Month: maio 2017

Plantadores vão conhecer importância de produto que melhora a disponibilidade dos nutrientes do solo

Posted on

Humitec, um produto desenvolvido para ser um corretor húmico natural e que aumenta a superfície de retenção dos adubos solúveis, será tema do próximo encontro técnico promovido pela Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). A palestra “A importância do uso de Humitec WG no manejo de produção de cana-de-açúcar da Paraíba” será proferida pelo professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Gilson Moura, nesta quinta-feira (01), no auditório da Associação, a partir das 9h.

Obtido a partir da Leonardita Americana e apresentado sob a forma de grânulos solúveis (WG), o produto melhora as características físicas, químicas e biológicas do solo. O Humitec já vem sendo utilizado em 65 países e em diversas culturas.

A palestra é uma ação do Departamento Técnico da Asplan (DETEC) que, periodicamente, realiza encontros com temas que são importantes para o produtor associado. As palestras do DETEC são, prioritariamente, direcionadas aos produtores canavieiros, mas aberta ao público interessado. O auditório da Asplan fica no térreo do prédio sede da entidade, na Rua Rodrigues de Aquino, 267, Centro, em João Pessoa.

Segundo o Coordenador do Departamento Técnico, Vamberto de Freitas Rocha este produto visa uma melhoria na produtividade dos canaviais, portanto, resulta num maior lucro para o produto final.

Aposentadoria rural exigirá 15 anos de contribuição do produtor

Posted on

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) rejeitou, por 23 votos a 14, destaque da bancada do PSB sobre a aposentadoria rural. Com isso, fica mantido trecho do texto-base do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), aprovado no início de maio.De acordo com a proposta, para ter acesso ao benefício, o trabalhador rural, aquele que vive de sua produção, precisará contribuir por 15 anos para a Previdência.

O presidente da Associação dos Plantadores de  Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, alega que as regras atuais são  mais justas com o trabalhador rural, que tem uma rotina diferenciada dos profissionais que atuam nas cidades. “A jornada de trabalho do homem do campo é muito diferente e mais desgastante, daí justifica-se a diferenciação que existe hoje”, afirma Murilo.

A pesquisa no site da Câmara dos Deputados, onde a matéria tramita, aponta que a PEC 287/2016, já está pronta para Pauta no Plenário. A PEC, que altera os artigos 37, 40, 42, 109, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição Federal e modifica o sistema de Seguridade Social estabelecido pela Constituição, foi enviada pelo presidente Michel Temer ao Congresso Nacional, em 5 de dezembro do ano passado.

Audiência Pública promovida pela ALPB debaterá a violência, suas causas, consequências e soluções

Posted on

A Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente em conjunto com a Comissão de Administração, Serviço Público e Segurança da Assembleia Legislativa promoverá uma Audiência Pública, no dia 09 de junho, com o objetivo de debater “A violência, suas causas, consequências e possíveis soluções”. A audiência, que contará com a participação do Desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Siro Darlan de Oliveira, acontecerá no Auditório da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cajazeiras – FAFIC, a partir das 9h.

A violência, destaca o deputado estadual e presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, Jeová Campos, acontece desde o início dos tempos, porém suas formas foram evoluindo, se aprimorando e se diversificando. “As causas da violência são associadas, em parte, a problemas sociais como miséria, fome, desemprego. Mas, nem todos os tipos de criminalidade derivam das condições econômicas”, afirma o parlamentar. Ele lembra que seu gabinete recebeu inúmeras reivindicações da sociedade civil sertaneja, solicitando o apoio para promoção de um debate para tratar deste tema. “De fato, esse é um assunto que precisa ser aprofundado, por isso entendo que é necessário que a ALPB enfrente a discussão deste tema”, afirma Jeová.

Foram convidados para participar da audiência o Secretário de Segurança Pública da Paraíba, o Comandante-Geral da Policia Militar da Paraíba, o Presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, o Procurador-Geral de Justiça, os Juízes e Promotores que atuam nas comarcas do alto sertão paraibano, os Presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional da Paraíba e Subsecção de Cajazeiras, respectivamente, o Comandante do 6º Batalhão da Policia Militar da Paraíba, o Comandante Regional da Policia Militar sediado em Patos, o Delegado-chefe da Delegacia da Policia Federal em Patos, todos os prefeitos e vereadores que integram a AMASP e AVASP, além de representantes da sociedade civil organizada, a exemplo do Bispo da Diocese de Cajazeiras, os representantes das demais religiões, entre outras autoridades.

Centro legislativo administrativo vai atender melhor tanto aos servidores da Casa, quanto à população afirma deputado

Posted on

“O deputado Gervásio Maia Filho está tendo a coragem de tomar medidas que há muito tempo eram reclamadas e pretendidas pelo conjunto dos servidores da ALPB e pelas pessoas que precisam ser atendidas na Casa. Essa centralização das atividades da Assembleia no prédio do antigo Paraíba Palace Hotel é uma iniciativa louvável e que deve ser reconhecida pela sociedade paraibana sob vários aspectos”, afirmou o deputado Jeová Campos, logo após chegar da solenidade de assinatura do contrato de locação do imóvel onde vai funcionar o Centro Administrativo da ALPB, na manhã desta terça-feira (30).

O parlamentar referiu-se, especificamente, a decisão de concentrar todos os serviços da ALPB, em um único espaço. “Essa é uma conquista não apenas na redução de despesas, mas, também na funcionalidade da Casa, porque a partir do momento em que todos os departamentos estejam integrados, os serviços serão agilizados. Essa centralização terá uma eficácia profunda”, destacou Jeová, além de valorizar o Centro de João Pessoa. “É no Centro Histórico que está a história da Paraíba e temos que valorizá-la. Esse prédio onde vai funcionar o Centro Administra é uma riqueza arquitetônica de João Pessoa e que agora voltará a ser referência como em tempos de outrora”, reiterou Jeová.

Presidente da Asplan se emociona ao receber o título de Cidadania Paraibana

Posted on

O pernambucano Murilo Correia Paraíso, presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), não conteve a emoção e às lágrimas enquanto agradecia a iniciativa do deputado, Tovar Correia Lima, aprovada por unanimidade pelos parlamentares estaduais, de outorga-lhe o Título de Cidadão Paraibano. “Já me sentia cidadão paraibano, mas, agora, com esse título, sou de sentimento e de direito filho desta terra que me acolheu com tanto carinho há 40 anos”, disse Murilo. A solenidade de entrega do Título aconteceu nesta quinta-feira (25), à noite, no auditório da Associação, em João Pessoa, e foi bastante prestigiada.

O presidente da ALPB, Gervásio Maia Filho participou da cerimônia, mas, cedeu a presidência dos trabalhos ao autor da propositura que, na ocasião, foi secretariado pelo deputado Branco Mendes. O Projeto de Lei de Nº 1.147/2016 foi aprovado em dezembro do ano passado, mas, a cerimônia de entrega só ocorreu ontem, a pedido do agraciado, em função de seu desejo de coincidir a data com a comemoração dos 60 anos da Asplan, também festejado no mesmo dia.

Em seu discurso, o deputado Tovar Correia Lima fez um breve histórico da vida do homenageado, associando-o às atividades desenvolvidas por ele, na Paraíba, tanto como engenheiro civil, como produtor canavieiro e presidente da Asplan. “Murilo já adotou e foi adotado pela Paraíba, onde mora desde 1977, e ao longo deste período prestou relevantes serviços ao nosso Estado, primeiro como empresário na área de Engenharia Civil, por causa de sua formação profissional, depois no setor agrícola, mais especificamente da cana-de-açúcar, dando importante contribuição para a economia local, através da geração de emprego e renda, de forma que é merecedor dessa homenagem e reconhecimento”, disse o deputado Tovar Correia Lima, enfatizando que tem muito critério ao conceder títulos, e que só o faz quando o homenageado está à altura de ser agraciado. “Até hoje só concedi dois títulos, um foi de Murilo”, disse ele.

O homenageado, que é natural de Recife (PE), visivelmente emocionado e com voz embargada, reiterou seu amor pelo estado que adotou, fez uma breve retrospectiva de sua trajetória e reiterou que independente do título já se sentia, de fato, um cidadão paraibano. “Moro aqui há 40 anos, adotei no meu coração e fui adotado por essa cidade, escolhi a capital paraibana para formar e viver com minha família e foi na Paraíba que consolidei os meus negócios, tanto na área de construção civil, quanto na agricultura, de forma que fiquei muito feliz e honrado com essa homenagem que vai formalizar um sentimento que eu já nutria há muito tempo. Costumo dizer que tenho dupla cidadania, uma de Recife, cidade que eu nasci e também amo, e outra é a Paraíba, que adotei e que me acolheu tão bem”, disse Murilo que estava acompanhado da esposa, Célia, filhos e neto.

O presidente da ALPB, Gervásio Maia Filho, também enalteceu a relação de Murilo com a Paraíba, lembrando dos tempos em que ainda era estudante e frequentava a casa do homenageado para estudar com sua colega de escola, filha dele. “A vida é um sucessão de acontecimentos mesmo. Lembro, na minha época de colégio, das conversas em torno de investimentos na Paraíba, do amor  e admiração pelo estado que tinha sido adotado e agora, me vejo aqui, presidente do Poder Legislativo participando de uma solenidade de entrega de um título a um cidadão que é muito merecedor desta honraria, pois, contribuiu e ainda contribui, agora também através de seu trabalho na Asplan, com o desenvolvimento de nosso estado. Eu estou muito feliz de estar aqui”, disse Gervasinho.

Sessão solene

Após a entrega do título, seguiu-se uma sessão solene da ALPB em homenagem aos 60 anos de atividades da Asplan, comemorados neste dia 25 de maio. O deputado estadual, Branco Mendes, e o deputado federal, André Gomes, discursaram, na ocasião, e enalteceram o trabalho da Asplan, a importância da entidade para a Paraíba e da cultura canavieira, destacando-a como o principal sustentáculo econômico e social da região. “Cada paraibano deve ter uma dose de sacarose  correndo nas veias, isto porque, a cultura faz parte de nossa história, de nosso presente e, certamente, de nosso futuro, porque a Cana-de-açúcar foi ontem, é hoje e será amanhã, o principal sustentáculo econômico no Nordeste e na Paraíba”, disse André Amaral.

O secretário executivo de Agricultura, Rômulo Montenegro, que representou o governador Ricardo Coutinho na solenidade, reiterou o compromisso do governo com o setor e enalteceu a importância da cultura para o desenvolvimento do estado. “Esse é um segmento que dá segurança não apenas à região, mas, a nação, pois é um setor vital para o desenvolvimento do país, para a matriz energética, para a geração de empregos, responsável pela produção de um combustível limpo, pelo açúcar que gera riquezas diversas, é um dos maiores contribuintes de ICMS, enfim, é um setor vital para a economia nacional, regional e local”, destacou o secretário.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), André Carlo Torres enalteceu a fortaleza do homem do campo, enfatizando que “os produtores rurais são verdadeiros heróis da agricultura, porque a atividade requer demais de quem se disponibiliza a viver do que brota da terra”. O presidente da Federação dos Plantadores de Cana (Feplana), Alexandre Lima, destacou alguns diferenciais da atividade e enalteceu o espírito de união que existe na Asplan, como principal alicerce para a entidade representativa dos produtores canavieiro ser tão próspera e equilibrada. “Os desafios são imensos, mas, essa união que existe aqui, na Asplan, acredito ser o alicerce do sucesso de todos vocês que estão de parabéns de chegar aos 60 anos tão altivos e fortes”, disse Alexandre.

Consórcio Unitrans faz integração dos 48 novos cobradores contratados em atendimento ao TAC do MPT

Posted on

As empresas de transporte urbano que integram o consórcio Unitrans realizam, nesta sexta-feira (26a integração dos novos 48 cobradores contratados em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre as empresas de ônibus que atuam na capital com o Ministério do Trabalho da Paraíba (MPT). A integração vai acontecer nos períodos da manhã, no auditório das empresas, em Água Fria, das 8h às 12h, e à tarde, a partir das 14h, na garagem, no interior dos veículos.

De acordo com a gerente de Recursos Humanos da Unitrans, Izabela Maria, a integração vai começar com as boas-vindas e com uma acolhida aos novos colaboradores, abordando a missão e visão das empresas. Depois, o Departamento Pessoal vai tratar das normas, direitos e deveres. Em seguida, o setor de Segurança do Trabalho vai falar sobre a questão dos procedimentos para um trabalho seguro. O setor de tráfego ainda vai falar sobre a realidade do dia a dia da função de cobrador.

À tarde, a integração será prática, com a apresentação do sistema de bilhetagem eletrônica, na parte mais técnica da função de cobrador, a exemplo de como abrir e fechar jornadas e outros assuntos correlatos. Neste momento, a integração se dará no interior dos ônibus, no pátio da empresa, para que os cobradores vejam, na prática, como vão atuar no dia a dia.

 

Nova Resolução do CONTRAN muda exigência de uso de lona em caminhão que transporta cana-de-açúcar

Posted on

Uma nova Resolução do CONTRAN, de nº 664, de 18 de maio de 2017, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (22), que dispõe sobre transporte de carga de cana-de-açúcar mudou algumas regras em relação ao transporte da matéria-prima nas rodovias municipais, estaduais e federais. Pela nova regra, que entra em vigor no próximo dia 1º de Junho, continua obrigatório o lonamento em caminhões que transportem cana picada. Em relação a cana inteira, no entanto, não será mais necessário esse lonamento, apenas valerá o uso obrigatório de amarração de toda a carga, com cordas de um comprimento de entre 1,50 e 3,00 metros. As cordas deverão ter distância máxima entre elas de 1,50m, impedindo o derramamento da carga na via.

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, comemorou a determinação que, segundo ele, atende a questão de aumentar a segurança do transporte e, ao mesmo tempo, não penaliza o produtor que teria que incorporar um gasto altíssimo com esse lonamento da cana. “Recebemos com muito alívio essa decisão do CONTRAN porque o envelopamento de um caminhão recairia na cadeia produtiva como um custo muito alto, além da questão da logística dessa operação, sendo quase impossível cumprir a determinação anterior integralmente”, destacou o presidente da Asplan.

Ainda segundo Murilo Paraíso essa determinação do CONTRAN se deveu, em muito, aos trabalhos das entidades de classe, a exemplo Feplana, Sindalcool e Sindaçúcar-PE, que fizeram chegar as autoridades do órgão argumentos e fatos que comprovavam que a resolução anterior comprometeria seriamente o setor que, atualmente, estima-se ter cerca de 23 mil gaiolas em circulação no país.

Jeová Campos provoca oposição a fazer o embate político com os nomes que o PSB e aliados tem para disputar as eleições de 2018

Posted on

“A oposição anda dizendo, em todo o canto, que nós, do Governo, não temos candidatos para apresentar para disputar as eleições na Paraíba. Esse discurso da oposição se perde no tempo e nos argumentos de excelentes quadros que o PSB e partidos da base têm”, afirmou o deputado estadual Jeová Campos, na manhã desta quarta-feira (25), durante discurso na tribuna da ALPB. Na ocasião, o parlamentar citou bons quadros de outros partidos, a exemplo de Frei Anastácio e Anísio Maia, além de citar nomes do PSB, a exemplo de Estela Bezerra, mas, deu ênfase aos nomes dos secretários estaduais Buba Germano e João Azevedo.

Em relação a Buba, Jeová destacou que quem conviveu na Assembleia, nos últimos dois anos, com o deputado Buba Germano, o conhece e o reconhece como um grande nome. “Líder do Curimataú, um vencedor das eleições que participou, excepcional gestor, que sempre teve suas contas aprovadas pelo TCE, atualmente, secretário estadual e conhecedor como ninguém do domínio do orçamento, que nas duas oportunidades que relatou o orçamento da PB, recebeu a votação unanime deste plenário, que mostram a competência de Buba Germano, que dirigiu a Famup com altivez, buscando caminhos e rumos para os municípios. Isso sem dizer que é um grande quadro, um político nato”, elogiou Jeová.

Na mesma linha de enaltecer virtudes, qualidades e diferenciais, o deputado lembrou do nome de João Azevedo. “Esse grande técnico, que é um craque que joga em várias posições ‘no campo’ da competência, tem todas as condições de disputar as eleições”, disse Jeová, lembrando que quando o secretário vai à Brasília, por exemplo, ele tem reconhecimento pleno, especialmente, na área de recursos hídricos. Ele é, sem dúvida, um nome que merece toda a nossa credibilidade e reconhecimento”, enalteceu Jeová.

Para o parlamentar, além destes grandes quadros, o candidato do governo terá o respaldo de uma administração que projetou à Paraíba para todo o Brasil a partir de um modelo de inclusão, um governo democrático, que tem compromissos fundamentais na sua essência e no seu modo de fazer.

 

60 anos de atividades da Asplan serão comemorados nesta quinta-feira, em João Pessoa, em solenidade festiva

Posted on

A Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) vai comemorar seus sessenta anos de atividades ininterruptas na defesa de seus associados e no apoio a mais importante cultura da região em meio a uma solenidade que acontece, nesta quinta-feira (25), na sede da entidade, em João Pessoa. A comemoração vai incluir o lançamento de um selo comemorativo dos Correios, uma homenagem da Assembleia Legislativa que, na ocasião, vai outorgar o título de Cidadão Paraibano ao engenheiro civil e produtor canavieiro, Murilo Correia Paraíso, atual presidente da entidade, além de outras atividades.

As outras ações comemorativas incluem o lançamento de uma edição especial do jornal Asplanotícias, a apresentação de um documentário institucional, com o resgate histórico da entidade, a inauguração solene dos novos espaços do prédio que passaram por uma profunda e estruturante reforma e ampliação de seus espaços internos, com projeto da arquiteta Sandra Moura.

“Temos muito o que comemorar, pois além de sermos referência enquanto entidade de classe, chegamos aos sessenta anos de existência, de forma equilibrada, sendo respeitado tanto pelo ,mercado, quanto pelos nossos associados e ainda inaugurando as novas instalações, que valorizaram ainda mais o patrimônio da entidade”, destaca o diretor tesoureiro da Associação, Oscar Gouvêa.

O presidente da Asplan, Murilo Paraíso, destaca que o fato da entidade chegar aos 60 anos de forma equilibrada, autossustentável, prestando relevantes serviços aos produtores e como uma das melhores referências do setor,  já seria motivos de sobra para comemorar. “A Asplan tem muito o que festejar neste dia 25, pois é uma entidade séria, que presta relevantes serviços aos seus associados e chega aos 60 anos com uma história de muitos avanços e conquistas, sendo a mais recente delas a revitalização e reforma do prédio sede”, lembra Murilo que, na ocasião, receberá o título de cidadão paraibano, numa propositura do deputado Tovar Correia Lima.

A solenidade festiva acontecerá no auditório e hall da Asplan, localizado no prédio do edifício sede, na Rua Rodrigues de Aquino, no Centro da capital paraibana, a partir das 16h. A Asplan tem, atualmente, cerca de 1.800 associados, entre pequenos, médios e grandes produtores de cana-de-açúcar.

Jeová Campos desafia o deputado Tovar para debater sobre contratação de codificados na Paraíba

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) desafiou hoje (23), o seu colega parlamentar, Tovar Correia Lima (PSDB) a participar de um debate público sobre a contratação de codificados na Paraíba. O desafio foi feito logo após o deputado Tovar reproduzir uma gravação na Tribuna da ALPB, durante a sessão plenária, com uma denúncia sobre codificados.  “Eu estou disposto a fazer esse debate aqui, na ALPB, ou em qualquer outro lugar e vamos pegar os dados, os números, para saber quem implantou essa forma de acesso às funções públicas no estado da Paraíba e quem fez dela sua prática mais constante”, disse Jeová.

Não satisfeito, Jeová foi à Tribuna e elogiou a coragem do parlamentar. “Tovar Correia Lima é mesmo muito corajoso, porque vir aqui, na Tribuna, falar sobre o não cumprimento de norma constitucional, quando se trata de contratação sem concurso, na administração pública, é muita coragem, porque todos sabem que a bandalheira na Paraíba começou em 1990, no governo de saudosa memória, de Ronaldo Cunha Lima, e a prática continuou depois na gestão de Cássio Cunha Lima, um forte aliado de Tovar”, disse Jeová.

Ainda segundo o parlamentar cajazeirense, o rasgamento da Constituição Federal, no tocante a contratação de pessoas para prestação de serviço, sem concurso público, foi prática recorrente nos governos dos Cunha Lima. “Nestes dois governos, a contratação era feita via apadrinhamento político, cujo critério não era a competência profissional, nem o mérito, nem concurso, mas o bolso do paletó, da indicação política/partidária. Isso decidia quem ia ser agraciado com um cargo no governo”, reiterou Jeová, lembrando que, mais de 20 mil pessoas foram contratadas desta forma nestes governos passados. “Além de argumentos, ao se pronunciar sobre qualquer assunto, o parlamentar tem obrigação de rever a história para não incorrer numa injustiça ou em ato falho e também não dar um tiro no pé”, provocou Jeová.