Month: julho 2017

Em sessão que debateu a Transposição deputado lembra importância dos cuidados que antecedem a chegada das águas

Posted on

A expectativa para a chegada das águas da Transposição no sertão paraibano, em função do colapso de vários mananciais e de seguidos anos de seca, é muito grande. Com a conclusão das Obras do Eixo Norte, retomadas recentemente após um período de paralisação de quase um ano, as águas do velo Chico devem chegar à região sertaneja da Paraíba no inicio de 2018. E foi para debater a segurança hídrica que isso vai proporcionar e como se pode melhor utilizar essa água, que a Câmara Municipal de Cajazeiras promoveu, neste domingo (30), uma sessão extraordinário e itinerante com representantes de comunidades rurais do município. A propositura foi do vereador Rivelino Martins (PSB).

O deputado estadual Jeova Campos, que é um dos parlamentares mais atuantes da ALPB em relação a questões hídricas, participou da sessão e reiterou a importância do debate. “As águas chegarão, sem dúvida alguma, mas precisamos estar preparados para o uso racional e eficaz desta água que vem de tão longe e precisou de grandes investimentos e obras para chegar até aqui”, destacou o parlamentar. Para Jeová, outras questões como a recuperação do Rio Piranhas, a construção de  uma cultura nova de não jogar lixo e esgoto no rio, o uso racional da água são questões que precisam ser bem trabalhadas antes da chegada das águas no ano que vem”, argumentou Jeová, elogiando a iniciativa da Câmara de realizar esse debate.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia Filho, também prestigiou a sessão itinerante. “Aqui nós estamos debatendo a necessidade das pessoas, discutindo de que forma o sertão da Paraíba pode se preparar para a chegada das águas do Rio São Francisco da melhor forma possível. É um debate importante que precisa estar na agenda de todos os políticos, independente de siglas partidárias”, afirmou Gervásio Maia.

 

Decreto assinado pelo governador estabelece novo regime fiscal para o setor produtivo de confecção na região do sertão da Paraíba

Posted on

Pleito era uma antiga reivindicação do setor têxtil defendida pelo

deputado Jeová Campos desde seu primeiro mandato na ALPB

 

O governador Ricardo Coutinho já assinou o decreto que redefine o regime fiscal do setor produtivo de confecção no sertão paraibano. A notícia foi dita pelo governador ao deputado estadual Jeová Campos, neste sábado (30). O parlamentar, que desde seu primeiro mandato solicitava uma diferenciação tributária para o setor, comemorou a grande notícia. “Esse é um divisor de águas para o setor na região”, disse Jeová. Com a nova regra, a alíquota do ICMS foi reduzida para 2%. O lançamento oficial do Plano de Desenvolvimento para a região, que inclui entre outras ações essa redução  de alíquota do imposto, será feito em Cajazeiras, nos próximos dias, com a presença do chefe do executivo estadual.

Para o deputado, o novo regime fiscal significa a construção de um novo caminho e um novo tempo para o sertão paraibano. “Esse novo regime fiscal vai possibilitar a abertura de muitos postos de trabalho, a geração de renda e trabalho numa região muito necessitada do estado e que tem uma vocação natural para a confecção. Será um estimulo e tanto e estou muito feliz com essa conquista, que foi uma das principais bandeiras de luta de meu primeiro mandato na ALPB e continuou sendo prioridade na legislatura atual”, destaca o deputado.

Segundo Jeová, ele fará um pronunciamento a respeito da importância e repercussões positivas desta iniciativa na tribuna da Assembleia, nesta terça-feira (01), na retomada dos trabalhos da Casa após o recesso. “Com bem me disse o governador, eu fui um lutador para que esse regime tributário fosse adotado porque sei a dimensão que essa iniciativa tem para a região. Isso possibilitará desenvolvimento e progresso, já que o setor têxtil da região terá condições agora de não mais ser apenas um revendedor de mercadorias produzidas em outros estados, mas um produtor de bons produtos no segmento têxtil”, destaca Jeová.

Médico pediatra Umberto Júnior assume direção geral da Maternidade de Patos nesta segunda

Posted on

A direção geral da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que integra a rede estadual de saúde, a partir desta segunda-feira (31), será assumida pelo Dr. Umberto Marinho Júnior. O nome do pediatra, que substitui Dr. Odir Borges Filho, atual prefeito de Catingueira, foi confirmado pelo governador Ricardo Coutinho, no sábado (29), durante passagem dele por Patos. A posse do novo diretor geral da unidade, que é referência no atendimento à gestantes no sertão paraibano, acontece nesta segunda-feira.

Dr. Umberto que é paraibano, natural de São Mamede, e já tem experiência em gestão na área de saúde, tendo feito um excelente trabalho na direção do Hospital Infantil Noaldo Leite, bem como em função de sua especialidade e de diversas atuação em hospitais do Estado, tem grande experiência com crianças, além de atuação na docência, como professor da Universidade Federal da Paraíba (UFCG), campus Cajazeiras, além das faculdades. Santa Maria, em Cajazeiras e Faculdades Integradas de Patos (FIP).

Em seu perfil no facebook, o médico destacou sua alegria e responsabilidade em poder gerir uma unidade referência na região, agradeceu ao governador Ricardo Coutinho pela confiança e políticos da região, que referendaram seu nome para o novo cargo. “Nesta segunda-feira estarei assumindo mais esse desafio na minha vida. Que Deus me ilumine e me abençoe nessa caminhada”, escreveu ele, que é o primeiro pediatra a assumir a direção geral da Maternidade de Patos.

Dr. Umberto Marinho Júnior assume nesta segunda-feira a direção geral da Maternidade de Patos

Atividades itinerantes da CNA na Paraíba têm a participação da Asplan

Posted on

Aproximar ainda mais a instituição do produtor, ver in loco as potencialidades de cada região e reforçar os laços do Sistema CNA/SENAR com as Federações da Agricultura e os produtores rurais de todas as regiões do País. É com esse propósito que o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins da Silva Jr., está promovendo reuniões descentralizadas da diretoria da instituição em cada uma das regiões produtoras do Brasil. As atividades na Paraíba aconteceram essa semana, nesta quinta-feira (27) e sexta-feira (28). O vice-presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Raimundo Nonato representou a entidade nas ações locais.

As atividades realizadas pela CNA na Paraíba incluíram uma visita de campo para conhecer as instalações da Fazenda Santa Terezinha e da Doce Mel, em Mamanguape, uma empresa referência no mercado brasileiro e internacional que atua em quatro segmentos da cadeia produtiva, ou seja, produção, distribuição, logística e importação/exportação de frutas e produtos destinados à alimentação. Houve ainda uma reunião na sede da FAEPA, em João Pessoa, na manhã de hoje (28), e ainda um jantar, na noite desta quinta-feira (27) e um almoço, no início da tarde desta sexta-feira (28).

“Essa iniciativa do presidente da CNA é muito louvável e merece nossos elogios, porque ver in loco, conhecer de perto a realidade de cada região, é muito diferente de receber relatórios em Brasília. Na medida em que se tem mais conhecimento da realidade e das potencialidades é possível pensar em ações e projetos específicos que ajudem a diminuir as desigualdades de um país que tem dimensões continentais como o nosso”, destaca o vice-presidente da Asplan, lembrando que essa iniciativa da CNA bem que poderia ser adotada pelo governo e as instâncias do serviço público.

“Queremos conhecer ainda mais a realidade vivida pelo agricultor e pelo pecuarista, buscando soluções adequadas às suas prioridades e peculiaridades”, destacou João Martins durante reunião, realizada na manhã desta sexta-feira, na sede da FAEPA, em, João Pessoa, com produtores e representantes de entidades ligadas ao setor na Paraíba. O dirigente da CNA lembrou ainda que as reuniões itinerantes estão em conformidade com o projeto da instituição de fortalecer o apoio aos produtores rurais, debatendo com as Federações da Agricultura os problemas do setor e os rumos da agropecuária brasileira. A ideia é levantar dados que subsidiarão a CNA a elaborar políticas públicas para a agricultura e a pecuária do País. Além da Paraíba, já houve reuniões itinerantes em São Luiz (MA), Belém (PA) e em Campo Grande (MS).

Mário Borba, da Faepa, João Martins da CNA e Raimundo Nonato, da Asplan

Semana Mundial de Aleitamento Materno da Maternidade de Patos terá atividades em outros municípios da região

Posted on

A Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, já definiu a sua programação dentro da XXV Semana Mundial de Aleitamento Materno, que acontece entre os dias 01 e 09 de agosto, cujo tema, este ano, é “Amamentar. Ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você”. Além de Patos, as ações acontecerão também em Catingueira, Santa Luzia, Quixaba e Pombal, e incluirá atividades educativas e palestras.

“O objetivo é levar às gestantes da região informações sobre a importância da amamentação e da doação de leite excedente, para estimular à doação”, disse a coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino. A programação começa em Patos, no dia 1º de agosto, às 8h, na sede do Banco de Leite Humano Drª Vilani Kehrle, com uma palestra da Técnica de Enfermagem e Assistente Social, Rubenya Rubia, para um grupo de gestantes de pré-natal de alto risco. À tarde, a partir das 14h, será realizada outra palestra, na sede da Secretaria de Saúde de Catingueira, para gestantes da atenção básica daquele município.

Na quarta-feira (02), as ações acontecem, pela manhã, a partir das 9h, na sede do CRAS de Santa Luzia, para as gestantes atendidas pelas equipes da Atenção Básica daquela cidade. Na ocasião, a bioquímica do Banco de Leite de Patos, Faldrecya Borges, e a enfermeira, Suzy Anne Valentim, falarão sobre os 10 passos para o sucesso do aleitamento materno. À tarde, as gestantes da Atenção Básica de Patos, participarão da mesma palestra, desta vez, com a nutricionista Silvania Rodrigues e a coordenadora do Banco de Leite de Patos, Joana Sabino.

Na quinta-feira (03), pela manhã, a partir das 8h, a ação será direcionada às gestantes de pré-natal de risco de Patos, que terão a oportunidade de aprender e tirar dúvidas sobre aleitamento, durante uma palestra proferida pela enfermeira Tereza Lucena e pela técnica de Enfermagem, Rubenya Rubya, no auditório do Banco de Leite de Patos. À tarde, a programação acontece na cidade de Quixaba, na sede da Unidade Básica de Saúde, a partir das 14h. A palestra, direcionada para as gestantes da Atenção Básica, será proferida por Joana Sabino e Faldrecya Borges.

O grupo de gestantes ‘A roda amor d’Doula’ será o público alvo das atividades do dia 04, que acontecem somente à tarde, a partir das 14h, com uma palestra no auditório do Banco de Leite de Patos, feita por Joana Sabino e Faldrecya Borges. Na segunda-feira (07), as atividades serão retomadas, a partir das 9h, no Hospital e Maternidade de Pombal, com uma palestra direcionada às gestantes da Rede Cegonha, feita por Joana Sabino e a técnica de Enfermagem, Edilma Alves.

As atividades serão encerradas, na quarta-feira (09), com a palestra ‘Manejo clínico da lactação’, dirigida para a equipe de saúde do sistema prisional feminino de Patos. A palestra será conduzida pela bioquímica Faldrecya Borges e pela nutricionista Silvania Rodrigues.

Sobre o evento

A Semana Mundial de Aleitamento Materno foi criada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, do nome em inglês) e acontece em 170 países, com a meta de aumentar os índices de aleitamento materno. Na Paraíba, toda a rede, formada por pelos bancos de leite Anita Cabral e Dra Zilda Arns, em João Pessoa; Merijane Claudino da Silva, em Guarabira; Banco de Leite do ISEA, em Campina Grande; Banco de Leite Humano de Cajazeiras e o Banco de Leite Drª Vilani Kehrle, que funciona num prédio anexo a Maternidade Dr. Peregrino Filho, em Patos, realizam ações na Semana. Os contatos de toda rede, com postos e bancos de coleta, estão no site do Governo do Estado, no link http://static.paraiba.pb.gov.br/2013/09/Rede-Paraibana-de-Bancos-

SONY DSC
SONY DSC

Jeová Campos defende terceirização na Educação porque entende que a mudança melhorará eficiência, sem interferir na gestão das escolas

Posted on

A proposta de terceirização na Educação da Paraíba, a exemplo do que já acontece na área de Saúde, tem o apoio do deputado estadual Jeová Campos. E esse apoio não se dá pelo fato do parlamentar ser da base do governo na ALPB, nem do mesmo partido do governador Ricardo Coutinho, mas, porque o deputado entende que a contratação de Organizações Sociais (OSs) para Educação vai resolver o problema da regularização dos cerca de 25 mil profissionais temporários, agilizar trâmites, além de  melhorar a eficiência das escolas.

“A proposta de contratação de uma Organização Social é para garantir os direitos dos temporários, como FGTS, Férias, proporcional de férias, etc. Da forma como é hoje, eles só têm direito ao salário. A terceirização também vai melhorar o dia a dia das escolas porque, por exemplo, se cair um telhado de uma escola hoje, o conserto demora para ser realizado, em função de todos os trâmites, ao passo que em uma gestão pactuada, o conserto é feito de imediato”, argumenta Jeová, lembrando que embora ele defenda e ache que vai dar certo, a prática é quem vai dizer se isso vai acontecer ou não. “Eu acredito que dará certo, mas só teremos certeza quando isso for uma prática”, afirma o parlamentar.

Para ele, as críticas da oposição à terceirização estão servindo para o governo se cercar de todas as cautelas necessárias para que essa Organização Social seja eficiente. A única ressalva que faz o deputado, é na preservação da autonomia da gestão das escolas. “Ricardo sabe que não teria o meu apoio nesta proposta se a contratação de OSs fosse interferir na gestão da escola, ou seja, no quadro efetivo das instituições”, reitera Jeová, que defende que a escola deveria ser pública e gratuita. “Por mim, não existiria nem ensino privado. Se o estado Nacional tivesse uma política de valorização da Educação, nós não precisaríamos ter os nossos filhos estudando em escolas particulares, mas isso, infelizmente, não acontece no nosso país”, lamenta ele.

Deputado Jeová Campos defende terceirização na Educação sem interferência na gestão das instituições

Usinas paraibanas começam safra 2017/2018 e Asplan prepara fiscais para acompanhar a moagem

Posted on

As usinas paraibanas já iniciaram a safra 2017/2018 em julho e a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) começa, na próxima segunda-feira (31), o treinamento dos agentes tecnológicos que vão acompanhar o processo de moagem de cana-de-açúcar nas usinas sucroalcooleiras existentes na Paraíba, durante toda a safra. No total, 16 fiscais, entre novatos e veteranos, participarão da capacitação que inclui normas e procedimentos que regulamentam toda a etapa de análise da matéria-prima no laboratório, além de noções específicas de informática.

A Japungu já começou sua safra 2017/2018 essa semana, enquanto que a Giasa, Miriri, Pemel e Agroval devem iniciar na primeira quinzena de agosto. A Monte Alegre deve começar a moer na segunda semana de agosto e a Tabu na segunda quinzena do mesmo mês. A previsão é que a safra termine entre janeiro e fevereiro do próximo ano.

De acordo com o cronograma de capacitação da Asplan, no próximo dia 31, das 8h ao meio-dia, será feita uma apresentação dos trabalhos pelo consultor Francisco Dutra, pelo supervisor dos fiscais, Edvam Silva, pela analista do Laboratórios de Sacarose da Asplan, Josélia Félix, além do coordenador do Departamento Técnico da Asplan, Vamberto Rocha. Entre os dias 01 e 04 de agosto serão realizados os treinamentos para os fiscais novatos. Nos dia 07 e 08 está programada uma reciclagem com os profissionais veteranos, que já atuaram como fiscais em safras anteriores e nos dias 09 e 10 estão programadas a realização de visitas nas usinas. A partir daí, segundo Edvam, os fiscais começam a acompanhar a safra nas indústrias.

De acordo com Vamberto, o treinamento dá subsídios para que os fiscais possam avaliar com precisão a qualidade da matéria-prima entregue pelos fornecedores, utilizando a fórmula da ATR (Açúcar Total Recuperado). “O trabalho da fiscalização consiste em monitorar as análises, a fim de garantir que o fornecedor de cana tenha sua matéria-prima avaliada corretamente, sem perdas em termos de remuneração”, destaca Vamberto, lembrando que a fiscalização é realizada 24 horas por dia, em turnos de trabalho, já que o fornecimento de cana para as unidades industriais não sofre interrupção.

O presidente da Asplan, Murilo Paraíso, lembra que este é um dos serviços disponibilizados pela associação que beneficia os cerca de 1800 fornecedores de cana-de-açúcar do Estado. “É valido ressaltar que a Asplan além de contratar esses fiscais para monitorar a avaliação da cana feita pelos analistas das usinas, também disponibiliza aos fornecedores um laboratório próprio, situado no prédio anexo ao da entidade, através do qual os associados podem solicitar uma pré-análise de sua cana, para não ter prejuízos posteriores”, finaliza Murilo.

A Paraíba já iníciou a safra 2017-2018 de cana-de-açúcar

Plano Safra 2017/2018 será apresentado aos produtores do Vale do Mamanguape

Posted on

Os produtores rurais de Itapororoca e municípios que integram o Vale do Mamanguape, especialmente, os que cultivam cana-de-açúcar, terão a oportunidade de conhecer os detalhes e novidades do Plano Agrícola e Pecuário ou Plano Safra 2017/2018, que entrou em vigor no último dia 03 de julho. É que no próximo sábado (29), a partir das 8h30, no La Luna Recepções, em Itapororoca, representantes do Banco do Brasil vão apresentar o detalhamento do Plano e tirar dúvidas dos produtores. A iniciativa é da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), em parceria com as prefeituras do Vale do Mamanguape e o BB.

“O crédito do Plano Safra, geralmente, tem taxas de juros menores e mais atrativas, o que é um estímulo para o produtor investir em sua lavoura, por isso, é importante que eles participem desta explanação e tirem suas dúvidas sobre como obter o crédito disponibilizado pelo Governo Federal”, afirma o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, lembrando que no último dia 11, foi feita a mesma explanação na sede da Asplan.

Com um volume total de recursos de R$ 200,25 bilhões, dos quais R$ 91,5 bilhões estão disponíveis através do Banco do Brasil, o Plano Safra 2017/2018 tem 2,4% a mais em créditos do que a safra anterior e chega com a novidade da redução da taxa de juros nos principais programas, que variam de 1% a 2%. “Essa explanação em Itapororoca será uma excelente oportunidade para os produtores tirarem todas as suas dúvidas e esperamos que todos compareçam”, finaliza o diretor e ex-presidente da Asplan, José Inácio de Morais, e um dos organizadores do evento.

Representantes do CERSA e deputado Jeová Campos se reúnem com secretário João Azevêdo para debater política de energia renovável

Posted on

A viabilização de uma nova política para o setor energético, a fim de que a Paraíba possa responder adequadamente aos desafios do século 21 e  aproveitar as dádivas que a natureza lhe concedeu, especialmente, no que diz respeito à energia renovável, especialmente a solar e eólica, foi o mote de uma reunião realizada nesta terça-feira (25), entre os representantes dComitê de Energia Renovável do Semiárido (CERSA) e o deputado estadual, Jeová Campos com o secretário de Estado de Infraestrutura, Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevêdo.

“Enxergamos no atual Governo do Estado da Paraíba um importante ator para a promoção de novas formas de relação com a energia, em  especial através do Sistema de Compensação de Energia Elétrica, e defendemos um enfoque que priorize o desenvolvimento social e econômico com a participação popular, porque o maior objetivo é contribuir não apenas para geração de energia mais limpa, mas também com a possível melhoria da renda das famílias paraibanas”, destaca Jeová, que também preside a Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB.

O parlamentar lembra que a proposta apresentada durante a reunião prioriza iniciativas descentralizadas, que possuem maior potencial multiplicador e causam menos impactos socioambientais que grandes plantas centralizadas. Neste contexto, foi entregue um documento ao secretário com sugestões de ações que podem  ser  transformadas  em programas  ou  políticas  de  incentivo  às  energias renováveis distribuídas (junto aos consumidores). “Entendemos que desta forma a Paraíba pode trilhar com mais velocidade o caminho da necessária transição energética, tornando-o também exemplo para outros estados da federação, uma vez que são poucos os governos estaduais que possuem tais programas ou políticas”, atesta o parlamentar.

Entre as ações propostas incluem a criação de um Grupo de Trabalho que contemple Secretarias Estaduais, Instituições de Ensino Superior, Poder Legislativo e Sociedade Civil que se dedique a pesquisar alternativas energéticas que levem em consideração a realidade da Paraíba e o atual contexto mundial de mudanças climáticas, propondo a elaboração de um Plano Estadual de Energia, a adoção de painéis solares fotovoltaicos em edifícios de propriedade do Poder Público estadual (órgãos da administração direta e indireta), gerando futura economia dos recursos do estado com energia elétrica e ainda a criação de um programa estadual de capacitação de eletricistas instaladores de painéis solares fotovoltaicos, além da criação de um Programa de Eficiência Energética Estadual.

O coordenador Técnico do CERSA, Walmeran Trindade, que participou da reunião junto com o ex-deputado e integrante do CERSA, Chico Lopes, reitera que o Comitê reconhece a importância que a iniciativa privada pode ter em um programa de incentivo a um maior uso de energias renováveis na Paraíba, mas acredita e defende que tal incentivo deva priorizar iniciativas descentralizadas. “É comprovado que as iniciativas descentralizadoras possuem maior potencial multiplicador e causam menos impactos socioambientais que grandes plantas centralizadas. Além disso, uma vez que o objetivo é contribuir não apenas para geração de energia mais limpa, mas também com a possível melhoria da renda das famílias, este objetivo só se torna possível em iniciativas descentralizadas”, destaca Walmeran.

O secretário João Azevêdo recebeu o documento, argumentou que vai dar os encaminhamentos necessários e reiterou que o governo estadual tem todo o interesse de utilizar o potencial de energia renovável que existe na Paraíba, seja através de investimentos da iniciativa privada, o que já está acontecendo no Vale do Sabugi e em outras localidades, ou em ações descentralizadas.

Deputado Jeová Campos com representantes do CERSA e o secretário João Azevêdo

Operadores da Unitrans têm uma surpresa e são homenageados pelo Dia do Motorista

Posted on

Ao chegarem nesta terça-feira (25), na garagem para pegar os ônibus, ainda de madrugada, os operadores da Unitrans tiveram uma grata surpresa. É que os veículos estavam decorados com bolas e com um cartaz alusivo à comemoração do Dia do Motorista. Cada profissional também ganhou de brinde uma sandália, que além de uma mensagem festiva, era pintada com palavras que descrevem os atributos essenciais para um bom profissional do volante: paciência, respeito, pontualidade e atenção. O brinde também foi entregue aos demais operadores, na noite desta segunda-feira (24), após a jornada de trabalho, no momento de recolhimento dos veículos à garagem. Na ocasião, instrutores do Sest/Senat também divulgaram os cursos e atividades da instituição, além de distribuir brindes e panfletos. A comemoração aconteceu pela passagem do Dia de São Cristóvão, protetor dos motoristas, caminhoneiros, taxistas e de todos os transportadores, que é comemorado em 25 de Julho.

O manobrista da Unitrans, Jailson Prudêncio Veloso, que é motorista profissional, ficou emocionado com a homenagem recebida pela primeira vez em sua vida. “Atuo como motorista há oito anos, na Unitrans estou a apenas três meses, na função de manobrista, e já pude perceber o quanto essa empresa é diferente e valoriza os profissionais. Nestes anos todos, nunca recebi nenhuma homenagem pelo Dia do Motorista. Essa é a primeira vez e achei muito legal essa iniciativa”, disse ele, que pretende seguir carreira na Unitrans e aproveitar as oportunidades do Programa de Ascensão Profissional da empresa e chegar ao cargo de motorista. “Esse é meu desejo e vou lutar para realizá-lo”, disse o profissional.

Na noite desta segunda-feira, funcionários de vários setores da empresa se uniram para decorar os ônibus e fixar os cartazes no interior dos veículos. “Foi um mutirão voluntário e contou com a participação espontânea de colaboradores de vários setores que se revezaram nas ações de enchimento de bolas, decoração dos ônibus, fixação dos cartazes e entrega de brindes. Tudo isso para homenagear nossos operadores”, destaca a gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Izabela Maria, que junto com a psicóloga Socorro Aragão, coordenou as atividades tanto na noite desta segunda-feira, quanto na madrugada desta terça-feira. “Foi bonito de ver a alegria e prazer com que todos estavam colaborando para que as homenagens aos nossos operadores fosse a mais bonita possível. Isso expressa o sentimento de família que existe nas pessoas que integram a Unitrans. Não à toa nos referimos a todos como Família Unitrans”, destaca Izabela.

A mudança no formato da comemoração, já que nos anos anteriores era realizado um café da manhã, foi feita a pedido dos próprios funcionários que numa enquete feita durante os treinamentos preferiram ganhar um brinde e também para poder contemplar todos os operadores. “Mesmo convidando todos os operadores para o café da manhã, muitos não participavam porque não estavam em seu turno de trabalho, também por isso optamos por mudar a forma de homenageá-los e este ano estendemos os parabéns também para nossos passageiros, já que os cartazes fixados nos ônibus lembravam a importância de parabenizar o motorista pelo seu Dia”, destaca a gerente de RH da Unitrans.