Profissionais da Santa Maria conhecem novas regras do Projeto Operador em Ação

Este ano, o projeto vai premiar os operadores por resultados

individuais e pela participação em treinamentos

 

Hoje (21), parte dos profissionais que atuam na área operacional da empresa de ônibus Santa Maria conheceram as novas regras de reconhecimento e premiação do projeto ‘Operador em Ação’ 2017 que, este ano, vai levar em consideração o desempenho individual de cada profissional no exercício de sua função, além da assiduidade nos treinamentos. A psicóloga da empresa, Tayane Rodrigues, o gerente de tráfego, Rogério Vieira e o supervisor de Tráfego, Valério Gomes apresentaram os detalhes e mudanças do projeto para motoristas, cobradores, despachantes e coordenadores de área da empresa. A mesma apresentação acontecerá na quinta-feira (23) para o restante da equipe. Na ocasião, o Técnico de Formação Profissional do Senat, Estevão Araújo, falou dos cursos disponíveis na instituição e do simulador recém adquirido pelo Sest/Senat de João Pessoa.

O Projeto, que tem como principal objetivo capacitar os operadores através de treinamentos técnicos, operacionais e comportamentais, sofreu alterações que possibilitarão um maior entrosamento da equipe, a exemplo da divisão das turmas, o que vai possibilitar dar mais espaço para ouvir os operadores e suas sugestões de melhorias, além de entender a realidade das áreas especificas. “Desta forma, otimizaremos os debates e a busca de soluções para uma demanda comum de uma determinada região”, explica Tayane Rodrigues,  que junto com o pessoal do tráfego organizou o auditório simulando, com a disposição das cadeiras, o corredor de um ônibus, com direito a uma catraca na entrada e um motorista para conduzir uma viagem imaginária, onde todos buscavam dar o melhor de si como profissional, no exercício de sua função.

Durante as apresentação foi mostrado o novo modelo de premiação que ampliou o leque de reconhecimento pela atuação dos profissionais. Agora, serão quatro as premiações, ao invés de duas. A primeira delas, que é a participação em 100% dos treinamentos, é pré-requisito para participação nas demais 2ª, 3ª e 4ª premiações, que vão levar em consideração o resultado de meta individual alcançada, de melhor resultado de terminal e ainda o melhor operador do ano.  Os prêmios por resultados serão brindes, folgas no Natal ou Ano Novo, valores em dinheiro e ainda pacotes de final de semana em hotéis, com direito a pensão completa e um acompanhante. “Participar de 100% das capacitações continua a ser um requisito básico para o Projeto, e quem faltar só será abonado se estiver de férias ou com atestado de saúde”, lembra Tayane.

O ‘Operador em Ação’  é um projeto de capacitação permanente, que aborda temas ligados ao cotidiano dos operadores. Este ano, os treinamentos acontecerão bimestralmente, nos meses de março, maio, julho, setembro e novembro, totalizando cinco encontros. Além da capacitação e, consequente, ampliação de conhecimentos, o projeto também possibilita um reconhecimento público pela participação e desempenho dos colaboradores tanto que, no final de cada período, quando são encerradas as atividades anuais do projeto, é realizado uma solenidade conjunta para entrega de certificados e brindes. Além da Santa Maria, a Unitrans também desenvolve o projeto.

Postado em: 22/02/2017, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *