Alunos de Mamanguape têm aula prática sobre insumos biológicos na Estação de Camaratuba

Cerca de 60 alunos do curso técnico de agronegócio da escola técnica João da Mata Cavalcanti de Albuquerque – unidade de Mamanguape viveram uma experiência diferente, com uma aula prática na Estação Experimental de Camaratuba. Na ocasião, eles visitaram os laboratórios de produção de cotesia flavipes e do fungo metarhizium anisopliae e conheceram a produção dos insumos biológicos. As visitas aconteceram em dois momentos, com duas turmas de 30 alunos cada, no mês de agosto. A Estação Experimental de Camaratuba é mantida pela Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan).

Os estudantes foram acompanhados pelo supervisor administrativo dos laboratórios, Roberto Balbino e puderam conhecer a produção, levantamento e liberação dos insumos biológicos produzidos nos laboratórios da Estação. “Essas visitas de estudantes, de vários instituições e cursos ligados ao agronegócio, são comuns na Estação  e são enriquecedoras para o currículo, já que lá, eles têm a oportunidade de ver a teoria e a prática da produção de insumos biológicos num mesmo ambiente”, explica o Engenheiro Agrônomo e coordenador do Departamento Técnico (DETEC) da Asplan e da Estação, Vamberto Rocha que, na ocasião, falou também sobre a importância da cana-de-açúcar para a Paraíba e o compromisso da Asplan com o meio ambiente.

Os laboratórios da Estação produzem em larga escala a Cotesia flavipes (Vespas) e o Metarhizium anisopliae (Fungos), e é uma referência no Nordeste na produção destes controladores biológicos  de pragas dos canaviais, tais como a broca-comum (Diatraea spp.) e a cigarrinha da Folha(Mahanarva posticata). A produção da Estação é distribuída gratuitamente para os associados da Asplan e também é vendida a preços acessíveis. A escola ou instituição que quiser agendar uma visita à Estação, basta enviar um oficio para a presidência da Asplan ou para o DETEC da entidade. Maiores informações pelo fone 3241-6424.

Postado em: 31/08/2016, Por : News Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *