Gestantes da cidade de Malta visitam a Maternidade de Patos e conhecem o ambiente que as acolherá no parto

Um grupo de 18 gestantes da cidade de Malta, que são atendidas pelas três unidades de saúde do município viveram, na semana passada, uma experiência inédita e que servirá para aumentar a tranquilidade delas no momento do parto. Elas foram conhecer as instalações, os profissionais, a estrutura e os cuidados que terão em um dos momentos mais importantes de suas vidas. O grupo conheceu a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, a unidade referência no atendimento às gestantes do sertão paraibano e à gravidez de alto risco na região.

A visita faz parte do projeto ‘Conhecendo o nosso espaço’, idealizado pela Psicóloga, Técnica de Enfermagem e atual vereadora de Malta, Maria Lidiana Gomes, com apoio das enfermeiras Ligia Karla e Nallygi Gyanca e colaboração da enfermeira Rosalba, da agente comunitária de saúde, Socorro e da odontóloga Dimaima Medeiros. que atuam no PSF 2. “É sabido que a questão emocional na hora do parto às vezes atrapalha e na medida em que as gestantes conhecem o espaço onde terão seus bebês e se familiarizam com a rotina da Maternidade, isso traz uma tranquilidade maior”, argumenta Lidiana. Além da visita à Maternidade, o projeto, que começou em maio último, inclui a realização de encontros trimestrais com as gestantes do município.

“Depois da visita, os depoimentos de aprovação, de encantamento com os espaços e com a estrutura da maternidade, na forma como as pacientes são acolhidas, eram unânimes. Pude constatar que elas ficaram aliviadas, pois tiveram a certeza de que serão bem acolhidas e assistidas pela unidade”, argumenta Lidiana, lembrando que a ação teve o apoio da Secretaria de Saúde de Malta.

Durante a visita, o grupo foi conduzido pelo gerente administrativo da Maternidade, Herberty Jales que elogiou a iniciativa dos profissionais de Malta. “Essa ação é muito importante, pois apesar de ser público e notório os nossos diferenciais enquanto unidade de saúde referência na assistência às gestantes e à mulher, no tocante à estrutura, equipamentos, equipes, instalações, etc, nada substitui o ver in loco. Tenho certeza que essas gestantes quando chegarem aqui para terem seus filhos virão mais tranquilas, pois já conheceram toda a nossa estrutura”, afirmou Herbert que mostrou as futuras mamães desde a recepção, até os alojamentos, refeitório, a UCIN, a sala de parto humanizado, o alojamento Mãe-Canguru, o Banco de Leite, o serviço social, entre outras dependências da Maternidade que integra a rede estadual de saúde.

Postado em: 02/08/2017, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *