Alunos do projeto ‘Alfabetizando com valor’ recebem seus certificados de conclusão de curso

Uma parceria inédita, firmada ano passado, entre a direção da maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, e a Secretaria Municipal de Educação, possibilitou que funcionários da unidade, que integra a rede estadual de saúde, pudessem retomar os estudos e concluírem a alfabetização no próprio ambiente de trabalho.  Na noite desta quinta-feira (22), os nove alunos que conseguiram concluir a primeira etapa do curso do projeto ‘Alfabetizando com valor’ receberam seus certificados e participaram de um jantar comemorativo, na sede do Abanos.

Maria José de Lima, a única das concluintes que não pôde comparecer ao evento por estar doente, vai receber seu certificado de conclusão da terceira série do curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ela já sabia ler, mas tinha muita dificuldade em concluir frases, em escrever corretamente. Casou muito nova, seus pais eram da roça, morava distante da cidade e tudo isso dificultou a continuidade dos estudos. Há mais de 30 anos que ela não sentava em um banco escolar. “Esse projeto foi uma luz para todos nós, nos deu a oportunidade de voltar a estudar e aprender mais. Estou muito feliz em ter concluído o curso e melhor ainda de ter podido fazer isso no meu próprio trabalho”, afirma Maria José.

A psicopedagoga Jussineide Brito, coordenadora e professora do Projeto,  agradeceu o empenho dos alunos e elogiou o interesse deles em concluir os estudos. “Cada um de vocês sabe das dificuldades que é conciliar estudo e trabalho, das escolhas que muitas vezes têm que ser feitas e que nos desviam dos estudos, mas, estou muito feliz em ver que vocês perseveraram e conseguiram. Essa etapa foi vencida que venham as outras porque o aprendizado deve ser contínuo”, disse Jussi. Ela também agradeceu o compromisso da ex-secretária de Educação de Patos, Adalmira Cajuaz, sem a qual o projeto não teria sido viabilizado, assim como a diretora da escola ao qual o projeto da Maternidade estava ligado, Zuila Pereira, além da supervisora da Secretaria de Educação de Patos e também do ‘Alfabetizando com valor’, Edinalva Camboim que estavam presentes ao evento de entrega dos certificados.

O gerente regional do Instituto Gerir, que administra a Maternidade, Eirio Matias, representou a direção da unidade na ocasião e reiterou o orgulho da direção da em ter podido ajudar no desenvolvimento e crescimento dos colaboradores. “Essa foi uma grande oportunidade que demos aos nossos funcionários, pois alfabetizados, eles se tornarão cidadãos mais  consciente dos seus direitos e deveres, poderão desenvolver suas atividades com mais segurança e competência, enfim, exercer a cidadania em sua plenitude. Desde o início, o Gerir abraçou a ideia e estamos muito felizes em ver que esses alunos persistiram e concluíram uma etapa importante de seus estudos”, disse Eirio que foi, inclusive, um dos idealizadores do projeto que deve continuar em 2017. “Vamos avaliar a demanda e a possibilidade de abrir uma nova turma ano que vem”, disse ele.

Além de receberem seus certificados conferidos pela República Federativa do Brasil, fundamentado na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Nº 9394, os alunos Erizonha Bezerra (Auxiliar de Serviço), Maria do Socorro Leite (Auxiliar de Serviço), Maria do Socorro Aires (Auxiliar de Serviço), Jerry Adriano Lira (Porteiro), Luiz Araújo dos Santos (Auxiliar de Serviço), Francisco de Paula Pereira, Maria Francialda de Lira (Auxiliar de Serviço)  e Maria Gorete da Costa (Auxiliar de Serviço) participaram de dinâmicas de grupo. No final um jantar foi servido para comemorar a conquista. Apenas Maria José de Lima não pôde participar da entrega por motivo de doença.

Sobre o Projeto

As aulas do programa de Educação de Jovens e Adultos –EJA começaram em 2015 e aconteceram no auditório do Banco de Leite, que funciona num prédio anexo ao da Maternidade de Patos, de terça a sexta-feira, das 19h as 21h30, numa sala multi seriada. Os recursos didáticos e materiais, o professor e o supervisor foram responsabilidade da Secretaria de Educação de Patos. A maternidade elaborou o projeto, encaminhou-o a Secretaria de Educação, identificou os alunos e disponibilizou o espaço e custeou o lanche dos estudantes, já que eles largavam de seus turnos de trabalho e iam assistir às aulas. Vinte e dois alunos integraram o projeto do EJA da Maternidade. Destes, nove conseguiram concluir a primeira etapa. “Esse quantitativo está dentro das estatísticas do EJA”, finaliza Jussineide.

 

Postado em: 23/12/2016, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *