Defesa Civil Nacional tem que fazer uma releitura da situação dos municípios da Paraíba que estão sendo abastecidos com carros-pipa

Apelo foi feito hoje, na ALPB, pelo deputado Jeová Campos. Ele destacou que hoje, a quantidade de carros-pipa não atende às necessidades dos municípios que estão em colapso

 

“A Paraíba tem 225 municípios, dos quais, atualmente, 170 estão em situação de estado de emergência, vários deles em colapso total por falta de água em seus reservatórios, e a demanda de carros-pipa, que nestes locais é a única forma de atender as necessidades básicas da população, é muito superior ao que está sendo destinado. Por isso, se faz necessário e de forma urgente, que a Defesa Civil Nacional faça uma releitura da situação destas localidades, a fim de atender a contento às pessoas no que diz respeito ao abastecimento de água”, afirmou nesta quarta-feira (19), o deputado estadual Jeová Campos.

Segundo Jeová, os recursos que foram liberados deram apenas para contemplar 170 carros pipas. “Essa quantidade é insuficiente. Os municípios estão agonizando e essa situação é muito angustiante. A realidade hoje é que municípios que precisariam receber, no mínimo, de cinco a seis carros-pipa estão recebendo apenas um e isso é completamente insustentável e inaceitável do ponto de vista da realidade e da crise hídrica que estamos vivendo”, denunciou Jeová.

O parlamentar disse ainda acreditar que os burocratas da Defesa Civil Nacional que não sabem onde fica o Nordeste. “Eles não conhecem o Nordeste, não sabem o que vive hoje os nordestinos, principalmente, àqueles que habitam o Nordeste setentrional, no chamado polígono da seca. O que estamos falando aqui é de vidas, de algo essencial ao ser humano que é água”, lembrou Jeová.

O deputado sugeriu que a Defesa Civil Nacional faça uma releitura sobre a situação crítica do estado da Paraíba, de cada município e, imediatamente, faça um replanejamento sobre a quantidade dos carros-pipa. “Se não quiser mandar os recursos diretamente para o Estados, mande os recursos para o Exército ou para outro órgão que o governo entenda ser competente para gerir essa questão. O que estamos querendo é que os carros-pipa cheguem para socorrer as pessoas. Não importa quem mande, masque cheguem”, destacou Jeová.

Segundo o deputado, em São José de Piranhas, sua terra natal, o prefeito instalou 15 chafarizes, mas precisa de água para esses reservatórios. “Precisaríamos de pelo menos, 15 carros-pipa, hoje temos apenas um”, afirmou ele, lembrando que daqui até o mês de fevereiro, março a situação se agravará. Esse período é o que se registra maior índice de insolação e evaporação da água, e muitos outros municípios entrarão em colapso. Algo tem que ser feito imediatamente, urgentemente. Estamos falando em sobrevivência de milhares de pessoas”, finalizou Jeová, que solicitou ao presidente da Frente Parlamentar da Água da ALPB, deputado Renato Gadelha, que encaminhe ofício a Defesa Civil Nacional, solicitando essa releitura da situação dos municípios e, consequentemente, da quantidade de carros-pipas destinados à Paraíba.

Postado em: 19/10/2016, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *