cada categoria se dirigiam para um espaço reservado e aguardavam ali serem chamados para receber seus troféus, já que cada um dos 1.500 participantes, nas três modalidades ‘Trabalhador do Setor de Transporte’, ‘A partir de 60 anos’ e ‘Público Geral’, receberam medalhas. Antes da premiação, houve o sorteio de bicicletas, patins, bola e até um capacete. As cinco bicicletas foram uma doação do Sindicato dos Motoristas da Paraíba. O presidente do Sindicato, Antônio de Pádua, prestigiou o evento e elogiou a organização. “Está tudo muito bonito e o Sest Senat está de parabéns por mais esse evento de sucesso”, disse Pádua.

Campeões

O vencedor da prova de 10 km de corrida, pelo setor de Transporte, foi o funcionário da empresa de ônibus Santa Maria, Ismael Silva, que venceu a prova com um tempo de 35 minutos e 53 segundos. Acostumado a participar de outras provas, Ismael, que recebeu o troféu de campeão da diretora da Santa Maria, Larissa Nascimento, disse que se preparou para a prova, mas, que não esperava ficar em primeiro lugar. “Eu não vinha com essa ideia fixa de ganhar, mas, me preparei bastante e senti, desde o início da prova que eu iria vencer, já que liderei toda a corrida”, disse ele.

O campeão da modalidade corrida, no percurso de 5 km, na categoria transporte, Alessandro de Lima Barbosa, é vigilante da empresa de transporte de valores Preserv. Para ele, não foi fácil vencer a prova. “Foi uma surpresa para mim que consegui me superar e fazer um tempo melhor que em outras provas que participei”, disse ele que completou o percurso em 18 minutos e cinquenta e um segundos.

Na categoria feminina, representando a comunidade, a vencedora no percurso de 10 km, foi a bancária, da Caixa Econômica Federal, Erivanete dos Santos, uma veterana em corridas. Ela venceu com um tempo de 54 minutos e vinte e oito segundos. “Eu venho me preparando e o resultado é fruto deste esforço, muito treino e foco”, disse ela que comemorou bastante a conquista. A relação completa dos atletas vencedores e os tempos de prova será disponibilizada nesta segunda-feira (13), pela direção do Sest Senat.

Autoridades que prestigiaram o Circuito

O superintendente do Detran, Agamenon Vieira, acompanhou as atividades do Circuito e elogiou a organização do evento. “Um evento desta magnitude é muito complexo para ser organizado e o Sest Senat está de parabéns porque tudo está muito bem conduzido”, disse ele.

O diretor de Operações da Semob, Maximiano Machado, falou da complexidade da organização de eventos deste porte, que envolve o fechamento de vias importantes da cidade e lembrou da necessidade dos promotores de eventos requererem as licenças para realização de ações desta natureza com muita antecedência. “Isso é uma ação que muda a rotina da cidade e João Pessoa tem tido muitas ações similares, mas, nesse caso específico, o evento foi muito bem direcionado e a Semob cumpriu seu papel institucional e deu o aporte necessário para que tudo transcorresse da melhor forma possível”, destacou Maximiano.

O secretário de Esporte de João Pessoa, Jutahy Menezes, foi representado na ocasião por Guto Clerot, e o secretário adjunto da pasta, Rodrigo Trigueiro. Segundo Clerot, o Sest Senat está de parabéns por estimular a prática desportiva através de ações como o Circuito. “Esse é um evento muito bem organizado e o Sest Senat está de parabéns. A cidade de João Pessoa, que tem um calendário permanente de atividades esportivas de rua, acolhe com muito prazer iniciativas como essa”, destacou ele.

O coronel Valença, comandante do 15º Batalhão de Infantaria Motorizado, que também prestigiou o Circuito, elogiou a iniciativa do Sest Senat. “Promover ações que estimulem a prática esportiva, especialmente, corridas têm tudo a ver com o que praticamos no Exército que é, sobretudo, a busca de uma melhor qualidade de vida, onde o esporte, ocupa um lugar de destaque”, afirmou Valença.

O conselheiro do Sest Senat, Amaury Azevêdo, comemorou o sucesso da etapa João Pessoa do Circuito. “Foi um evento que se superou. Nós sabíamos que ia ser muito bom, mas, superamos todas as expectativas”, afirmou ele. A diretora geral do Sest Senat João Pessoa, Soledade Pontes, agradeceu o empenho e dedicação de todos os profissionais envolvidos no evento. “Um evento deste porte não teria um sucesso destes se a gente não tivesse contado com a colaboração e apoio de pessoas comprometidas em fazer e dar o melhor de si. E quero agradecer a colaboração de todos, desde minha equipe, ao pessoal das assessorias técnica, esportiva e de comunicação, que õ mediram esforços para que a etapa João Pessoa atingisse o sucesso de hoje”, destacou Soledade.

A coordenadora do Sest, Rozimar Rodrigues, também agradeceu o empenho de todos que se envolveram direta ou indiretamente na realização do Circuito. “Até chegar ao dia da realização do evento, muita energia e tempo foi dedicado para que tudo ocorresse da forma mais brilhante possível. E graças a uma equipe focada, que não mediu esforços para estimular a inscrição do pessoal do transporte, nosso público alvo, com plantões nas empresas, que ficou dois dias entregando kits, que montou toda essa estrutura para realização do evento, enfim, cada um, com sua competência e habilidade, contribuiu para que a etapa João Pessoa fosse o sucesso que vimos hoje aqui, inclusive do grande público que nos prestigiou. Estou muito feliz com o resultado e divido o sucesso com todas as pessoas que se envolveram nas ações que culminaram com esse evento lindo, tranquilo e de sucesso”, destaca Rozimar.

Púbico alvo

Das 1500 pessoas que se inscreveram no Circuito, 60% delas são ligadas ao sistema de transporte, que era o público alvo do evento, já que a ação é uma realização do Serviço Social do Transporte (SEST) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT). O Circuito contemplará outras 32 cidades no país, além de João Pessoa e tem o objetivo de incentivar a prática de atividade física para os trabalhadores do setor de transporte e para toda comunidade onde as instituições estão inseridas. A Paraíba foi um dos poucos estados contemplados com a realização de duas ações. A primeira foi a Etapa João Pessoa e a outra será a Etapa Campina Grande, que acontece no próximo domingo.

Participantes/Público/Entrevistas

Os amigos Gustavo Jacinto, que trabalha em uma construtora, o motoboy, Daniel Costa, e a analista financeira, Iraelly de Souza, chegaram cedo para participar do Circuito, na modalidade corrida de 10 km.  Nenhum deles tinham a expectativa de ganhar, estavam ali pelo prazer de correr e participar de uma atividade esportiva. “Participamos de eventos desta natureza porque gostamos de praticar atividades saudáveis e a corrida, especialmente”, disse Iraelly.

O motorista José Leite Sampaio, da empresa de transporte urbano Unitrans, participou pela primeira vez de um evento de corrida, mas, se preparou para o Circuito. “Nos últimos dois meses, assim que soube da realização do evento, comecei a treinar e a praticar mais exercícios. Não estou na expectativa de ganhar a prova, mas de participar e me aperfeiçoar e quem sabe ganhar outras provas, no futuro”, disse ele.

O motorista da empresa de ônibus São Jorge, José Felipe, participou da corrida, juntamente com sua esposa, a dona de casa, Marilza Rodrigues. Para ele, o Circuito foi um estímulo para sair da vida sedentária. “Desde que soube do evento que fiquei com vontade de participar. Fiz minha inscrição e de minha esposa e treinei alguns dias, não para ganhar, pois não tenho essa pretensão, mas, de alguma forma isso me abriu a vontade de praticar esportes”, disse ele, sem ter a exata noção que o Circuito tem esse objetivo, isto é, estimular o trabalhador do setor a praticar uma atividade física, melhorado, assim, sua qualidade de vida.

            Estrutura do Circuito

            A estrutura do Circuito incluiu 16 tendas, um palco, um pórtico, posto médico, ambulância, uma bateria de 16 banheiros químicos, vários pontos de hidratação, tenda de massagem, espaço kids com piscina de bola e cama elástica, além de distribuição de pipoca e algodão doce, segurança e um staff de 75 pessoas diretamente envolvidas no apoio das atividades e ações do circuito, incluindo um DJ que animou os participantes e público em geral durante todo o evento. Houve ainda a disposição dos atletas um espaço guarda-volumes, onde eles puderam deixar seus pertences em segurança enquanto participavam do Circuito. Todos os inscritos tinham ainda uma apólice de seguro para cobrir eventuais contratempos, mas, felizmente, não houve registro de incidentes, em nenhuma das provas.

Estrutura do Circuito Sest Senat de Caminhada e Corrida já está pronta para receber os 1.500 inscritos da etapa João Pessoa

Posted on

Quando os primeiros raios de sol surgirem na manhã deste domingo (12), na orla de João Pessoa, uma movimentação atípica será observada nas imediações do Busto de Tamandaré, na Praia do Cabo Branco. Isto porque, neste local será realizada a Etapa João Pessoa do Circuito Sest Senat de Caminhada e Corrida. Para a realização do evento, que reunirá 1.500 atletas, em três modalidades ‘Trabalhador do Setor de Transporte’, ‘A partir de 60 anos’ e ‘Público Geral’, foi montada uma super estrutura com palco, tendas, banheiros químicos, posto médico, pontos de hidratação, apoio, além de realização de serviços, como massagem e espaço kids.

O Circuito terá percursos de 10 km e 5 km, na modalidade Corrida, e um trajeto de 2 km para a Caminhada, ao longo da Avenida Epitácio Pessoa, que terá duas de suas três faixas reservada para o evento. A concentração, largada e chegada das provas será no Busto de Tamandaré. Antes da largada, prevista para iniciar às 7h30, com intervalo de cinco minutos de uma prova para outra, os atletas participarão de um aquecimento comandado por um educador físico que, do palco, vai animar os participantes que estarão concentrados no espaço da arena. O público também poderá participar deste momento e do aulão de aeróbica que acontecerá após a prova. É facultado à comunidade fazer o mesmo trajeto dos inscritos já que o Circuito se realiza num espaço público.

A coordenadora do SEST João Pessoa, Rozimar Firmino, explica, no entanto,  que as ações nas tendas, a distribuição de isotônicos, frutas, barras de cereal e a premiação com medalhas e troféus se restringirá aos atletas devidamente inscritos no Circuito. Todos os participantes receberão medalha e os três primeiros colocados de cada prova e categoria também ganharão troféu. Das 1500 pessoas que participarão do Circuito, 60% delas são ligadas ao sistema de transporte, que era o público alvo do evento, já que a ação é uma realização do Serviço Social do Transporte (SEST) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT). O Circuito contemplará outras 32 cidades no país, além de João Pessoa e tem o objetivo de incentivar a prática de atividade física para os trabalhadores do setor de transporte e para toda comunidade onde as instituições estão inseridas.

            Estrutura do Circuito

            A estrutura do Circuito inclui 16 tendas, um palco, um pórtico, posto médico, ambulância, uma bateria de 16 banheiros químicos, vários pontos de hidratação, tenda de massagem, espaço kids com piscina de bola e cama elástica, além de distribuição de pipoca e algodão doce, segurança e um staff de 75 pessoas diretamente envolvidas no apoio das atividades e ações do circuito, incluindo um DJ que animará os participantes e público em geral durante todo o evento. Haverá ainda a disposição dos atletas um espaço guarda-volumes, onde eles poderão deixar seus pertences em segurança enquanto participam do Circuito. Todos os inscritos têm ainda uma apólice de seguro para cobrir eventuais contratempos. “Está tudo pronto e não poupamos esforços para que tudo se realize com sucesso. Agora é aguardar os participantes para realizamos um evento bem bonito e que cumpra seu objetivo”, finaliza a diretora geral do Sest Senat João Pessoa, Soledade Pontes.

Audiência com o ministro da Agricultura anima setor canavieiro

Posted on

  “Foi uma reunião produtiva, onde nós colocamos questões importantes para o setor canavieiro e tivemos uma boa receptividade do ministro. Não saímos da audiência com os problemas resolvidos e nem tínhamos essa ilusão, porque sabemos da complexidade que existe no setor público, mas, ganhamos acenos importantes e o indicativo de que o governo está disposto a colaborar com as demandas do setor”, afirmou o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais. Ele se referia a audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, ocorrida nesta quinta-feira (09), em Brasília.

            Entre as questões colocadas como desafios do setor, que precisam da intermediação ou ajuda do governo para serem resolvidos, destacam-se a questão do baixo preço da cana que, nos atuais valores praticados não remunera o produtor e sequer cobre os custos de produção, além de não contabilizar outros insumos da cana, a exemplo da co-geração de energia. O preço pago pela tonelada  da cana está em R$ 75,00, quando deveria estar em, no mínimo, R$ 100,00

            Na ocasião, foi solicitado ao ministro que prorrogasse o prazo da Lei 13.340, que trata da liquidação do crédito rural, que vence em 27 de dezembro, por mais um ano, ou seja, dezembro de 2018. “O ministro se mostrou disposto a atender nosso pleito, porque entendeu que é uma reivindicação justa e disse que iria estudar a viabilidade de estender esse prazo para que mais produtores possam se beneficiar e aderir à liquidação das dívidas”, explica José Inácio, que expôs ao ministro a importância do apoio ao setor, principalmente na região Nordeste. “A cana-de-açúcar é a única cultura viável para grande parte da Zona da Mata nordestina, e a que mais gera emprego e renda na região e qualquer comprometimento deste setor eleva a vulnerabilidade socioeconômicas da população local, haja vista que a cultura da cana é o grande sustentáculo econômico da região”, disse José Inácio.

            Além do presidente da Asplan, que na audiência representou também a União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), participaram do encontro com o ministro, o presidente da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), Alexandre Lima, além de representantes da Organização dos Plantadores de Cana do Centro-Sul (Orplana) e o presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), José Martins.

Jeová Campos faz palestra focando a conjuntura nacional em relação a Reforma Previdenciária

Posted on

 O deputado estadual Jeová Campos (PSB) fez uma palestra durante o Congresso dos Previdenciários, nesta sexta-feira (10), no Conde (PB), sobre a Reforma da Previdência. O parlamentar, que tem constantemente se manifestado sobre esse assunto, lembrou que a Reforma Previdenciária proposta pelo atual governo é o maior conluio contra o trabalhador brasileiro, especialmente os mais humildes e os agricultores. Jeová ficou, particularmente, satisfeito com o convite dos servidores do INSS, principalmente pelo fato dele ter sido fundador do sindicato, em 1989, quando ele atuava no setor previdenciário.

“Essa Reforma é, sem dúvida, o maior absurdo contra o trabalhador brasileiro, especialmente os mais humildes, pois, o grande artífice deste golpe contra o povo brasileiro tem nome e sobrenome e cargo no governo. Trata-se de Marcelo Caetano. Esse senhor é, simultaneamente, secretário de Previdência do Ministério da Fazenda e ao mesmo tempo, pasmem, membro do conselho deliberativo de uma instituição chamada BrasilPrev. Esse BrasilPrev é uma das maiores instituições de previdência privada deste país. Neste cenário, estamos vivenciando a mesma situação que colocar a raposa para tomar conta do galinheiro”, disse Jeová.

O parlamentar lembrou que a BrasilPrev, segundo informações do próprio governo e que é de conhecimento público, é uma sociedade anônima de capital privado que tem como principal acionista o Financial Group, dos EUA. “E esse Marcelo é consultor consultivo da BrasilPrev. Ora, sem o amparo da previdência social, quem pode, vai migrar para a previdência privada e penso que é esse o grande objetivo”, disse Jeová.

O deputado, que é advogado por formação, especialista em direito previdenciário, vem denunciando os perigos desta proposta. “Eu tenho denunciado que essa reforma que ai está, não mexe em nada na previdência social para resolver seu problema de caixa, ela só acaba com os direitos dos trabalhadores e favorece grades grupos econômicos. Essa proposta é, na realidade, um grande conluio, das grandes estruturas econômicas do mundo, para colocar no colo do trabalhador brasileiro, principalmente, dos agricultores. Essa que é, sem dúvida nenhuma, a maior covardia contra os trabalhadores brasileiros”, finalizou o deputado.

Pedal Ecológico vai explorar as belezas de Casserengue e da Serra da Caxexa

Posted on

Os apreciadores de passeios ecológicos terão uma oportunidade diferente de conhecer as belezas de Casserengue, município paraibano, localizado na microrregião do Curimataú Oriental, no próximo dia 15, feriado da Proclamação da República. Isto porque, acontecerá o 1º Passeio Ciclístico Ecológico. Promovido pela ONG ‘Amigos da Serra’, o percurso do evento inclui passagens pelo centro da cidade, praça da igreja central, além de locais da zona rural, passando pelos tanques de pedras, desfrutando das belezas da Serra da Caxexa, cuja fauna e flora, geologia e pinturas rupestres, além do Rio Curinataú encantam todos os visitantes.

O passeio, segundo Wagner Lima, organizador do evento, incluiu ainda passagem por trilhas pela caatinga, pela a antiga linha férrea, estrada dos tropeiros. entre outras localidades, num percurso total de 32 km. A concentração acontece a partir das 6h30, em frende da igreja matriz Nossa Senhora Perpétuo Socorro. A programação incluiu um café da manhã, almoço, pontos de hidratação, além de apoio médico, móvel e mecânico. Quem tiver interesse pode ligar nos fones 98106-9157, 98102-7455 ou 99970-6936.

O deputado estadual e presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, Jeová Campos, lembrou que esse tipo de evento deve ser estimulado e expandido na Paraíba. “Imagina o quanto não é gratificante as pessoas conhecerem as belezas naturais de nosso estado através de uma atividade como essa, que além de fazer bem a saúde, ainda difunde as belezas naturais da Paraíba de uma forma extremamente prazerosa. Essa atividade precisa ser estimulada e acontecer em outras regiões, pois somos um estado muito rico neste aspecto”, destacou o parlamentar, parabenizando a equipe de Casserengue pela iniciativa.

Kits dos participantes do Circuito SEST SENAT de Caminhada e Corrida serão entregues nos dias 10 e 11

Posted on

Os participantes da etapa João Pessoa do Circuito SEST SENAT de Caminhada e Corrida de Rua, que vai acontecer no dia 12 de novembro, poderão retirar seus kits nos dias 10 e 11. A entrega do material acontecerá, exclusivamente, na sede do Sest Senat João Pessoa, no Distrito Industrial, por trás da garagem da empresa de ônibus São Jorge. O Circuito terá percursos de 10 km e 5 km, na modalidade Corrida, e um trajeto de 2 km para a Caminhada.

A entrega dos kits acontecerá no dia 10, no horário das 13h às 21h, e no dia 11, véspera do evento, das 9h às 18h. Para pegar o kit, que contém uma camisa, uma sacochila, um squeeze (garrafinha) e uma viseira, além do chip de identificação e adesivo com o número de participação do atleta, basta apresentar um documento de identificação e o comprovante de inscrição.

“Nós estaremos de plantão nos dias 10 e 11, com uma equipe exclusiva para conferência de dados e entrega dos kits e não vamos abrir exceção para entregar o material no dia do evento, até porque não teríamos logística para tanto, já que o evento começa às 7h da manhã do domingo”, explica a coordenadora do SEST João Pessoa, Rozimar Rodrigues.

Todos os participantes do Circuito receberão medalha e os três primeiros colocados de cada prova e categoria também ganharão troféu. As categorias são: ‘Trabalhador do Setor de Transporte’,  ‘A partir de 60 anos’ e ‘Público Geral’. Quem quiser acompanhar as notícias do Circuito pode acessar as redes sociais no @sestsenatjp (Instagram) e @sestsenatjpa (Facebook). 1500 pessoas participarão do Circuito, sendo 60% delas ligadas ao sistema de transporte, público alvo do evento que foi realizado em 34 cidades do país. A ação é uma realização do Serviço Social do Transporte (SEST) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT).

A concentração, largada e chegada das provas será no Busto de Tamandaré, na Praia do Cabo Branco, a partir das 7h. Neste local, haverá uma estrutura com tendas, pessoal de apoio, segurança, equipe médica, banheiros químicos e toda uma estrutura para dar suporte aos atletas e organizadores do evento. Todo o percurso estará sinalizado e com pontos de apoio e de hidratação. Antes da largada, haverá a uma sessão de alongamento e um aulão de ginástica. Haverá ainda um espaço kids para a criançada se divertir.

Deputado presta homenagem aos radialistas e destaca o rádio como o mais importante veículo de comunicação de massa

Posted on

 

“Eu não sei viver sem o rádio. A TV é uma invenção que mostra a imagem, mas o rádio cria a imagem que você consegue percebê-la a partir da audição. Essa é para mim a definição mais nítida, a que me encantou e encanta até hoje no rádio”, disse hoje (07), o deputado estadual Jeová Campos (PSB). O parlamentar se referia a importância do veículo como meio de difusão de ideias e aproveitou para parabenizar os profissionais que fazem o rádio não apenas paraibano, mas também brasileiro e mundial.

“Quero parabenizar todos os radialistas do Brasil, do mundo e, especialmente, os da Paraíba, e com uma deferência ainda mais destacada os grandes comunicadores de Cajazeiras, a exemplo de Josival Pereira, Gutemberg Cardoso, Fernando Caldeira, Petson Santos, Wilson Furtado, Almayr Furtado e Amaury Furtado, Jailton Trajano Ferreira Lima, José Dias Neto, Alberto Dias, Eutim Rodrigues, Jarismar Pereira, Marcos Rodrigues, Nilvan Ferreira, Fabiano Gomes e tantos outros que fazem da radiofonia de Cajazeiras, uma escola viva do rádio”, destacou Jeová.

O parlamentar lembrou que quando a TV surgiu, se colocou que o rádio desapareceria. “Quando chegou a TV o rádio reinventou-se, com esse fenômeno evolucionário da Internet, mais uma vez se disse que o rádio iria desaparecer, mas, a cada dia que passa o rádio se fortalece mais, tem mais vida, ganha mais força e profissionais qualificados. Eu não tenho dúvidas que esse veículo sobreviverá com sua missão de comunicar para a grande massa”, disse o parlamentar.

“Essa é uma escola que bebo na fonte, eu posso render homenagens porque encontro no rádio um local ideal para defender e difundir minhas ideais e minhas ideias ganham uma dimensão incrível através das ondas do rádio”, reiterou Jeová, lembrando da Lei 1.327, de 24/07/2006, sancionada pelo ex-presidente Lula. “Essa Lei é uma homenagem ao nosso grande Ary Barroso. Viva a todos os radialistas, homens e mulheres de todo o mundo, a eles, minha homenagem e respeito”, finalizou Jeová

 

Deputado faz alerta sobre antecipação do fim da biometria e sugere a ALPB encaminhar ao TRE pedido de reconsideração do prazo

Posted on

 

“Eu gostaria de fazer um alerta para que essa Casa tivesse um posicionamento sobre decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que encurtou o prazo para realizar a biometria na Paraíba”, destacou o deputado estadual Jeová Campos, durante pronunciamento na sessão desta terça-feira (07). No entendimento do parlamentar, essa decisão prejudica o cidadão. “Veja bem a gravidade desta decisão. Numa cidade como Cajazeiras, você tem 26% da população que ainda não fez a biometria, que está fora, por causa do trabalho, viagens, etc e que pode ficar impedida de votar e ainda sofrer outras sanções”, afirmou Jeová que pediu, durante o grande expediente, que a Mesa Diretora da ALPB oficiasse o Tribunal pedindo que reconsiderasse a data anterior do prazo, que era final de dezembro.

Esse prazo de 30 de novembro, segundo ele, é muito curto. “Eu penso que o TRE não poderia encurtar esse prazo. Não sei se em outras cidades se vive esse problema do alto percentual de cidadãos que ainda não fizeram o cadastramento biométrico como em Cajazeiras”, reiterou Jeová. O parlamentar lembrou que o prazo estava previsto para o final de dezembro e o TRE resolveu antecipar a data, sem levar em consideração o eleitor.

“Está Casa poderia fazer um encaminhamento para o Tribunal para que ele reveja a sua decisão e mantenha a data inicialmente prevista Mas, de antemão, quero alertar aos cidadãos não apenas de Cajazeiras, mas de outras localidades para não perderem o prazo. “Somente com essa atualização o cidadão poderá exercer o direito de escolher seus representantes, além de não sofrer uma série de sanções por não estar com seus dados atualizados na Justiça Eleitoral”, finalizou o parlamentar.