Month: abril 2016

Melhoramento genético e cana transgênica serão temas de palestra técnica na Asplan

Posted on

Evento acontece no próximo dia 20 de abril, no auditório da Asplan,

em João Pessoa, com entrada franca para associados e público interessado

 

O que há de novidade no processo de melhoramento genético e quais as vantagens da cana-de-açúcar transgênica serão os focos de uma palestra técnica que acontecerá na próxima quarta-feira (20), a partir das 9h, no auditório da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). A palestra denominada “Melhoramento genético e cana transgênica: da pesquisa ao campo” é promovida pelo Departamento Técnico da Associação (DETEC) e direcionado, prioritariamente, aos produtores canavieiros e representantes das indústrias sucroalcooleiras do Estado, mas é aberto ao público interessado. O palestrante será o Professor Doutor Tercilio Calsa Júnior, do Departamento de Genética da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Segundo o engenheiro agrônomo da Asplan e coordenador do DETEC, Vamberto Rocha, a palestra está inserida nas atividades que acontecem periodicamente na Asplan e tem o objetivo de levar informações concretas de como se encontra o andamento com relação aos estudos sobre a cana transgênica junto às instituições de pesquisa.

 

Para o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, a palestra será uma oportunidade para que os produtores tenham conhecimento sobre a existência da cana transgênica. “Sobre esses assuntos ainda pairam muitas dúvidas e até certo desconhecimento, de forma que esse evento tem tudo para tirar as dúvidas sobre o tema, contribuir no aperfeiçoamento da cultura e, consequentemente, numa melhor produtividade”, afirma Murilo, convidando os associados a prestigiarem o encontro.

Deputado Jeová Campos parabeniza candidato Luiz Júnior e diz que ele é o melhor nome para ocupar reitoria da UFPB

Posted on

Jeová, que é professor licenciado do curso de Direito, do Campus III, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG),torce pela vitória do candidato de oposição

 

O segundo turno para a escolha do novo reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que acontece no próximo dia 27, promete ser bem disputado. A atual reitora Margareth Diniz obteve 47,98% dos votos, seguida por Luiz Junior, que alcançou 29,18%. A oposição conseguiu levar a eleição para o segundo turno, porque a atual reitora não conseguiu atingir o número suficiente de votos para vencer a disputa no primeiro turno. Os outros dois candidatos, Zé Neto e Valdiney Gouveia obtiveram, respectivamente, 14,22% e 8,63% dos votos válidos e serão peças importantes para vitória no próximo pleito.

Para o deputado, professor e advogado Jeová Campos, o professor doutor Luiz Júnior é, sem dúvida, o mais qualificado da disputa. “Vou torcer e ajudar Luiz Júnior porque ele é quem tem as melhores propostas, é da universidade, foi do movimento estudantil,  tem uma ampla compreensão da importância da UFPB na sociedade e, sobretudo,  tem uma grande visão humanista, que o diferencia de forma muito positiva”, destacou Jeová.

O desafio agora, segundo Jeová, é unir a oposição em torno do nome de Luiz e vencer os desafios uma disputa desigual. “A atual reitora conta com todo o aparato de quem já está com o poder e Luiz tem a desvantagem da estrutura operacional, mas, em compensação tem a melhor proposta de gestão e acredito que a comunidade acadêmica vai saber discernir entre as duas propostas e optar pelo melhor modelo de gestão que, sem dúvida, é o apresentado pela candidatura de Luiz Júnior”, finaliza Jeová.

Iniciativa do deputado Jeová Campos homenageia atores paraibanos que atuam na novela ‘Velho Chico’

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos protocolou nesta quarta-feira (13) um pedido deMoção de Aplauso aos atores paraibanos Marcélia de Souza Cartaxo, Maria do Carmo Furtado Moreira, Ubiratan Pinheiro de Assis, Zezita Matos, Verônica Cavalcanti, José Dumont, Lucy Alves, Luci Pereira, Fernando Teixeira, Dadá Venceslau, Vó Mera e Lucas Veloso. A iniciativa valoriza o talento e enaltece a escolha destes atores que integram o elenco da novela “Velho Chico”, que está sendo exibida pela Rede Globo de Televisão.

A novela “Velho Chico”, de autoria de Benedito Ruy Barbosa, com direção de Luiz Fernando Carvalho, aborda a questão da transposição do Rio São Francisco, do  coronelismo no Nordeste, a luta pela terra, a vida dos ribeirinhos, etc. “É um enredo que fala de nossa gente, da luta do povo nordestino para sobreviver, de tradições e costumes e de situações que, infelizmente, ainda existem como a rivalidade entre famílias”, afirma Jeová. Para o parlamentar, a escolha de atores paraibanos para a trama reforça que temos muitos talentos e a Moção de Aplauso é um reconhecimento do Poder Legislativo Paraibano a esses grandes atores e artistas.

Na justificativa da proposta, que deverá ser apreciada em plenário nos próximos dias, Jeová detalha a atuação de cada homenageado, com um resumo da carreira artística de cada um deles, incluindo, os prêmios que receberam por suas atuações na TV, Teatro e Cinema. “É também uma forma de divulgar a carreira destes atores que muitos paraibanos, infelizmente, ainda desconhecem”, destaca Jeová.

 

Deputado Jeová Campos enaltece importância e conteúdo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Posted on

Parlamentar protocolou, nesta terça-feira (13), requerimento solicitando que matéria veiculada na edição Nº 905 da Gazeta seja consignada na Ata dos trabalhos da ALPB

 

“O Jornal do Alto Piranhas foi uma ideia inspiradora do professor José Antônio, que além de ser um grande historiador, resolveu fazer um jornal que presta relevantes serviços à Cajazeiras, com periodicidade semanal e conteúdo sempre interessante, e essa edição que destaca a importância e os 65 anos de fundação do colégio Dom Moisés Coelho é um texto que me toca e está primorosa e deve constar nos anais desta Casa”, discursou o deputado Jeová Campos, no pequeno expediente, nessa quarta-feira (13). A matéria a que o deputado se referiu foi veiculada na edição Nº 905, da semana de 08 a 14 der abril. O jornal foi fundado em 1º de janeiro de 1999 e integra o Sistema Alto Piranhas de Comunicação.

Em sua fala o parlamentar lembrou que o colégio  Dom Moisés Coelho tem uma marca, que é o compromisso com a qualidade do ensino e sempre foi referência na construção da cidadania. “Eu posso dizer que esse colégio é uma das referências da nobreza, do compromisso dos servidores públicos do estado da Paraíba com a educação de Cajazeiras”, destacou Jeová, lembrando que por essa escola passaram grades educadores, a exemplo de Angelina Tavares, Elinalva Claudino e o professor Rizomar.

Jeová lembrou ainda que Dom Moisés, que deu nome à unidade educacional, foi bispo de Cajazeiras e que a Diocese da cidade sempre teve um compromisso muito grande com a Educação. “Não é à toa que Cajazeiras, que é uma cidade que tem 60 mil habitantes, tem oito mil vagas de ensino superior e é uma das maiores proporções entre população e vaga em ensino superior do país”, afirmou o parlamentar. Jeová encerrou o discurso lembrando que o enfrentamento da pobreza só pode ser feito a partir da produção de conhecimento. “O conhecimento produz riqueza e a riqueza combate à pobreza”, filosofou Jeová.

Deputado cobra rotatória e outras intervenções que podem evitar acidentes recorrentes e com vítimas fatais na entrada de Cajazeiras

Posted on

Desde o ano passado, o deputado Jeová Campos pede uma solução do DNIT.

Nesta terça-feira, outro acidente no local registrou mais uma vítima fatal

 

“Na noite desta terça-feira (12), mais uma pessoa perdeu a vida em função de um acidente na entrada de Cajazeiras e até quando vamos esperar a próxima morte para que o DNIT faça uma rotatória no entorno da entrada da cidade, na BR 230”, questionou o deputado estadual Jeová Campos, na manhã desta quarta-feira (13), da tribuna da ALPB.

Segundo o parlamentar, desde o ano passado que ele cobra providências do DNIT, no sentido de construir uma rotatória para dar maior segurança aos condutores de veículos naquela localidade. O ofício datado de 23 de fevereiro de 2015 solicitava ao DNIT providências no sentido de determinar a construção de giradouros na BR 230, mais especificamente nas duas entradas da cidade de Cajazeiras, sendo uma próxima ao Estádio Perpetão e outra nas proximidades do Posto Fiscal Nilson Lopes, em razão dos constantes acidentes ocorridos nestas duas localidades com vítima fatais.

Jeová lembrou que intervenção semelhante foi feita nas proximidades de uma revenda de automóvel e com isso foi reduzido os acidentes naquela localidade. “É uma obra simples, de baixo custo e que tem uma importância muito grande para a segurança das pessoas”, afirma o deputado que solicitou ainda do DNIT a instalação de uma lombada eletrônica na BR 230 nas proximidades da Faculdade Santa Maria, em face do grande fluxo de veículos que transitam naquela localidade, a baixa visibilidade do local, o que torna a via insegura.

No mesmo ofício, o deputado solicitou a construção de um giradouro na BR 230, mais especificamente no entroncamento com a rodovia estadual PB 420, que dá acesso à cidade de Cachoeira dos Índios, a fim de melhorar a segurança dos motoristas e usuários da rodovia.

Jeová Campos faz discurso na ALPB elogiando atitude do governador de destinar terras das Várzeas de Sousa para pequenos agricultores

Posted on

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) enalteceu, durante discurso na ALPB, a iniciativa do governador Ricardo Coutinho que, através do Projeto de Lei Ordinária 782/2016, propõe a concessão de direito real de uso sobre terras públicas ao Incra, referente ao perímetro irrigado V0árzeas de Sousa (pivas), para posterior doação dessas terras a 241 famílias de pequenos agricultores. O PLO foi aprovado, por unanimidade, pelos deputados durante a sessão desta terça-feira (12).  Para o deputado, a atitude do governador merece destaque, visto que ela possibilitará o resgate da proposta inicial do projeto que é estimular a agricultura familiar, além de reparar uma injustiça de mais de 15 anos.

“Desde 2007, que eu denuncio  irregularidades cometidas no projeto e quero aqui fazer um reconhecimento público da atitude do governador do estado que fará o repatriamento das terras daquela região, levando em consideração o interesse público ao entregar os lotes para produção de alimentos, beneficiando essas famílias que esperaram tanto tempo para poder produzir.  Essa atitude do governador é merecedora de elogios, pois vai desenvolver a região e possibilitar que a população local, que hoje compra suas hortaliças em outras localidades, possam muito bem plantá-las e colhe-las lá mesmo”, disse o deputado na tribuna.

O parlamentar criticou ainda a atuação da empresa Santana, que se instalou nas Várzeas de Sousa e que permanece até hoje, utilizando a irrigação de São Gonçalo, apenas para plantar capim e sorgo. “É preciso dar um basta nesta situação. Não podemos mais permitir que a Santana continue irrigando capim, em detrimento dos pequenos agricultores locais”, disse o deputado, lembrando que serão doados ao agricultores 838 hectares de terra, de uma área total do projeto  de 6.635 hectares. “Há muita terra e é preciso ocupá-las com produção de alimentos que possa abastecer os mercados de Sousa e região. Essa iniciativa do governador Ricardo Coutinho já é uma avanço neste sentido”, disse Jeová. Outros deputados, a exemplo de Frei Anastácio, também elogiaram o PL 782.

 

Jeová Campos acusa Michel Temer de ser o autor intelectual do golpe e diz que ele não tem condição política, nem moral de assumir a presidência

Posted on

Para o parlamentar, o vice-presidente Michel Temer, não agiu como estadista, nem respeitou o estado democrático de direito ao se pronunciar como se já fosse presidente da república

 

“Nós não estamos tratando de um simples fato político, nós estamos diante de um verdadeiro golpe contra as instituições democráticas neste país”, disse na manhã desta terça-feira (12), o deputado estadual Jeová Campos (PSB). O parlamentar referia-se ao pronunciamento do vice-presidente da república, Michel Temer, que se antecipou aos fatos e se comportou como se já estivesse no exercício do cargo de mandatário maior do país, as fazer um pronunciamento à Nação.

Segundo Jeová, Michel Temer desrespeitou o povo brasileiro, porque não teve um mínimo de comportamento de estadista. “Como é que ele faz um pronunciamento desta natureza, rasgando todos os fundamentos da democracia. O estado democrático de direito não pode, de forma alguma, aceitar a posição de vossa excelência de falar para o país como se presidente fosse. Ai vou ter que parafrasear o ex-presidente Lula. Para pedir votos, vá para a rua. Seja candidato. Não seja ardil, autor intelectual e o organizador deste golpe. Eu estou surpreso, não esperava isso. Eu sabia que ele de fato estava trapaceando, mas não sabia que ele tivesse tanto descaramento, que a alma dele fosse tão lamentavelmente tocada pela maldade”, destacou Jeová.

“Vamos trabalhar uma hipótese que eu não acredito e estou lutando para que ela não se realize, que é a Câmara dos Deputados aceitar a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma, que não vai passar porque não existe fato jurídico que o justifique, porque não há fato jurídico que o sustente, não há prática de crime. Como entender que um vice-presidente, que foi eleito na chapa com Dilma, faz um pronunciamento à Nação como se de fato ele já fosse o presidente. Como justificar um fato deste?”, questionou Jeová.

O deputado, que também é advogado, lembrou que mesmo se a Câmara dos Deputados aprovar a abertura do processo de impeachment é preciso respeitar um prazo de 180 dias para poder ser processado pelo Senado, que é quem tem o juízo final sobre a matéria. “Como é que Temer já faz um pronunciamento falando como presidente sabendo deste rito?”, denunciou o parlamentar.

Em tom irônico, Jeová questionou por quais razões e por quais fundamentos, Temer se reporta a nação brasileira como se ele já estivesse no exercício do cargo de presidente da república. “Ai está mais do que materializada a organização criminosa que quer resultar neste golpe contra o povo brasileiro. Quem tem compromisso com a democracia tem que ir para as ruas barrar esse golpe imoral e irresponsável”, afirmou o parlamentar, sugerindo que Temer renuncie a vice-presidência. “É o melhor que você pode fazer a nação brasileira porque você não tem mais condições políticas, nem tão pouco morais para ser presidente do Brasil”, finalizou Jeová.

 

Jeová Campos desafia oposição a apresentar propostas, diz que PSB está errado em apoiar o impeachment e pede cadeia para Eduardo Cunha

Posted on

Em discurso bastante inflamado na tribuna da ALPB, nesta terça-feira (12), o deputado estadual Jeová Campos (PSB) desafiou a oposição a apresentar propostas para que o Brasil saia da crise, disse que não foi consultado pelo PSB sobre a retirada do apoio à presidenta Dilma, e que se fosse teria sido contrário a decisão, e finalizou seu discurso pedindo cadeia para o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a quem denominou de ‘chefe da gang’ de políticos corruptos.

“Quais são as ideias da oposição que fundamentam a construção de uma nova política econômica, que consigam acabar com a roubalheira e com a safadeza na política e recolocar o Brasil em situação melhor? Eu quero que a oposição nos ajude. Me convença.  Me dê apenas três ideias, três propostas para o país, nós estamos precisando fazer um debate de conteúdo e não ficar nesse ramezinho que não vai nos levar a lugar nenhum”, destacou o deputado.

Em relação à retirada do apoio do PSB ao governo da presidenta Dilma, Jeová lembrou que o partido não levou em consideração uma questão crucial: a de que esse processo é imoral e não tem base legal e tomou uma decisão equivocada. “O PSB está errado, porque esse processo contém desvio de finalidade, é ilegal, ilegítimo e imoral. Esse processo é todo eivado de vícios, vícios políticos, morais e legais. Eu não fui consultado sobre essa posição do PSB e se fosse eu teria me colocado contrário a essa decisão”, disse Jeová.

O deputado lembrou ainda que quando o Sr. Eduardo Cunha recebeu esse processo contra a presidente Dilma o faz baseado no sentimento de vingança, de rancor pessoal e jamais em defesa do país. “Afirmo isso porque no conselho de ética o PT e os deputados não aceitaram fazer um acordo espúrio e imoral para proteger o Sr. Cunha para salvá-lo das safadezas que ele faz nesse país. Foi isso que o motivou e enquanto ele retarda o processo de impeachment dele, o da presidenta Dilma anda a passos largos, vai ser feito de forma meteórica, com a rapidez igual à velocidade da luz”, destacou Jeová, que ainda acusou o PMDB de estar atolado até o pescoço com o líder dessa gang.

“O Sr. Eduardo Cunha, não tem moral nenhuma, ele é o líder da gang e quero pedir cadeia para ele. Cunha merece ir para a cadeia porque é o grande responsável pelas safadezas na política nacional. O lugar dele é na cadeia porque ladrão não é para estar solto no meio do povo”, disse Jeová, deixando uma pergunta sem resposta: Por que esse conselho de ética não pune logo Eduardo Cunha?

II Fórum da Energia Solar e a II Conferência Regional da Sustentabilidade Ambiental- ESSA 2016 será realizado em Pombal

Posted on

O superintendente da SUDENE, João Paulo e o deputado estadual, Jeová Campos, participarão do evento, na condição de expositor e debatedor, respectivamente.

 

A cidade de Pombal (PB) vai sediar nos dias 18, 19 e 20 de abril, simultaneamente, o II Fórum da Energia Solar e a II Conferência Regional da Sustentabilidade Ambiental- ESSA 2016. A proposta é formular políticas públicas para continuar avançando com novas reflexões e proposituras sobre a atual conjuntura de escassez hídrica e limitações da atual matriz energética brasileira. Durante o evento, que acontece no CCTA, da UFCG, serão debatidos quatro eixos temáticos: Energia Renovável, Segurança Alimentar, Água e Sustentabilidade.

O público alvo do evento membros de instituições de ensino e pesquisa, de instituições públicas e privadas, ONGs,  empresários, órgãos de fomento, políticos, além de dirigentes, docentes e estudantes de ensino municipal, estadual e federal.No final do evento, será elaborada a Carta de Pombal, com as sugestões e deliberações advindas dos debates.

As discussões dos quatro  eixos temáticos terão como ênfase na parte de Energia Renovável, a questão da energia solar, no que diz respeito a Segurança Alimentar, a ênfase recairá sobre Agricultura Familiar, enquanto que no momento que se debaterá o tema Água, o foco será os experimentos do semiárido. Quando o debate recair sobre sustentabilidade, se trabalhará em cima dos sistemas de indicadores.

A programação do dia 18, inclui uma apresentação cultural às 8h, seguida da solenidade de abertura, e depois coma conferência de abertura “O potencial do Semiárido para geração de energia solar e as informações da COP21”, com o conferencista Ivo Poletto. Ainda pela manhã será realizado o Painel I “Energia solar na matriz energética brasileira”, com o expositor André da Nóbrega, da Annel. Às 14h, haverá a apresentação de trabalhos científicos e as 15h15, o Painel II “desafios e perspectivas para viabilização da energia solar no semiárido”, com o superintendente da SUDENE, João Paulo, na condição de expositor.

No dia 19, a programação começa às 8h com apresentações culturais. Em seguida se debaterá o “Projeto estratégico em energia solar para o semiárido: o relevante apoio financeiro da Misereor”,com o exposior Heitor Scalambrini, da UFPE. As 10h30 está previsto o debate em torno do tema “Impactos sócio-ambientais das grabndes centrais eólicas e solares:a relevância dos sistemas de indicadores de sustentabilidade”. A programação da tarde começa às 14h, com o tema ‘Linhas de financiamento para a energia solar”. Em seguida, se debaterá “Ações para garantir a energia solar no semiárido”. O deputado e presidente da Frente Parlamentar da Água e da Comissão de Desenvolvimento,  Turismo e Meio Ambiente da ALPB, Jeová Campos, será um dos debatedores deste momento.

No último dia, a programação também começa com uma apresentação cultural, às 8h, seguida da exposição de “Experiências exitosas”, de várias instituições. As 10h30, a organização do evento abrirá espaço para a última atividade do evento que será a participação de pessoas que queiram firmar compromisso com o Fórum de forma individual ou institucional. Cada participante terá 10 minutos para se pronunciar.

Rota Premium PB destaca diferenciais do Jaguar XF e das três versões do veículo que tem um estilo próprio e inigualável

Posted on

O XF da Jaguar, best-seller mundial da marca,  que está 28% mais rígido e 190 kg mais leve, graças ao uso de 75% de alumínio em sua estrutura, está disponível em três versões, XF Prestige,  XF Sport e  XF S,com preço inicial de R$ 264,7 mil. Essa super máquina, que agrada públicos de todas as idades, manteve-se fiel à forte herança dos sedãs esportivos da Jaguar, com ainda mais modernidade e diferenciais de luxo, tecnologia, requinte, conforto e segurança.

A versão de entrada do novo XF é a Prestige 2.0 GTDi, que traz de série rodas aro 18″, faróis bixenon e teto solar panorâmico. Internamente, há bancos, portas e painel de instrumentos revestidos em couro, ar condicionado de duas zonas, controle de cruzeiro, navegação GPS, sistema de áudio Meridian, assistente de estacionamento dianteiro e traseiro e câmera de ré. Esse modelo é comercializado a partir de R$ 264.700.

O R-Sport 2.0 GTDi, adiciona aos itens do modelo anterior suspensão reconfigurada e kit que conta com para-choque dianteiro diferenciado e itens de acabamento externo como as saídas de ar com emblema R-Sport, além de aerofólio traseiro e as saias laterais. Na cabine, há opção de bancos revestidos em couro com duas cores, pedaleiras esportivas e o emblema R-Sport impresso no volante e nas soleiras das portas. Essa versão custa a partir de R$ 288.600.  

O S 3.0 V6 Supercharged S é o modelo mais esportivo, tendo como destaque o motor V6 de 3.0 litros e 380 cv de potência. O visual externo possui traseira com design exclusivo, saias laterais com detalhes escurecidos, aerofólio traseiro na cor do carro e pelas rodas de aro 19’’ com pinças de freio vermelhas. No interior, ele traz acabamentos do painel em fibra de carbono, bancos em couro com opção em duas cores, soleiras em metal e pedaleira esportiva. Além da esportividade, agrega ainda o head-up display, assistente de estacionamento 360º, monitor de ponto cego e detector de trânsito em ré, Jaguar Smart Key System e sistema de som Meridian com 11 alto-falantes e 380W. Para ter o XF S na garagem é preciso um investimento de R$ 381.100.

A gerente geral da concessionária, Mônica Paiva,    afirma que o XF tem todos os atributos para ocupar a liderança do segmento. “Ele é um veículo que alia esportividade com conforto, tecnologia, luxo, sofisticação e segurança, mantendo a tradição da Jaguar de disponibilizar carros imponentes, incapazes de passarem desapercebidos”, afirma Mônica, lembrando que o novo XF ficou menor no comprimento e ao mesmo tempo maior entre-eixos (51 mm a mais), totalizando 2,96 metros e disponibilizando maior espaço interno que seu antecessor.