Valorização do emprego, cordialidade com os passageiros e melhoria contínua são focos do treinamento do Operador em Ação da Unitrans

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em março deste ano, mostram que o Brasil tem 13,5 milhões de pessoas desempregadas. Comparando esses dados com o mesmo trimestre do ano passado, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) atesta que houve uma alta de 3,2 milhões no número de desempregados no país. E foi justamente a valorização do emprego e o que fazer para manter-se no mercado de trabalho, com foco no atendimento eficaz ao passageiro de ônibus e na melhoria contínua, o enfoque do terceiro módulo do treinamento do projeto Operador em Ação, da Unitrans, que foi retomado nesta segunda-feira (10).

A gerente de Recursos Humanos da empresa, Isabela Maria, iniciou a capacitação com uma homenagem ao ex-gerente de tráfego da empresa, recentemente falecido, Adeilton Nascimento e, em seguida, projetou um vídeo, gravado no início deste ano, onde Adeilton falava da importância de tratar bem o passageiro. “Os nossos clientes é quem nos pagam o salário, mantém a empresa em equilíbrio, sem passageiros não existiríamos, por isso, os tratem bem, sejam cordiais, educados, façam o melhor para prestar um bom serviço”, disse ele no vídeo apresentado.

“A dedicação, o compromisso com a empresa, a responsabilidade em sua conduta profissional e a exata dimensão da importância do passageiro para uma empresa de ônibus nos foi passada por Adeilton, nesta última participação dele no projeto Operador em Ação, um projeto, aliás, muito defendido por ele que sabia que a partir dos treinamentos poderíamos melhorar, ainda mais, nossa prestação de serviços”, destacou Isabela, enaltecendo os diferenciais da Unitrans, que é uma empresa referência de transporte de passageiros. “A Unitrans é uma empresa sólida, que está no mercado há mais de 30 anos, que dá todas as condições necessárias para seus colaboradores atuarem em suas respectivas funções, que paga salários em dia, enfim, em tempos de tanto desemprego é preciso valorizar ainda mais o que nós temos”, destacou a gerente de RH.

Os integrantes da equipe de Tráfego, Allisson Ricarte, Jean Klécio, Edmilson Júnior e Ivan Malaquias também abordaram boas práticas do dia a dia que fazem a diferença no relacionamento com os passageiros, a exemplo de ser cordial, cuidadoso, atencioso e, sobretudo, responsável na condução dos veículos.  “Exemplos como o do motorista Adão Rodrigues, que deu toda a atenção a uma senhora que não estava conseguindo subir no ônibus, indo ajudá-la tanto no embarque, quanto no desembarque, mostra o quanto uma atitude positiva e pró-ativa faz toda a diferença”, destacou Isabela.

Durante o treinamento, que prossegue até o dia 19, foi mostrado a pontuação das metas dos operadores. “Estamos evoluindo bem, com alguns terminais até superando as metas, mas precisamos ter foco na melhoria contínua, sempre haverás uma forma de fazermos melhor”, lembrou o chefe de tráfego, Alisson Ricarte ao apresentar os resultados alcançados em relação ao número de passageiros transportados, biometrias realizadas e consumo de combustível da frota dos operadores que atuam na Área 0428, que compreende os terminais 511,510, 521,600 e 522, que participaram do treinamento desta segunda-feira (10). O terceiro módulo do projeto segue nesta terça-feira (11) com a participação dos profissionais que atuam nos terminais 513, 601,603, 5103, 5104 e 5101

O ‘Operador em Ação’ é um Programa de capacitação permanente da Unitrans, que existe desde 2012, e aborda temas ligados ao cotidiano dos operadores. Após cada módulo, é elaborado um relatório com as colocações e sugestões dos funcionários. O documento é encaminhado para as gerências da empresa, para a diretoria e também para o órgão gestor, a SEMOB, quando fizerem referência a assuntos sob a responsabilidade da Superintendência e ao DETRAN, quando diz respeito a assuntos de competência do órgão. A cada módulo as demandas anteriores são abordadas e são avaliados seus encaminhamentos, desdobramentos e soluções. Nesta segunda-feira, por exemplo, uma das demandas debatidas foi a da segurança dos profissionais que atuam no terminal Val Paraíso, no Bessa, onde os assaltos são uma constante. Neste sentido, a Unitrans já encaminhou ofício à Secretaria de Segurança Pública pedindo soluções para resolução deste problema e vai reiterar sua preocupação com a segurança de seus colaboradores e passageiros.

Postado em: 10/07/2017, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *