Audiência pública na ALPB debate problemas com mortes no trânsito e celebra Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes

Mais de 1,25 milhão de pessoas morrem por ano vítimas de acidentes de trânsito, estima a OMS (Organização Mundial de Saúde). O número de feridos varia entre 30 e 50 milhões de pessoas. Brasil, China e Índia respondem por 40% das mortes globais de acidentes devido ao tamanho da população e à taxa de motorização. A taxa do Brasil, desde 2003, subiu de 18,7 para 23,4. O trânsito brasileiro é um dos mais perigosos do mundo, com registro médio de cerca de 50 mil mortes/ano por acidentes automobilísticos. Para debater esse grave problema e celebrar o Dia Mundial em Memória das Vítimas do Trânsito, a Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, presidida pelo deputado Jeová Campos (PSB), promove nesta quinta-feira (24) uma audiência pública que acontece o plenário Deputado José Mariz, a partir das 13h.

“Os acidentes com mortes pegam uma faixa etária delicada da população que estão em sua idade produtiva e para um país que está envelhecendo, isso provoca um impacto muito significativo. Os acidentes interferem no sistema de saúde, na previdência, no trabalho e, principalmente, na vida dos familiares que perdem entes queridos de forma muito trágica e repentina”, afirma Jeová Campos.

O parlamentar lembra que em países com regras e leis mais rígidas, como Reino Unido, Suécia, Holanda, Noruega e Espanha, as mortes anuais por acidentes de trânsito são menores que 4 por 100 mil habitantes. “O Brasil vem implementando ações que contribuem para reduzir esses dados, a exemplo da obrigatoriedade do cinto de segurança, do limite de velocidade em rodovias e também da proibição do álcool ao volante, mas ainda há muito o se que fazer”, destaca Jeová.

Postado em: 23/11/2016, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *